Michel
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 26

Michel Foucault Vida e Obra PowerPoint PPT Presentation


  • 145 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

Michel Foucault Vida e Obra. França: séc. XX Período entre guerras. Poitiers Nasce 15/10/1926 Morre 02/06/1984. École Normale Supérieure “nunca se destacou academicamente”. Seus estudos iam da psicologia à filosofia

Download Presentation

Michel Foucault Vida e Obra

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


Michel foucault vida e obra

MichelFoucault

Vida e Obra


Fran a s c xx per odo entre guerras

França: séc. XXPeríodo entre guerras

Poitiers

Nasce

15/10/1926

Morre

02/06/1984


Cole normale sup rieure nunca se destacou academicamente

École Normale Supérieure “nunca se destacou academicamente”

  • Seus estudos iam da psicologia à filosofia

  • Influenciado por Hegel, Heidegger e Kant; e posteriormente por Nietzsche


Vida p blica

Vida pública

  • Partido Comunista Francês - PCF;

  • 1970 ajuda a criar o Grupo de Informações sobre as Prisões – GIP;

  • 1971 assume a cadeira de “História dos Sistemas de Pensamento” do College de France;

  • Engajou-se nas disputas políticas nas Guerras do Irã e da Turquia.

  • Viajou o mundo realizando conferências: EUA, Japão, Brasil, Tunísia, Suécia, etc.


Sobre si

Sobre si

  • “Não me pergunte quem sou e não me diga para permanecer o mesmo [...]” (A Arqueologia do Saber)

  • “[...] não, não, eu não estou onde você me espreita, mas aqui de onde o observo rindo” (A Arqueologia do Saber)

  • “[...] que é preciso eu ser, eu que penso e que sou meu pensamento, para que eu seja o que não penso, para que meu pensamento seja o que não sou?” (As Palavras e as Coisas).

  • “Escrevo para mudar a mim mesmo e não mais pensar a mesma coisa” (Dits et écrits).

  • “Eu penso para esquecer” (DEI).


Obras

Obras

  • Fase da Arqueologia:

  • 1961 - História da Loucura na Idade Clássica;

  • 1963 - O Nascimento da Clínica;

  • 1966 - As Palavras e As Coisas;

  • 1969 - Arqueologia do Saber.


Obras1

Obras

  • Fase da Genealogia:

  • 1971 - A Ordem do Discurso;

  • 1973 - As verdades e as formas jurídicas;

  • 1975 - Vigiar e Punir;

  • 1976 - História da Sexualidade I: Vontade de Saber.


Obras2

Obras

  • Fase Ética:

  • 1984 - História da Sexualidade II: O uso dos prazeres;

  • 1984 - História da Sexualidade III: Cuidado de Si.


Obras3

Obras

  • Fase do biopolítica:

  • “Em defesa da sociedade” (1975-76);

  • “Segurança, Território, População” (1977-78);

  • “Nascimento da biopolítica” (1978-79);

  • “Do governo dos vivos” (1979-80)


Colet neas

Coletâneas

  • Microfísica do Poder;

  • Problematização do Sujeito: psicologia, psiquiatria e psicanálise (DEI);

  • Arqueologia das ciências e história dos sistemas de pensamento (DEII);

  • Estética: literatura e pintura, música e cinema (DEIII);

  • Estratégia, poder-saber (DEIV).

  • Ética, sexualidade e política (DE V)


Postura te rica

Postura teórica

  • Colocar entre parênteses:

  • As velhas fórmulas da continuidade (tradição, influência) para estabelecer a diferença;

    - Explicações psicológicas da mudança (gênio de grandes invenções, crises da consciência) para definir as transformações que constituem a mudança.

  • Crítica ao conceito de sujeito constituinte:

    - Sujeito constituído por práticas de objetivação e subjetivação.

  • Contra o marxismo (reduz forma de poder como dominação do Estado).


Michel foucault vida e obra

  • Arqueologia

  • Razão / Des-Razão

  • Episteme – conjunto de pressupostos, preconceitos e tendências de qualquer época em particular.

  • Discurso – é a acumulação de conceitos, práticas, declarações e crenças produzidas por uma determinada episteme.


Michel foucault vida e obra

  • História da Loucura – Foucault consolidou-se líder intelectual em Paris.

  • O Nascimento da Clínica: Uma Arqueologia da Percepção Médica.

  • As Palavras e as Coisas: Uma Arqueologia das ciências humanas.

  • Arqueologia do Saber - Autor / produto da obra


Michel foucault vida e obra

  • História da Loucura (conceito muda de tempo em tempo)

  • Tentava saber o marco zero entre a Razão e a Loucura

  • Na História Medieval os loucos eram considerados sagrados


Michel foucault vida e obra

  • Descartes “Cogito Ergo Sum”.

  • Após a morte de Descartes os loucos deixaram de ser sagrados.

  • “[...] a razão precisa afastar de si o que ela não pode ser, isto é, a loucura, para reconhecer-se como razão” (Resposta a Derrida).


Michel foucault vida e obra

  • “Nunca a psicologia poderá, dizer a verdade sobre a loucura, já que é esta que detém a verdade da psicologia” (Doença Mental e Psicologia).

  • “[...] o apego a si próprio é o primeiro sinal de loucura, mas é porque o homem se apega a si próprio que ele aceita o erro como verdade, a mentira como sendo a realidade [...]” (História da Loucura).


Michel foucault vida e obra

  • ”A única forma da loucura se esquivar dessa autoridade toda-poderosa da razão era viver em si mesma”


Michel foucault vida e obra

  • As Palavras e as Coisas

    - “Em meu livro não havia análise das palavras e nenhuma análise das coisas” (DEII)

    - O problema é que pareciam destruir sempre qualquer noção de verdade. Então como poderia uma episteme ser melhor que a outra?


Genealogia

“O mais importante aspecto do poder está nas relações sociais e também na produção e uso do saber”.

Genealogia


Michel foucault vida e obra

  • “O que me interessa, no problema do discurso, é o fato de que alguém disse alguma coisa em um dado momento. Isto é o que eu chamo de acontecimento” (DEIV).

  • “[...] tento tomar o discurso em sua existência manifesta, como uma prática que obedece a regras” (DEII).

  • “‘Não importa quem fala’, mas o que ele diz não é dito de qualquer lugar” (A Arqueologia do Saber).

  • Discurso


Michel foucault vida e obra

  • A verdade, desde que funcione bem o suficiente para saber ao qual se aplica, continuará sendo aceita.

  • “[...] a verdade não existe fora do poder ou sem poder [...]” (Microfísica do Poder).

  • “A verdade não é da ordem daquilo que é, mas do que ocorre: acontecimento” (DEI, 2002).


Michel foucault vida e obra

  • Grupo de Informações Sobre as Prisões

    “Desejo único de tornar conhecido a realidade”

  • Publicou Vigiar e Punir (história da violência nas prisões).


Michel foucault vida e obra

  • Saber-Poder

  • Antinomia entre saber e poder – mito ocidental que tem início com Platão.

  • “Não há relação de poder sem constituição correlata de um campo de saber, nem saber que não suponha e não constitua ao mesmo tempo relações de poder” (Vigiar e Punir).

  • “O poder não oprime por duas razões: primeiro, porque dá prazer, pelo menos para algumas pessoas. Em segundo lugar, o poder pode criar” (A Verdade e as Formas Jurídicas).


Michel foucault vida e obra

  • História da Sexualidade

    vol I – “Uma Introdução” à sexualidade

    vol II – Erotismo extensivo da Grécia Antiga

    vol III – A cultura do EU


Michel foucault vida e obra

  • Foucault sofre um colapso e é hospitalizado em 2 de junho de 1984.

  • Há dois anos vinha sofrendo com doenças.

  • AIDS.


Michel foucault vida e obra

FIM


  • Login