2008/2
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 31

2008/2 PowerPoint PPT Presentation


  • 84 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

2008/2. AULÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA Prof ª. Karen. CURSOS E VAGAS OFERECIDAS E SEUS TURNOS CAMPUS I – GRANDE FLORIANÓPOLIS ESAG – Florianópolis ADMINISTRAÇÃO (BACHARELADO) 40 VESPERTINO ADMINISTRAÇÃO (BACHARELADO) 40 NOTURNO ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA (BACHARELADO) 40 MATUTINO

Download Presentation

2008/2

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


2008 2

2008/2

AULÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA

Profª. Karen


2008 2

CURSOS E VAGAS OFERECIDAS E SEUS TURNOS

CAMPUS I – GRANDE FLORIANÓPOLIS

ESAG – Florianópolis

ADMINISTRAÇÃO (BACHARELADO) 40 VESPERTINO

ADMINISTRAÇÃO (BACHARELADO) 40 NOTURNO

ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA (BACHARELADO) 40 MATUTINO

CIÊNCIAS ECONÔMICAS (BACHARELADO) 40 MATUTINO

ESAG – Balneário

ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA (BACHARELADO) 40 MATUTINO

CEFID – Florianópolis

EDUCAÇÃO FÍSICA (LICENCIATURA) 30 NOTURNO

EDUCAÇÃO FÍSICA (BACHARELADO) 30 MATUTINO

FISIOTERAPIA (BACHARELADO) 30 MATUTINO E VESPERTINO

FAED – Florianópolis

HISTÓRIA (LICENCIATURA E BACHARELADO) 40 NOTURNO

PEDAGOGIA (LICENCIATURA) 40 MATUTINO


2008 2

  • LÍNGUA PORTUGUESA E LITERATURA BRASILEIRA

  • COMPETÊNCIAS E HABILIDADES

  • ·       Compreensão e uso adequado da língua

  • ·       Construção de diferentes discursos

  • ·       Respeito às variações lingüísticas

  • ·       Conhecimento lingüístico

  • ·       Produção textual

  • ·       Atitude de pesquisa

  • ·       Uso da tecnologia

  • ·       Desmistificação da mídia

  • CONTEÚDOS

    • .      Compreensão e Interpretação de Texto(s)

    • .      Aspectos lingüísticos

    • .      Literatura Brasileira

    • .      Obras e Autores

PRIMEIRA FASE


2008 2

OBRAS E AUTORES DA LITERATURA

VESTIBULAR VOCACIONADO UDESC 2009/1


2008 2

SEGUNDA FASE

  • PROVA DE REDAÇÃO E PROVA DE CONHECIMENTO ESPECÍFICO

  • REDAÇÃO

  • O Candidato ao desenvolver sua redação precisará ser capaz de demonstrar habilidade na produção de textos, construindo uma dissertação que atenda ao tema proposto e apresente:

    • ·           Fluência, clareza, coerência e coesão lingüística;

    • ·           Idéias organizadas e em seqüência lógica e coerente;

    • ·           Argumentos encadeados de forma coesa;

    • ·           Relação entre os temos da oração e entre as orações no período;

    • ·           Paragrafação correta;

    • ·           Respeito às normas gramaticais e ortográficas em vigor; pontuação

    • adequada;

    • ·           Aplicação de conceitos das várias áreas de conhecimento para

    • desenvolver o tema dentro dos limites estruturais do texto.


2008 2

SEGUNDA FASE

  • PROVA DE REDAÇÃO E PROVA DE CONHECIMENTO ESPECÍFICO

  • O CANDIDATO DEVERÁ AINDA:

    • ·           Observar o limite mínimo de 20 (vinte) linhas e o máximo de 30 (trinta)

    • linhas;

    • ·           Utilizar caneta esferográfica azul ou preta;

    • ·           Escrever com letra legível;

    • ·           Evitar rasuras, espaços vagos entre palavras e linhas em branco entre os

    • parágrafos;

    • ·           Dar um título ao texto.


2008 2

Leia o fragmento abaixo, para responder às questões de 41 a 46.


2008 2

  • 41. De acordo com o fragmento, somente é correto afirmar que o narrador:

    • é o próprio autor (Amílcar Neves), uma pessoa assumidamente

    • preconceituosa.

    • b) mostra-se preconceituoso quanto às pessoas negras, o que é reforçado na última frase.

    • c) somente aceita que negros apareçam em restaurantes se forem acompanhados de belas mulatas.

    • d) aprova a presença de indivíduos pobres em peças de teatro de Shakespeare.

    • e) tem mentalidade liberal e defende o direito de os negros subirem na vida.


2008 2

  • 42. No texto há fortes traços de ironia. Assinale a alternativa que não contém um exemplo disso.

    • a) ... uma dessas casas a que vão as famílias honradas da cidade nas tardes de domingo. (Linhas 2-3)

    • b) ... uma mulata que se pretenda passar por morena branca... (Linhas 3-4)

    • c) Fico muito satisfeito quando vejo um homem de cor sentando-se à mesa em um restaurante de classe média ... (Linhas 1-2)

    • d) Agrada-me bastante, de forma idêntica, encontrar um ou outro indivíduo ... (Linha 6)

    • e) Mesmo que não seja obra de nenhum Shakespeare ... (Linha 9)

  • Conhecimento gramatical necessário:

    • Figuras de linguagem


2008 2

  • Recursos Fonológicos

  • Aliteração (consoantes)

  • Assonância (vogais)

  • Onomatopéia (sons)

  • Paranomasia (parecidas)

  • Recursos Sintáticos

  • Assíndeto (s/conectivos)

  • Polissíndeto (vários conectivos)

  • Inversão (alteração)

  • Anáfora (estruturas)

  • Anacoluto (oralidade)

  • Silepse

  • - de pessoa

  • - de número

  • - de gênero

  • Recursos Semânticos

  • Metáfora

  • Catacrese (metáfora maior)

  • Metonímia

  • Antonomásia (apelido)

  • Antítese (oposto)

  • Eufemismo (delicadeza)

  • Hipérbole (exagero)

  • Ironia (deboche)

  • Gradação

  • Prosopopéia/Personificação

  • Sinestesia (sensação)

  • Apóstrofe (vocativo)

A excelente Dona Inácia era mestra na arte de judiar de crianças.

Chegou cedo, seu fulano!

(para alguém que chegou atrasado)

Bonito, hein!

(para alguém que cometeu um ato questionável)

Coisinha linda!

(para referir-se a algo ou alguém muito feio)


2008 2

  • 43. “Mesmo que não seja obra de nenhum Shakespeare, pois isso talvez fosse exigir demais da capacidade de apreensão de tais cidadãos.” (Linhas 9-10).

  • Em relação a essa frase, é incorreto afirmar:

  • Em talvez fosse exigir demais há idéia de dúvida.

  • b) A expressão Mesmo que refere-se, no fragmento, a uma bela e bem cuidada montagem de algum clássico dos palcos.

  • c) Mesmo que é elemento de coesão entre a oração em que se encontra e a anterior.

  • d) A expressão pois isso contém idéia explicativa.

  • e) No plural, capacidade de expressão fica capacidades de expressões.

  • Conhecimento gramatical necessário:

    • Advérbios

    • Período composto por coordenação e subordinação

    • Morfologia - número


2008 2

ADVÉRBIOS

Advérbio é a palavra invariável que exprime circunstância e modifica o verbo, o adjetivo e até mesmo o próprio advérbio.

Os atletas correrammuito.

Maria estava muitofeliz.

Classificação dos advérbios:

Lugar – Tempo – Modo – Afirmação – Negação – Intensidade – Dúvida

Locuções adverbiais: duas ou mais palavras que equivalem a um advérbio.

às vezes - às escuras - às claras - às cegas - às tontas - às pressas

vez por outra – em breve – de quando em vez – pouco a pouco 

de tempos em tempos - de propósito - de qualquer modo - de cima - de cor


2008 2

PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO

  • As orações se ligam pelo sentido, mas não existe dependência sintática entre elas.

  • Subdividem-se em:

    • - Assindéticas (sem conjunção): Trabalhou, sempre irá trabalhar.

    • - Sindéticas (com conjunção): 

  • 1- Aditiva: A professora não somente elaborou o aulão, como também o apresentou.

  • 2- Adversativa: O aluno colou, mas não foi bem na prova.

  • 3- Alternativa: O aluno estuda ou desiste de fazer a prova.

  • 4- Conclusiva: O professor não explicou o conteúdo, logo não poderá cobrá-lo na

  • prova.

  • 5- Explicativa: O aluno não fez a prova, porque ficou doente.


  • 2008 2

    PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO

    • Existem pelo menos uma oração principal e uma subordinada.

    • A oração principal é sempre incompleta.

    • Subdividem-se em oração principal e oração subordinada:

    • O rapaz gostava de que todos olhassem para ele.

    • As orações subordinadas subdividem-se em:

    • Substantiva

    • subjetiva

    • predicativa

    • objetiva direta

    • objetiva indireta

    • completiva nominal

    • apositiva

    • Adverbial

    • causal

    • consecutiva

    • comparativa

    • condicional

    • concessiva

    • conformativa

    • temporal

    • final

    • proporcional

    • Adjetiva

    • restritiva

    • explicativa


    2008 2

    ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS

    1- Objetiva direta: As coordenadoras observam que os aulões surtem efeito.2- Objetiva indireta: A matéria, apesar de antiga, necessitava de que os alunos a

    revisassem.3- Predicativa: O consolo dos alunos é que ainda teremos muitos aulões.

    4- Subjetiva: É difícil que vocês reprovem.

    5- Completiva nominal: A falha de muitos é a dificuldade de não se concentrar

    para as provas do vestibular.6- Apositiva: Há nesta escola uma norma: que os alunos e os professores sejam

    respeitados.


    2008 2

    ORAÇÕES SUBORDINADAS ADJETIVAS

    1- Restritiva:

    O trabalho que vocês fizeram para a Mostra Literária foi produtivo.

    2- Explicativa:

    O aulão, que é um meio rápido de revisão, está conquistando os alunos.


    2008 2

    ORAÇÕES SUBORDINADAS ADVERBIAIS

    1- Causal: Chegou atrasado ao encontro, porque o ônibus demorou. 2- Consecutiva: O ônibus demorou tanto que ele se atrasou para o encontro.3- Proporcional: À medida que a aula avançava, ele se interessava pela matéria.4- Temporal: Logo que ele chegou, pegou o material.

    5- Final: Alunos, tenham mais argumentos para pedir revisão de provas.6- Condicional: Se vocês estudarem, passarão no vestibular.

    7- Comparativa: Seu estudo é tão importante quanto seu namoro.

    8- Concessiva: Mesmo que trabalhe muito, não será recompensada.

    9- Conformativa: Segundo havíamos programado, o aulão terá três professores.


    2008 2

    44. Observe as afirmações abaixo.

    I - Em Isto mostra não só minha mentalidade liberal (linhas 10-11) o pronome

    demonstrativo, por referir-se a algo já mencionado, deveria ser grafado Isso.

    II - A palavra todavia (linha 4) é conjunção; poderia ter sido isolada da frase por

    vírgulas.

    III - Depois de mentalidade liberal (linha 11) deveria haver uma vírgula,

    separando a oração seguinte, coordenada adversativa.

    IV - Em sentando-se à mesa (linha 1) o pronomese é pessoal do caso reto;

    sintaticamente, corresponde a um objeto indireto.

    V - Em Agrada-me (linha 6) o pronome me é reflexivo; sintaticamente,

    corresponde a um objeto indireto.

    Assinale a alternativa correta.

    a) Somente as afirmativas I, II, III e V são verdadeiras.

    b) Somente as afirmativas II, III e IV são verdadeiras.

    c) Somente as afirmativas I, III, IV e V são verdadeiras.

    d) Somente as afirmativas II, IV e V são verdadeiras.

    e) Somente as afirmativas I, II, III e IV são verdadeiras.


    2008 2

    PRONOMES PESSOAIS


    2008 2

    PRONOMES

    • Observações:

    • Geralmente exercem função sintática de sujeito ou de predicativo do sujeito.

    • Eu fui ao mercado.

    • Os pronomes eu e tu nunca podem ser regidos de preposição. Devemos usar

    • mim e ti, respectivamente. – Nunca houve nada entremim e ela.

    • Pronomes o(s), a(s) exercem função de objeto direto. – Comprei-o em Londres.

    • Os pronomes o(s), a(s) assumem as formas lo(s), la(s) após as formas

    • terminadas em r, s ou z, ou depois da partícula eis. Devemos analisá-lo.

    • Após as formas verbais terminadas em som nasal, os pronomes o(s), a(s)

    • assumem as formas no(s), na(s). Os carneiros dão-na.

    • Os pronomes me, te, se, nos e vos, dependendo da regência verbal, funcionam

    • como objeto direto ou objeto indireto. – Meus filhos sempre me (OD) respeitaram.

    • / Meus filhos sempre me (OI) obedeceram.


    2008 2

    PRONOMES

    • Observações:

    • Como complemento verbal, lhe(s) sempre funciona como objeto indireto.

    • – Seus filhos sempre lhe obedeceram.

    • Quando o pronome oblíquo refere-se à mesma pessoa do pronome reto, ele é

    • denominado reflexivo. – penteio-me.

    • Os pronomes nos, vos e se, quando indicam ação mútua, denominam-se

    • recíprocos. – Demo-nos as mãos.

    • Os pronomes conosco e convosco devem ser substituídos por com nós e com

    • vós, respectivamente, quando aparecem seguidos de palavras enfáticas como

    • mesmos, próprios, todos, outros, ambos ou de numeral. – O diretor implicou com

    • nós dois.


    2008 2

    ANÁLISE SINTÁTICA


    2008 2

    • 45. Assinale a alternativa incorreta.

    • Em possibilidade que os pretos têm de subirem na vida (linha 11) há duas formas verbais para um mesmo sujeito; assim, subirem poderia ter ficado no infinitivo, por já haver um verbo flexionado.

    • Em quando vejo um homem de cor (linha 1) há idéia de tempo.

    • A oração que se pretenda passar por morena branca (linhas 3-4) é subordinada adjetiva.

    • No fragmento Ainda que ele vá acompanhado (linha 3) o pronomeele remete a um homem de cor.

    • Em acorrendo a uma boa peça de teatro (linha 7) há idéia de condição.


    2008 2

    • 46. Assinale a alternativa incorreta.

    • Seria gramaticalmente correto empregar próclise, em Basta comportarem-se (linha 12).

    • A expressão da cidade (linhas 2-3) é locução adjetiva.

    • Substituindo-se à por na, em sentando-se à mesa (linha 1), o sentido da frase em que a expressão se encontra fica inalterado.

    • A expressão de forma idêntica (linha 6) pode ser substituída por igualmente, sem prejuízo para a compreensão da frase em que se encontra.

    • e) A expressão capacidade de apreensão (linha 10) equivale a aptidão para aprender.


    2008 2

    Leia o poema abaixo, para responder às questões de 47 a 49.


    2008 2

    • 47. Assinale a alternativa que não se justifica pelo texto.

    • Para a poeta, chorar revela algo ao mesmo tempo excêntrico e elegante.

    • As expressões mulher do povo e mãe de filhos remetem à idéia de mulher simples, comum, em oposição à idéia de mulher burguesa, de Não sou matrona.

    • A expressão tenho meus prantos indica o quanto a poeta vive chorando, por causa de suas sensibilidades sem governo.

    • Os últimos quatro versos revelam traços da religiosidade que permeia a obra da poeta.

    • O poema revela o quanto Adélia reprime sua dor, apesar de às vezes chorar.


    2008 2

    • 48. Assinale a alternativa incorreta.

    • No oitavo verso, a expressão sem governo corresponde a desgovernadas.

    • A linguagem do poema tem traços de linguagem coloquial.

    • A idéia contida na expressão meu estômago humilde se opõe à de voz pra cânticos de festa.

    • Em Quando escrever o livro com o meu nome / e o nome que eu vou pôr nele poeta remete à idéia da importância de a autora levar sua obra ao público.

    • As expressões Faço comida e como. / Aos domingos bato o osso no prato pra chamar cachorro / e atiro os restos revelam atos corriqueiros da vida da poeta.


    2008 2

    • 49. Assinale a alternativa que incorreta.

    • Na expressão e atiro os restos, o substantivo reflete idéia de menosprezo, pouco caso.

    • Se em quando é bom, fico bruta há idéia de gradação, em vou com ele a uma igreja, / a uma lápide, a um descampado, a idéia é de contradição.

    • As expressões mãe dos Gracos e mãe de filhos correspondem a aposto.

    • Em vou com ele a uma igreja o pronomeele refere-se ao livro que a poeta pretende escrever.

    • No verso 8, sensibilidades corresponde a emoções, sentimentos.


    2008 2

    Leia o fragmento abaixo, para responder às questões de 50 a 53.


    2008 2

    • 50. Assinale a alternativa correta.

    • As aparições do diretor do colégio surpreendiam discípulos, mestres e bedéis, pois sua presença ali era rara.

    • Durante as aulas, os alunos e professores de O Ateneu viviam sempre sob vigilância de Aristarco e dos bedéis.

    • Todas as janelas e portas do internato eram trancadas por sistema a que somente Aristarco tinha acesso, para abri-las no momento em que eram iniciadas as atividades do dia.

    • O diretor Aristarco maquiavelicamente tramava fazer espionagem das aulas, para observar alunos e professores.

    • A ação de Aristarco, de cofiar os bigodes, é comparada à ação de um jaguar, quando está pronto a atacar sua presa.


    2008 2

    • 51. Assinale a afirmativa incorreta, levando em consideração as orientações da gramática normativa tradicional e as afirmações contidas no texto.

    • Em A sala geral do estudo tinha inúmeras portas (linha 1), o vocábulo inúmeras é advérbio, equivalendo a várias.

    • Em Chegava o capricho a ponto de (linha 6), a expressão o capricho é classificada como sujeito simples.

    • Em Aristarco fazia aparições de súbito (linha 1), a expressão de súbito poder ser substituída por repentinas, sem prejuízo para o entendimento do texto.

    • As palavras inopinados (linha 4), maquinação (linha 8) e cofiava (linha 9) no texto correspondem, respectivamente, a imprevistos, manobra e afagava.

    • Em com o fim único de um belo dia abri-las bruscamente (linhas 7-8) há idéia de finalidade.


  • Login