Tratar Plantas
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 49

Tratar Plantas com PLANTAS PowerPoint PPT Presentation


  • 74 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

Tratar Plantas com PLANTAS. André Henriques da Silva [ [email protected] ]. Outubro 2009. Faial | Centro Paroquial de Castelo Branco. Objectivos. Conhecer 3 situações concretas de aplicabilidade das macerações. Identificar os pontos críticos da realização de uma maceração.

Download Presentation

Tratar Plantas com PLANTAS

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


Tratar PlantascomPLANTAS

André Henriques da Silva [ [email protected] ]

Outubro 2009

Faial | Centro Paroquial de Castelo Branco


Objectivos

  • Conhecer 3 situações concretas de aplicabilidade das macerações.

  • Identificar os pontos críticos da realização de uma maceração.

  • Identificar uma estratégia de gestão do coberto vegetal apontando uma razão a favor da sua adopção e uma limitação à sua aplicação prática.


Programa

  • Extractos Vegetais e os Biopesticidas

  • Matérias-Primas e Equipamento

  • Metodologias de Acompanhamento e Controlo

  • Aplicação de Extractos Vegetais

  • Formulações específicas

  • Cobertos Vegetais


Programa

  • Extractos Vegetais e os Biopesticidas

  • Matérias-Primas e Equipamento

  • Metodologias de Acompanhamento e Controlo

  • Aplicação de Extractos Vegetais

  • Formulações específicas

  • Cobertos Vegetais


Extractos Vegetais e os Biopesticidas

  • Origens e Aplicações «

  • Tipos de extracção

    • Tisanas:

      • Infusão

      • Decocção

      • Maceração

        • Em água (a frio)

        • Hidroalcoólica

    • Óleos essenciais:

      • Destilação a vapor

  • Terminologia e Âmbito do Curso

    • Biopesticidas de origem não vegetal

  • Modos de Acção


Aplicações dos Extractos Vegetais

  • Insecticida;

  • Insectifugo;

  • Fungicida;

  • Fungi-estático;

  • Micronutrição;

  • Reforço de defesas naturais;

  • Despoletar de “respostas imunitárias”;

  • ...


Extractos Vegetais e os Biopesticidas

  • Origens e Aplicações

  • Tipos de extracção «

    • Tisanas:

      • Infusão

      • Decocção

      • Maceração

        • Em água (a frio)

        • Hidroalcoólica

    • Óleos essenciais:

      • Destilação a vapor

  • Terminologia e Âmbito do Curso

    • Biopesticidas de origem não vegetal

  • Modos de Acção


Programa

  • Extractos Vegetais e os Biopesticidas

  • Matérias-Primas e Equipamento

  • Metodologias de Acompanhamento e Controlo

  • Aplicação de Extractos Vegetais

  • Formulações específicas

  • Cobertos Vegetais


Matérias-Primas e Equipamento

  • Água, Solução Hidroalcoólica e Óleos Essenciais

    • Origem

    • Controlo de Parâmetros de Qualidade

  • Material Vegetal

    • Tipos

      • Fresco

      • Seco

    • Propagação e Recolha

      • Gestão de Espaços

      • Condições Ideais de Propagação e Recolha

  • Condições e Equipamentos

    • Local

    • Preparação

    • Armazenamento

    • Aplicação

  • Adjuvantes e Complementos


Programa

  • Extractos Vegetais e os Biopesticidas

  • Matérias-Primas e Equipamento

  • Metodologias de Acompanhamento e Controlo

  • Aplicação de Extractos Vegetais

  • Formulações específicas

  • Cobertos Vegetais


Metodologias de Acompanhamento e Controlo

  • Preparação, Acompanhamento e Controlo da Fermentação

  • Interrupção da Fermentação

  • Estabilização Final

  • Desodorizações


Programa

  • Extractos Vegetais e os Biopesticidas

  • Matérias-Primas e Equipamento

  • Metodologias de Acompanhamento e Controlo

  • Aplicação de Extractos Vegetais

  • Formulações específicas

  • Cobertos Vegetais


Aplicação de Extractos Vegetais

  • Água de Pulverização e Dinamização

  • Como e Quando Aplicar Biopesticidas

  • Compatibilidades

  • Macerações Compostas


Programa

  • Extractos Vegetais e os Biopesticidas

  • Matérias-Primas e Equipamento

  • Metodologias de Acompanhamento e Controlo

  • Aplicação de Extractos Vegetais

  • Formulações específicas

  • Cobertos Vegetais


Formulações Específicas

  • Urtiga _ Urtica dioica

  • Cavalinha _ Equisetum arvense

  • Fetos _ Pteridium aquilinum

  • Absinto_ Artemisia absinthium

  • Consolda_ Symphytum officinalis

  • Outras plantas interessantes:

    • AlhoAllium sativum

    • SalgueiroSalix sp.

    • PiretroTanacetum cinerariifolium

    • ArrudaRuta graveolens


Urtiga Urtica dioica


Cavalinha Equisetum arvense


  • Fetos Pteridium aquilinum


Absinto Artemisia absinthium


Consolda Symphytum officinalis


AlhoAllium sativum


SalgueiroSalix sp.


Piretro

Tanacetum cinerariifolium


Arruda Ruta graveolens


CactoOpuntia ficus indica


Feno Grego Trigonella foenum grecum


Lavanda Lavandula officinalis


Salva Salvia officinalis


Cobertos Vegetais

  • Ciclo da cultura

  • Cortes

  • Rolo-faca

  • Escarificação

  • Destruição de coberto vegetal


Cobertos Vegetais

  • Ciclo da cultura «

  • Cortes

  • Rolo-faca

  • Escarificação

  • Destruição de coberto vegetal


Cobertos Vegetais

  • Ciclo da cultura

  • Cortes «

  • Rolo-faca

  • Escarificação

  • Destruição de coberto vegetal


Cobertos Vegetais

  • Ciclo da cultura

  • Cortes

  • Rolo-faca «

  • Escarificação

  • Destruição de coberto vegetal


Cobertos Vegetais

  • Ciclo da cultura

  • Cortes

  • Rolo-faca

  • Escarificação «

  • Destruição de coberto vegetal


Cobertos Vegetais

  • Ciclo da cultura

  • Cortes

  • Rolo-faca

  • Escarificação

  • Destruição de coberto vegetal «


Regulação de Pulverização

  • Volume de Calda vs. Tamanho da Sebe

  • Zonas de pulverização

  • Coalescencia / ponto de gota


Regulação de Pulverização

  • Volume de Calda vs. Tamanho da Sebe «

  • Zonas de pulverização

  • Coalescencia / ponto de gota


Regulação de Pulverização

  • Volume de Calda vs. Tamanho da Sebe

  • Zonas de pulverização «

  • Coalescencia / ponto de gota


Regulação de Pulverização

  • Volume de Calda vs. Tamanho da Sebe

  • Zonas de pulverização

  • Coalescencia / ponto de gota «


Objectivos

  • Conhecer 3 situações concretas de aplicabilidade das macerações.

  • Identificar os pontos críticos da realização de uma maceração.

  • Identificar uma estratégia de gestão do coberto vegetal apontando uma razão a favor da sua adopção e uma limitação à sua aplicação prática.


BOM TRABALHO...em Comunhão com a Natureza!


  • Login