Areias descartadas de fundi o adf passado presente futuro e o caminho da normaliza o
Download
1 / 21

AREIAS DESCARTADAS DE FUNDIÇÃO- ADF Passado, Presente , Futuro e o caminho da NORMALIZAÇÃO - PowerPoint PPT Presentation


  • 69 Views
  • Uploaded on

AREIAS DESCARTADAS DE FUNDIÇÃO- ADF Passado, Presente , Futuro e o caminho da NORMALIZAÇÃO. Fábio Garcia Filho. Especiais agradecimentos as lideranças de MG. FEAM / SIFUMG / SINDIMEI / ASIMEC. Fábio Garcia Filho. Postura dos Órgãos da Sociedade.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about ' AREIAS DESCARTADAS DE FUNDIÇÃO- ADF Passado, Presente , Futuro e o caminho da NORMALIZAÇÃO ' - ludwig


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
Areias descartadas de fundi o adf passado presente futuro e o caminho da normaliza o

AREIAS DESCARTADAS DE FUNDIÇÃO- ADF Passado, Presente , Futuro e o caminho da NORMALIZAÇÃO

Fábio Garcia Filho


Especiais agradecimentos as lideran as de mg
Especiais agradecimentos as lideranças de MG

  • FEAM / SIFUMG / SINDIMEI / ASIMEC.

Fábio Garcia Filho


Postura dos rg os da sociedade
Postura dos Órgãos da Sociedade

  • Os profissionais dos órgãos ambientais  tem razão na sua prudência quanto a liberação de projetos de reaproveitamento e destinação das ADF. São os responsáveis legais e precisam seguir as normas;

  • As ONGs e MP tem razão em só aceitar informações que sejam precisas, cientificamente comprovadas e formalmente válidas.

Fábio Garcia Filho


O porque do trabalho e do problema
O porque do trabalho e do problema:

  • São 3.000.000 ton/ano que poderiam estar poupando areias de rios e cavas como ocorre em todos os paises mais desenvolvidos.

  • Não estamos inventando nada , apenas organizando dados para busca de eficiência.


Passado
Passado

  • Apesar dos vários experimentos técnicos individuais de pesquisadores e empresas não havia uma organização dos resultados com O&M .

  • Haviam pré-conceitos estabelecidos na sociedade , inclusive nas empresas , e nunca havia sido feito um trabalho em conjunto sociedade e empresas;

  • Do “outro lado” estava a desinformação e a atuação ( legítima) dos interessados que as ADF continuassem problemáticas e enviadas para aterros.

  • Isto resultou numa posição de “presa fácil” que durante anos foi duramente atacada e se defendendo somente com projetos individuais de cada empresa.

Fábio Garcia Filho


Presente
PRESENTE

A ABIFA vem realizando desde 2006 trabalhos para :

  • Apresentar a sociedade e discutir com ORGANIZAÇÃO & MÉTODO o que são e o que representam as ADF;

  • Desenvolver normas e resoluções ABNT, CONAMA, e deliberações estaduais que possibilitem dispor , processar e reutilizar as ADF de forma eficiente;

  • Organizar , compilar e divulgar dados para serem usados pela sociedade .

Fábio Garcia Filho


Presente1
PRESENTE

A ABIFA vem realizando desde 2006 trabalhos para :

4) Viabilizar a criação da demanda, porque não adianta ser viável legalmente se não houver a viabilidade econômica da reutilização.

5) Mudar definitivamente o modelo de mistura com outros resíduos em aterros industriais para disposição viável de reutilização.

Fábio Garcia Filho


Objetivos alcan ados
Objetivos alcançados

  • Realização de dezenas de reuniões e apresentações com representantes da sociedade civil;

  • Desenvolvimento de trabalhos técnicos e organização dos dados já existentes.

  • Fim do pré-conceito por grande parte dos profissionais das ONGs , entidades de classe, órgãos ambientais e poder público.

Fábio Garcia Filho


Objetivos alcan ados1
Objetivos alcançados

  • Criação formal do Comitê de Estudos-ABNT- CB 59- CE001- Resíduos de Fundição;


Normas que est o sendo desenvolvidas
NORMAS QUE ESTÃO SENDO DESENVOLVIDAS.

  • Construção de ATDRs que viabilizem a disposição e a preparação da retirada para reutilização ;

  • Como sub-produto para artefatos de construção , concreto , asfalto , e como substituição de jazidas de argila para cobertura de aterros domésticos.

  • Numa 2a fase , como base e enchimento de obras de saneamento , estradas e recuperação de áreas degradadas.


Como participar
Como participar :

  • É um trabalho formal que segue regras e procedimentos legais.

  • Envie email para [email protected] ou ligue 11- 3549-3369 informando dados.

    A partir daí receba convocações, minutas das atas e das normas, área específica no site da ABNT , etc


Como participar1
Como participar :

  • Envie opinião e considerações ( estas serão formalmente apresentadas nas reuniões).

  • Participe das reuniões.

  • FALE CONOSCO !!!!


Futuro
FUTURO

Os próximos passos são :

  • Concluir as normas com ampla participação da sociedade e empresas potenciais usuárias.

  • Evoluir na viabilização econômica dos ATDRs e REUTILIZAÇÃO;

  • Implantar modelo de controle e compilamento dos resultados técnicos e ambientais para futuros desenvolvimentos tecnológicos e de ganhos ambientais ;

Fábio Garcia Filho


Coment rios finais
COMENTÁRIOS FINAIS

  • É primeira vez que há uma atuação a nível nacional de forma organizada sobre o tema;

  • Estamos buscando saídas para um problema que é de todos e até o início deste trabalho não existiam as perspectivas concretas de solução que existem agora;

  • Evoluímos muito , o trabalho está solidificado e vamos continuar , mas precisamos da participação da sociedade para cumprir atingir o objetivo de que as ADF possam contribuir para o Meio Ambiente..

Fábio Garcia Filho


TODA A SOCIEDADE SERÁ BENEFICIADA !!!!

Visite www.solucoesadf.com.br e participem.

Obrigado!

Fábio Garcia Filho.

[email protected]

Tel: 12-9161-5288


Principais normas de refer ncia
Principais Normas de Referência:

  • NBR 10004 – Classificação de resíduos.

  • NBR 11174 - Armazenamento de resíduos classes II - Não inertes e inertes;

  • NBR 13896- Aterros de resíduos não perigosos – projeto, implantação e operação;

  • NBR 15112 a NBR 15116-Resíduos da construção civil: Áreas de transbordo e triagem , projeto , implantação e operação de Aterros , áreas de reciclagem , utilização para pavimentação e concreto.


Seguran a ambiental
Segurança Ambiental:

  • Não há nas normas de ADF redução dos requisitos de segurança.

  • Pelo contrário , estas estão exigindo novos controles e procedimentos de operação.


Minuta norma reutiliza o
Minuta NORMA REUTILIZAÇÃO

  • ADF deverá ser classificada como classe II-A ou II-B, NBR 10004/2004;

  • A ADF não poderá ser misturada ou diluída com outros tipos de resíduos.

  • ADF, depositada de forma inadequada, em área de propriedade da empresa ou fora de sua propriedade, não poderá ser reutilizada, se o histórico do uso da área ou investigação confirmatória indicar que houve a deposição no local de outros tipos de resíduos não inertes.

  • Para a reutilização da ADF, a empresa destinatária, produtora de concreto asfáltico e de artefatos de concreto deverá obter as devidas licenças ambientais junto aos OCA;

  • A geradora da ADF, para o envio deste resíduo para a fabricação de concreto asfáltico ou artefatos de concreto deverá ter aprovada destinação pela OCA ;


Passado e Presente

As areias são como uma querendo casar porém são

- Feia

- Burra sem informação

- Mal Falada

- Pobres de valor


Futuro

Com os trabalhos desenvolvidos vamos transformar a

numa noiva :

Rica : Valor econômico

Culta : com dados e informações técnicas.

Bem falada : com conceito de útil ao meio ambiente

Bom aspecto : com o processamento


ad