Download
1 / 427

23º Domingo Comum - PowerPoint PPT Presentation


  • 54 Views
  • Uploaded on

23º Domingo Comum. OS SINAIS MESSIÂNICOS!. Irmãos e irmãs, bem-vindos a esta celebração fraterna, onde participamos. da mesa da Palavra e da Eucaristia, alimento para a nossa fé, que. fortalece a esperança e anima a caridade. Estamos vivendo o “mês da Bíblia”, e queremos iluminar nossa.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about ' 23º Domingo Comum' - mohammad-freeman


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
23 domingo comum

23º Domingo Comum



Irm os e irm s bem vindos a esta celebra o fraterna onde participamos

Irmãos e irmãs, bem-vindos a esta celebração fraterna, onde participamos











Solid rios e fraternos na certeza da presen a de

solidários possa nosefraternos. Na certeza da presença de


Deus iniciemos nossa liturgia cantando

Deus, iniciemos nossa possa nosliturgia, cantando.



Sauda o

Saudação possa nos























Hino de louvor

Hino de Louvor possa nos




N s vos louvamos n s vos bendizemos

Nós vos louvamos, amados.nós vos bendizemos,


N s vos adoramos n s vos glorificamos

Nós vos adoramos, amados.nós vos glorificamos,








S v s sois o santo s v s o senhor

Só vós sois o Santo, súplica.só vós, o Senhor,





Oremos deus pai de bondade que nos redimistes

OREMOS: súplica.Ó Deus, Pai de bondade, que nos redimistes







Amém. súplica.




Que s o exclu dos e libertando a pessoa humana dos condicionamentos que a mant m surda

que são excluídos e libertando a pessoa humana dos condicionamentos que a mantêm surda


E muda diante das exig ncias do reino ou amos com aten o

e muda diante condicionamentos que a mantêm surdadas exigências do Reino. Ouçamos com atenção.


Primeira leitura is 35 4 7a

PRIMEIRA LEITURA condicionamentos que a mantêm surda

Is 35,4-7a


Leitura do livro do profeta isa as

Leitura do Livro do condicionamentos que a mantêm surdaprofeta Isaías:


4 dizei s pessoas deprimidas criai nimo

4 condicionamentos que a mantêm surdaDizei às pessoas deprimidas: “Criai ânimo,




5 ent o se abrir o os olhos dos cegos e se descerrar o os ouvidos dos

5 vem, é a Então se abrirão os olhos dos cegos e se descerrarão os ouvidos dos


Surdos 6 o coxo saltar como um cervo e se desatar a l ngua dos

surdos. vem, é a 6O coxo saltará como um cervo e se desatará a língua dos



Torrentes no ermo 7a a terra rida se transformar

torrentes no ermo. vem, é a 7aA terra árida se transformará


Em lago e a regi o sedenta em fontes d gua

em lago, e vem, é a a região sedenta, em fontes d’água.


Palavra do senhor gra as a deus

Palavra do Senhor. vem, é a

Graças a Deus.


Salmo responsorial sl 145

SALMO RESPONSORIAL vem, é a

Sl145






1 o senhor fiel para sempre

1. vem, é a O Senhor é fiel para sempre,







2 o senhor abre os olhos aos cegos

2. vem, é a O Senhor abre os olhos aos cegos,


O senhor faz erguer se o ca do

o Senhor faz erguer-se o vem, é a caído



O senhor quem protege o estrangeiro

é vem, é a o Senhor quem protege o estrangeiro.




3 ele ampara a vi va e o rf o

3. vem, é a Ele ampara a viúva e o órfão,








Segunda leitura tg 2 1 5

SEGUNDA LEITURA vem, é a

Tg2,1-5


Leitura da carta de s o tiago

Leitura da Carta de São vem, é a Tiago:


1 meus irm os a f que tendes em nosso senhor jesus cristo glorificado

1 vem, é a Meus irmãos: a fé que tendes em nosso Senhor Jesus Cristo glorificado



2 pois bem imaginai que na vossa reuni o

2 vem, é a Pois bem, imaginai que na vossa reunião




3 e v s dedicais aten o ao que est bem vestido

3 vem, é a e vós dedicais atenção ao que está bem vestido,






4 n o fizestes ent o discrimina o entre v s

4 vem, é a não fizestes, então, discriminação entre vós?



5 meus queridos irm os escutai

5 vem, é a Meus queridos irmãos, escutai:





Palavra do senhor gra as a deus1

Palavra do Senhor. vem, é a

Graças a Deus!



Evangelho mc 7 31 37

EVANGELHO vem, é a

Mc 7,31-37




Proclama o do evangelho de jesus cristo segundo marcos

PROCLAMAÇÃO vem, é a do Evangelho de Jesus Cristo † segundo Marcos



Naquele tempo 31 jesus saiu de novo da regi o de tiro

Naquele tempo, vem, é a 31Jesus saiu de novo da região de Tiro,





32 trouxeram ent o um homem surdo

32 vem, é a Trouxeram então um homem surdo,




33 jesus afastou se com o homem

33 vem, é a Jesus afastou-se com o homem,





34 olhando para o c u suspirou e disse

34 vem, é a Olhando para o céu, suspirou e disse:



35 imediatamente seus ouvidos se abriram

35 vem, é a Imediatamente seus ouvidos se abriram,




36 jesus recomendou com insist ncia

36 vem, é a Jesus recomendou com insistência





37 muito impressionados diziam

37 vem, é a Muito impressionados, diziam:





Gl ria a v s senhor1

Glória a vós, vem, é a Senhor!



Profiss o de f s mbolo apost lico

Profissão de Fé vem, é a (Símbolo apostólico)













Na vida eterna am m

na vida eterna. Amém. todo-poderoso,


Ora o da comunidade

Oração da Comunidade todo-poderoso,


1 pelo povo de deus para que seja no mundo um sinal de esperan a e

1. todo-poderoso,Pelo Povo de Deus, para que seja no mundo um sinal de esperança e




2 para que a comunidade crist seja um espa o onde os

2. todo-poderoso,Para que a comunidade cristã seja um espaço onde os


Mais pobres se sintam em casa rezemos

mais pobres todo-poderoso,se sintam em casa, rezemos.



3 a fim de que como o surdo mudo sejamos libertos de todo fechamento e

3. todo-poderoso,A fim de que, como o surdo-mudo, sejamos libertos de todo fechamento, e


Nos abramos comunica o ple na com deus e com os irm os rezemos

nos abramos à comunicação ple todo-poderoso,na com Deus e com os irmãos, rezemos.



4 pelos vicentinos pela c ritas pelas obras sociais e por todos os

4. todo-poderoso,Pelos Vicentinos, pela Cáritas, pelas Obras Sociais, e por todos os



Emergencial aos pobres e sofredores rezemos

emergencial aos atendimentopobres e sofredores, rezemos.



5 pelas pastorais sociais pela escola de pol tica pela

5. atendimentoPelas Pastorais Sociais, pela Escola de Política, pela




















Amém. no


Pref cio dos domingos do tempo comum vi cristo penhor da p scoa eterna

Prefácio dos Domingos do Tempo Comum VI: noCristo, penhor da Páscoa eterna

























Cantando dizendo a uma s voz

cantando no(dizendo) a uma só voz:


























O corpo e o sangue de jesus cristo

o Corpo e no† o Sangue de Jesus Cristo,

















































Os vossos ap stolos e m rtires n o santo do dia ou o padroeiro

os vossos Apóstolos e Mártires, noN. (o santo do dia ou o padroeiro)



























































































Amém. no









Amém. no



Pai e filho e esp rito santo

Pai e Filho no† e Espírito Santo.


Amém. no






ad