Recredenciamento Institucional
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 18

Recredenciamento Institucional PowerPoint PPT Presentation


  • 51 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

Recredenciamento Institucional. e Reconhecimento de Curso. Profa. Dra. Kátia Sgrillo. Precisamos nos preparar. Recredenciamento Institucional. A). (Formulário vermelho). 2 momentos. Reconhecimento(renovação) de Cursos. B). (Formulário verde). Recredenciamento Institucional.

Download Presentation

Recredenciamento Institucional

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


Recredenciamento institucional

Recredenciamento Institucional

e Reconhecimento de Curso

Profa. Dra. Kátia Sgrillo


Recredenciamento institucional

Precisamos nos preparar

Recredenciamento Institucional

A)

(Formulário vermelho)

2 momentos

Reconhecimento(renovação) de Cursos

B)

(Formulário verde)


Recredenciamento institucional

Recredenciamento Institucional

Decreto nº 5.773 ( Art. 20 e 21)


Recredenciamento institucional

CATEGORIAS AVALIADAS

Portaria 300, 30/01/2006


Recredenciamento institucional

Da Mantenedora (IEP):

a) Atos constitutivos, devidamente registrados no órgão competente, que atestem sua existência e capacidade jurídica, na forma da legislação civil;

b) Comprovante de inscrição no CNPJ/MF;

c) Comprovante de inscrição nos cadastros de contribuintes Estadual e Municipal, quando for o caso;

d) Certidões de regularidade fiscal perante as Fazendas Federal, Estadual e Municipal;

e) Certidões de regularidade relativa à Seguridade Social e ao Fundo de Garantia de Tempo de Serviço - FGTS;

f) Demonstração de patrimônio para manter a instituição;

g) Para as entidades sem fins lucrativos, demonstração de aplicação dos seus excedentes financeiros para os fins instituição mantida; não remuneração ou concessão de vantagens ou benefícios a seus instituidores, dirigentes, sócios, conselheiros, ou equivalentes e, em caso de encerramento de suas atividades, destinação de seu patrimônio a outra instituição congênere ou ao Poder Público, promovendo, se necessário, a alteração estatutária correspondente.


Recredenciamento institucional

Da Mantida (UNIMEP):

a) Comprovante de recolhimento da taxa de avaliação in loco (Lei 10.870, de 19/05/2004);

b) Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI);

c) Regimento ou Estatuto;

d) Identificação dos integrantes do corpo dirigente (organograma - competências), destacando a experiência acadêmica e administrativa de cada um;

e) Preenchimento cuidadoso do Formulário Eletrônico.


Prepara o para o processo avaliativo

Preparação para o processo avaliativo

Conhecimento da LEGISLAÇÃO:

  • Constituição da República Federativa do Brasil;

  • Lei nº 9.394, de 20/12/1996 – Institui a LDB;

  • Lei nº 9.784, de 29/01/1996 – Regula o processo administrativo no âmbito da Administração Pública Federal;

  • Lei 10.861, de 14/4/2004 – Institui o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior – SINAES;

  • Lei 10.870, de 19/5/2004- Institui a taxa de avaliação in loco para IES privadas;

  • Portaria MEC nº 2.051, de 9/7/2004 – Regulamenta o SINAES;

  • Portaria MEC nº 300, de 30/01/2006 – Aprova o instrumento de avaliação;

  • Portaria MEC nº 1.027, de 15/05/2006 – Dispõe sobre o Banco de Avaliadores do SINAES, a CTAA – Comissão Técnica deAcompanhamento da Avaliação.


Prepara o para o processo avaliativo1

Preparação para o processo avaliativo

Conhecimento da LEGISLAÇÃO:

  • Portaria MEC nº 1, de 10/01/2007 – Ciclo Avaliativo do Sinaes;

  • Portaria MEC nº 2, de 10/1/2007 – Dispõe sobre o processo de avaliação de EaD;

  • Portaria MEC nº 6, de 03/04/2007 - altera prazos fixados na Portaria Nº 1;

  • Portaria MEC nº 147, de 2/2/2007 – autorização de cursos de graduação em Direito e Medicina;

  • Diretrizes Curriculares Nacionais dos Cursos de Graduação;

  • Legislação específica dos Cursos de Tecnologia;

  • Legislação específica de EaD;

  • Portaria MEC 107, de 22/07/2004 - integra o ENADE ao Sinaes;

  • outras pertinentes.


Prepara o para o processo avaliativo2

Preparação para o processo avaliativo

Documentos:

  • PDI - Plano de Desenvolvimento Institucional (De acordo com o Artigo 16 do Decreto nº 5.773 de 09 de maio de 2006)

  • PPI - Projeto Pedagógico Institucional (item 2 do PDI)

  • Projeto de Auto-Avaliação da CPA (aplicado para elaboração do Relatório e atual)

  • Relatório de Auto-Avaliação

  • PPCs - Projetos Pedagógicos dos Cursos

  • Censo da Educação Superior

  • Cadastro do INEP: IES, Cursos e Docentes

  • Demonstração da efetividade do funcionamento dos órgãos colegiados - Atas de reuniões de Conselhos, Colegiados, Assembléias, CPA, etc;

  • Registros acadêmicos da Instituição;

  • Grades curriculares publicadas, quando for o caso;

  • Publicação dos Editais de processo seletivo;

  • Prontuário dos professores (contrato, classificação no Plano de Cargos e Salário, curriculo Lattes e comprovantes);

  • Prontuário dos alunos;

  • Registros acadêmicos;

  • Demonstração do cumprimento da legislação pertinente aos portadores de necessidades especiais;

  • Demonstração da sustentabilidade financeira.


Prepara o para o processo avaliativo3

Preparação para o processo avaliativo

Cuidados:

  • Preenchimento cuidadoso do Formulário Eletrônico - (equipe);

  • Mobilização do corpo docente, do quadro de funcionários e dos alunos;

  • Preparação de local adequado para receber a Comissão;

  • Equipe preparada para acompanhar os trabalhos da Comissão e argumentar, sempre que necessário.


Recredenciamento institucional

Reconhecimento (renovação) de Cursos

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação - presenciais e a distância (Bacharelado, Licenciatura, Tecnológico)


Recredenciamento institucional

CATEGORIAS

PESOS

Organização didático-pedagógica

40

Corpo docente, corpo discente e corpo técnico-administrativo

35

Instalações físicas

25

CATEGORIAS AVALIADAS


Recredenciamento institucional

CONCEITO FINAL

Categoria 3

Instalações

físicas

Categoria 1

Organização

didático-

pedagógica

Categoria 2

Corpo docente, corpo

discente e corpo

técnico- administrativo

Grupos de

Indicadores:

1.Biblioteca

2. Instalações

especiais e laboratórios

específicos:

cenários/ambiente/ laboratórios para a formação geral e básica;

profissionalizante e específica; prática profissional e

prestação de

serviços à

comunidade.

Grupos de Indicadores:

1. Administração

Acadêmica: coordenação

e colegiado de curso

2. Projeto Pedagógico

Curso:concepção,

currículo e avaliação

3.Atividades acadêmicas

Articuladas à Formação:

prática profissional e/ou

estágio, TCC e atividades

complementares

4.ENADE

Grupos de

Indicadores:

1. Perfil docente;

2. Atuação nas

atividades acadêmicas;

3. Corpo discente:

atenção aos discentes;

4.Corpo técnico-administrativo:

atuação no âmbito do curso.


Recredenciamento institucional

Aspectos qualitativos

  • Forças/Potencialidades

  • Fragilidades/Pontos que requerem melhoria

  • Recomendações

  • Parecer analítico final da Comissão Externa de Avaliação


Recredenciamento institucional

Exemplo hipotético

Articulação do PPC com PPI e PDI

Exemplo de Coerência

PDI e PPI: Estes documentos descrevem que a estrutura organizacional da Faculdade das Flores prevê a participação ativa dos órgãos Colegiados.

Os professores atuam junto aos Coordenadores na construção dos

Planos de Ensino das disciplinas que compõem a matriz curricular. PPC: A construção do Projeto Pedagógico do Curso de Direito contou

com a participação ativa do corpo docente que, junto ao coordenador do Curso, elaborou as ementas, definiu as referências bibliográficas e

discutiu a disposição das disciplinas e atividades na matriz curricular.


Perfil do egresso

Exemplo hipotético

Perfil do egresso

Exemplo de Coerência

PDI – De acordo com as políticas de ensino desse documento, os

projetos pedagógicos da Faculdade das Flores são construídos

em consonância com as Diretrizes Curriculares dos vários cursos

oferecidos. Os Projetos preconizam o desenvolvimento de

habilidades e competências, associando a teoria à prática nas diferentes disciplinas que compõemo currículo, com o objetivo de assegurar uma formação generalista para o exercício profissional.

PPC – De acordo com o PPC do Curso de Veterinária, o perfil do egresso é de um profissional crítico e reflexivo, capaz de atuar em

todos os campos oferecidos pela profissão. Sua ação deve ser

pautada no rigor científico e intelectual e as competências

constantemente aprimoradas em cursos e atividades de formação continuada.


Perfil do egresso1

Exemplo hipotético

Perfil do egresso

Exemplo de falta de coerência

PDI - De acordo com as políticas de ensino desse documento, os projetos pedagógicos da Faculdade das Flores são construídos em consonância com as Diretrizes Curriculares dos vários cursos oferecidos. Os Projetos dos Cursos da saúde preconizam o desenvolvimento de habilidades e competências, associando a teoria à prática nas diferentes disciplinas que compõem o currículo, com o objetivo de assegurar uma formação do aluno para todos os níveis de atuação.

PPC – O Projeto Pedagógico do Curso de Enfermagem define como perfil do egresso um profissional capaz de exercer sua função de forma generalista, humanista, com perfil crítico e reflexivo, capacitado a atuar apenas na atenção primária da saúde.


Recredenciamento institucional

Cursos em processo de:

Reconhecimento (ou renovação do reconhecimento)

FGN:

FACIS:

Tecnol. Adm. de Marketing no Varejo

Enfermagem

FACEN:

Preenchimento do Formulário: 02 a 16/05

Ciências Biológicas

Visita prevista:03 a 20/06/07

Química (Lic.)


  • Login