3 2 paisagem
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 18

3.2. PAISAGEM PowerPoint PPT Presentation


  • 72 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

3.2. PAISAGEM. OBJETIVOS DAS ATIVIDADES: Desenvolver a observação e identificação dos elementos da paisagem; Estabelecer correlações com os elementos identificados; Reconhecer os processos de produção da paisagem. DESENVOLVIMENTO.

Download Presentation

3.2. PAISAGEM

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


3 2 paisagem

3.2. PAISAGEM


3 2 paisagem

OBJETIVOS DAS ATIVIDADES:

  • Desenvolver a observação e identificação dos elementos da paisagem;

  • Estabelecer correlações com os elementos identificados;

  • Reconhecer os processos de produção da paisagem.


Desenvolvimento

DESENVOLVIMENTO

  • Sugere-se a utilização de HQS ligados à ficção científica ou de super-heróis como ponto de partida para a leitura da paisagem;

    ETAPA I

    TEMPESTADE CEREBRAL E DESCRIÇÃO

    • Escolher uma página com o maior número de situações possíveis;

    • Projetar a página para a classe sem as falas;

    • Numa folha em branco, os alunos anotam todas as idéias, imagens, sons, palavras, sensações suscitadas pela observação;

    • Em grupo de quatro componentes, solicita-se aos alunos que produzam frases, observando e descrevendo a paisagem da figura.


3 2 paisagem

EXEMPLO DE MATERIAL QUE PODE SER UTILIZADO PELO PROFESSOR


Para que a descri o seja maximizada prop e se o seguinte roteiro de quest es

Para que a descrição seja maximizada propõe-se o seguinte roteiro de questões:

  • Como são as construções?

  • Que objetos aparecem (conhecidos e desconhecidos)?

  • Como são as pessoas, seus aspectos físicos, suas roupas, o que estão fazendo, etc.?

  • Que situações e atividades estão ocorrendo?

  • O que mais lhe chamou atenção?

  • O que lhe causou estranhamento?


3 2 paisagem

ETAPA II

LEVANTAMENTO DE QUESTÕES

  • Os alunos devem ser orientados a levantar questões sobre aspectos que os intrigam;

  • O professor anota todos os questionamentos feitos podendo acrescentar alguns, em consenso com a sala;

    OBS:Os alunos darão início a uma reflexão sobre o que pode estar por trás do que é visível, perceptível num primeiro momento;

    Possibilitando exemplos para a construção dos conceitos de paisagem .


3 2 paisagem

ETAPA III

ELABORAÇÃO DE HIPÓTESES E PREENCHIMENTO DOS BALÕES

  • O professor distribui as perguntas levantadas anteriormente para que, em duplas, os alunos tentem responde-las, elaborando hipóteses;

    OBS:Nessa atividade os alunos desenvolverão habilidades de correlação e dedução sobre os elementos da paisagem.

  • Posteriormente, distribui para cada dupla uma cópia da página, para preencherem os balões com diálogos levando em conta as hipóteses já levantadas.

    OBS:Essa atividade possibilita ao aluno perceber que as relações sociais têm estreita ligação com os processos materializados naquela paisagem.


3 2 paisagem

  • ETAPA IV

    • CONSTRUÇÃO DO CONCEITO DE PAISAGEM

  • Os alunos devem expressar oralmente o que perceberam na ilustração e, devem dar a resposta para a descrição feita;

  • O professor deverá anotá-las, abrindo um leque para cada aspecto descrito;

  • Os alunos perceberão que determinados aspectos são aparentes (número de pessoas, suas roupas, o aspecto dos prédios, etc.). Além disso, cada aluno descreveu de uma forma e notou elementos diferentes;

  • Enfim, o professor possibilitará a compreensão de que houve um trabalho com a paisagem geográfica.


3 2 paisagem

ETAPA V

CORRELAÇÃO ENTRE AS HIPÓTESES LEVANTADAS E O ROTEIRO

  • Nesse momento propõe-se ler a revista como um todo. Dessa forma, os alunos poderão comparar o roteiro original com as hipóteses levantadas por eles;

  • A atividade proposta pretende ser um “exercício” das habilidades de observação, descrição e levantamento de hipóteses sobre as paisagens;

  • Dando prosseguimento, pode se partir para bairro ou a cidade que o aluno vive.


3 2 paisagem

3.3 O BRASIL NOS

QUADRINHOS ESTRANGEIROS


3 2 paisagem

OBJETIVOS:

  • Analisar a representação do(s) espaço(s) geográfico(s) brasileiro(s);

  • Identificar possíveis estereótipos ou informações equivocadas sobre o espaço geográfico brasileiro;

  • Verificar e discutir a regionalização do espaço geográfico brasileiro.


Desenvolvimento1

DESENVOLVIMENTO

a)CONTATO COM O MATERIAL: as revistas devem ser sugeridas pelos alunos de acordo com o interesse. Deve ser feita uma primeira leitura para que os alunos entrem em contato com a história.

b)RESENHA DA HISTÓRIA: Ao fazer a resenha da história, o aluno revê algumas passagens que não foram compreendidas.

c)ANÁLISE DA PAISAGEM/ESPAÇO GEOGRÁFICO: Descrição dos elementos físicos (vegetação, clima, relevo, etc.) e humanos (construções, objetos, caracterização dos personagens, etc.).


3 2 paisagem

d) CORRESPONDÊNCIA DOS ELEMENTOS DA PAISAGEM REPRESENTADA COM A PAISAGEM REAL (VERIFICAÇÕES DE INFORMAÇÕES EQUIVOCADAS OU CLICHÊS).

e)CONTEXTUALIZAÇÃO DA HISTÓRIA/ DISCUSSÃO:

A visão do Brasil correspondente à visão da sociedade em que a HQ foi produzida?


3 2 paisagem

http://www.osarmenios.com.br/2009/10/encontro-dos-mundos/


3 2 paisagem

5. REFERÊNCIAS

  • ARAÚJO, G. C. de C.et al. As histórias em Quadrinhos na educação: possibilidades de um recurso didático-pedagógico. A MARgem - Estudos, Uberlândia - MG, ano 1, n. 2, p. 26-36, jul./dez. 2008. Disponível em: http://www.mel.ileel.ufu.br/pet/amargem/amargem2/estudos/MARGEM1-E31.pdf. Acesso em: Dezembro de 2010.

  • BARBOSA, A. et al (Org.). Como usar as histórias em quadrinhos na sala de aula. 3. ed., 2ª reimpressão - São Paulo: Contexto, 2008-(Coleção como usar na sala de aula).

  • BARBOSA, A. V. A. Histórias em quadrinhos sobre a História do Brasil em 1950: A narrativa dos artistas da EBAL e outras editoras. Universidade de São Paulo. Programa de Pós-graduação em Ciências da Comunicação. Tese. 2006. Disponível em: http://www.guiadosquadrinhos.com/monografiaview.aspx?cod_mono=29. Acesso em: 02/2011.

  • CASTELLAR, S. ; VILHENAR, J. Ensino de Geografia. São Paulo. lengaze Learning, 2010.

  • COSTA, R. M. da.; TONINI, I. M. As histórias em quadrinhos como construção da leitura geográfica. Anais XVI Encontro Nacional dos Geógrafos (ENG) realizado no período de 25 a 30 de Julho de 2010 em Porto Alegre. Disponível em: http://www.agb.org.br/XENPEG/artigos/GT/GT5/tc5%20(25).pdf. Acesso em: Dezembro de 2010.

  • DEFFUNE, G. Relato de uma experiência de história em quadrinhos no ensino da geografia. Bol. geogr., Maringá, v. 28, n. 1, p. 157-169, 2010. Disponível em: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/BolGeogr/article/viewFile/8628/6105. Acesso em: Dezembro de 2010.

  • SILVA, E. I. A linguagem dos quadrinhos na mediação do ensino de geografia: charges e tiras de quadrinhos no estudo de cidade. Universidade de Goiás. Programa de Pós-graduação em Geografia.Tese. 2010.Disponívelem: ttp://bdtd.ufg.br/tedesimplificado/tde_busca/arquivo.php?codArquivo=1136. Acesso: 12/2010 e 01/2011.

  • TUSSI, G. B. MARTINS, R. E. M. W. A história em quadrinho como prática pedagógica no ensino de Geografia. Disponível em:http://egal2009.easyplanners.info/area08/8313_Tussi_Graziela_Bergonsi.pdf. Acesso em: Dezembro de 2010.

  • VACH, V. R. F. O ensino de geografia no Brasil: uma perspectiva histórica. In: VESENTINI, José William (Org.). O ensino de geografia no século XXI. São Paulo. Papirus.2004. Pág. 187-218.


3 2 paisagem

Muito Obrigado

pela Atenção!


Projeto construindo ferramentas para o ensino de geografia

PROJETO CONSTRUINDO FERRAMENTAS PARA O ENSINO DE GEOGRAFIA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ

CENTRO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO

DEPARTAMENTO DE MÉTODOS E TÉCNICAS DE ENSINO


  • Login