calend rio provis rio
Download
Skip this Video
Download Presentation
Calendário provisório

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 10

Calendário provisório - PowerPoint PPT Presentation


  • 70 Views
  • Uploaded on

Calendário provisório. 27/02: Aula Amostra e exercício 04/03: Aula Pesquisa qualitativa – PESQUISAS ALUNOS ENTRAM NO AR 06/03: Discussão análise de pesquisas – PESQUISAS PROF. ENTRAM NO AR 11/03: Tempo para trabalhos nos grupos

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about ' Calendário provisório' - keelty


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
calend rio provis rio
Calendário provisório
  • 27/02: Aula Amostra e exercício
  • 04/03: Aula Pesquisa qualitativa – PESQUISAS ALUNOS ENTRAM NO AR
  • 06/03: Discussão análise de pesquisas – PESQUISAS PROF. ENTRAM NO AR
  • 11/03: Tempo para trabalhos nos grupos
  • 13/03: Devolutiva das pesquisas dos grupos de acompanhamento – discussão com prof. Arilson (cada grupo de acompanhamento apresenta análise parcial do que foi respondido e amostra)
  • 18/03: Palestra profa. Simone Diniz: Pesquisas comparativas internacionais
  • 20/03: Aula prof. Fernando Burgos: Dilemas da pesquisa de campo
  • 25/03: Aula prof. Charles Kirschbaum: mecanismos causais
  • 27/03: Aula de análise dos resultados
  • 30/03 (sábado) – 4hs: Devolutiva de todos os grupos de análise dos resultados e discussão com a coordenação
  • 01/04: Fechamento da pesquisa do BCH
  • 03/04: Prova
slide2

ProblemasMetodológicosemCiênciasSociais

Aula 13: Técnicas pesquisas qualitativas

t cnicas de coleta de dados
Técnicas de Coleta de Dados

(Profa. Nadya Guimarães)

observa o
Observação
  • O que deve ser observado?
  • Como registrar as observações?
  • Como melhorar a qualidade e exatidão das observações?
  • Que relação deve existir entre observador e observado e como estabelecer tal relação?

(Profa. Nadya Guimarães)

observa o1
Observação
  • O que deve ser observado:
    • Participantes (características, relações, constituição social)
    • Situação (comportamentos, regularidades, reações)
    • Objetivos e motivações ao comportamento
    • Frequência e duração do comportamento

(Profa. Nadya Guimarães)

observa o2
Observação
  • Cuidados nas observações:
    • Descrição das condições do experimento
    • Estabelecer distinção entre os resultados da observação (declaração) e a inferência do pesquisador
    • Considerar que fontes são evasivas e complexas
    • Princípios: ter objetivos claros e científicos, se colocar em boas condições de trabalho e aplicar método para coleta e manipulação dos dados
etnografia
Etnografia
  • Objetivos da etnografia:
  • Coleta e análise: Caderno de Campo – Categorização
  • Língua nativa - interpretação
etnografia1
Etnografia
  • Entender os comportamentos, constituição tribal, itens culturais, espírito (ponto de vista e opiniões) dentro do contexto e da lógica nativa
  • Olhar abrangente e contextualizador
etnografia2
Etnografia

“Dois homens exibem os braceletes”: “A foto ilustra o modo como os braceletes são comumente enfeitados com contas, pingentes e tiras feitas de pandanoseco. Não me lembro de ter visto homens usando os braceletes, a não ser uma ou duas vezes – e nessas ocasiões ostentavam a ornamentação completa da dança. “(Veja p. 81.)

“Uma reunião kula na praia de Sinaketa”. “Mais de 80 canoas se acham ancoradas na praia, numa faixa de mais de 2 km. Cerca de 2 mil nativos, vindos de vários distritos, desde Kitava até Dobu, reúnem-se na aldeia, na praia e em localidades vizinhas. Isso ilustra o modo como o kula congrega grande número de pessoas pertencentes a diferentes culturas; neste caso, os de Kitava, Boyowa, ilhas Amphlett e Dobu (Veja seção III e Cap. XVI, seção II)

ad