Auditoria de conformidade no tcu
Download
1 / 31

Auditoria de Conformidade no TCU - PowerPoint PPT Presentation


  • 69 Views
  • Uploaded on

Auditoria de Conformidade no TCU. Apresentação do Roteiro. Auditoria.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'Auditoria de Conformidade no TCU' - manasa


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
Auditoria de conformidade no tcu l.jpg

Auditoria de Conformidadeno TCU

Apresentação do Roteiro


Auditoria l.jpg
Auditoria

  • Consiste na aplicação de um conjunto de procedimentos, utilizando-se de técnicas e de um método apropriados (metodologia) com o fito de se obter informação e conhecimento sobre os resultados, o desempenho e a regularidade de determinada ação, projeto, programa, atividade, processo de trabalho ou mesmo de uma entidade como um todo.


Auditoria de conformidade x operacional l.jpg
Auditoria de Conformidade x Operacional

Auditoria de Conformidade

Auditoria Operacional

EFETIVIDADE

LEGALIDADE

ECONOMICIDADE

EQÜIDADE

EFICÁCIA

DESVIOS DE

RECURSOS

QUALIDADE

DESPERDÍCIO

FRAUDE

EFICIÊNCIA


Auditoria4 l.jpg
Auditoria

  • Procedimentos de auditoria: verificações e averiguações previstas num programa de auditoria.

  • Técnicas de auditoria: processos e ferramentas operacionais para execução dos procedimentos e obtenção de evidências.

  • Método: é o modo, formalmente estabelecido, de executar o trabalho de auditoria, incluindo o planejamento, a execução e o relatório.


Auditoria ou fiscaliza o l.jpg
Auditoria ou Fiscalização?

  • A auditoria é um dos instrumentos de fiscalização do TCU.

  • O Regimento Interno do TCU prevê os seguintes instrumentos de fiscalização:

    • Levantamento (art. 238)

    • Auditoria (art. 239)

    • Inspeções (art. 240)

    • Acompanhamento (art. 241)

    • Monitoramento (art. 243)



Roteiro de auditoria de conformidade l.jpg
Roteiro de Auditoria de Conformidade

  • Estabelece o método de realizar a maioria dos trabalhos de auditoria do TCU.

  • Portaria TCU nº 122, de 27/04/2004, estabelece os padrões, atualmente vigentes, para realização dos trabalhos de auditoria de conformidade.


Roteiro de auditoria de conformidade8 l.jpg
Roteiro de Auditoria de Conformidade

ROTEIRO DE AUDITORIA DE CONFORMIDADE

PADRÕES GERAIS

PADRÕES

DE

PLANEJAMENTO

PADRÕES

DE

EXECUÇÃO

PADRÕES

DE ELABORAÇÃO DE RELATÓRIO

PADRÕES DECONTROLE DE QUALIDADE


Padr es gerais l.jpg
Padrões Gerais

  • Define competências dos atores envolvidos no processo de auditoria:

    • Unidade Técnica

    • Supervisor

    • Coordenador

    • Equipe

  • Define aspectos administrativos do processo de realização de auditorias:

    • Portaria de Fiscalização

    • Ofícios de comunicação com o auditado


Padr es gerais10 l.jpg
Padrões Gerais

PADRÕES GERAIS

(itens 1 a 8)

SUPERVISOR

competências

(item 3)

ADMINISTRATIVOS

(itens 5 a 8)

COORDENADOR

competências

(item 4)

Afastamento do Supervisor

Levantamento de Auditoria

Ofício de Comunicação de Auditoria

Portaria de Fiscalização

Conteúdo

Prazo


Padr es de planejamento l.jpg
Padrões de Planejamento

  • Definição do objetivo, e consequentemente, do escopo da auditoria.

  • Construção da Visão Geral do Objeto.

  • Elaboração das matrizes de:

    • Planejamento

    • Procedimentos

    • Possíveis Achados


Padr es de planejamento12 l.jpg
Padrões de Planejamento

  • Visão Geral do Objeto: objetiva o conhecimento e compreensão do objeto a ser auditado, bem como o ambiente organizacional em que este está inserido:

    • Descrição e características do objeto

    • Legislação aplicável

    • Objetivos institucionais

    • Setores, competências, atribuições

    • Pontos críticos e deficiência no sistema de controle


Matrizes de auditoria l.jpg
Matrizes de Auditoria

  • Ferramentas utilizadas (papéis de trabalho padronizados) com o objetivo de executar os trabalhos segundo os princípios, técnicas e normas de auditoria geralmente aceitas.

  • Fase de Planejamento:

    • Matrizes de Planejamento, de Procedimentos e de Possíveis Achados

  • Fase de Execução:

    • Matrizes de Procedimentos, de Achados e de Responsabilização


Matriz de planejamento l.jpg
Matriz de Planejamento

  • Objetivo da auditoria: é a questão fundamental da auditoria, a ser respondida.

  • Questão de Auditoria: desdobramento do objetivo em perguntas que abordam os diferentes aspectos do escopo para satisfação do objetivo.

  • Informações requeridas: o que é preciso para responder a questão.

  • Fontes de Informação: onde a informação requerida será obtida, de quem, em qual documento, em que local (gestor, sistema, processo, normativos etc.).

  • Limitações: em relação às técnicas adotadas, às fontes de informação e às condições operacionais, dentre outras.

  • Possíveis Achados: que conclusões ou resultados podem ser alcançados a partir da estratégia metodológica adotada.

  • Atenção: Foi fundida com a Matriz de Procedimentos



Matriz de procedimentos l.jpg
Matriz de Procedimentos

  • Tem por objetivo detalhar os passos que o auditor deverá executar para satisfazer as questões de auditoria propostas.

  • Deverá ser fundida com a matriz de planejamento.

  • Procedimentos: detalha, com minúcia, o que o auditor deverá fazer em campo.

  • Se possível, deve detalhar também eventuais procedimentos alternativos.



Matriz de poss veis achados l.jpg
Matriz de Possíveis Achados

  • Papel de Trabalho não previsto no Roteiro de Auditoria de Conformidade. Utiliza-se o mesmo papel de trabalho da Matriz de Achados (que somente será preenchida na fase de execução), preenchendo-o parcialmente.

  • A elaboração parcial da Matriz de Achados na fase de Planejamento facilita a identificação dos critérios e uniformiza o entendimento a respeito dos encaminhamentos a serem adotados para cada irregularidade.


Matriz de poss veis achados19 l.jpg
Matriz de Possíveis Achados

  • Achado: referência cruzada com a matriz de planejamento.

  • Situação encontrada: situação existente, identificada inclusive com o período de ocorrência, e documentada durante a fase de execução.

  • Critério: legislação, norma, jurisprudência, entendimento doutrinário ou padrão adotado.

  • Evidência: o que comprova a situação encontrada, fundamenta o achado e dá respaldo às opiniões e conclusões da equipe.

  • Causa: o que motivou a ocorrência.

  • Efeitos: conseqüências reais ou potenciais da ocorrência.

  • Encaminhamento: proposta da equipe de auditoria.

  • Benefício da proposta: dimensionar.



Padr es de execu o l.jpg
Padrões de Execução

  • Regras e posturas para execução do trabalho de auditoria, requisição de documentos e informações.

  • Requisitos para registro dos achados, análise de suas causas e efeitos, atributos das evidências que os suportam e sua documentação (matriz de achados).

  • Padrões para o relacionamento com o auditado.


Padr es de elabora o do relat rio l.jpg
Padrões de Elaboração do Relatório

  • Instrumento formal e técnico de comunicação:

    • Objetivo e questões da auditoria

    • Metodologia utilizada

    • Achados da auditoria e Propostas de encaminhamento

    • Conclusões

  • Requisitos de redação: CERTO

    • Clareza, Convicção, Concisão

    • Exatidão

    • Relevância

    • Tempestividade

    • Objetividade

  • Definição da Estrutura do Relatório – Seções


Estrutura do relat rio l.jpg
Estrutura do Relatório

Folha de Rosto

Resumo

Sumário

Introdução

Lista de

figuras e tabelas

Achados de Auditoria

Outros Fatos Relevantes

Conclusão

Proposta de Encaminhamento

Documentos Juntados


Folha de rosto l.jpg
Folha de Rosto

  • Item 30 e Anexo IX

  • Apresentar os dados relativos à identificação do trabalho de auditoria:

    • Da fiscalização

    • Do órgão/entidade auditado

    • Processo(s) conexo(s)


Resumo l.jpg
Resumo

  • Itens 31 a 34

  • Conciso e seletivo

    • objetivo e questões de auditoria

    • metodologia utilizada

    • achados de auditoria

    • volume de recursos fiscalizados

    • benefícios potenciais

    • conclusões

    • propostas mais importantes

  • Pode ser adotado para divulgação na imprensa


Sum rio l.jpg
Sumário

  • Item 35 e 36

  • Listagem das principais divisões do relatório e numeração de páginas

  • Inclui apenas títulos (seções) e subtítulos


Introdu o l.jpg
Introdução

Visão geral

do objeto

Deliberação

e razões

Objetivo e questões

de auditoria

Metodologia - descrever:

-procedimentos, técnicas e

papéis de trabalho utilizados

no planejamento e na execução

- folha que contém a relação dos

atos, contratos e processos

incluídos na amostra

- limitações e justificativas

INTRODUÇÃO

(item 37)

Volume dos

recursos fiscalizados

Análise dos

processos conexos


Achados de auditora l.jpg
Achados de Auditora

Situação Encontrada: o que é (ou o que está ocorrendo)

Critério: o que deveria ser (ou o que deveria estar ocorrendo)

Evidência – elementos comprobatórios do achado

Causas e Efeitos do achado

Conclusões e

Propostas de Encaminhamento

Estimativa do Benefício

da Proposta de Encaminhamento


Outros fatos relevantes l.jpg
Outros Fatos Relevantes

  • Aqueles não previstos nas questões de auditoria

  • Merecem atenção por sua relevância, materialidade ou risco

  • Tratamento dos achados:

    • avaliar a conveniência e a oportunidade de nova ação


Conclus es l.jpg
Conclusões

Respostas às questões da Matriz de Planejamento:

síntese dos principais achados

Referências aos achados:

número do(s) item(ns) em que são tratados no relatório

Conclusões: indicar o impacto dos achados nas contas:

identificar as responsabilidades e

o estado das respectivas contas

Formulação da conclusão: considerar os efeitos dos achados

(avaliação da diferença entre situação encontrada e critério)



ad