O FINANCIAMENTO DA
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 30

O FINANCIAMENTO DA REFORMA PSIQUIÁTRICA NO PÓS CONSTITUCIONAL AVANÇOS E ENTRAVES PowerPoint PPT Presentation


  • 41 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

O FINANCIAMENTO DA REFORMA PSIQUIÁTRICA NO PÓS CONSTITUCIONAL AVANÇOS E ENTRAVES. SAÚDE É VIVER MAIS E MELHOR. O SUS LEGAL: O ÚNICO QUE NÓS CIDADÃOS INVESTIDOS EM FUNÇÕES PÚBLICAS PODEMOS FAZER SAÚDE DIREITO DE TODOS E DEVER DO ESTADO FUNÇÕES:

Download Presentation

O FINANCIAMENTO DA REFORMA PSIQUIÁTRICA NO PÓS CONSTITUCIONAL AVANÇOS E ENTRAVES

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


O financiamento da reforma psiqui trica no p s constitucional avan os e entraves

O FINANCIAMENTO DA

REFORMA PSIQUIÁTRICA

NO PÓS CONSTITUCIONAL

AVANÇOS

E

ENTRAVES

GILSON CARVALHO


O financiamento da reforma psiqui trica no p s constitucional avan os e entraves

SAÚDE É VIVER

MAIS E MELHOR

GILSON CARVALHO


O financiamento da reforma psiqui trica no p s constitucional avan os e entraves

  • O SUS LEGAL: O ÚNICO QUE NÓS CIDADÃOS INVESTIDOS EM FUNÇÕES PÚBLICAS PODEMOS FAZER

  • SAÚDE DIREITO DE TODOS E DEVER DO ESTADO

  • FUNÇÕES:

  • REGULAR, FICALIZAR,CONTROLAR, EXECUTAR

  • OBJETIVOS:

  • 1) IDENTIFICAR CONDICIONANTES E DETERMINANTES;

  • 2) FOMULAR A POLÍTICA ECONÔMICA E SOCIAL PARA DIMINUIR O RISCO DE DOENÇAS E OUTROS AGRAVOS; 3) ASSISTÊNCIA POR AÇÒES DE PROMOÇÃO, PROTEÇÃO E RECUPERAÇÃO DA SAÚDE

  • DIRETRIZES E PRINCÍPIOS:

  • ASSISTENCIAIS

  • UNIVERSALIDADE – IGUALDADE (EQUIDADE) – INTEGRALIDADE – INTERSETORIALIDADE – RESOLUTIVIDADE – ACESSO A INFORMAÇÃO – AUTONOMIA DAS PESSOAS – BASE EPIDEMIOLÓGICA

  • GERENCIAIS

  • REGIONALIZAÇÃO – HIERARQUIZAÇÃO – DESCENTRALIZAÇÃO – GESTOR ÚNICO – COMPLEMENTARIEDADE E SUPLEMENTARIEDADE DO PRIVADO –FINANCIAMENTO – PARTICIPAÇÃO DA COMUNIDADE

GILSON CARVALHO


O financiamento da reforma psiqui trica no p s constitucional avan os e entraves

GILSON CARVALHO


O financiamento da reforma psiqui trica no p s constitucional avan os e entraves

O FINANCIAMENTO DA

REFORMA PSIQUIÁTRICA

NO PÓS CONSTITUCIONAL

AVANÇOS

E

ENTRAVES

GILSON CARVALHO


O financiamento da reforma psiqui trica no p s constitucional avan os e entraves

  • A ESSÊNCIA DA REFORMA PSIQUIÁTRICA

  • CENTRADA MAIS NO SER HUMANO EM SOFRIMENTO QUE, NA DOENÇA

  • FOCO NA INTEGRALIDADE DO SER HUMANO E SEU AMBIENTE HUMANO E FÍSICO

  • ABORDAGEM MENOS HOSPITALAR E MAIS AMBULATORIAL

  • ABORDAGEM PLURITERAPÊUTICA E MULTIPROFISSIONAL

GILSON CARVALHO


O financiamento da reforma psiqui trica no p s constitucional avan os e entraves

  • A LUTA PARA MELHORAR A ATENÇÃO INTEGRAL:

  • SAIR DO MODELO ANTIGO:

  • DO NÃO OU POUCO CUIDADO PRIMEIRO + HOSPITALIZAÇÃO DOS POUCO OU MAIS GRAVES + ASILAMENTO DESQUALIFICADO

  • PARA O NOVO MODELO:

  • UNIVERSALIZAR E MELHORAR A QUALIDADE DOS PRIMEIROS CUIDADOS (promoção, proteção, recuperação) + DESHOSPITALIZAR OS MENOS GRAVES + QUALIFICAR A HOSPITALIZAÇÃO DOS MAIS GRAVES

GILSON CARVALHO


O financiamento da reforma psiqui trica no p s constitucional avan os e entraves

  • O NOVO SE CONSTRÓI NA HISTÓRIA

  • 1956 - NISE DA SILVEIRA O ANJO DA REFORMA: CRIA CASA DA PALMEIRA NO RIO

  • 1980 – AMBULATÓRIOS SAÚDE MENTAL DE SÃO PAULO (MONTORO – YUNES – MARCOS PACHECO – ANA PITA)

  • 1986 – CAPS (NOME:NICARÁGUA) ANA PITA E JAIRO GOLDENBERG – NAPS – 24 HS

  • 1987 – BAURU - NAPS (1º do interior) APARECIDA PIMENTA + TIKANORI – 1º ENCONTRO DE TRABALHADORES DA LUTA ANTIMANICOMIAL

  • 1991 – DAVI & TYKANORI+NASP -HOSPITAL ANCHIETA

GILSON CARVALHO


O financiamento da reforma psiqui trica no p s constitucional avan os e entraves

  • O NOVO SE CONSTRÓI NA HISTÓRIA

  • OUTROS DESBRAVADORES BRASIL AFORA:

  • RIO (DOMINGOS-PEDRO GABRIEL-PAULO AMARANTE-RICARDO PERET-JOÃO FERREIRA)

  • R.GRANDE SUL (ELIS BUSNELLO - SANDRA FAGUNDES-FLÁVIO RESMINI)

  • MACEIÓ-RECIFE-SPAULO E RIO: LUIZ CERQUEIRA ÍCONE DA PSIQUIATRIA PROGRESSISTA NESTAS 4 CAPITAIS NAS DÉCADAS DE 60,70 E 80

  • CAMPINAS (WILLIAMS VALENTINI)

GILSON CARVALHO


O financiamento da reforma psiqui trica no p s constitucional avan os e entraves

  • O DESTINO DO DINHEIRO MOSTRA O CAMINHO DA POLÍTICA

  • 1991-PT SAS 189/91 E 224/92

  • MS-INAMPS (ALCENI-ACKEL) MUDANÇAS RADICAIS NO FINANCIAMENTO – CLASSIFICAÇÃO DA PSIQUIATRIA (I,II,III,IV.V) E PAGAMENTO A CAPS-NAPS

  • MANTIDO E APRIMORADO POR PORTARIAS 1992 (408)-1993-1994(145-147)

GILSON CARVALHO


O financiamento da reforma psiqui trica no p s constitucional avan os e entraves

  • LEI 10.216 DE 2001

  • LEI DA SAÚDE MENTAL

  • PROTEÇÃO

  • E DIREITOS

  • DOS PORTADORES DE

  • TRANSTORNO MENTAL E

  • REDIRECIONAMENTO

  • DO MODELO

  • DE ATENÇÃO

GILSON CARVALHO


O financiamento da reforma psiqui trica no p s constitucional avan os e entraves

  • FINANCIAMENTO

  • FEDERAL DA

  • REFORMA

  • PSIQUIÁTRICA

GILSON CARVALHO


O financiamento da reforma psiqui trica no p s constitucional avan os e entraves

  • RECURSOS FEDERAIS PARA A SAÚDE MENTAL 2007

  • HOSPITALAR – R$440 MI

  • EXTRA HOSP.- R$760 MI

  • TOTAL – R$1,200 BI

GILSON CARVALHO


O financiamento da reforma psiqui trica no p s constitucional avan os e entraves

GILSON CARVALHO


O financiamento da reforma psiqui trica no p s constitucional avan os e entraves

GILSON CARVALHO


O financiamento da reforma psiqui trica no p s constitucional avan os e entraves

GILSON CARVALHO


O financiamento da reforma psiqui trica no p s constitucional avan os e entraves

GILSON CARVALHO


O financiamento da reforma psiqui trica no p s constitucional avan os e entraves

GILSON CARVALHO


O financiamento da reforma psiqui trica no p s constitucional avan os e entraves

GILSON CARVALHO


O financiamento da reforma psiqui trica no p s constitucional avan os e entraves

GILSON CARVALHO


O financiamento da reforma psiqui trica no p s constitucional avan os e entraves

GILSON CARVALHO


O financiamento da reforma psiqui trica no p s constitucional avan os e entraves

GILSON CARVALHO


O financiamento da reforma psiqui trica no p s constitucional avan os e entraves

  • CUSTEIO CAPS II – AMPARO – SECRETÁRIA: APARECIDA PIMENTA

  • 2007-195 USUÁRIOS + 80 /DIA (CERCA DE 18 ATEN.ANO)

  • RH (T.INTEGRAL)

  • PSICÓLOGOS (3); TERAP.OCUP.(3) ENFERMEIRO (1); PSIQUIATRA (1); TÉCNICOS ENFERMAGEM(5); MERENDEIRAS(2) AG.ADMINISTRATIVO (2); SERV.GERAIS (1)

  • CUSTOS

  • FOLHA: R$ 520.000 ALIMENTAÇÃO: R$ 85.000

  • TRANSPORTE VAN:R$47.520 VALE TRANSPORTE:R$25.000

  • CPFL, TELESP, ALUGUEL:R$29.000  

  • OUTRAS (informática, escritório, limpeza):R$ 40.000

  • CUSTOS TOTAIS

  • MUNICÍPIO: R$446.520 - M.SAÚDE= R$300.000( 40%) ESTADO=0

  • TOTAL: 746.520

GILSON CARVALHO


O financiamento da reforma psiqui trica no p s constitucional avan os e entraves

  • CONCLUSÕES FINAIS SOBRE O FINANCIAMENTO DA SAÚDE MENTAL

GILSON CARVALHO


O financiamento da reforma psiqui trica no p s constitucional avan os e entraves

  • CONCLUSÕES:

  • O FINANCIAMENTO DA INTEGRALIDADE DA SAÚDE NO BRASIL (INCLUSIVE A MENTAL) CONTINUA RESPONSABILIDADE DAS TRÊS ESFERAS DE GOVERNO

  • ENQUANTO A ARRECADAÇÃO DE TRIBUTOS DESTINA 60% PARA A UNIÃO, 24% PARA ESTADOS E 16% PARA MUNICÍPIOS A RESPONSABILIDADE DO FINANCIAMENTO DA SAÚDE FOI EM 2007: 47% (UNIÃO); 26% (ESTADOS) E 27% (MUNICÍPIOS) – A CONTA VEM SENDO PAGA PELO ENTE ERRADO!!!!

  • A ATUAL SISTEMÁTICA DE FINANCIAMENTO DA SAÚDE ONERA SOBREMANEIRA OS MUNICÍPIOS E DESONERA PRINCIPALMENTE A UNIÃO; A EC-29, POR PRESSÃO DO GOVERNO, DESONEROU EM MAIS DE 50% A UNIÃO E SOBRECARREGOU ESTADOS EM +20% E MUNICÍPIOS EM + 50%;

GILSON CARVALHO


O financiamento da reforma psiqui trica no p s constitucional avan os e entraves

  • CONCLUSÕES:

  • - A UNIÃO VEM GASTANDO MAIS RECURSOS COM A SAÚDE MENTAL NUM CRESCIMENTO PERCENTUAL ENTRE 2002-2007 (NO P.CAPITA CORRIGIDO DEZ.2007) DA ORDEM DE 6,14%

  • - O GASTO TEM SIDO INDUTOR DO NOVO MODELO REPRESENTANDO UM CRESCIMENTO DO ATENDIMENTO EXTRA-HOSPITALAR EM RELAÇÃO AO HOSPITALAR: ENQUANTO O EXTRA HOSP. CRESCEU 269% O HOSPITALAR DECRESCEU EM 48%

GILSON CARVALHO


O financiamento da reforma psiqui trica no p s constitucional avan os e entraves

  • SAÍDAS PARA A SAÚDE MENTAL NO SUS:

  • . CONSOLIDAR O MODELO REFORMA PSIQUIÁTRICA SEGUNDO A LEI 10.216(2001): PROMOÇÃO, PROTEÇÃO, INSERÇÃO NA SOCIEDADE E FAMÍLIA (DESOSPITALIZAR OFERECENDO APOIO E INTEGRALIDADE AMBULATORIAL)

  • ALOCAR MAIS RECURSOS EM SAÚDE MENTAL;

  • TRABALHAR CADA VEZ MAIS COM EQUIPE MULTIPROFISSIONAL;

  • PREPARAR CLÍNICOS E PEDIATRAS PARA QUE TRABALHEM TANTO NA PROMOÇÃO-PROTEÇÃO QUANTO NA RECUPERAÇÃO DOS CASOS MAIS COMUNS DE TRANSTORNOS MENTAIS OFERECENDO TREINAMENTO E APOIO TÉCNICO DE ESPECIALISTAS PERMANENTEMENTE.

GILSON CARVALHO


O financiamento da reforma psiqui trica no p s constitucional avan os e entraves

  • O MAIOR DESAFIO:

  • FAZER COM QUE OS BRASILEIROS

  • FAZER COM QUE AS CORPORAÇÕES...

  • FAZER COM QUE OS MOVIMENTOS...

  • FAZER COM QUE ASSOCIAÇÕES DE GRUPOS CONVIVENDO COM DOENÇAS OU DISFUNÇÕES...

  • DEFENDAM O SUS COMO CONQUISTA DE CIDADANIA

GILSON CARVALHO


O financiamento da reforma psiqui trica no p s constitucional avan os e entraves

SAÍDAS SAÚDE BRASIL:

LEI DOS 5 MA+S

MAIS BRASIL

MAIS SAÚDE

MAIS EFICIÊNCIA

MAIS HONESTIDADE

MAIS DINHEIRO

GILSON CARVALHO


O financiamento da reforma psiqui trica no p s constitucional avan os e entraves

“Minha esperança é

imortal.

Sei que não dá

para mudar o começo.

Mas, se a gente quiser,

vai dar para

mudar o final!"

ELISA LUCINDA

GILSON CARVALHO


  • Login