Projeto rase rede de assist ncia social esp rita
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 31

PROJETO RASE Rede de Assistência Social Espírita PowerPoint PPT Presentation


  • 37 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

PROJETO RASE Rede de Assistência Social Espírita . J. C. Michel VPAS/FEC Ma io , 201 4. R EDE de A SSISTÊNCIA S OCIAL E SPÍRITA 4ª URE . Assistência e Promoção Social Espírita. Conceito:

Download Presentation

PROJETO RASE Rede de Assistência Social Espírita

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


PROJETO RASERede de Assistência Social Espírita

J. C. Michel

VPAS/FEC

Maio, 2014.


  • REDE de

    • ASSISTÊNCIA

      • SOCIAL

        • ESPÍRITA

        • 4ª URE


Assistência e Promoção Social Espírita

Conceito:

É a prática da caridade, na abrangência definida pelo Espiritismo, às pessoas em situação de carência sócio-econômico-moral-espiritual.

Orientação ao Centro Espírita FEB, ed. Nov/2006, cap. VIII, item 1.


Objetivos da APSE

1. SERVIR:

  • Exercitar a Caridade Cristã em todos os momentos.

    • Modelo: Casa do Caminho.

      2. TRANSFORMAR PESSOAS:

  • Valorizar o ser humano, considerando seu lado espiritual/imortal.

    • Relação Assistido-Assistente.

  • Promover o ser humano, auxiliando-o a superar suas limitações (sócio-econômicas, morais, espirituais).

  • HUMANIZAR.


  • Fundamentos doutrinários

    • Livro dos Espíritos – questão 886

    • Lei de Caridade – L.E., questão 685: “O forte deve trabalhar pelo fraco (...).”

    • L.E., questão 930: “Numa sociedade organizada segundo a lei de Cristo, ninguém pode morrer de fome.”

    • E.S.E., cap. XV: “Fora da Caridade não há salvação”.

    • Revista Espírita, julho/1866: “A beneficência coletiva tem vantagens incontestáveis e, bem longe de desestimulá-la, nós a encorajamos. Nada mais fácil do que a praticar em grupos, recolhendo, por meio de cotizações regulares ou de donativos facultativos, os elementos de um fundo de socorro.”


    Finalidades APSE:

    • Atender as pessoas e famílias assistidas pelo Centro Espírita, conjugando a ajuda material, o socorro espiritual e a orientação moral -doutrinária, visando à sua promoção social e crescimento espiritual.

    • Proporcionar ao freqüentador do Centro Espírita oportunidade de praticar a caridade pela vivência do Evangelho, junto às pessoas e famílias em situação de carência sócio-econômico-moral-espiritual.

      Orientação ao Centro Espírita FEB, ed. Nov/2006, cap. VIII, item 3.


    PROJETO RASERede de Assistência Social Espírita

    FUNDAMENTAÇÃO


    Orientação ao Centro Espírita FEB, ed. Nov/2006, cap. VIII, itens 4 e 5.

    • Os Centros Espíritas de uma mesma localidade devem compartilhar informações e serviços, auxiliando-se mutuamente, podendo organizar as atividades do Serviço de Assistência e Promoção Social Espírita de forma articulada e complementar. Cap. VIII, item i.

    • Os Centros Espíritas que desenvolverem atividades de Assistência e Promoção Social Espírita, independentemente do porte do trabalho, deverão adequar-se à legislação específica vigente.


    Objetivos da RASE:

    • Integração entre as Casas Espíritas de uma mesma região.

    • Unificação das APSE´s.

    • Compartilhar experiências  transferir projetos já implantados, reduzindo tentativa/erro.

    • Aumentar a capilaridade da APSE nas comunidades.

    • Oferecer oportunidades de exercício da caridade aos freqüentadores e trabalhadores nas Instituições vinculadas às URE´s.

    • Divulgação do Espiritismo por meio do trabalho assistencial e como agente transformador da Sociedade.

    • Fortalecimento do Movimento Espírita na área de abrangência da URE.


    Instituições participantes:

    • Poderão participar todas as Instituições Espíritas vinculadas àURE, ou entidades vinculadas às Casas.

    • Não é necessário ter uma APSE estabelecida.

    • Oportunidade para estudantes e freqüentadores destas Casas desenvolverem atividades assistenciais.

    • Adesão voluntária.

    • Inscrição via grupo de discussão.


    ETAPAS DE IMPLANTAÇÃO DARASE

    • Apresentação do projeto às Casas da URE.

    • Identificação das Casas participantes.

    • Criação de grupo de discussão (e-mail).

    • Levantamento das oportunidades em cada Casa.

    • Divulgação na URE.

    • Início dos atendimentos compartilhados.

    • Reavaliação periódica.


    Levantamento das oportunidadesInstituições daURE:

    • Questionário/formulário.

    • Identificação da entidade/responsável pelo DAPSE.

    • Relação de oportunidades.

    • Disponibilidade de vagas para cada oportunidade.


    PROJETO RASERede de Assistência Social Espírita

    OPERACIONALIZAÇÃO


    SITUAÇÃO: Casa dispõe/necessita de serviço ou doação.

    • A Casa prestadora/solicitante informa no grupo de discussão.

    • As demais Casas respondem via e-mail.


    SITUAÇÃO: Usuário necessita atendimento (serviço).

    • A Casa solicitante identifica uma necessidade.

    • Entra em contato, via e-mail, com a Casa que dispõe do serviço.

    • A Casa prestadora responde informando a disponibilidade.

    • A Casa solicitante encaminha o Assistido (devidamente identificado) à Casa prestadora.


    SITUAÇÃO: Instituição não dispõe de SAPSE formalmente organizado.

    • A Casa solicitante informa seus trabalhadores das oportunidades disponibilizadas na RASE.

    • Entra em contato, via e-mail, com a Casa que dispõe do serviço, informando a relação de trabalhadores.

    • A Casa prestadora confirma a inscrição dos trabalhadores.


    SITUAÇÃO: O Trabalhador deseja desenvolver atividades voluntárias em outra Instituição, nas áreas de saúde (médico, dentista, enfermagem), educação (monitor de oficina, professor, educação infantil) ou auxílio nos programas disponíveis:

    • A Casa solicitante informa à Casa prestadora a disponibilidade de trabalhador que pretende desenvolver atividades em determinado serviço/atendimento/programa.

    • A Casa prestadora confirma a inscrição do trabalhador.


    PRÓXIMAS ETAPAS:

    01 - IMPLANTAÇÃO DO SITE:

    www.rase.org.br

    • Congregar/reunir informações dos serviços disponíveis.

    • Acesso por URE.

    • Atualização permanente.


    PRÓXIMAS ETAPAS:

    02 – DISPONIBILIZAR SIGAA:

    • Gerenciamento de informações:

      • Cadastro;

      • Visitas domiciliares;

      • Controle de oficinas/cursos;

      • Agendamentos.


    PROJETO RASERede de Assistência Social Espírita

    GRUPO DE ESTUDOS

    APSE


    OBJETIVOS

    • Fortalecer e expandir a RASE – Rede de Assistência Social Espírita da 4ª URE.

    • Difusão do Manual do SAPSE – Serviço de Assistência e Promoção Social Espírita, editado pela FEB.

    • Criar cultura do estudo da APSE como atividade rotineira.

    • Difusão das novas diretrizes para a execução das APSE’s nas Casas Espíritas.

    • Compartilhar experiências e informações entre as APSE’s das Casas Espíritas da 4ª URE.

    • Contribuir para a Unificação do Movimento Espírita, através da integração entre os Trabalhadores das Casas Espíritas da 4ª URE, em sintonia com as sugestões do último Conselho Federativo Regional – CFR.


    METODOLOGIA

    • Encontros mensais, com duração de 1h e 30min.

    • Estudo do Manual do SAPSE/FEB.

    • Estudo da obra Conviver para Amar e Servir.

    • Palestras com convidados: VPAS/FEC, CRAS, profissionais da área da Assistência Social.

    • Momento para RASE: compartilhamento e troca de experiências dos DAPSE´s das Casas.

    • Estudos de caso.

    • Discussão de questões apresentadas pelos integrantes.


    Rede de Assistência Social Espírita - 4ª URE -

    Grupo de discussão:

    [email protected]

    Michel: 47 9985 0957 - [email protected]


    Obrigado,

    Michel.


  • Login