Rom rio melo diretoria cl udio maierovitch pessanha dicmp l.jpg
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 43

Romério Melo Diretoria Cláudio Maierovitch Pessanha - DICMP PowerPoint PPT Presentation


  • 87 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

Agência Nacional de Vigilância Sanitária Vigilância Sanitária do Rio Grande do Sul I Encontro Nacional da Rede de Comunicação para Vigilância e Investigação de Surtos em Alimentos.

Download Presentation

Romério Melo Diretoria Cláudio Maierovitch Pessanha - DICMP

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


Rom rio melo diretoria cl udio maierovitch pessanha dicmp l.jpg

Agência Nacional de Vigilância SanitáriaVigilância Sanitária do Rio Grande do SulI Encontro Nacional da Rede de Comunicação para Vigilância e Investigação de Surtos em Alimentos

Eventos adversos em alimentos e o NOTIVISA: vigilancia e a investigação de eventos adversos na Anvisa

Romério Melo

Diretoria Cláudio Maierovitch Pessanha - DICMP


Vigil ncia em sa de p blica l.jpg

“Vigilância é a observação contínua da distribuição e tendências da incidência de doenças mediante a coleta sistemática, consolidação e avaliação de informes de morbidade e mortalidade, assim como de outros dados relevantes, e a regular disseminação dessas informações a todos os que necessitam conhecê-la".

Langmuir, 1963

Vigilância em Saúde Pública


N cleo de gest o do sistema nacional de notifica o e investiga o em vigil ncia sanit ria nuvig l.jpg

PDVISA- ação regulatória: vigilância de produtos, de serviços e de ambientes

Epidemiologia como suporte à gestão

Vigilância dos eventos adversos (EA) e queixas técnicas (QT): adota a construção social de uma nova prática sanitária, a da vigilância da saúde

Núcleo de gestão do sistema nacional de notificação e investigação em vigilância sanitária - Nuvig


Slide4 l.jpg

Vigilância à Saúde

VIGILÂNCIA SANITÁRIA

VIGILÂNCIA

EPIDEMIOLÓGICA

VIGILÂNCIA AMBIENTAL

ASSOCIAÇÕES DE CLASSE, UNIVERSIDADES

NA ÁREA DA SAÚDE


Slide5 l.jpg

Notivisa

Infecção Hospitalar

Alimentos

Cosmeto-

vigilância

Vigilância de

Agrotóxico

Vigilância de

Saneantes


Principais a es do nuvig l.jpg

Proposta da descentralização

Consulta pública da Vigipós

Capacitação de técnicos do SNVS para as ações da vigilância da pós comercialização – Vigipós

CBVE – VISA

Curso básico das áreas técnicas

Curso técnico específico

Notivisa – Sistema de informação em VISA

Principais ações do Nuvig


Estrat gia para a implanta o da vigip s no brasil l.jpg

Estratégia para a implantação da Vigipós no Brasil

Sistema progressivo de vigilância baseado na metodologia STEPS da OMS

Vigilância por módulos:

  • Complexidade das ações

  • Capacidade de operacionalização


M dulos do vigip s l.jpg

Vigipós I - Ações básicas I

4 º

Passo

3 º Passo

2 º Passo

1 º Passo

Módulos do Vigipós

Vigipós II - Ações básicas II

Vigipós III - Ações intermediárias

Vigipós IV - Ações avançadas


Vigip s i l.jpg

Sensibilizar os técnicos para a notificação

Notificar os eventos adversos e queixas técnicas no Notivisa

Monitorar as notificações recebidas

Coletar dados complementares

Avaliar a gravidade das notificações

Coletar amostras (se necessário)

Elaborar e divulgar as informações

Capacitar os técnicos do SNVS para o VIGIPOS I.

Vigipós I


Vigip s ii l.jpg

Identificar Sinal (Alertas);

Capacitar os profissionais do SNVS para as ações de VIGIPOS I e II.

Vigipós II


Slide11 l.jpg

Vigipós III

Avaliar a causalidade;

Investigar e concluir os casos notificados no Notivisa, de acordo com os critérios de investigação para cada produto;

Capacitar os profissionais do SNVS para as ações de VIGIPOS I, II e III.


Slide12 l.jpg

Vigipós IV

Desenvolver estudos e pesquisas de interesse do Vigipós;

Estabelecer parcerias nacionais e internacionais para fortalecimento das ações de Vigipós.


Detalhamento da pactua o para as a es de vigip s l.jpg

Detalhamento da pactuação para as ações de vigipós

  • O gestor poderá determinar as ações de Vigipós que irá assumir;

  • No caso das Queixas Técnicas (QT) sugerimos que os estados assumam as ações, uma vez que a GFIMP-ANVISA capacitou todos os estados para as ações de Vigipós em Queixas Técnicas;

  • As subdivisões do VIGIPOS ( I, II, III e IV) considera que quem assinalar que fará as ações de uma subdivisão superior a do VIGIPOS I, automaticamente estará incluindo as ações do VIGIPOS anterior.


Proposta para a capacita o dos t cnicos do snvs para as a es de vigipos l.jpg

Proposta para a capacitação dos técnicos do SNVS para as ações de vigipos


Proposta para a capacita o l.jpg

Curso modular por área de conhecimento

Módulos com 40 horas de duração na última semana de cada mês;

30 alunos por turma

Cada área da Anvisa dará dois cursos em 2008, em meses subsequentes e para técnicos dos estados e capitais

Proposta para a capacitação


Proposta para a capacita o calend rio l.jpg

Maio – 26/5 a 30/5 - 1ª turma Hemovigilância;

Junho – 23/6 a 27/6 - 1ª Tecnovigilância;

- 2ª Hemovigilância;

Julho – 28/7 a 01/8 - 2ª Tecnovigilância;

- 1ª Farmacovigilância;

Agosto – 25/8 a 29/8 - 1ª Cosmetovigilância e Saneantes;

- 2ª Farmacovigilância;

Setembro – 22/9 a 26/9 - 1ª Agrotóxicos;

- 2ª Cosmetovigilância e Saneantes;

Outubro – 27/10 a 31/10 - 2ª Agrotóxicos;

- 1ª Alimentos;

Novembro – 24/11 a 28/11- 2ª. Alimentos.

Proposta para a capacitaçãocalendário


Proposta para a capacita o18 l.jpg

Programa:

elaborado por cada área com base nos critérios de análise e investigação e nos fluxos fechados nas Oficinas do NOTIVISA II

exercícios com exemplos de cada área e exploração do NOTIVISA.

Material didático:

manual elaborado pelas áreas contendo os fluxos de investigação,

critérios de análise e investigação

formulário de investigação

publicação com os indicadores do NOTIVISA gerais e por área

Proposta para a capacitação


O sistema informatizado notivisa l.jpg

O Sistema informatizadoNOTIVISA


N notifica es por m s dados gerais brasil 2007 l.jpg

N.º notificações por mês. Dados Gerais Brasil – 2007*

Total das notificações*= 9.733

* Dados até 31/12/2007


N de notifica o por produto motivo dados gerais brasil 2007 l.jpg

N.º de notificação por produto motivo Dados gerais. Brasil – 2007*

Motivo

**N= 9.733

* Dados até 31/12/2007 OBS: Exceto EA de medicamentos


Tela do notivisa l.jpg

Tela do Notivisa


Pr ximos passos l.jpg

Módulo II no sistema (investigação);

Notificação negativa para as unidades sentinelas;

Elaboração dos formulários de EA e QT p/ alimentos

Em discussão:

formulário de Infecção em serviços de saúde

formulário de notificação de surtos

Próximos Passos


Muito obrigado l.jpg

[email protected]

[email protected]

Muito obrigado


  • Login