Prepara o para as secas e resili ncia as mudan as clim ticas
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 39

Preparação para as secas e resiliência as mudanças climáticas PowerPoint PPT Presentation


  • 100 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

Preparação para as secas e resiliência as mudanças climáticas. Plano de Secas M éxico Cybelle Fraz ão Costa Braga Recife, 08 de maio de 2014. T ópicos. Gest ão de recursos hídricos no México PRONACOSE Programa de Medidas Preventivas e de Mitiga ção da Seca (PMPMS) .

Download Presentation

Preparação para as secas e resiliência as mudanças climáticas

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


Prepara o para as secas e resili ncia as mudan as clim ticas

Preparação para as secas e resiliência as mudanças climáticas

Plano de Secas México

Cybelle Frazão Costa Braga

Recife, 08 de maio de 2014


T picos

Tópicos

Gestão de recursos hídricos no México

PRONACOSE

Programa de Medidas Preventivas e de Mitigação da Seca (PMPMS)


Prepara o para as secas e resili ncia as mudan as clim ticas

Gestão de recursos hídricos no México


Gest o de secas

Gestão de secas

http://www.conagua.gob.mx/pronacose/Contenido.aspx?n1=1&n2=0


Antecedentes

Antecedentes

  • Secas anteriores, mas com ações reativas

  • Monitor de secas 2003

  • Seca extraordinária 2010-2012

  • NDP expert meeting 2011 – Genebra2013

  • Acordos para a seca 2012

  • Lei Geral de Mudanças Climáticas 2012


Conagua

CONAGUA

  • ResponsávelpeloProgramaNacional de Secas no México

  • Escalas de Planos de Secas:

    • Nacional: Plano Nacional de Secas (PRONACOSE);

    • Bacias Hidrográficas: (26) Programa de Medidas Preventivas e de Mitigação da Seca (PMPMS)


Prepara o para as secas e resili ncia as mudan as clim ticas

Plano Nacional de secas –

PRONACOSE


Pronacose

PRONACOSE

  • O Programa Nacional de Seca (PRONACOSE) consiste no cuidado, monitoramento, mitigação e prevenção de recorrência fenômeno da seca no país. 

  • Criado em janeiro/14 por iniciativa do Executivo Federal o Sr. Enrique PeñaNieto. 

  • O objetivo

    • ferramentas para Comitês de Bacias Hidrográficas integradas em relação à gestão da água em torno de uma nova abordagem proativa e preventiva de gestão.

  • Comissãointerministerialparaatenção de secasinundações


Vis o do pronacose

Visão do PRONACOSE

  • Assegurar a continuidade do planejamento e implementação de gestão da seca, através da participação social no desenvolvimento e implementação de medidas para reduzir a vulnerabilidade à seca como um dos pilares da estratégia mexicana de adaptação às alterações climáticas, em conformidade com a Lei Geral da Mudança Climática e da Lei da Água.

  • Estreitamente ligada às atividades do Sistema Nacional de Protecção Civil


Pronacose1

PRONACOSE

  • Princípios

    • Enfoque preventivo.

    • Descentralização

    • Governança.

    • Gradualidade.

    • Avaliação.

    • Coordenação Institucional

  • Estratégia

    • Decisão: Comitês de bacias

    • Elaboração: Universidades

    • Participação e aproveitamento do saber local


1 monitoramento da seca alerta precoce

1) Monitoramento da seca (alertaprecoce)

  • Indicadoresescolhidos

    • Índice de Precipitação Padronizada (StandardizedPrecipitation Index)–SPI

    • Índice de Vazão Padronizada SDI (reservatórios e rios)

    • Outrosmétodosouíndicescomreconhecimento nacional e internacional (Monitor de secas do México – Monitor de secas da América do Norte)


2 severidade da seca

2) Severidade da seca

  • Conaguadetermina

    • inicio‐final y localização de uma seca

    • comintensidade de severa, cada mes do ano e

    • por: RegiãoHidrológica Administrativa, Comitê de Bacia, Estado e Municipio.

    • Ato normativo publicado no Diário Oficial da Federação


3 planos por bacia

3) Planospor Bacia

  • Desenvolvidoporautoridade e usuários

  • Com base nascaracterísticaslocais de cadaregião

  • 26 baciashidrográficas

  • 12 Universidades

  • CONAGUA

    • Direção central

    • Direção regional

    • Organismos de cuencas(gerências de bacia)


Linhas de a o e componentes do pronacose

Linhas de ação e componentes do PRONACOSE


Prepara o para as secas e resili ncia as mudan as clim ticas

Planos de secas – Bacias hidrográficas

  • Programa de Medidas Preventivas e de Mitigação da Seca (PMPMS)


Comit s de bacia e universiadades

Comitês de Bacia e Universiadades


Universidade e especialistas convidados

Universidade e especialistasconvidados


Passos para o pmpms

Passospara o PMPMS


Prepara o para as secas e resili ncia as mudan as clim ticas

Proceso de generación de los PMPMS

Elaboración de PMPMS

Comisión Intersecretarial

Ejecuta e informa del avance de las acciones para prevenir y mitigar la sequía

Comité Técnico de Expertos

Emiten comentarios y recomendaciones

Equipo Coordinador

Analiza e integra el PMPMS


Prepara o para as secas e resili ncia as mudan as clim ticas

Ejemplo PMPMS Consejo de Cuenca de la Costa de Oaxaca


Diagn stico da bacia ex costa de oaxaca e costa de guerrero

Diagnósticoda bacia (Ex. Costa de Oaxaca e Costa de Guerrero)

Aspectos físicos, ambientales, sociales, económicos, etc.

Fisiografía y ríos principales

Índice de marginación

Área del CC_Oaxaca: 50.8 km2

Municipios del CC_Oaxaca: 342

Área del CC_Guerrero: 31.6 km2

Cubre 49.2% del Estado

Revisión de bases de datos: CONAGUA, INEGI, IMTA,CONABIO, SEMARNAT, CONAFOR, CONAPO.


Prepara o para as secas e resili ncia as mudan as clim ticas

3.3. La señal de la sequía hidrológica en Oaxaca

Caudales observados (m3/s) en la estación 22008 del río Tehuantepec, Oaxaca. Mes de septiembre (68 años de registro).

Comparativo de la precipitación (estación ubicada en la presa) con el nivel de almacenamiento de la presa Presidente Benito Juárez. Nivel de almacenamiento de la presa (línea azul) y precipitación (barras azules).


Prepara o para as secas e resili ncia as mudan as clim ticas

3.5. La sequía agrícola en Guerrero

Anomalías de humedad del suelo para verano (JAS, 1979-2011) (parte superior) y para invierno (DEF, 1979-2011) (parte inferior) bajo condiciones El Niño (columna izquierda) y La Niña (columna derecha).

Relación del ENOS y el grado de siniestralidad (sup.siniestrada/sup.sembrada) del maíz en Guerrero


A n lise da seca meteorol gica ex bh ri o balsas

Análise da secameteorológica (ex. BH Río Balsas )


Indicadores e medidas preventivas e de mitiga o ex plano bacia rio bravo

Indicadores e medidasPreventivas e de mitigação (ex. Plano Bacia Rio Bravo)


Vulnerabilidade

Vulnerabilidade

  • Plano Bacia Rio Bravo


Prepara o para as secas e resili ncia as mudan as clim ticas

5. PRIMERAS MEDIDAS PARA ATENDER LAS SEQUÍAS EN EL CONSEJO DE CUENCA DE LA COSTA DE GUERRERO

Condición Normal

Condición Normal

Sequía

Organización Institucional

D0

D1

D2

Prevención

D3

D4

Prevención

Estimación de recursos hídricos disponible y demandas actuales y futuras

Evaluación del riesgo de déficit hídrico y de los impactos de la sequía

Planificación

Desarrollo de medidas estructurales para prevenir sequías

Definición de acciones para gestionar los sistemas de abastecimiento en condiciones de sequía

Seguimiento de las variables hidrometeorológicas y del estado de los recursos hídricos

Seguimiento e implementación

Implementación del Plan de Respuesta ante Sequía

Implementación del Plan de Emergencia ante Sequía

Alerta

Fin

Inicio

Emergencia


Medidas preventivas e de mitiga o nos pmpms

Medidaspreventivas e de mitigaçãonos PMPMS

  • Foco: demanda e oferta

  • Medidasporsetores: agricola, industria, sistemas de abastecimento, etc…

  • Medidasinstitucionais

  • Medidasporcategoria de severidade da seca


Prepara o para as secas e resili ncia as mudan as clim ticas

Medidaspreventivas e de mitigação (ex porsetor)

Sistemas Municipales de Agua

Medidas por el lado de la Oferta

Medidas por el lado de la Demanda


Prepara o para as secas e resili ncia as mudan as clim ticas

Medidaspreventivas e de mitigação (ex porsetor)

Sector Hidroagrícola

Medidas por el lado de la Demanda

Medidas por el lado de la Oferta


Prepara o para as secas e resili ncia as mudan as clim ticas

Medidaspreventivas e de mitigação (ex porsetor)

Residencial Industrial Comercial


Prepara o para as secas e resili ncia as mudan as clim ticas

Medidaspreventivas e de mitigação (ex porsetor)

Aspectos Normativos e Institucionales


Medidas preventivas e de mitiga o ex por setor

Medidaspreventivas e de mitigação(ex porsetor)


Medidas preventivas e de mitiga o ex por setor1

Medidaspreventivas e de mitigação(ex porsetor)


Medidas preventivas e de mitiga o ex por categoria de severidade de seca

Medidaspreventivas e de mitigação (ex porcategoria de severidade de seca)


Medidas preventivas e de mitiga o ex por categoria de severidade de seca1

Medidaspreventivas e de mitigação (ex porcategoria de severidade de seca)


Prepara o para as secas e resili ncia as mudan as clim ticas

Muitoobrigada!


  • Login