Resumo principios de investimentos
Download
1 / 22

RESUMO: PRINCIPIOS DE INVESTIMENTOS - PowerPoint PPT Presentation


  • 167 Views
  • Uploaded on

RESUMO: PRINCIPIOS DE INVESTIMENTOS. Os investidores tomam decisões de investimentos considerando: * Rentabilidade Esperada * Liquidez * Segurança. Rentabilidade Esperada é o retorno que o investidor espera ter no futuro – relativo a determinado benchmark.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about ' RESUMO: PRINCIPIOS DE INVESTIMENTOS' - lukas


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
Resumo principios de investimentos

RESUMO: PRINCIPIOS DE INVESTIMENTOS

Osinvestidores tomam decisões de investimentos considerando:

* Rentabilidade Esperada

* Liquidez

* Segurança


Rentabilidade Esperadaé o retorno que o investidor espera ter no futuro – relativo a determinado benchmark.

Rentabilidade Observada, indica o histórico da rentabilidade passada e não significa que ela ocorra novamente.


Liquidezé a característica de vender ou resgatar seu investimento a qualquer momento por um preço justo.

  • Risco de Créditoocorre quando o emissor de um título não cumpre sua obrigação de pagamento.

  • Risco de Mercado provoca oscilações, positivas ou negativas, no valor dos títulos.

  • A Diversificação é a forma mais simples de gerenciar os riscos de uma carteira de ações. O Risco não-sistemático é diversificável.


Confirma o do aprendizado
Confirmação do aprendizado:

  • A escolha do melhor investimento é feita pelo cliente em função de três fatores:

  • 1 ?

  • 2 ?

  • 3 ?


Investimentos
Investimentos

  • Objetivo do investimento

  • Horizonte de tempo

  • Tolerância a risco

    Obs. Retorno do investimento


Produtos de investimentos
Produtos de investimentos

  • Títulos Públicos

  • O Governo Federal precisa de dinheiro para financiar seus projetos e realizar investimentos.

  • São duas, basicamente, as formas de captação:

    1– Arrecadação de Impostos

    2–”Tomar empréstimo junto a investidores”.


T tulos p blicos
Títulos Públicos

  • Transacionados no mercado e freqüentemente encontrados nas carteiras dos fundos de investimentos. Representam dívida do Tesouro Nacional. São títulos de grande aceitação e liquidez, considerados como os de melhor risco de crédito do mercado.Porque?


T tulos p blicos1
Títulos Públicos

  • Federais

  • Estaduais

  • Municipais

  • Foco: Títulos Públicos Federais


Caracter sticas dos t tulos
Características dos Títulos

  • As Letras:

  • LFT – Letra Financeira do Tesouro

  • LTN – Letra do Tesouro Nacional

  • As Notas:

  • NTN-B Nota do Tesouro Nacional – Série B

  • NTN-C Nota do Tesouro Nacional – Série C

  • NTN-D Nota do Tesouro Nacional – Série D

  • NTN-F Nota do Tesouro Nacional – Série F

  • Obs. Não há prazo mínimo ou máximo de emissão. Valor nominal múltiplos de R$ 1.000,00. Negociadas no mercado.


T tulos p blicos2
Títulos Públicos

  • Pagamento de Juros: As notas pagam juros semestralmente e as letras somente no vencimento.

  • Remuneração:


Resumo
Resumo

  • LTN: “T”, de taxa, vem antes – portanto já sei o quanto vou ganhar.

  • LFT: “T”, de taxa vêm depois – portanto só conheço meu ganho no vencimento.

  • NTN-B: Corrigido pelo IPCA.

  • NTN-C: Corrigido pelo IGPM.

  • NTN-D: “D”, de dólar.

  • NTN-F: “F”, de fixa. Já sei a Taxa que vou ganhar.



Cdb certificado de dep sito banc rio
CDB – CERTIFICADO DE DEPÓSITO BANCÁRIO

  • Título de Renda Fixa, emitido por bancos múltiplos, de investimentos e comerciais.

  • O CDB pode ser atrelado a uma taxa Pré, DI ou TR. Conforme política de captação de cada instituição.

  • O FGC – Fundo Garantidor de Crédito por CPF no valor de R$ 20.000.000,00.

  • CDB, LH, C/C e Poupança fazem parte do FGC.

  • Risco no CDB decorrer da possibilidade de insolvência da instituição financeira.

  • O CDB esta sujeito ao Risco de Mercado. CDB Pré pode ter uma depreciação com a elevação dos juros. Se precisar negociar o título antes do vencimento, se submete ao procedimento de marcação à mercado.


Letra hipotec ria
Letra Hipotecária

  • Título de Crédito emitido por instituições que atuam no SFH (financiamento imobiliário), cuja a emissão esta limitada ao valor total da carteira de créditos hipotecários.

  • Prazo mínimo de 180 dias. O crédito hipotecário funciona como lastro. Faz parte do FGC. Isenta de Imposto de Renda para Pessoa Fisica.

  • Possui risco de mercado pela oscilação no valor da Letra hipotecária decorrente da elevação dos juros. Possui risco de liquidez caso o investidor queira vender o título no mercado antes do vencimento.


Voc j sabe que o cdb um instrumento de capta o de recursos utilizado pelas institui es financeiras
Você já sabe que o CDB é um instrumento de captação de recursos utilizado pelas instituições financeiras.

  • E as empresas não financeiras, como fazem para captar recursos?


Elas emitem deb nture que na verdade um instrumento semelhante ao cdb
Elas emitem recursos utilizado pelas instituições financeiras.DEBÊNTURE que é, na verdade, um instrumento semelhante ao CDB.

  • Tanto o CDBcomo a DEBÊNTURErepresentam uma dívida do seu emissor.


Deb nture
DEBÊNTURE recursos utilizado pelas instituições financeiras.

  • Podem ser emitidas por empresas decapital aberto e/ou fechado. Entretanto, somente sociedades anônimas de capital aberto (ou seja registradas na CVM como tais) podem fazer colocação pública de debêntures.

  • Bancos não podem emitir debêntures. Companhias de Leasing são as únicas entidades do sistema financeiro autorizadas a emitir Debênture.


Prazos m nimos de emiss es para deb ntures
Prazos mínimos de emissões para Debêntures recursos utilizado pelas instituições financeiras.

  • Debênture simples – 1 ano

  • Debênture conversível- 3 anos

  • Podem ser negociadas no mercado secundário antes do vencimento.


Deb nture convers vel em a es
Debênture conversível em ações recursos utilizado pelas instituições financeiras.

  • Na Debênture conversível a opção de receber o capital de volte em ações é um direito (não uma obrigação) do investidor.


A remunera o das deb ntures pode ser p s fixada ou prefixada
A remuneração das Debêntures pode ser pós-fixada ou prefixada.

  • Com o cenário econômico nacional que tipo de remuneração seria a mais atraente para o investidor?

  • Pós-fixada ou Prefixada?


Riscos inerentes ao produto deb nture
Riscos inerentes ao produto “Debênture” prefixada.

  • Risco de crédito

  • Risco de mercado

  • Risco de liquidez


Tributa o imposto de renda
Tributação – Imposto de Renda prefixada.

  • TÍTULSO PÚBLICOS

  • CDB

  • DEBÊNTURES


ad