TÍTULO DA PALESTRA
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 15

TÍTULO DA PALESTRA PowerPoint PPT Presentation


  • 120 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

TÍTULO DA PALESTRA. Olhos de Ver e Ouvidos de Ouvir. Sérgio Biagi Gregório. Olhos de Ver e Ouvidos de Ouvir Introdução. O objetivo deste estudo é refletir sobre o nosso modo de ver e de ouvir no sentido de edificar o homem novo apregoado pelo Evangelho.

Download Presentation

TÍTULO DA PALESTRA

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


T tulo da palestra

TÍTULO DA PALESTRA

Olhos de Ver

e

Ouvidos de Ouvir

Sérgio Biagi Gregório

Olhos de Ver e Ouvidos de Ouvir


Olhos de ver e ouvidos de ouvir introdu o

Olhos de Ver e Ouvidos de OuvirIntrodução

O objetivo deste estudo é refletir sobre o nosso modo de ver e de ouvir no sentido de edificar o homem novo apregoado pelo Evangelho.

Olhos de Ver e Ouvidos de Ouvir


Olhos de ver e ouvidos de ouvir conceito

Olhos de Ver e Ouvidos de OuvirConceito

  • Olho

Anatomia. Cada um dos dois glóbulos situados na parte anterior da cabeça que constituem o órgão da visão humana e animal.

Fig. Atenção, cuidado, vigilância. Agudeza de espírito; sagacidade, penetração, perspicácia.

  • Ouvido

Aquele dos cinco sentidos pelo qual se percebem os sons; audição.

Olhos de Ver e Ouvidos de Ouvir


Olhos de ver e ouvidos de ouvir vis o geral

Olhos de Ver e Ouvidos de OuvirVisão Geral

Na Parábola do Semeador, Jesus se reporta aos olhos e aos ouvidos nos seguintes termos:

“Quem tem ouvidos para ouvir, ouça. E, acercando-se dele os discípulos, disseram-lhe: por que lhes falas por parábolas? Ele, respondendo, disse-lhes: porque a vós é dado conhecer os mistérios do reino dos céus, mas a eles não lhes é dado. Porque àquele que tem, se lhe dará, e terá em abundância; mas aquele que não tem, até aquilo que tem lhe será tirado. Por isso lhes falo por parábolas; porque eles, vendo, não vêem; e, ouvindo, não ouvem nem compreendem. E neles se cumpre a profecia de Isaias que diz: ouvindo, ouvireis, mas não compreendereis, e, vendo, vereis, mas não percebereis. Porque o coração deste povo está endurecido, e ouviram de mau grado com seus ouvidos, e fecharam seus olhos; para que não vejam com os olhos, e ouçam com os ouvidos, e compreendam com o coração, e se convertam, e eu os cure. Mas bem-aventurados os vossos olhos, porque vêem, e os vossos ouvidos, porque ouvem. Porque em verdade vos digo que muitos profetas e justos desejaram ver o que vós vedes, e não o viram; e ouvir o que vós ouvis, e não o ouviram”. (Mateus 13, 9-17)

Olhos de Ver e Ouvidos de Ouvir


Olhos de ver e ouvidos de ouvir descri o e localiza o dos olhos

Olhos de Ver e Ouvidos de OuvirDescrição e Localização dos Olhos

  • Olhos

O olho é um dos dispositivos mais engenhosos da natureza.

Os olhos estão situados na parte superior do corpo, isto é, na cabeça, para que possam melhor perceber as coisas que nos rodeiam.

A capacidade de visão abarca um ângulo aproximado de 180 graus.

Se os nossos olhos estivessem situados tanto na frente quanto atrás da cabeça, a nossa visão abarcaria um ângulo de 360 graus, de alcance infinitamente maior.

Olhos de Ver e Ouvidos de Ouvir


Olhos de ver e ouvidos de ouvir descri o e localiza o dos olhos1

Olhos de Ver e Ouvidos de OuvirDescrição e Localização dos Olhos

  • Observação e Auto-Observação

À pergunta: como se comportam os olhos durante a leitura, responderíamos que eles deslizam sobre o papel.

Há evidências empíricas (ajuda da máquina) de que os olhos não se movem suavemente, mas aos saltos.

Os saltos são tão rápidos, que se tornam imperceptíveis à nossa observação.

Depois dessas explicações, é possível que venhamos a perceber os saltos dos olhos.

A observação transforma-se em auto-observação. 

Olhos de Ver e Ouvidos de Ouvir


Olhos de ver e ouvidos de ouvir descri o e localiza o dos olhos2

Olhos de Ver e Ouvidos de OuvirDescrição e Localização dos Olhos

  • Olhos na Simbologia e na Filosofia

Na simbologia, o olho é o símbolo da percepção intelectual.

Na Filosofia, o olho também denota visão.

Na alegoria do Mito da Caverna, Platão coloca os homens voltados para o fundo da caverna, de modo que enxergassem as suas próprias sombras.

Um deles, denominado filósofo, vira-se e sai da caverna em busca da luz.

A luz adquirida chama-se visão, que melhor traduzida significa conhecimento.

Olhos de Ver e Ouvidos de Ouvir


Olhos de ver e ouvidos de ouvir ouvidos

Olhos de Ver e Ouvidos de OuvirOuvidos

  • Órgão da Audição e do Equilíbrio

O ouvido dos animais superiores comporta dois sistemas sensoriais diferentes: órgão de equilíbrio e órgão de audição.

O sentido de equilíbrio envia informações ao cérebro sobre a situação do corpo e sobre os movimentos que realiza.

Os órgãos de equilíbrio aproveitam tanto a força da gravidade quanto a inércia.

Na inércia, há a tendência de conservar o estado de movimento ou de repouso conforme os corpos se acham em um ou outro estado.

O sentido de audição distingue de onde procedem os diferentes sons e determina a sua intensidade e tonalidade. (Enciclopédia Combi)

Olhos de Ver e Ouvidos de Ouvir


Olhos de ver e ouvidos de ouvir ouvidos1

Olhos de Ver e Ouvidos de OuvirOuvidos

  • Ouvir Versus Escutar

Ouvir é um fenômeno fisiológico;

escutar é um ato psicológico.

Os mecanismos da audição podem ser explicados recorrendo-se à acústica e à fisiologia do ouvido.

Mas a escuta depende de um objetivo, que se fundamenta no interesse e no conhecimento prévio do assunto a ser averiguado.

Por isso, podemos ouvir sem escutar.

Basta que não prestemos atenção ao que nos estão transmitindo.

Olhos de Ver e Ouvidos de Ouvir


Olhos de ver e ouvidos de ouvir ouvidos2

Olhos de Ver e Ouvidos de OuvirOuvidos

  • Ouvindo a Própria Consciência

Temos o hábito de fazer silêncio ao nosso derredor?

Escutamos o que a nossa consciência tem a nos dizer?

Reservamos algum tempo para esse solilóquio, ou estamos sempre a tagarelar com os outros?

Lembremo-nos do conselho de Santo Agostinho nas perguntas 919 e 919A de O Livro dos Espíritos.

Olhos de Ver e Ouvidos de Ouvir


Olhos de ver e ouvidos de ouvir doutrina esp rita

Olhos de Ver e Ouvidos de OuvirDoutrina Espírita

  • Ouviremos Decerto

Se nos encontramos realmente empenhados na execução do próprio bem, ouviremos, decerto, as provocações do mal em todos os instantes de testemunho.

Para vencê-las, devemos:

1) buscar a luz onde a luz se encontre;

2) desculpar toda a ofensa;

3) eleger a fraternidade como bandeira;

4) conjugar o verbo servir onde estivermos;

5) começar o trabalho de redenção em nós mesmos... (Xavier, 1986, cap. 26)

Olhos de Ver e Ouvidos de Ouvir


Olhos de ver e ouvidos de ouvir doutrina esp rita1

Olhos de Ver e Ouvidos de OuvirDoutrina Espírita

  • Ouçamos

Em cada situação do caminho, é possível registrar o chamamento celeste: no templo familiar, ante o companheiro desconhecido, à frente do adversário, ao pé do enfermo, à face do ignorante e junto à criança.

Nas menores experiências, no trabalho ou no lazer, no lar ou na via pública, eis que nos convida ao exercício incessante do bem.

Assinalando, pois, a norma cristã, como inspiração para todas as lides cotidianas, ouçamos a palavra do Senhor em todos os ângulos do caminho, procurando segui-lo com invariável fidelidade, hoje e sempre. (Xavier, s.d.p., cap. 153)

Olhos de Ver e Ouvidos de Ouvir


Olhos de ver e ouvidos de ouvir doutrina esp rita2

Olhos de Ver e Ouvidos de OuvirDoutrina Espírita

  • Recompensa de Ouvir e Ver Corretamente

Quando o homem se coloca na posição de ver e ouvir sem preconceito, ele começa a perceber as coisas de um modo global.

Transcende a fragmentação dos conceitos e já não pensa mais como crente e não crente, como comunista e não comunista, como espírita e não espírita.

Começa a ver as coisas como elas são na realidade, pois o conhecimento da verdade o libertará do erro.

Conscientiza-se de que todos somos irmãos em Cristo e não há necessidade de estigmatizar o budista, o protestante e o ateu.

Também não precisa ir à procura de um guru, de um mestre ou de um herói, pois tudo está nele em estado latente.

Olhos de Ver e Ouvidos de Ouvir


Olhos de ver e ouvidos de ouvir conclus o

Olhos de Ver e Ouvidos de OuvirConclusão

À medida que vamos aguçando o nosso olhar e a nossa audição, sob a direção do Evangelho, vamos também nos libertando de nossos erros.

Tornamo-nos uma pessoa nova, um ser preocupado exclusivamente em colocar em prática os ensinamentos trazidos por Jesus.

Olhos de Ver e Ouvidos de Ouvir


Olhos de ver e ouvidos de ouvir conclus o1

Olhos de Ver e Ouvidos de OuvirConclusão

CHEVALIER, J., GHEERBRANT, A. Dicionário de Símbolos (mitos, sonhos, costumes, gestos, formas, figuras, cores, números). 12. ed. Rio de Janeiro: José Olympio, 1998. ENCICLOPÉDIA COMBI VISUAL. Barcelona: EdicionesDanae, 1974. FERREIRA, A. B. de H. Novo Dicionário da Língua Portuguesa. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, [s. d. p.] PENTEADO, J. R. W. A Técnica da Comunicação Humana. São Paulo, Pioneira, 1964. XAVIER, F. C. Fonte Viva, pelo Espírito Emmanuel. Rio de Janeiro: FEB, [s.d.p.]

XAVIER, F. C. Palavras da Vida Eterna, pelo EspíritoEmmanuel, 8 ed., Uberaba: CEC, 1986.

Texto em HTML

http://www.sergiobiagigregorio.com.br/palestra/olhos-ver-ouvidos-ouvir.htm

Olhos de Ver e Ouvidos de Ouvir


  • Login