aula 7 denota o e conota o
Download
Skip this Video
Download Presentation
Aula 7. Denotação e Conotação.

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 13

Aula 7. Denotação e Conotação. - PowerPoint PPT Presentation


  • 175 Views
  • Uploaded on

Aula 7. Denotação e Conotação. Ana Paula Freitas. Denotação. Quando a palavra é utilizada com seu sentido comum (o que aparece no dicionário) dizemos que foi empregada denotativamente. Conotação.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about ' Aula 7. Denotação e Conotação.' - nhu


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
denota o
Denotação
  • Quando a palavra é utilizada com seu sentido comum (o que aparece no dicionário) dizemos que foi empregada denotativamente.
conota o
Conotação
  • Percebemos que uma linguagem é conotativa quando apresenta um sentido diferente daquele que lhe é comum. Este recurso é muito explorado na Literatura.
  • Também é empregada em letras de música, anúncios publicitários, conversas do dia-a-dia e ditos populares.
slide4

Assinale Denotação (1) e Conotação (2) para as seguintes características:

  • ( ) significação básica da palavra.
  • ( ) significação figurada da palavra.
  • ( ) sentido dicionarizado.
  • ( ) sentido contextual.
  • ( ) univocidade.
  • ( ) plurivocidade.
  • ( ) função referencial.
  • ( ) funções poética, e emotiva.
slide7

A busca da razão

  • Sofreu muito com a adolescência.
  • Jovem, ainda se queixava.
  • Depois, todos os dias subia numa cadeira, agarrava uma argola presa ao teto e, pendurado, deixava-se ficar.
  • Até à tarde em que se desprendeu esborrachando-se no chão: estava maduro

(COLASANTI, Marina. Contos de amor rasgados. Rio de Janeiro, Rocco, 1986. p. 65.)

  • Que conotações você atribuiria a esse texto?
slide8

“O triste dos casamentos arranjados é que raramente davam alegria às mulheres. Ao passar pelo interior do Ceará, em 1838, o viajante Gardner relatava que poucas vezes homens da classe social mais elevada viviam com as esposas, além de outras informações históricas e antropológicas que registrou.”

(História do amor no Brasil)

slide9

“Sônia Bridi, na minha opinião, tem o melhor texto da televisão brasileira. Quando escreve, ela tem o condão de não explicar o que estamos vendo nas reportagens que faz para a TV Globo, mas de nos ajudar a pensar. Seu texto é elegante, instigante e tem sempre uma surpresa; as palavras vêm precisas, sem rebuscamentos.”

(Histórias de uma repórter brasileira na China)

ditos populares
Ditos populares
  • Agora, Inês é morta.
  • Água mole em pedra dura, tanto bate até que fura.
  • Antes tarde do que nunca.
  • As aparências enganam.
  • Cada macaco no seu galho.
  • Cão que ladra não morde.
  • De grão em grão, a galinha enche o papo.
  • Depois da tormenta, sempre vem a bonança.
  • Devagar se vai longe.
  • É melhor não cutucar a onça com vara curta.
slide11

É melhor prevenir do que remediar.

  • Em boca fechada não entra mosca.
  • Em casa de ferreiro, espeto de pau.
  • Em terra de cego, quem tem um olho é rei.
  • Mais vale um pássaro na mão do que dois voando.
  • Não conte com o ovo na barriga da galinha.
dois rios skank
Dois Rios - Skank
  • O céu está no chãoO céu não cai do altoÉ o claro, é a escuridão
  • O céu que toca o chãoE o céu que vai no altoDois lados deram as mãos
  • Como eu fiz tambémSó pra poder conhecerO que a voz da vida vem dizer
  • Que os braços sentemE os olhos vêemQue os lábios sejamDois rios inteirosSem direção
  • O sol é o pé e a mãoO sol é a mãe e o paiDissolve a escuridão
  • O sol se põe se vaiE após se pôrO sol renasce no Japão
  • Eu vi tambémSó pra poder entenderNa voz a vida ouvi dizer
  • Que os braços sentemE os olhos vêemE os lábios beijamDois rios inteirosSem direção

http://www.youtube.com/watch?v=1LQypDCvMz4

slide13

E o meu lugar é esseAo lado seu, meu corpo inteiroDou o meu lugar pois o seu lugarÉ o meu amor primeiroO dia e a noite as quatro estações

  • Que os braços sentemE os olhos vêemE os lábios SejamDois rios inteirosSem direção
  • O céu está no chãoO céu não cai do altoÉ o claro, é a escuridão
  • O céu que toca o chãoE o céu que vai no altoDois lados deram as mãos
  • Como eu fiz tambémSó pra poder conhecerTudo que a voz da vida vem dizer
  • Que os braços sentemE os olhos vêemE os lábios beijamDois rios inteirosSem direção
  • E o meu lugar é esseAo lado seu, no corpo inteiroDou o meu lugar pois o seu lugarÉ o meu amor primeiroO dia e a noite as quatro estações
  • Que os braços sentemE os olhos vêemQue os lábios sejamDois rios inteirosSem direção
  • Que os braços sentemE os olhos vêemE os lábios beijamDois rios inteirosSem direção
  • Samuel Rosa - Lô Borges - Nando Reis
ad