Algoritmos l.jpg
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 13

ALGORITMOS PowerPoint PPT Presentation


  • 147 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

ALGORITMOS. ALGORITMOS. Estruturas Condicionais: São comandos que nos permitem executar determinadas ações de acordo com o resultado de um teste condicional. ALGORITMOS. Comando SE: Testa uma condição e se for verdade, executa uma determinada ação. Ex: Se a = a Escreva(“são iguais”);.

Download Presentation

ALGORITMOS

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


Algoritmos l.jpg

ALGORITMOS


Algoritmos2 l.jpg

ALGORITMOS

  • Estruturas Condicionais:

    • São comandos que nos permitem executar determinadas ações de acordo com o resultado de um teste condicional


Algoritmos3 l.jpg

ALGORITMOS

  • Comando SE:

    • Testa uma condição e se for verdade, executa uma determinada ação.

    • Ex: Se a = a

      Escreva(“são iguais”);


Algoritmos4 l.jpg

ALGORITMOS

  • Comando Se Senão:

    • Semelhante ao Se, mas se a condição for falsa, ele executa outra ação(também pré-deteminada)

    • Ex: Se a = b

      Escreva(“são iguais”);

      Senão

      Escreva(“são diferentes”)


Algoritmos5 l.jpg

ALGORITMOS

  • Podemos aninhar vários comandos:

    Se a = b

    Inicio

    Se a > 10

    Escreva(“A é igual a B e ambos são maiores do que 10”);

    Fim


Algoritmos6 l.jpg

ALGORITMOS

  • Estruturas de Repetição:

    • Estrutura PARA: Geralmente usada quando o número de repetições é conhecido ou quando pode ser obtido durante a execução.

      PARA(valor inicial; condição; valor de incremento)

      Comando

      PARA(valor inicial; condição; valor de incremento)

      INICIO

      Bloco de comandos

      FIM


Algoritmos7 l.jpg

ALGORITMOS

  • Estrutura PARA:

    • valor inicial

      <identificador> <valor inicial>

      Ex. a 10 B 0

    • condição

      <identificador> <=, <, > ou >= <valor final>

      Ex.: a<=20

      B<=12

    • valor do incremento

      <identificador> <identificador> +, -, *, /, **, % valor

      Ex.: aa+1 OU a++

      BB+2 OU a+=2

      CC * 2 OU c*=2


Algoritmos8 l.jpg

ALGORITMOS

  • PARAs Aninhados:

    PARA(valor inicial; condição; valor de incremento)

    INICIO

    PARA(valor inicial; condição; valor de incremento)

    INICIO

    Bloco de comandos (PODE CONTER OUTROS PARAs)

    FIM

    FIM


Algoritmos9 l.jpg

ALGORITMOS

  • Exemplo de PARAs aninhados:

    ALGORITMO MATRIZ

    DECLARE

    INT L,C;

    INICIO

    PARA(L=1;L<=5;L++)

    INICIO

    PARA(C=1;C<=5;C++)

    ESCREVA(L+”-”+C+”\t”);

    ESCREVA(“\n”);

    FIM

    FIM


Algoritmos10 l.jpg

ALGORITMOS

  • Estrutura ENQUANTO

    • Geralmente utilizada quando o número de repetições for desconhecido.

      ENQUANTO(condição)

      Comando;

      ENQUANTO(condição)

      INICIO

      Bloco de comandos;

      FIM


Algoritmos11 l.jpg

ALGORITMOS

  • Estrutura ENQUANTO

    • condição

      <identificador> <>,=,<=, <, > ou >= <valor final>

      Ex.: a<=20

      B=12

    • OBS.: a variável presente na condição deve ser inicializada; Deve-se ter cuidado no teste e no incremento da variável para não cair em um laço infinito


Algoritmos12 l.jpg

ALGORITMOS

  • ENQUANTOs aninhados:

    ALGORITMO MATRIZ

    DECLARE

    INT L,C;

    INICIO

    L=1;

    ENQUANTO(L<=5)

    INICIO

    C=1;

    ENQUANTO(C<=5)

    INICIO

    ESCREVA(L+”-”+C+”\t”);

    C++;

    FIM

    ESCREVA(“\n”);

    L++;

    FIM

    FIM


Algoritmos13 l.jpg

ALGORITMOS

  • Estrutura FAÇA ENQUANTO:

    • Geralmente utilizada quando o número de repetições for desconhecido e desejase executar o bloco de comandos no mínimo uma vez

      FAÇA

      Bloco de comandos;

      ENQUANTO(condição)

    • condição

      <identificador> <>,=,<=, <, > ou >= <valor final>

      Ex.: a<=20

      B=12

    • OBS.: Geralmente usa-se ENQUANTO. Pois, pode-se simular o FAÇA

      ENQUANTO atribuindo-se um valor válido para a condição na primeira

      iteração.


  • Login