Eletr nica digital multiplexadores e demultiplexadores l.jpg
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 22

Eletrônica Digital Multiplexadores e Demultiplexadores PowerPoint PPT Presentation


  • 393 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

Eletrônica Digital Multiplexadores e Demultiplexadores. Prof. Wanderley. Introdução. Um multiplexador é um circuito com muitas entradas e apenas uma saída. Aplicando sinais de controle, pode-se dirigir qualquer uma das entradas para a saída.

Download Presentation

Eletrônica Digital Multiplexadores e Demultiplexadores

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


Eletrônica Digital Multiplexadores e Demultiplexadores

Prof. Wanderley


Introdução

  • Um multiplexador é um circuito com muitas entradas e apenas uma saída. Aplicando sinais de controle, pode-se dirigir qualquer uma das entradas para a saída.

  • Um multiplexador pode ser construído usando portas lógicas NOT, AND e OR. A figura 1.1 ilustra o projeto de um multiplexador 2x1 usando essas portas e a figura 1.2 mostra a representação simplificada do multiplexador da figura 1.1:


Introdução

  • Os multiplexadores (mux) podem ser aplicados de duas maneiras distintas:

    • Como seletores de canal;

    • Como geradores de função.


Mux como Seletor de Canal

  • Como seletor de dados: um multiplexador, como já foi dito, é um circuito digital com várias entradas e apenas uma saída. Pode-se através dos bits de endereço, selecionar para a saída, dados provenientes de qualquer uma das entradas.


Mux de 2 Canais por 1 Linha (Mux 2x1)


Mux de 4 Canais por 1 Linha (Mux 4x1)


Mux de 4 Canais por 1 Linha (Mux 4x1)

  • Usando o conceito de árvore de multiplexadores, pode-se fazer um multiplexador 4x1 usando três multiplexadores 2x1, como está ilustrado na figura 1.3.


Mux de 4 Canais por 2 Linhas (Mux 4x2)


Mux 4x1 (74153)


Mux de 16 Canais por 1 Linha a partir de Mux 4x1


Mux como Gerador de Função

  • Como gerador de funções lógicas: o multiplexador também é chamado de circuito lógico universal. A denominação de circuito lógico universal deve-se ao fato de que ele pode ser usado como uma solução de projeto para qualquer tabela verdade, desde que o número de variáveis seja igual ao número de entradas de seleção.


Mux como Gerador de Função

Exemplo: Utilizando um MUXs 4x1, gere a função


Demultiplexadores (Demux)

  • Como seletor de canais: um dado de entrada é dirigido a um canal de saída, o que é a operação inversa à do multiplexador quando ele é usado como seletor de dados.

  • Como decodificador: as entradas de endereço funcionam como o dado binário codificado.


Demux 1x4


Demux 1x4


Memória ROM

  • Essas memórias apresentam como característica principal permitir somente a leitura dos dados nela gravados. Outra característica é que as memórias ROM são circuitos estritamente combinacionais.

  • Dentre as diversas aplicações, destacamos a sua utilização para construir um circuito combinacional qualquer, formar geradores de caracteres e armazenar programas em sistemas digitais.


Memória ROM


Memória ROM


Memória ROM 8x1

Entradas de Endereços

A1 A2 A3 … An

Saída de Leitura

S

ROM


Memória ROM Nxm

Entradas de Endereços

A1 A2 A3 … An

S0

S1

ROM

Nxm

S2

.

.

.

.

.

.

Saídas de Leitura

Sm


Memória ROM como Circuito CombinacionalDecodificador BCD 8421 - Gray

Entradas de Endereços

A B C D

S0

S1

ROM

16x4

Saídas de Leitura

S2

S3


Ampliação da Capacidade de uma ROM Árvore de ROM’s


  • Login