xxi congresso brasileiro de adolesc ncia
Download
Skip this Video
Download Presentation
XXI CONGRESSO BRASILEIRO DE ADOLESCÊNCIA

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 17

XXI CONGRESSO BRASILEIRO DE ADOLESCÊNCIA - PowerPoint PPT Presentation


  • 56 Views
  • Uploaded on

XXI CONGRESSO BRASILEIRO DE ADOLESCÊNCIA. Um caso de depressão num paciente portador de Síndrome de Down Darlan Corrêa Dias PAOPE-UNIVALE Governador Valadares-MG. Caetano Veloso: “De perto ninguém é normal”. PAOPE.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about ' XXI CONGRESSO BRASILEIRO DE ADOLESCÊNCIA' - noah-dunn


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
xxi congresso brasileiro de adolesc ncia

XXI CONGRESSO BRASILEIRO DE ADOLESCÊNCIA

Um caso de depressão num paciente portador de Síndrome de Down

Darlan Corrêa Dias

PAOPE-UNIVALE

Governador Valadares-MG

slide2

Caetano Veloso:

“De perto ninguém é normal”

paope
PAOPE
  • Fundado em Agosto de 1995 , o PAOPE é o primeiro Pólo desta natureza em Minas Gerais.
  • Temos uma equipe multidisciplinar formada por: Odontólogos, Fonoaudióloga, Assistente Social, Nutricionista, Psicólogo, Terapeuta Ocupacional, Fisioterapeuta, Enfermeira e Médico, além do pessoal de apoio.
caso cl nico apresenta o
Caso ClínicoApresentação
  • Paciente: J.F.J
  • DN:17/03/89 (20/21 anos)
  • Paciente acompanhado em nosso Pólo desde 1995: Diagnóstico de Síndrome de Down em acompanhamento de manutenção e prevenção de cáries.
  • Com visita anual ao médico do Pólo.
anamnese

Pai - 49 a

Mãe - 59 a

Irmão – 23 a

Irmão – 21 a

Paciente – 20 a

Anamnese
hist ria patol gica pregressa
História Patológica Pregressa
  • 4 a - Retirada de Hemangioma Gigante em região escapular direita;
  • 7 a – Amigdalectomia/adenoidectomia;
  • Problemas oftalmológicos - mistagmo e miopia (usa lentes de correção);
  • Função tireoidiana - acompanhamento anual (atualmente normal);
  • Sem antecedentes de cardiopatia congênita.
hist ria da doen a atual
História da Doença Atual
  • Fevereiro de 2010: Mãe procurou nosso ambulatório com queixa de que JFJ “está diferente”;
  • Relaciona a mudança de comportamento com a saída de amiga da escola ( APAE ) que ele tratava como namorada imaginária, no fim de 2009;
slide9
Desde então o paciente vem se portando de maneira diferente. Antes afável e bem humorado tem apresentado péssimo humor e brigado com seus irmãos frequentemente;
  • Está dormindo muito pouco;
  • Passou a ter medo de ficar sozinho;
  • Apresenta solilóquio (conversa sozinho);
  • Crises de choro;
  • Aumento do apetite e aumento do peso.
exame f sico
Exame Físico
  • Peso - 61Kg
  • Altura - 150cm
  • IMC - 27,1
  • PA - 100x 50 mmHg
  • Paciente em bom estado geral, porém entristecido.
  • Restante sem alterações.
discutindo o caso
Discutindo o Caso
  • Hipótese diagnóstica: DEPRESSÃO
  • Síndrome de Down:
    • Doença genética mais estudada na faixa etária da infância e adolescência;
    • Maior causa de Retardo mental desta faixa etária;
    • Co-morbidades: Hipotireoidismo, Cardiopatias Congênitas, Malformações do Tubo Digestivo, Tendência a Litíase Biliar, Leucemias, Luxações Articulares, Problemas Oftalmológicos, Respiração Bucal e Tendência à Obesidade.
slide12
Síndrome de Down do ponto de vista da Saúde Mental:
    • 10 % Crises convulsivas.
    • Podem ter Demências (ligada ao hipotireoidismo ou ao Alzheimer), calcula-se que a predisposição seja o dobro da população geral.
    • 7 % Depressão.

Fontes: Clinicas pediátricas da América do Norte/ National Down Syndrom Congress

slide13
A Depressão na Síndrome de Down:
    • Não esperar apresentação clássica
    • O cuidador pode não valorizar
    • Sintomas sutis:
      • Alterações do humor;
      • Alterações do sono;
      • Perda ou ganho de peso;
      • Falta de interesse em atividades prazerosas;
      • Adnamia;
      • Agressividade;
      • Solilóquio.

Fontes: Clinicas pediátricas da América do Norte/ National Down Syndrom Congress

conduta
Conduta
  • Encaminhado para Psicologia;
  • Encaminhado para nutrição;
  • Solicitado: Hemograma, eletrólitos, perfil de lipídeos, glicemia, hormônios tireoidianos e ecg;
  • Iniciado Imipramina: Inicialmente 75mg/dia, progredindo até 150mg/dia.
evolu o
Evolução
  • Última consulta em agosto 2010:
    • Paciente JFJ com ótima resposta ao tratamento, com melhora do humor, sem crises de choro;

- Perdeu peso - 58Kg;

- Pediu para treinar futebol.

fontes
Fontes
  • Clínicas Pediátricas da América do Norte/A criança com deficiência do desenvolvimento-1993
  • A criança e o adolescente com problemas do desenvolvimento no ambulatório de pediatria-Jornal de Pediatria;sup.70/2003
  • National Donw Syndrom Congress/Conselho Consultivo Profissional/2006
  • DSM-IV-TR
ad