CAPTAÇÃO DE RECURSOS INTERNACIONAIS
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 22

CAPTAÇÃO DE RECURSOS INTERNACIONAIS COMPLEXO PEQUENO PRÍNCIPE PowerPoint PPT Presentation


  • 52 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

CAPTAÇÃO DE RECURSOS INTERNACIONAIS COMPLEXO PEQUENO PRÍNCIPE. COMPLEXO PEQUENO PRÍNCIPE. Missão do Complexo “Proteger a criança e o adolescente por meio da assistência, do ensino, da pesquisa e da mobilização social , fortalecendo o núcleo familiar.”. Comunidade.

Download Presentation

CAPTAÇÃO DE RECURSOS INTERNACIONAIS COMPLEXO PEQUENO PRÍNCIPE

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


Capta o de recursos internacionais complexo pequeno pr ncipe

CAPTAÇÃO DE RECURSOS INTERNACIONAIS

COMPLEXO PEQUENO PRÍNCIPE


Capta o de recursos internacionais complexo pequeno pr ncipe

COMPLEXO PEQUENO PRÍNCIPE

Missão do Complexo

“Proteger a criança e o adolescente por meio da assistência, do ensino, da pesquisa e da mobilização social, fortalecendo o núcleo familiar.”

Comunidade


Capta o de recursos internacionais complexo pequeno pr ncipe

NÚMEROS DO PEQUENO PRÍNCIPE EM 2012

  • 340.809 Atendimentos Ambulatoriais

  • 24.191 Internações

  • 18.350 Cirurgias

  • 390 Leitos

  • MAIOR HOSPITAL EXCLUSIVAMENTE PEDIÁTRICO DO BRASIL

  • 70% DA CAPCIDADE DESTINADO AO SUS – Gap financeiro que precisa ser coberto com outras fontes (planos de saúde, particular, educação, e principalmente CAPTAÇÃO DE RECURSOS


Capta o de recursos internacionais complexo pequeno pr ncipe

INSTITUTO DE PESQUISA PELÉ PEQUENO PRÍNCIPE

Missão:

Aumentar o percentual de cura de doenças complexas da criança e do adolescente.

  • DESTAQUES:

  • 11 linhas de pesquisa;

  • 47 projetos de pesquisa em andamento;

  • 13 pesquisadores;

  • Resultados inovadores;

  • Pesquisa não tem fronteira e os resultados podem beneficiar criança do mundo inteiro.


Capta o de recursos internacionais complexo pequeno pr ncipe

CAPTAÇÃO INTERNACIONAL – ESTADOS UNIDOS

501(C) 3 – Legislação tributária americana que trata de organizações sem fins lucrativos que têm direitos à isenção de impostos, e doações dedutíveis.

  • PERFIL MÉDIO DO DOADOR PESSOA FÍSICA, NOS EUA:

  • 61% dos doadores são mulheres;

  • Casadas

  • Meia idade

  • Com ensino superior

  • Renda anual de US$ 40 mil

  • 87% dos americanos adultos envolvidos em voluntariado e 90% deles são doadores.

  • Doações são encaradas como investimento e não como caridade.

  • Estima-se que nos próximos anos as doações tenham crescimento considerável - repasse de riqueza entre gerações - US$ 43 trilhões.


Capta o de recursos internacionais complexo pequeno pr ncipe

  • CAPTAÇÃO INTERNACIONAL – ESTADOS UNIDOS

  • AS DOAÇÕES NOS USA EM 2011 (PROVENIENTES DE TODAS

  • AS FONTES):

  • Total doado em 2011: US$ 298,42 bilhões – aumento de 4% em relação a 2010.

  • Fonte: Giving USA AnnualReport 2012.

  • Renúncia Fiscal no Brasil (FIA) – Pessoa Física


Capta o de recursos internacionais complexo pequeno pr ncipe

  • CAPTAÇÃO INTERNACIONAL – ESTADOS UNIDOS

  • AS DOAÇÕES NOS USA EM 2011 (PROVENIENTES DE TODAS AS FONTES):

  • Pessoa Física – 73% do total – US$ 217,79 bilhões;

  • Aumento de 3,9% em relação a 2010;

  • Pessoa Jurídica – 5% do total – US$ 14,92 bilhões;

  • Irrestritas (custeio) – US$ 75 milhões – Aumento de 5% em relação a 2010;

  • Total em 2011 foi 11% menor do que em 2007, antes do setor sentir os efeitos da recessão.

  • Fonte: Giving USA AnnualReport 2012.


Capta o de recursos internacionais complexo pequeno pr ncipe

CAPTAÇÃO INTERNACIONAL – ESTADOS UNIDOS

AS DOAÇÕES NOS USA EM 2011 – Por áreas de atuação

Fonte: Giving USA AnnualReport 2012


Capta o de recursos internacionais complexo pequeno pr ncipe

  • CAPTAÇÃO INTERNACIONAL – ESTADOS UNIDOS

  • Tipos de doação:

  • ANNUAL GIVING (DOAÇÕES CONTINUADAS):

  • Doação irrestrita (custeio)

  • Continuidade de doação

  • Doações de valores mais baixos

  • Não restringe outras doações (pode doar para mais de um projeto)

  • Construção de base de doadores

  • Uso de diversas ferramentas de comunicação, principalmente telemarketing (credibilidade e ferramenta importante) e doações online (representaram 19% do total das doações em 2011)

  • Fonte: Nonprofit Marketing Guide 2012


Capta o de recursos internacionais complexo pequeno pr ncipe

  • CAPTAÇÃO INTERNACIONAL – ESTADOS UNIDOS

  • Tipos de doação:

  • INDIVIDUAL MAJOR GIFTS (GRANDES DOAÇÕES INDIVIDUAIS):

  • Focado em Pessoa Físicas com grandes fortunas.;

  • Cada doação encarada como uma mini campanha (pesquisa de nível de inclinação para doação, aproximação, cultivo, solicitação, negociação, fechamento, relacionamento);

  • Alto investimento de marketing e relacionamento

  • Doações variam de US$ 50 mil a US$ 5 milhões ou mais.


Capta o de recursos internacionais complexo pequeno pr ncipe

  • CAPTAÇÃO INTERNACIONAL – ESTADOS UNIDOS

  • Tipos de doação:

  • CORPORATIONS AND FOUNDATIONS (PESSOA JURÍDICA E FUNDAÇÕES)

  • Fundações:

  • 96% são Fundações Familiares – US$ 13 bilhões (representavam 40% do total de doações em 2005)

  • Menos de 10 mil tem recursos acima de US$ 1 milhão ou fazem concessões de mais de US$ 100 mil

  • Foco pré-estabelecido

  • Convite para apresentar projeto


Capta o de recursos internacionais complexo pequeno pr ncipe

  • CAPTAÇÃO INTERNACIONAL – ESTADOS UNIDOS

  • Tipos de doação:

  • CAPITAL CAMPAIGNS (Campanhas de Capitalização de Fundos)

  • Esforço intenso de captação para alcançar uma meta específica(até US$ 4 bilhões) dentro de um período específico. Normalmente para construção de facilidades.

  • Campanha inclusiva (envolve todos os tipos de doadores)

  • Solicitação sequencial – Solicitar várias vezes durante o período

  • As necessidades devem ser: claras, urgentes, justificadas, realistas, atingíveis e atrativas.


Capta o de recursos internacionais complexo pequeno pr ncipe

  • CAPTAÇÃO INTERNACIONAL – ESTADOS UNIDOS

  • Tipos de doação:

  • PLANNED GIVING (DOAÇÕES PLANEJADAS)

  • Doações de imóveis, ações, aposentadorias etc...

  • Campanha em longo prazo

  • Público-alvo – pessoas entre 65 e 80 anos

  • Grande esforço de marketing para relacionamento

  • Doações feitas em vida ou deixadas em testamento

  • Outras:

  • Voluntariado

  • Corporações e Fundações


Capta o de recursos internacionais complexo pequeno pr ncipe

O DESAFIO DE EXISTIR

Foco: Melhores resultados através do círculo virtuoso da assistência, ensino e pesquisa.


Capta o de recursos internacionais complexo pequeno pr ncipe

O REI PELÉ E O INSTITUTO DE PESQUISA

  • Maior jogador de futebol de todos os tempos;

  • Atleta do século XX;

  • Carreira brilhante;

  • Uma das personalidades mais conhecidas e respeitadas do mundo;

  • O Instituto de Pesquisa é a

  • primeira iniciativa filantrópica

  • no mundo que leva o nome

  • do Pelé.


Capta o de recursos internacionais complexo pequeno pr ncipe

  • PROGRAMA GOLS PELA VIDA

  • Conceito: Criar uma rede internacional de apoiadores à causa da saúde infanto-juvenil unidos através de sentimentos universais, tais como a alegria do gol.

  • 2007 – Lançamento do Programa Gols pela Vida, mobilização em prol da pesquisa – Curitiba, São Paulo e Londres.

  • Projetos de captação da Plataforma – Projeto Medalhas, Eventos sociais e esportivos, Seleção Gols pela Vida, Copa Gastronômica, etc..


Capta o de recursos internacionais complexo pequeno pr ncipe

  • VISIBILIDADE E CAPTAÇÃO INTERNACIONAL

  • CAPTAÇÃO COM ÊNFASE AOS PROJETOS DE PESQUISA:

  • Avanços nas pesquisas, reconhecimento científico e público e resultados significativos;

  • Redes colaborativas – importante e necessário – atração de investimentos específicos para projetos de pesquisa;

  • 2012, COOPERAÇÃO TÉCNICO-CIENTÍFICA NACIONAL COM 26 INSTITUIÇÕES E INTERNACIONAL COM 14 INSTITUIÇÕES:

  • - Universityof Toronto, Instituteof Medical Science; Hospital for SickChildren, DivisionofClinicalandMetabolicGenetics; Universityof British Columbia, DepartmentofPathology; British Columbia CancerAgency, DepartmentofPathologyandLaboratory Medicine; Centre for LymphoidCancer British Columbia CancerResearch Centre; Vancouver General Hospital, DepartmentofHematologyandCytogeneticsLaboratory; St. JudeChildren’sResearch Hospital de Memphis, TN, USA; Universidade de Nice, França; Instituto de Farmacologia Molecular e Celular de valbonneUniversitádegli Studi di Perugia – Italia; Loma Linda University Medical Center , USA (LLUMC); InternationalAgencyofAtomic Energy – Austria (IAEA); Universidade da Califórnia Los Angeles (UCLA) – Departamento de Psiquiatria e Ciências Biocomportamentais; Universidade Univale, Grenoble, França, Institute Pasteur – AMSUD, França.


Capta o de recursos internacionais complexo pequeno pr ncipe

VISIBILIDADE E CAPTAÇÃO INTERNACIONAL

Historicamente já recebia fundos internacionais de órgãos de outros governos no Brasil – Embaixadas do Canadá e Japão (Compra de equipamentos)

CAPTAÇÃO: Estruturação de programa inicialmente a partir de eventos:

  • 2006 – BERLIM – Copa do Mundo/PeleStation – Apresentação do Instituto ao mundo e pré-lançamento do Gols pela Vida e Projeto Medalhas;

  • 2007 – LONDRES – Lançamento Programa Gols pela Vida na Embaixada do Brasil em Londres.

  • 2009 – PARIS – Evento de criação da Fondation Saint ExuperypourlaJeunesse – reconhecimento da instituição como a mais importante iniciativa inspirada pelo personagem no mundo.

  • 2009 – DUBLIN – jantar por adesão e leilão em parceria com o Our Ladies Children’s Hospital;

  • 2010 – DOHA – Congresso ASPIRE 4 SPORT – Entidade beneficiada por jantar de adesão e leilão.


Capta o de recursos internacionais complexo pequeno pr ncipe

  • VISIBILIDADE E CAPTAÇÃO

  • INTERNACIONAL

  • COPA GASTRONÔMICA GOLS PELA VIDA:

  • Grandes chefs de cozinha se reúnem para divulgar a gastronomia e a cultura brasileira no Brasil e no Exterior;

  • Renda revertida para o Instituto de Pesquisa;

  • Série de 5 eventos nacionais e internacionais:

  • ETAPAS:

  • Março 2011 – Curitiba

  • Agosto 2012 – São Paulo

  • Outubro 2012 – Paris (em parceria com a Fondation Saint ExuperypourlaJeunesse e Avant Première dos 70 anos do livro O Pequeno Príncipe.

  • Maio 2013 – New York City – Grande marco de captação internacional do Instituto de Pesquisa.

  • Agosto de 2014 – Rio de Janeiro


Capta o de recursos internacionais complexo pequeno pr ncipe

  • CAPTAÇÃO INTERNACIONAL

  • A ESTRATÉGIA DO PEQUENO PRÍNCIPE

  • Estabelecer grupo local de apoio;

  • Nomes reconhecidos – Diretoria e Comitê – Atração de investimentos de pessoas ligadas ao grupo (Citar nomes na comunicação);

  • Construir comunidade simpática à causa – Base de doadores;

  • Resultados significativos – divulgar em escala internacional (pesquisa em fronteira);

  • Stewardship – Manutenção de vínculo com o grupo apoiador;

  • A cada dois anos realizar grande evento de arrecadação;

  • Continuo engajamento de novas personalidades: Zagallo, Carlos Alberto Torres, Romero Britto, Gordon Banks, Claude Troisgros, Alex Atala, etc.

  • Ampliar as ações de investimento (buscar doações pontuais, continuadas e para grandes campanhas).


Capta o de recursos internacionais complexo pequeno pr ncipe

A presença de Pelé no nosso time nos permite ousar investir em pesquisa e reforçar as metas da instituição, bem como as Metas de Desenvolvimento do Milênio da ONU.

O Instituto de Pesquisa, com o apoio do Pelé, está construindo um grande legado de responsabilidade social para as crianças do Século XXI.


  • Login