Hist ria de um carmelo
Download
1 / 33

HISTÓRIA DE UM CARMELO - PowerPoint PPT Presentation


  • 63 Views
  • Uploaded on

HISTÓRIA DE UM CARMELO. BENEVIDES – PARÁ - BRASIL. FUNDADORA. Esta fundação esteve a cargo da Madre Joana da Cruz que já tinha sido priora no Carmelo de Fátima em Portugal, durante muitos anos. Madre Joana da Cruz falecida em 1º de Março de 1987.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about ' HISTÓRIA DE UM CARMELO' - norton


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
Hist ria de um carmelo
HISTÓRIA DE UM CARMELO

BENEVIDES – PARÁ - BRASIL


Fundadora
FUNDADORA

  • Esta fundação esteve a cargo da Madre Joana da Cruz que já tinha sido priora no Carmelo de Fátima em Portugal, durante muitos anos.


Madre joana da cruz falecida em 1 de mar o de 1987
Madre Joana da Cruzfalecida em 1º de Março de 1987


No Chokwe – Moçambique – permaneceram durante 13 anos, até que a situação política tornou difícil a sua estadia, depois da Independência de Moçambique em 1975.

As dependências do Carmelo foram requisitadas para moradia de seculares.

Decidiram então aceitar o convite do Arcebispo de Belém – Dom Alberto Gaudêncio Ramos – para uma fundação no Pará - Brasil


De maputo para o brasil
DE MAPUTO PARA O BRASIL até que a situação política tornou difícil a sua estadia, depois da Independência de Moçambique em 1975.

Carmelo no Chokwe

Vista aérea do Carmelo de Benevides- PA


Chegada no brasil
CHEGADA NO BRASIL até que a situação política tornou difícil a sua estadia, depois da Independência de Moçambique em 1975.

  • Partimos em quatro grupos separados. Em maio de 1977 vieram duas para averiguar as condições e procurar onde ficar provisoriamente. Foram recebidas com muito carinho no Carmelo de Santa Teresa, no Rio de Janeiro. Numa segunda etapa partiram para o Carmelo de Fortaleza onde também foram recebidas com muita amizade e generosidade. Chegaram a Belém em Junho de 1977 e por quatro anos viveram no Convento das Irmãs Legionárias de N.Sra. Rainha dos Corações.


Ben o da 1 pedra
BENÇÃO DA 1ª PEDRA até que a situação política tornou difícil a sua estadia, depois da Independência de Moçambique em 1975.

  • Por ocasião da 1ª visita do Santo Padre João Paulo II ao Brasil, foi benta a 1ª Pedra do Carmelo no seminário São Pio X em 8 de julho de 1980.

  • Em 15/10/1981 foi inaugurada uma parte

  • Em 15/10/1982 foi inaugurada a nossa Capela


Irmãs fundadoras: até que a situação política tornou difícil a sua estadia, depois da Independência de Moçambique em 1975.

Madre Joana da Cruz (Priora) (Faleceu em 01/03/1987)

Ir.Maria Amada de S. José (faleceu em 04/08/2005)

Ir.Helena da Virgem Imaculada (faleceu em 11/03/1987)

Ir. Teresa do Menino Jesus (84 anos)

Ir. Maria Gabriela da Mãe de Deus (89 anos)

Madre Maria do Divino Salvador (faleceu em 22/01/1994)

Madre Maria Madalena da Virgem do Carmo (faleceu em 14/02/2008)

Ir. Teresa de Jesus (64 anos)

Ir. Margarida da Virgem e do M. Jesus (66 anos)

Ir. Maria do Carmo da Ssma. Trindade (faleceu em 30/10/2008)

Ir.Maria Amélia de Santa Maria (deixou a Ordem)

Ir. Coleta do Espírito Santo (65 anos)

Ir. Ana Maria de São Bartolomeu (rodeira)


Atualmente
ATUALMENTE até que a situação política tornou difícil a sua estadia, depois da Independência de Moçambique em 1975.

Quando as irmãs estavam ainda hospedadas nas Irmãs Legionárias, receberam uma postulante que não perseverou.

Desde 1981 até o momento muitas foram as que passaram pelo Carmelo, mas por uma razão ou outra não perseveraram. No momento contamos com uma noviça, uma jovem professa e 9 professas solenes.


Irm s do carmelo santa teresinha julho de 2010
IRMÃS DO CARMELO SANTA TERESINHA até que a situação política tornou difícil a sua estadia, depois da Independência de Moçambique em 1975.Julho de 2010

  • Ir.Maria de Cristo Redentor

  • Ir. Coleta do Espírito Santo

  • Ir. Teresa do Menino Jesus

  • Ir. Maria Gabriela

  • Ir. Margarida da Virgem

  • Ir. Teresa de Jesus

  • Ir. Marina do Sag.Coração

  • Ir. Helena da Santa Cruz

  • Ir. Joana Maria de S. José

  • Ir. Elisabete Maria do M.Jesus

  • Ir. Maria Verônica de Jesus


Algumas ocorr ncias importantes
ALGUMAS até que a situação política tornou difícil a sua estadia, depois da Independência de Moçambique em 1975.OCORRÊNCIAS IMPORTANTES

OUTUBRO DE 1981

O Cardeal Gouveia viu atendido seu 2º pedido ao Carmelo de São José em Fátima-Portugal, que prometeu ceder religiosas para a formação do Carmelo na África


17 06 1964
17/06/1964 até que a situação política tornou difícil a sua estadia, depois da Independência de Moçambique em 1975.

  • Chegaram a Guinjá, as primeiras Irmãs. Local que passou a se chamar de Vila Trigo de Morais e em 1970 subiu à categoria de cidade. Atualmente chama-se Chokwé.


03 11 1975
03/11/1975 até que a situação política tornou difícil a sua estadia, depois da Independência de Moçambique em 1975.

  • Carta da Priora do Porto – Madre Maria do Carmo comunicando à Priora do Chokwé, o desejo de D. Alberto Gaudêncio Ramos, Arcebispo Metropolitano de Belém do Pará, Brasil, de fundar um Carmelo na sua Arquidiocese


Janeiro de 1976 a maio de 1977
JANEIRO DE 1976 A MAIO DE 1977 até que a situação política tornou difícil a sua estadia, depois da Independência de Moçambique em 1975.

  • Correspondência entre o Carmelo de Fortaleza (Madre Maria da Paz, irmã de D. Alberto) com o Carmelo do Porto e do Chokwe.


13 04 1977
13/04/1977 até que a situação política tornou difícil a sua estadia, depois da Independência de Moçambique em 1975.

  • Decisão de aceitar a proposta de Dom Alberto e tratar da transferência para o Brasil


15 05 1977
15/05/1977 até que a situação política tornou difícil a sua estadia, depois da Independência de Moçambique em 1975.

  • Viagem das duas primeiras Carmelitas para Belém, via Rio de Janeiro e Fortaleza (Irmã Helena da Virgem Imaculada e Irmã Maria Gabriela da Mãe de Deus).

  • Foram recebidas com muita alegria e amizade pelos dois Carmelos


29 05 1977
29/05/1977 até que a situação política tornou difícil a sua estadia, depois da Independência de Moçambique em 1975.

  • Vêem como viável a hospedagem provisória das Carmelitas no convento das Legionárias de Nossa Senhora Rainha dos Corações, em Belém.


Junho julho de 1977
Junho/julho de 1977 até que a situação política tornou difícil a sua estadia, depois da Independência de Moçambique em 1975.

  • Chegam as irmãs restantes (em número de 12)

  • Foram também recebidas com muito carinho

    nos Carmelos do Rio de Janeiro e Fortaleza


16 07 1977
16/07/1977 até que a situação política tornou difícil a sua estadia, depois da Independência de Moçambique em 1975.

  • Instalação do Carmelo na Arquidiocese.

  • Missa concelebrada no convento das Irmãs Legionárias.

  • Consentimento formal do Arcebispo para instalação provisória do Mosteiro.


22 06 1978
22/06/1978 até que a situação política tornou difícil a sua estadia, depois da Independência de Moçambique em 1975.

  • Rescrito nº 16046/77 da Sagrada Congregação para Religiosos e Institutos Seculares autorizando a transferência definitiva das Carmelitas Descalças de Moçambique para Belém do Pará.

  • Ereção da nova fundação.


08 07 1980
08/07/1980 até que a situação política tornou difícil a sua estadia, depois da Independência de Moçambique em 1975.

  • Bênção da 1ª Pedra pelo Sumo Pontífice João Paulo II, por ocasião de sua Viagem Apostólica ao Brasil, na Capela do Seminário S.Pio X, onde compareceram as irmãs.


Visita do papa jo o paulo ii 08 07 1980
VISITA DO PAPA JOÃO PAULO II – 08/07/1980 até que a situação política tornou difícil a sua estadia, depois da Independência de Moçambique em 1975.


08 07 19801
08/07/1980 até que a situação política tornou difícil a sua estadia, depois da Independência de Moçambique em 1975.

  • Inicio da construção do Mosteiro em Benevides, no terreno doado pelo Sr. José Alexandre, português residente em Benevides.


29 09 1981 01 10 1981 15 10 1981
29/09/1981 – 01/10/1981 – 15/10/1981 até que a situação política tornou difícil a sua estadia, depois da Independência de Moçambique em 1975.

  • Mudança das Irmãs para uma das alas já prontas

  • Missa num local provisório na festa de Santa Teresinha

  • Missa da Inauguração da 1ª Ala do Mosteiro (Solenidade da Santa Madre Teresa de Jesus)

  • Visita dos fiéis às dependências do Carmelo.


1 ala do carmelo 1981
1ª ALA DO CARMELO - 1981 até que a situação política tornou difícil a sua estadia, depois da Independência de Moçambique em 1975.


1982 até que a situação política tornou difícil a sua estadia, depois da Independência de Moçambique em 1975.


1982 até que a situação política tornou difícil a sua estadia, depois da Independência de Moçambique em 1975.


15 10 1982
15/10/1982 até que a situação política tornou difícil a sua estadia, depois da Independência de Moçambique em 1975.

  • Inauguração da Capela do Mosteiro Santa Teresinha de Benevides.

  • Conclusão das obras principais.


Vista parcial do carmelo
Vista Parcial do Carmelo até que a situação política tornou difícil a sua estadia, depois da Independência de Moçambique em 1975.




Alguns dados estat sticos
ALGUNS DADOS ESTATÍSTICOS Consagração do Altar

  • De 1979 a 1989 – Entraram 10 jovens, permaneceram duas;

  • De 1990 a 2000 – Entraram 15 jovens,

    permaneceram duas;

    . De 2001 a 2010 – Entraram 14 jovens,(3 readmissões)

    permanecem 3;

    RESUMINDO: Das 39 que entraram neste período 8 permanecem (duas em outro mosteiro)


No per odo de 1979 a 2010
NO PERÍODO DE 1979 A 2010 Consagração do Altar

  • PEDIRAM PARA SAIR: 20

  • Destas, 3 pediram readmissão. Uma delas pediu novamente para sair; duas foram dispensadas.

  • 3 TRANSFERÊNCIAS

  • 2 Professas solenes pediram exclaustração DISPENSADAS: 09 (duas delas por duas vezes)

  • Uma está de licença (irmã externa)


ad