Reciclando a argila
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 19

Reciclando a argila PowerPoint PPT Presentation


  • 69 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

Reciclando a argila.

Download Presentation

Reciclando a argila

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


Reciclando a argila

Reciclando a argila

A argila é um material fantástico por diversos motivos, mas a sua capacidade de ser reciclável é um fenômeno que interessa muito aos ceramistas. As argilas que usamos foram formadas por processos geológicos e intemperismo, à milhares e milhões de anos, por isso quanto mais ela envelhece, melhor fica. Interessa ao ceramista poder aproveitar a capacidade de recicla-lá.

Aqui apresentamos um dos possíveis métodos de exercer a reciclagem das sobras de argila.

Espero que possa ilustrar o processo.

Tito Tortori

Ateliê de Cerâmica Contemporânea

Tito Tortori


Reciclando a argila

Grês

Caulim

Restos diversos

Reciclando a argila

Tito Tortori

Ateliê de Cerâmica Contemporânea

Tito Tortori

A reciclagem da argila começa com a coleta dos resíduos e sobras que foram separados durante o mês, em um balde.


Reciclando a argila

Depois de um mês recolho todo as sobras para reciclar e o balde pode receber novamente mais sobras.

Guardando as sobras

Ateliê de Cerâmica Contemporânea

Tito Tortori

No balde, durante o mês, são lançados todos os resíduos de todas as massas mais grosseiros, como peças quebradas no ponto de osso, raspas de acabamento, peças perdidas no torno etc


Reciclando a argila

Em geral esses resíduos estão mais secos do que o ponto ideal de umidade das massas cerâmicas (Perceba que a massa não está lisa!).

1º etapa: Misturar

Ateliê de Cerâmica Contemporânea

Tito Tortori

Quando existe uma quantidade razoável de sobras, coloco todas em um misturador e deixo “rodar” por alguns minutos. O misturador faz uma etapa primária de homogeneização. Poderia ser feito na maromba mesmo.


Reciclando a argila

No fundo da pia tenho um filtro/ peneira daqueles de cozinha.

Esse tubo tem uns 30cm e conduz a lama da pia até a caixa. O material mais denso vai se decantando fundo da caixa.

Esse outro tubo na parte alta , permite que a água, quase livre de partículas saia da caixa!

A lama da caixa

Ateliê de Cerâmica Contemporânea

Tito Tortori

Sob a pia de trabalho também tenho uma caixa decantadora (de amianto) que tem múltipla função: Recolhe o excesso de lama resultante do torno, impede a sobrecarga do encanamento, impede que os metais pesados dos esmaltes passem para o esgoto.


Reciclando a argila

É necessário um pouco de cuidado para recolher a lama, pois o local é um ecossistema habitado por bactérias decompositoras.

Lama também é sobra!

As bactérias decompõem a matéria orgânica formando uma massa mais escurecida!

Ateliê de Cerâmica Contemporânea

Tito Tortori

A lama pode se apresentar mais escurecida e com algum odor de decomposição, mas isso só demonstra que as bactérias estão agindo. Com o envelhecimento da massa qualquer odor desaparecerá.


Reciclando a argila

Essa lama mais escura (resultante da decomposição da matéria orgânica) é extremamente importante na reciclagem , pois ela contém as partículas mais finas e ácidos orgânicos, que auxiliam na plasticidade.

Passo a lama em peneira (de cozinha mesmo) com a ajuda de um pincel

Passando pela peneira!

Ateliê de Cerâmica Contemporânea

Tito Tortori

A argila decantada é recolhida com recipientes e passada por uma peneira fina (malha 30) para evitar resíduos indesejáveis como pedras e restos orgânicos. Se houver algum odor, ele desaparecerá durante o processo de “descanso” da massa.


Reciclando a argila

A lama vai direto para o misturador se juntar com as sobras ressecadas.

2ºetapa: Sobras secas + lama!

Ateliê de Cerâmica Contemporânea

Tito Tortori

A lógica é transformar dois problemas em um solução. Uma massa é seca demais e a outra, úmida em excesso. Misturando as duas teremos uma massa mais plástica e com um teor de umidade melhor. Deixo o misturador “bater” até obter uma boa homogeneização.


Reciclando a argila

Depois de uns vinte minutos, a massa já está mais homogênea.

Um tempo depois!

Ateliê de Cerâmica Contemporânea

Tito Tortori

O misturador mescla a lama(barbotina) com a parte mais seca, gerando uma massa bem úmida e mais homogênea.


Reciclando a argila

Nesse ponto a massa está muito úmida para percebermos a sua plasticidade, mas, em geral, adiciono um pouco de bentonita.

E a plasticidade?

Ateliê de Cerâmica Contemporânea

Tito Tortori

As massas recicladas tendem a ter um pouco menos de plasticidade devido a sua natureza e a introdução de materiais antiplásticos, como caulim, chamote. A bentonita corrige essa deficiência, mas é necessário deixá-la descansando por 2 semanas depois de pronta.


Reciclando a argila

E o excesso de umidade?

A massa está bem macia e homogênea

Ateliê de Cerâmica Contemporânea

Tito Tortori

Toda essas etapas poderiam ser feito sem o uso do misturador, usando apenas um balde e deixando os materiais bem úmidos durante alguns dias. Vamos Misturando tudo com um tudo de PVC ou ripa de madeira para homogeneizar. Agora a secagem...


Reciclando a argila

A secagem pode ser acelerada com o uso de uma placa de gesso

Placa de Gesso

Ateliê de Cerâmica Contemporânea

Tito Tortori

É possível comprar placas de gesso usadas para rebaixamento de teto, vendidas em lojas de materiais de construção. Mas elas são finas e empapam com facilidade. Uma boa placa de gesso deve ter de 7 a 10cm, para ser bastante absorvente.


Reciclando a argila

A massa reciclada colocada em pelotas sobre a placa de gesso.

3ºetapa: Secagem no gesso

Ateliê de Cerâmica Contemporânea

Tito Tortori

A secagem pode durar de 1 a 3 dias dependendo do ponto de umidade da massa reciclada e da umidade da placa de gesso.


Reciclando a argila

A massa vai direto da placa de gesso para a maromba

4ºetapa: Amassamento

A massa já menos úmida pode ser ainda perfeitamente homogeneizada em uma maromba ou amassada manualmente.

Ateliê de Cerâmica Contemporânea

Tito Tortori

O ponto de umidade final pode ser controlado na passagem pela maromba, onde podemos adicionar mais barbotina(lama) no caso da massa estar menos úmida do que o ideal.


Reciclando a argila

Última etapa: Descanso da massa

A massa deve ficar entre 1 e 2 semanas para que ocorra o perfeito “empapamento” das partículas de argila.

Ateliê de Cerâmica Contemporânea

Tito Tortori

Geralmente escrevo com um pincel de quadro-branco, a data do preparo da massa e tento esperar o prazo ideal de descanso ou envelhecimento.


Reciclando a argila

Teste de plasticidade

Para testar a plasticidade pego um pequeno pedaço da massa e tento tornear um pequeno vaso para perceber a plasticidade.

Ateliê de Cerâmica Contemporânea

Tito Tortori

Ao tornear a massa percebo se a plasticidade é razoável. Se consigo tornear é sinal de que há um mínimo de plasticidade. O processo de “envelhecimento” vai deixá-la mais plástica. O ideal é só usar a massa reciclada depois de um mês.


Reciclando a argila

Teste final

O teste final mesmo só ocorrerá depois do envelhecimento, quando uso para tornear minhas peças, como esses componentes de um bule.

Ateliê de Cerâmica Contemporânea

Tito Tortori

Depois de 2 semanas, a massa está mais plástica do que no momento da reciclagem. Se eu tiver dificuldade com alguma partida reciclada, repasso na maromba adicionando mais bentonita ou outra argila mais plástica, e, deixo descansar novamente.


Reciclando a argila

Peça feita de argila reciclada

O design do bule, com linhas finas e delicadas, demonstra que a massa usada tem a plasticidade necessária para a execução no torno.

Ateliê de Cerâmica Contemporânea

Tito Tortori

A peça pronta mostra que a massa pode ser plenamente reciclada indefinidamente. Uma vez que os resíduos dessa massa voltam para a caixa e reiniciam o ciclo infinitas vezes.


Reciclando a argila

  • Tito Tortori é ceramista, professor e pesquisador de cerâmica, com ateliê na Barra da Tijuca(RJ).

  • Coordenador do grupo de discussão Cerâmica Brasil do Yahoo grupos( http://br.groups.yahoo.com/group/ceramica-brasil/)

  • Fotoblog: http://ceramicaviva.nafoto.net/

  • Ateliê: R. Calheiros Gomes, 512, Barrinha – RJ

  • Tel: (021)24296470 e 81116016/ Residencial: 22399842

  • Email: [email protected]


  • Login