Gould
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 18

GOULD PowerPoint PPT Presentation


  • 120 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

GOULD. Stephen Jay Gould nasceu em 10 de setembro de 1941, e em Nova Iorque, vindo a falecer em 20 de maio de 2002. Foi um paleontólogo e biólogo evolucionista. Importante autor no que diz respeito à  história da ciência.

Download Presentation

GOULD

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


Gould

GOULD

Stephen Jay Gould nasceu em 10 de setembro de 1941, e em Nova Iorque, vindo a falecer em 20 de maio de 2002.

Foi um paleontólogo e biólogo evolucionista.

Importante autor no que diz respeito à história da ciência.

Como escritor, lutou contra a opressão cultural, principalmente contra a pseudociência legitimadora do racismo.


Contexto hist rico

CONTEXTO HISTÓRICO

RACIONALISMO

REVOLUÇÃO INDUSTRIAL

IMPERIALISMO


Recapitula o

RECAPITULAÇÃO

  • História evolutiva da espécie condensada no indivíduo, e documentada no seu processo de crescimento.

  • Proporcionou um critério a todos os cientistas interessados em estabelecer diferenças hierárquicas entre os grupos humanos.

  • Serviu como teoria geral do determinismo biológico.

  • Forneceu uma base para argumentos antropométricos — particularmente craniométricos — destinados a justificar a classificação hierárquica das raças.

  • Justificou o imperialismo.


Neotenia

NEOTENIA

LOUIS BOLK

A neotenia inverte o argumento — "bom" — ou seja, desenvolvido ou superior — é conservar os traços da infância, desenvolver- se mais lentamente. Assim, os grupos superiores conservam até o estágio adulto suas características infantis, enquanto os inferiores chegam à fase superior da infância e logo degeneram


Teoria lombrosiana

TEORIA LOMBROSIANA

  • TEORIA DO CRIMINOSO NATO

  • ATAVISMO


Estigmas simiescos

ESTIGMAS SIMIESCOS

  • maior espessura do crânio

  • simplicidade das estruturas cranianas

  • mandíbulas grandes

  • proeminência da face sobre o crânio

  • braços relativamente longos

  • rugas precoces

  • testa baixa e estreita

  • orelhas grandes

  • ausência de calvície

  • pele mais escura

  • Baixa sensibilidade a dor

  • ausência de reação vascular (incapacidade de enrubescer).


Estigmas sociais

ESTIGMAS SOCIAIS

  • Entre os estigmas de Lombroso também figurava um conjunto de traços sociais. Entre eles,

  • 1) A gíria dos criminosos, uma linguagem própria com um elevado número de onomatopéias, à semelhança da fala das crianças c dos selvagens

  • 2) A tatuagem, que reflete tanto a insensibilidade dos criminosos com relação à dor como seu gosto atávico pelos ornamentos


A ci ncia advocat ria de lombroso

A CIÊNCIA “ADVOCATÓRIA” DE LOMBROSO

Paul Topinard afirmou o seguinte sobre Lombroso: "Ele não diz: eis um fato que me sugere uma determinada indução; vejamos se estou equivocado; procedamos com rigor, recolhamos e acrescentamos outros fatos... A conclusão está formada de antemão; Lombrosoprocura provas, defende sua tese como um advogado que acaba por persuadir a si mesmo: está por demais convencido.”


Determinismo biol gico x determinismo social

DETERMINISMO BIOLÓGICO x DETERMINISMO SOCIAL

  • Lombroso acreditava que para compreender ocrime, é preciso estudar o criminoso, não a forma como este foi criado, sua educação ou as dificuldades que podem tê-lo incitado a delinquir.

  • O determinismo é um fenômeno que que aprecia o comportamento humano. O homem é tipo aqui como um produto do meio. Da educação que recebeu, das influências externas...


Sele o pr via

SELEÇÃO PRÉVIA

  • A consequência potencial mais dúbia da teoria de Lombroso nunca foi concretizada por uma lei ou proposta pelos seus partidários: a seleção prévia e o isolamento dos indivíduos portadores de estigmas antes que cometessem algum delito.

  • Prisão de Guantánamo - muitos prisioneiros estão encarcerados sem que haja acusação formal, sem processo constituído e, obviamente, sem direito a julgamento.


Lombroso como crit rio de julgamento

LOMBROSO COMO CRITÉRIO DE JULGAMENTO

O estudo dos fatores antropológicos proporciona aos guardiões e administradores da lei novos e mais seguros métodos para se detectar o culpado.


Cr ticas

CRÍTICAS

  • Alguns juízes rechaçavam a antropologia criminal de Lombrosonão por acreditarem que se tratava de uma pseudociência, mas por considerá-la uma transeressão injustificada em uma matéria que de pleno direito competia exclusivamente a eles.

  • Os críticos franceses de Lombroso, que insistiam nas causas sociais do crime, também contribuíram para deter a maré lombrosiana, pois, principalmente Manouvrier e Topinard, podiam opor a ela os seus próprios dados numéricos.


Sele o natural

SELEÇÃO NATURAL

  • O atavismo demonstra a ineficácia do castigo no caso dos criminosos natos, e por que estes inevitavelmente reincidem no crime.

  • Ferri invocava a teoria darwiniana como justificação cósmica para a pena de morte.

  • Ora, tal seleção, tanto nos seres humanos quanto nos animais inferiores, pode ser natural ou artificial. Portanto, estaria de acordo com as leis naturais a humanidade realizar uma seleção artificial através da eliminação dos indivíduos anti-sociais e inadequados.

  • Justificação para o Nazismo?


Escola positiva x escola cl ssica

ESCOLA POSITIVA x ESCOLA CLÁSSICA

  • Os antropólogos criminais lombrosianosse autodenominavam a escola "positiva“ de criminonologia, defendendo um conjunto de reformas baseadas no princípio da indeterminação da sentençaem favor do tratamento diferencial dos criminosos natos e dos ocasionais.

  • A escola "clássica", a principal adversária de Lombroso, havia atacado a arbitrariedade da prática penal existente, afirmando que a pena devia-se ajustar estritamente à natureza do crime, e que todos os indivíduos deviam ser plenamente responsáveis por seus atos.


Gould

  • A frustração de Tolstói com relação aos lombrosianosestava no fato de estes invocarem a ciência para evitar a questão básica da transformação social como possível solução.

  • Por que, e com que direito, uma classe de pessoas prende, tortura, desterra, açoita e mata outras pessoas, quando ela própria não é melhor que aqueles que tortura, açoita e mata?


Crit rios gen ticos

CRITÉRIOS GENÉTICOS

Vivemos num século mais sutil, mas os argumentos básicos parecem nunca mudar. As toscas avaliações do índice craniano foram substituídas pela complexidade dos testes de inteligência,nos genes enas delicadas estruturas cerebrais.


Gould

  • Contudo, se as condições de vida nesses cortiços são a única causa dos distúrbios, por que a grande maioria de seus habitantes é capaz de resistir à tentação da violência desenfreada?

  • As populações humanas apresentam uma grande variedade de comportamentos; o simples fato de alguns manifestarem certa conduta e outros não, não constitui prova alguma de que o cérebro dos primeiros padeça de alguma patologia específica. Devemos concentrar-nos, antes de mais nada, em eliminar a opressão que ergue guetos e mina o espírito de seus habitantes desempregados.


Para que m serve a ci ncia

Para que(m) serve a ciência?!

É comum depararmos com a idéia de que a ciência reproduz uma verdade comprovada, irrefutável e infalível. Todavia, não é assim que a comunidade científica deve ver a ciência, pois, o conhecimento científico não é irrefutável e suas verdades são sempre provisórias, pois duram enquanto não são retificadas por uma nova teoria ou experiência.

Inclusive, a ciência costuma ser utilizada de forma manipulada para que se justifique um discurso geralmente da classe dominante!


  • Login