Congresso universidades cnbb bahia
Download
1 / 52

CONGRESSO UNIVERSIDADES CNBB - BAHIA - PowerPoint PPT Presentation


  • 60 Views
  • Uploaded on

CONGRESSO UNIVERSIDADES CNBB - BAHIA. REALIDADE DAS IES NO BRASIL PERFIL DO AGENTE DE PASTORAL. INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR. Universidades cujas atividades fim são o ensino, a pesquisa e a extensão em todas as áreas do conhecimento humano).

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about ' CONGRESSO UNIVERSIDADES CNBB - BAHIA' - nevina


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
Congresso universidades cnbb bahia

CONGRESSO UNIVERSIDADESCNBB - BAHIA


REALIDADE DAS IES NO BRASIL

PERFIL DO AGENTE DE PASTORAL


Institui es de ensino superior
INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR

Universidades cujas atividades fim são o ensino, a pesquisa e a extensão em todas as áreas do conhecimento humano).

Centros universitários instituições de ensino em todas as áreas do conhecimento humano, não sendo obrigadas a desenvolver pesquisas).

Institutos (instituições de ensino e pesquisa que não cobrem todas as áreas do conhecimento humano).

Faculdades Integradas (instituições de ensino com propostas curriculares em mais de uma área do conhecimento, organizadas sob o mesmo comando e regimento comum, não sendo obrigadas a desenvolver pesquisas).

Faculdades (instituições de ensino que não cobrem todas as áreas do conhecimento humano e não são obrigadas a desenvolver pesquisas).

Escolas (instituições que oferecem um ou mais Cursos de Graduação em uma área específica, não precisando fazer pesquisa).



Aspectos socio culturais pertinente ao ensino superior
ASPECTOS SOCIO-CULTURAIS PERTINENTE AO ENSINO SUPERIOR

  • Sociedade do “conhecimento”.

  • Codificação e ou decodificação de aspectos da realidade.

  • Fenômeno das especializações.

  • Abordagem fragmentada sobre a vida.

  • Multiplicação de informações

  • Dependência da economia

  • Dificuldade de se pensar em longo prazo

  • Inacessibilidade de aspectos da cultura global.


ASPECTOS SOCIO-CULTURAIS PERTINENTE AO ENSINO SUPERIOR (cont.)

  • Conhecimento qualificado – minoria e seus interesses.

  • Riscos e incertezas – catástrofes climáticas, desastres químicos e atômicos, violência, crime organizado.

  • Fim de utopias

  • Cultura do imediatismo

  • Grupos consolidadores

  • Exclusão do supérfluo e descartável


ASPECTOS SOCIO-CULTURAIS PERTINENTE AO ENSINO SUPERIOR (cont.)

  • Amadurecimento da população

  • Superação de ideologias limitantes do novo

  • Anseio por sentido, valor, liberdade e consciência

  • O valor do coletivo e da experiência

  • Consolidação das redes sociais de relacionamento

  • Defesa de causas das “minorias”.



Tend ncias do ensino superior no brasil1
TENDÊNCIAS DO ENSINO SUPERIOR NO BRASIL (cont.)

  • O Brasil possui 2.252 IES em funcionamento.

  • 90% são instituições privadas e 10% são públicas.

  • Oferecem 24.719 cursos de graduação presencial e 647 na modalidade à Distância (EAD).

  • 5.978.966 alunos matriculados na graduação (5.218.966 em cursos presenciais e 760.000 em EAD).

  • 4.532.311 (alunos) estão no setor privado e 1.446.655 no setor público.

  • São ofertadas anualmente no Brasil 2.985.137 de vagas - 1.479.318 ficam ociosas.

  • O percentual de alunos que concluem os cursos que iniciam gira em torno de 57,3%.


TENDÊNCIAS DO ENSINO SUPERIOR NO BRASIL (cont.)

  • O Brasil ostenta uma das piores posições no ranking dos países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) no que se refere às taxas de escolarização superior líquida: 13,7%.

  • O setor de Ensino Superior público oferece 344.038 vagas anuais para atender uma demanda de 2,4 milhões de jovens.

  • 86% dos egressos do Ensino Médio não tem acesso ao sistema público.

  • Ensino Superior público no Brasil - em muito elitizado.


TENDÊNCIAS DO ENSINO SUPERIOR NO BRASIL (cont.)

  • Cerca de 1,2 milhão de estudantes ano não tem oportunidade de ingressar em algum curso superior.

  • mensalidades - no cenário nacional geral atingem a média de R$ 457,00

  • Podemos chegar em 2012 com 7,7 milhões de alunos no Ensino Superior.

  • há hoje um crescimento significativo de ingressantes nas IES com renda menor (aumento de 84,5% - de 2004 a 2008 - de alunos com renda familiar de até três salários mínimos)


TENDÊNCIAS DO ENSINO SUPERIOR NO BRASIL (cont.)

  • Outra tendência que merece bastante atenção também nesse cenário é o crescimento do Ensino à Distância (Graduação por EAD).

  • Em 2002, 25 instituições ofereciam 46 cursos EAD; e, em 2008, esse número cresceu para 115 instituições, oferecendo 647 cursos, com 1.699.489 vagas disponíveis.


Educa o integral ser humano integral
EDUCAÇÃO INTEGRAL (cont.)SER HUMANO INTEGRAL



Desafios para ies pressupostos para a evangeliza o
DESAFIOS PARA IES, PRESSUPOSTOS PARA A EVANGELIZAÇÃO (cont.)

  • Deverão se preocupar com a gestão da aprendizagem.

  • Libertação das amarras do tecnicismo que visa unicamente à formação de técnicos prontos a satisfazer as exigências do mercado.

  • Os conteúdos trabalhados nas disciplinas não podem permanecer isolados das questões sociais, éticas, relacionadas a valores, e a questões ecológicas e espirituais.


DESAFIOS PARA IES, PRESSUPOSTOS PARA A EVANGELIZAÇÃO (cont.)

  • A formação do ser humano integral deverá sobreviver diante das tendências imediatistas pautadas unicamente no lucro.

  • Inclusão das novas tecnologias nos processo educacionais.

  • A inclusão dos jovens no mundo acadêmico

  • políticas públicas por inclusão.


DESAFIOS PARA IES, PRESSUPOSTOS PARA A EVANGELIZAÇÃO (cont.)

No âmbito dos Professores

  • “Professor-educador.

  • Combate à fragmentação - processos de construção do conhecimento nos quais a visão do todo, a conexão com os diversos saberes e os valores aplicados à prática têm lugar privilegiado.

  • Carga muito alta de atividades em sala de aula.


DESAFIOS PARA IES, PRESSUPOSTOS PARA A EVANGELIZAÇÃO (cont.)

  • Desafiados pelo advento das novas tecnologias, sobretudo as da comunicação.

  • As estruturas de pensamento, as preferências, bem como os interesses e linguagens da geração universitária vêm se reconfigurando com grande velocidade. Cabe igualmente ao educador o constante desafio de integrar-se permanentemente com as necessidades de seus educandos.


DESAFIOS PARA IES, PRESSUPOSTOS PARA A EVANGELIZAÇÃO (cont.)

  • O conteúdo trabalhado significativo e eficaz para a vida cotidiana.

  • Ir além dos aspectos meramente técnicos.

  • Unir coerentemente habilidades que garantem a sobrevivência econômica da instituição.


DESAFIOS PARA IES, PRESSUPOSTOS PARA A EVANGELIZAÇÃO (cont.)

No âmbito de gestão

  • Comunidade

  • Valores

  • Legitimidade (meios e fins)

  • Missão e Sustentabilidade

  • Formulação da estratégia

  • Stakeholders chave

  • Mensuração de intangíveis



CARACTERÍSTICAS DOS JOVENS UNIVERSITÁRIOS ATUAIS (cont.)

  • Marcados pela multiplicidade de informações rapidamente disponibilizadas.

  • Extremamente informados.

  • Atualizados, conectados e criativos.

  • Dificuldades em saber lidar com toda informação disponível de forma produtiva.


CARACTERÍSTICAS DOS JOVENS UNIVERSITÁRIOS ATUAIS (cont.)

  • “Usuários” da Web.

  • 1 a 2 horas por semana assistindo TV

  • 5 a 10 h na internet

  • Têm acesso a todo tipo de conteúdo, inclusive aqueles considerados proibidos ou com divulgação controlada por direitos de propriedade.


CARACTERÍSTICAS DOS JOVENS UNIVERSITÁRIOS ATUAIS (cont.)

  • Criados em famílias estruturadas em um modelo mais flexível (em relação a gerações anteriores)

  • 27% é proveniente de famílias na qual a organização não contempla a existência de pais com união estável.

  • Mesmo quando esse jovem universitário não tem pais separados (72%), ele é constantemente desafiado a lidar com outra situação: a ausência dos pais, que vão ao mercado de trabalho.


CARACTERÍSTICAS DOS JOVENS UNIVERSITÁRIOS ATUAIS (cont.)

  • Prolongamento da juventude, que atualmente se estima ir até os 29 anos de idade.

  • Solteiros (85%),

  • Morando com os pais ou com outros familiares próximos (70%).

  • Trabalham meio período (9%), em tempo integral (37%) ou fazem estágio remunerado (19%) para ajudar na renda familiar e ou a custear seus estudos.

  • O apoio familiar, mesmo que em novos modelos, ainda é o grande porto seguro dessa juventude.


CARACTERÍSTICAS DOS JOVENS UNIVERSITÁRIOS ATUAIS (cont.)

  • Uso de seu tempo livre, preferências, por ordem de prioridade: encontrar-se com amigos (em casa, festas ou passeios); descansar; namorar; e navegar na web.

  • Acessam prioritariamente sites de relacionamento (Orkut, twitter, facebook...) e ou programas de mensagens instantâneas (MSN, Skype, Google talk...); e, somente depois, buscam sites de notícias, os relacionados a estudos, e os de entretenimentos.

  • A amizade, a conexão, assim como em outras gerações, ainda é entre os jovens a preferência maior.


CARACTERÍSTICAS DOS JOVENS UNIVERSITÁRIOS ATUAIS (cont.)

  • A passagem da vida acadêmica para o mercado de trabalho, para a vida social.

  • O projeto mais nobre. Necessitam organizar a “própria casa”.

  • Assuntos que mais demonstram interesse em aprofundar estão, por ordem: Profissão/emprego; Saúde/corpo, Meio ambiente/sustentabilidade; Educação; Religião/espiritualidade.

  • O que mais os angustia com relação ao futuro: perder pessoas da família, sofrer alguma forma de violência, não ter sucesso profissional, ficar sozinho/isolado e não ter emprego.


CARACTERÍSTICAS DOS JOVENS UNIVERSITÁRIOS ATUAIS (cont.)

  • Ao serem interpelados em serem líderes comunitários, somente 26% julgou ser algo importante em suas vidas.

  • Influenciar os valores sociais – 87% julgou ser algo essencial ou muito importante.

  • Construção de famílias – 89% afirmou ser essencial ou muito importante).

  • Envolvimento em iniciativas ligadas à ecologia/sustentabilidade – 82% afirmou ser essencial ou muito importante.


CARACTERÍSTICAS DOS JOVENS UNIVERSITÁRIOS ATUAIS (cont.)

  • A solidariedade não vinculada à questão política tem bastante aceitação entre os jovens universitários.

  • Geração que não está ligada a líderes ou ideologias, nem mesmo a grandes projetos ou relatos históricos.

  • São pessoas muito práticas e a ação concreta, com resultados imediatos, é o fato primordial que consideram digno de confiança.

  • Entre os jovens até 24 anos, somente 15% participa de algum agrupamento juvenil com causas específicas a se defender;


CARACTERÍSTICAS DOS JOVENS UNIVERSITÁRIOS ATUAIS (cont.)

  • Geração bastante crítica quanto ao ambiente em que está inserida. Valoriza muito a diversidade de experiências em profissões e áreas de conhecimento diversificadas.

  • No mundo do trabalho, em geral, os jovens de hoje não demonstram querer permanecer em um mesmo emprego por muito tempo.

  • Ao mesmo tempo, estão dispostos a trabalhar horas a fio se sentirem uma conexão genuína entre o que fazem e seus interesses pessoais.

  • Muitos desejam tornar-se bem sucedidos em negócios próprios, não tendo a necessidade de serem submetidos a gestores.


CARACTERÍSTICAS DOS JOVENS UNIVERSITÁRIOS ATUAIS (cont.)

Quanto às crenças e valores, em geral, estão abertos às questões de espiritualidade.

53% afirmou ter muito interesse nesse assunto, enquanto que 35% afirmou ter um pouco de interesse e 12% demonstrou não ter interesse algum.

Consideram-se seres em constante formação e sempre em busca de novas experiências.

A busca por transcendência faz parte de suas preferências, desde que não se dêem em contextos marcados por normatizações, dogmatismos e ou preconceitos.


CARACTERÍSTICAS DOS JOVENS UNIVERSITÁRIOS ATUAIS (cont.)

  • Para 70% dos universitários o amor é a raiz de todas as grandes religiões.

  • Consideram-se seres espirituais (69%).

  • Acreditam que Deus realiza milagres e curas na vida das pessoas (77%).

  • Consideram que a idéia de pecado não é algo ultrapassado (56%; 11% afirmou ser indiferente; e 33% concorda que seja algo ultrapassado).

  • Acreditam que a relação entre fé e ciência é colaborativa (59%).

  • 73% afirmou que as suas crenças espirituais ajudaram no desenvolvimento de sua identidade (na vida).


CARACTERÍSTICAS DOS JOVENS UNIVERSITÁRIOS ATUAIS (cont.)

  • A maioria julga que uma pessoa não precisa de um grupo ou comunidade para expressar a fé (65%).

  • Não se sentem obrigados a seguir a prática religiosa herdada da família.

  • Não se sentem comprometidos em atrair pessoas para a sua fé.

  • Quanto à confiança nas instituições religiosas, 37% afirmou não confiar, 51% a confiar um pouco e somente 13% afirmou confiar.).

  • Quanto ao vínculo com instituições religiosas, a predominância ainda é de jovens católicos 59%, seguidos dos que estão em outras igrejas ou religiões 23% e dos que afirmam não ter religião 18%.

  • 50% afirma que reza frequentemente, 36% somente às vezes, e 14% diz que não costuma rezar.


CARACTERÍSTICAS DOS JOVENS UNIVERSITÁRIOS ATUAIS (cont.)

  • Pensam assim ao afirmar que as pessoas sem religião podem ter uma vida tão ética quanto as que crêem (71%).

  • Para 47% dos jovens universitários consultados a pena de morte é uma boa opção para o combate à criminalidade;

  • 35% deles afirma que o aborto deveria ser legalizado no Brasil;

  • 66% está a favor da redução da maioridade penal;

  • muitos julgam que deveria haver uma separação mais clara entre a Igreja e o governo (48%).

  • 19% dos jovens universitários afirma que a maconha deveria ser liberada.


CARACTERÍSTICAS DOS JOVENS UNIVERSITÁRIOS ATUAIS (cont.)

  • Mostram-se favoráveis à liberdade de cada pessoa em seguir sua opção sexual;

  • Não têm tabus quanto à prática sexual fora do casamento.

  • Ao mesmo tempo, afirmam que preferem namorar a ficar (73%);

  • Que o amor não é algo secundário na relação sexual;

  • Que a virgindade, para mais da metade deles, ainda é considerada um valor (57%);

  • E que a fidelidade no relacionamento amoroso é algo essencial (91%).


CARACTERÍSTICAS DOS JOVENS UNIVERSITÁRIOS ATUAIS (cont.)

Críticas possíveis:

  • O fato de se ter facilidade de acesso a tudo tem promovido a caracterização de uma geração de pouca paciência e de curta atenção concentrada.

  • Por não terem experiências suficientes (à altura do excesso de informações que recebem) para comprovar as conseqüências de suas opções, os jovens precisam constantemente de feedback.

  • Tornaram-se, de certo modo, tecnicamente dependentes, mesmo que muitas vezes não saibam do funcionamento de determinadas tecnologias.

  • Supervalorizam a velocidade, a liberdade, o consumo e a individualidade, sabendo pouco lidar com questões processuais, de longo prazo, com disciplina e visão ampla de futuro.


CARACTERÍSTICAS DOS JOVENS UNIVERSITÁRIOS ATUAIS (cont.)

  • Dificuldade de se trabalhar em grupos, e de saber lidar com as demais gerações – que estão em “outra velocidade”.

  • Pensar no aqui e agora, o que parece tão normal para a presente geração, pode acarretar facilidades às fisgas do consumismo

  • Algumas “marcas” assumem o papel de qualificadoras do produtos e não mais de quem os usa.

  • O exercício da razão, enquanto raciocínio elaborado, tem sido colocado em segundo plano, em detrimento da supervalorização da emoção.

  • Corre-se o risco do esvaziamento do compromisso transformador e da consciência.


CARACTERÍSTICAS DOS JOVENS UNIVERSITÁRIOS ATUAIS (cont.)

Em relação às últimas três gerações:

  • Há um deslocamento das dimensões de controle, regras, normas, gostos pessoais, para a dimensão dos valores, significados, atitudes e resultados;

  • A atual geração não está fixada em líderes (modelos). Dentre os possíveis, o nome mais citado é de Jesus Cristo.



A presen a da mensagem crist no ensino superior1
A PRESENÇA DA MENSAGEM CRISTÃ NO ENSINO SUPERIOR (cont.)

A visão de ser humano

  • Capaz de viver na comunidade

  • Identificação de Jesus como modelo de ser humano.

  • Imagem e semelhança – relacional, livre, capaz de escolhas, responsável, criativo (co-criador) – capaz de amar.

  • Aberto ao mundo, em “construção”, capaz de crítica, luz, ética e transcendência.


A PRESENÇA DA MENSAGEM CRISTÃ NO ENSINO SUPERIOR (cont.)

Sociedade

  • Justiça, ética e solidariedade

  • Referencia maior: o Reino

  • Sinais do Reino e do anti-reino

  • Abertura – diálogo inter-religioso e ecumenismo


A PRESENÇA DA MENSAGEM CRISTÃ NO ENSINO SUPERIOR (cont.)

Dimensão do conhecimento (transcendente)

  • Busca da verdade

  • Visão do todo e da periferia.

  • Sentido e sabedoria

  • Fé e razão

  • Ciência, cultura e fé.

  • Superação dos modismos intelectuais

  • Superação da fragmentação e das iniciativas isoladas.



Desafios estrat gico t ticos para a a o evangelizadora na educa o superior1
DESAFIOS ESTRATÉGICO / TÁTICOS PARA A AÇÃO EVANGELIZADORA NA EDUCAÇÃO SUPERIOR

  • Ampliação dos horizontes de compreensão sobre evangelização e pastoral.

  • Transversalidade – gestão, comunidade, ensino, pesquisa e extensão.

  • Pastoral – força propulsora.

  • Teologia (nas confessionais).


Princ pios metodol gicos para a a o evangelizadora
PRINCÍPIOS METODOLÓGICOS PARA A AÇÃO EVANGELIZADORA EVANGELIZADORA NA EDUCAÇÃO SUPERIOR


Princ pios metodol gicos para a a o evangelizadora1
PRINCÍPIOS METODOLÓGICOS PARA A AÇÃO EVANGELIZADORA EVANGELIZADORA NA EDUCAÇÃO SUPERIOR

  • O encontro com Cristo.

  • Ação inculturada na academia.

  • Eclesialidade.

  • Serviço.



Linhas poss veis de a o evangelizadora na educa o superior1
LINHAS POSSÍVEIS DE AÇÃO EVANGELIZADORA NA EDUCAÇÃO SUPERIOR

  • Vínculo eclesial.

  • Discípulos para a missão.

  • Kerigma.

  • Fortalecimento da comunidade acadêmica.

  • Missão junto aos jovens universitários.

  • Missão junto à produção do conhecimento.

  • Missão dos educadores.

  • Missão junto à sociedade e à Igreja.


Educa o integral ser humano integral1
EDUCAÇÃO INTEGRAL SUPERIORSER HUMANO INTEGRAL


ad