Abra o nosso pai na f
Download
1 / 23

Abraão, nosso pai na fé - PowerPoint PPT Presentation


  • 84 Views
  • Uploaded on

Abraão, nosso pai na fé. Como vimos na catequese anterior os 11 primeiros capítulos do Gênesis são capítulos à parte da história da salvação: são midraxes (midrash). Não são relatos exatos dos fatos mas uma compreensão pela fé da origem da humanidade. Abraão, nosso pai na fé.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about ' Abraão, nosso pai na fé' - marcos


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
Abra o nosso pai na f
Abraão, nosso pai na fé

  • Como vimos na catequese anterior os 11 primeiros capítulos do Gênesis são capítulos à parte da história da salvação:

  • são midraxes (midrash).

  • Não são relatos exatos dos fatos mas uma compreensão pela fé da origem da humanidade.

4º encontro


Abra o nosso pai na f1
Abraão, nosso pai na fé

  • Uma reflexão sobre Deus enraizada na experiência humana.

  • Faz-nos conhecer as intenções de Deus:

  • do Deus que cria o mundo;

  • que situa o homem no centro do universo;

  • que o chama para viver na amizade com Ele.

  • Mostra-nos:

  • a liberdade do homem;

  • o homem que se recusa a entrar no plano de Deus;

  • o homem que quer substituir a vontade do criador pela sua;

  • o homem que provoca sua própria infelicidade.

4º encontro


Abra o nosso pai na f2

A partir do Cap. 12 do Gênesis começa a história de Abraão, o primeiro patriarca. De agora em diante os eventos situam-se no tempo e no espaço e nós podemos falar de “história” não com datas precisas mas sucessão de fatos, de vidas que encarnam o projeto de Deus sobre o homem.

A história de Abraão está ligada diretamente a história de toda humanidade, com ele começa a surgir o embrião de um povo que tem a missão de levar a benção de Deus a todas as nações. É o homem da fé cuja obediência é recompensada por Deus que promete para seus descendentes a Terra Santa.

Ler Gn 12-25 (Cap. 12 a 25)

Abraão, nosso pai na fé

4º encontro


Abra o nosso pai na f3
Abraão, nosso pai na fé Abraão, o primeiro patriarca. De agora em diante os eventos situam-se no tempo e no espaço e nós podemos falar de “história” não com datas precisas mas sucessão de fatos, de vidas que encarnam o projeto de Deus sobre o homem.

  • Abraão é um homem fracassado porque não tinha filhos (para os judeus os filhos são uma benção de Deus – não ter filhos uma maldição) e nem uma terra onde ser sepultado.

  • Ele é chamado por Deus:

  • “Deixa a tua terra, tua família, a casa de teu pai e

  • vai para a região que eu te indicarei” (Gn 12,1).

  • Abraão guiado por Deus deixa a sua terra natal e vai se estabelecer na Palestina. Aí recebe as promessas divinas: será pai de um povo numeroso e abençoado. Deus coloca em Abraão os alicerces da verdadeira Aliança.

4º encontro


Abra o nosso pai na f4
Abraão, nosso pai na fé Abraão, o primeiro patriarca. De agora em diante os eventos situam-se no tempo e no espaço e nós podemos falar de “história” não com datas precisas mas sucessão de fatos, de vidas que encarnam o projeto de Deus sobre o homem.

  • A aliança será constituída na fidelidade que o povo de Abraão deverá guardar com Deus.

  • Deus vai ao encontro da esperança do homem para levá-lo a perceber sua promessa. Quanto maior for o desejo humano mais fortemente a Palavra divina poderá ecoar na sua vida.

  • Abraão parte. Sua vida agora será uma longa caminhada. Verdadeiro nômade ... de pastagem em pastagem. É o itinerário da fé. Existe a caminhada geográfica de Abraão mas existe também o itinerário espiritual, pouco a pouco ele se aproxima desse Deus que o procura.

4º encontro


Abra o nosso pai na f5
Abraão, nosso pai na fé Abraão, o primeiro patriarca. De agora em diante os eventos situam-se no tempo e no espaço e nós podemos falar de “história” não com datas precisas mas sucessão de fatos, de vidas que encarnam o projeto de Deus sobre o homem.

  • Vemos através de sua história (Gn 12-25) as etapas de crescimento de Abraão, de encontros com o Senhor:

  • momentos de revelação de Deus em que Ele se dá a conhecer e

  • o lugar que Abraão ocupa em Sua vida.

  • O importante é a resposta de Abraão ao chamado.

  • Ele partiu, fez o que lhe pareceu ser a vontade de Deus:

  • Põe-se à caminho.

  • Os altares mostram seu empreendimento religioso.

  • Cada altar significa que Abraão se apresenta a Deus.

  • É como uma visita.

4º encontro


Abra o nosso pai na f6
Abraão, nosso pai na fé Abraão, o primeiro patriarca. De agora em diante os eventos situam-se no tempo e no espaço e nós podemos falar de “história” não com datas precisas mas sucessão de fatos, de vidas que encarnam o projeto de Deus sobre o homem.

  • Esta partida exige rupturas. É preciso que esteja disponível a Deus. O itinerário da fé será essencialmente um itinerário despojado, mais livre (mais liberto e mais entregue a Deus).

  • No Gn Cap. 15, 1-6 aparece a palavra crer.

  • É a irrupção da fé na história dos homens.

  • Abraão crê na palavra de Deus. Põe nele sua esperança. Deus sela sua aliança com Abraão com uma marca: a circuncisão (Gn 17, 9-14), rito da inserção no povo de Deus. (Ex 4, 24-26)

4º encontro


Abra o nosso pai na f7

Progressivamente Abraão percebe Deus lhe falando através dos homens e dos anjos (Gn 18, 2).

Deus manda mensagens, Se revelando e marca com Abraão a vinda de seu filho (Gn 21).

Cumpre a promessa; tem seu filho apesar da idade avançada e de Sara ser estéril. (Gn 18, 11-14. Gn 17, 15-22).

Abraão, nosso pai na fé

4º encontro


Abra o nosso pai na f8
Abraão, nosso pai na fé dos homens e dos anjos

  • Deus pede o sacrifício do seu filho. Depois de tanto caminhar Abraão agora confia em Deus plenamente e responde a pergunta de seu filho com toda confiança: “Deus providenciará”. (Gn 22)

  • Com a morte de Sara Abraão acaba conseguindo ter a sua terra onde Sara é enterrada. (Gn 23)

  • A promessa que Deus fez a Abraão é cumprida: tem descendência e tem sua terra. Essa descendência continua até hoje – todos que cremos somos filhos de Abraão. (Gn 13,14-16. Gn 22,15-18)

  • “Ergue os olhos para o céu e conta as estrelas, se as pode contar e acrescentou. Assim será a tua posteridade.” (Gn 15,5)

4º encontro


Abra o nosso pai na f9
Abraão, nosso pai na fé dos homens e dos anjos

  • Abraão abre o caminho da fé. Ele nos leva a descobrir que a fé é antes de tudo um processo, um empreendimento, um pôr-se a caminho.

  • Acreditou contra toda a esperança e partiu. Sua fé é a aventura de uma esperança projetada para além de qualquer limite.

  • Arriscou sua vida acreditando na promessa.

http://www.lepanto.com.br/HagAbra.html

Leia mais: clique no endereço acima

4º encontro


Abra o nosso pai na f10
Abraão, nosso pai na fé dos homens e dos anjos

  • Partir;

  • Andar;

  • Atitudes Despojar-se para ser disponível;

  • Permanecer à escuta da

  • Palavra de Deus,

  • para discernir e

  • cumprir Sua vontade.

http://www.lepanto.com.br/HagAbra.html

Leia mais: clique no endereço acima

4º encontro


Abra o nosso pai na f11
Abraão, nosso pai na fé dos homens e dos anjos

  • A fé é uma experiência pessoal, é o nosso encontro com Deus.

  • Não somos nós que encontramos Deus mas é Ele que nos encontra, nos escolhe, nos chama e nos ama. A fé é um dom de Deus, não é fruto de raciocínio, não se mede pela inteligência.

  • A fé é dizer sim a Deus.

4º encontro


Abra o nosso pai na f12
Abraão, nosso pai na fé dos homens e dos anjos

  • religião natural (religiosidade) e

  • A fé faz a diferença entre:

  • religião verdadeira.

  • Na religião natural as pessoas se servem de Deus, pedem coisas.

  • Na religião verdadeira, se serve a Deus, escuta-se Deus e faz-se a Sua vontade através dos acontecimentos da vida (história de Abraão e de Maria).

  • Isto é entrar na espiritualidade bíblica.

4º encontro


Abra o nosso pai na f13
Abraão, nosso pai na fé dos homens e dos anjos

  • Ob-audire

  • Gráfico da caminhada de Abraão

  • Pacto – aliança

  • Chamado – sangue da vítima Sacrifício

  • Ur “sai da tua terra” fogo Ismael Isaac de Isaac

  • ──┴──────┴───────────┴───────┴──────┴───────┴────

  • Idolatria Com Abraão e sua Ajuda a Deus Conforme a Carrega o lenho

  • descendência promessa Carrega a cruz

  • Não esmaga

  • Nós filhos de Abraão Torna gloriosa

Escutar Deus e perceber Sua vontade através dos fatos, das exigências do mundo, da necessidade dos irmãos, da fraternidade a qual se pertence, de seus legítimos coordenadores e da Palavra de Deus. Para isto, a vida de oração é essencial.

4º encontro


Abra o nosso pai na f14
Abraão, nosso pai na fé dos homens e dos anjos

  • Gn 24

  • Capítulo muito lindo, poético, cheio de significados, como por exemplo:

  • “poço” é como um útero, de onde nasce a vida.

  • Trata da história de Isaac, o 2° patriarca e seu casamento com Rebeca.

  • Gn 25, 7-11

  • A morte de Abraão e em seguida, a benção de Deus sobre Isaac.

  • Gn 25,19-34

  • O nascimento dos filhos de Isaac: Esaú e Jacó – gêmeos

4º encontro


Abra o nosso pai na f15
Abraão, nosso pai na fé dos homens e dos anjos

  • Gn 26-36

  • Jacó herda as promessas do pai e não Esaú, que por direito tinha a progenitura. Este a vende à seu irmão, por um prato de lentilhas.

  • Isaac já velho e cego é enganado pela mulher Rebeca e por Jacó que se faz passar pelo irmão recebendo as bênçãos do pai.

  • Para os Judeus o ato de abençoar é muito importante, portanto não se pode brincar com a progenitura.

  • É como se Deus tivesse escolhido você como seu primogênito, junto com seu filho Jesus Cristo, e se você vendesse a sua progenitura, as bênçãos recairiam sobre outro.

4º encontro


Abra o nosso pai na f16
Abraão, nosso pai na fé dos homens e dos anjos

  • Gn 26-36

  • Jacó é uma Palavra de Deus para Israel muito importante. Talvez seja o nome que mais aparece na Bíblia.

  • O que significa Jacó para mim e para você hoje? Como toda Palavra de Deus, Jacó o procura hoje para ver se você esta dentro ou fora dela.

  • Jacó significa eleição.

  • Jacó é escolhido por Deus e não Esaú.

4º encontro


Abra o nosso pai na f17
Abraão, nosso pai na fé dos homens e dos anjos

  • Gn 26-36

  • Jacó luta com Deus na forma de um anjo, luta a noite toda e descobre que Deus é mais forte, pois o está vencendo. Então Jacó se agarra a ele e não solta até que o abençoe.

  • O anjo deve ir embora porque está amanhecendo, mas Jacó não o deixa ir até que lhe tenha dado a benção. Jacó quer que o abençoe porque descobriu que ele é mais forte e o quer como aliado. Se Deus o abençoar pela eficácia da Palavra, ele será abençoado.

  • O anjo o abençoa e lhe diz: “Daqui para frente você não mais se chamará Jacó e sim Israel”, que significa Forte com Deus.

4º encontro


Abra o nosso pai na f18
Abraão, nosso pai na fé dos homens e dos anjos

  • Gn 26-36

  • Jacó e seus descendentes serão mais fortes que qualquer outro povo porque lutaram com Deus e descobriam a sua fraqueza, mas juntos descobriram a força poderosa de Deus que se fez Seu aliado.

  • Esta benção passou para nós que somos o novo Israel.

  • Esta Palavra hoje é também para nós. Nos procura e nos quer dizer alguma coisa.

  • Todo homem, você e eu, lutamos com Deus e queremos vencer Deus, mas o homem sempre sai vencido por Deus, tornando evidente a nossa fraqueza, o nosso pecado. E quem descobre a sua fraqueza descobre que não é Deus.

4º encontro


Abra o nosso pai na f19
Abraão, nosso pai na fé dos homens e dos anjos

  • Esta Palavra nos convida a confiarmos em Deus,

  • a nos apoiar Nele,

  • a sermos fortes em Deus, para que a

  • Palavra Israel

  • se cumpra em nós.

  • Jacó tem 12 filhos e as promessas recaem sobre José.

  • Como Jacó significa a eleição,

  • José significa o servo - o servo sofredor

4º encontro


Abra o nosso pai na f20
Abraão, nosso pai na fé dos homens e dos anjos

.....♣♣♣♣♣♣....

Confiantes no amor de Deus e sentindo-nos aconchegados e seguros em suas mãos continuemos nossa caminhada de fé.

.....♣♣♣♣♣♣....

Próximo tema:

a história de José

4º encontro


Abra o nosso pai na f21
Abraão, nosso pai na fé dos homens e dos anjos

  • Música

  • Eis-me aqui, Senhor!

  • Eis-me aqui, Senhor.(bis)/

  • Pra fazer Tua vontade, pra viver no Teu amor. (bis) /

  • Eis-me aqui Senhor.

  • O Senhor é o Pastor que me conduz /

  • por caminhos nunca vistos me enviou. /

  • Sou chamado a ser fermento, sal e luz, /

  • e por isso respondi: aqui estou!

  • Ele pôs em minha boca uma canção /

  • me ungiu como profeta e trovador /

  • da história e da vida do meu povo, /

  • e por isso respondi: aqui estou!

  • Ponho a minha confiança no Senhor /

  • da esperança sou chamado a ser sinal /

  • seu ouvido se inclinou ao meu clamor /

  • e por isso respondi: aqui estou!

4º encontro


Abra o nosso pai na f22
Abraão, nosso pai na fé dos homens e dos anjos

  • Leituras para a semana:

  • Eclo 2

  • Pr 3,5-18

  • Dn 3,26-33

  • Hb 11,1-19

  • Is 43, 1-7;

  • Is 44,1-5.21-23;

  • Jr 1,5-9;

  • Gl 3,6-9

4º encontro


ad