Iv centen rio do nascimento do padre ant nio vieira
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 33

IV CENTENÁRIO DO NASCIMENTO DO PADRE ANTÓNIO VIEIRA PowerPoint PPT Presentation


  • 153 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

Escola Secundária 3EB Dr. Jorge Correia – Tavira PORTUGAL. IV CENTENÁRIO DO NASCIMENTO DO PADRE ANTÓNIO VIEIRA. Turma: 11º C1 Professora: Ana Cristina Matias Ano lectivo: 2008/2009. A Europa no século de Vieira, o século XVII. * A Fome * A Guerra

Download Presentation

IV CENTENÁRIO DO NASCIMENTO DO PADRE ANTÓNIO VIEIRA

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


Iv centen rio do nascimento do padre ant nio vieira

Escola Secundária 3EB Dr. Jorge Correia – Tavira

PORTUGAL

IV CENTENÁRIO DO NASCIMENTO DO PADRE ANTÓNIO VIEIRA

Turma: 11º C1

Professora: Ana Cristina Matias

Ano lectivo: 2008/2009


A europa no s culo de vieira o s culo xvii

A Europa no século de Vieira,o século XVII

* A Fome

* A Guerra

* A Peste

No séc. XVII, a fome, a guerra e a peste, mais uma vez, associaram-se e assolaram a Europa.

O séc. XVII ficou conhecido como um século de tempos difíceis e de dificuldades.

Porém, muitos foram os homens notáveis:


John milton 1608 1674

John Milton (1608 - 1674)

  • John Milton, representante do classicismo inglês, é autor do célebre livro O Paraíso Perdido, um dos mais importantes poemas épicos da literatura universal.

  • Foi político, dramaturgo e estudioso de Religião.


Torricelli

Torricelli

  • O estudo de Duas Novas Ciências, de Galileu (1638) inspirou-lhe muitos desenvolvimentos dos princípios mecânicos aí apresentados, que ele publicou no tratado De motu (incluído na sua Opera geometrica, 1644).

  • O envio desta obra, por Castelli, a Galileu, em 1641, com uma proposta para que Torricelli fosse residir com o sábio florentino, levou a que Torricelli partisse para Florença, onde conheceu Galileu.


Isaac newton

Isaac Newton

  • A sua obra, Philosophiae Naturalis Principia Mathematica (1687), é considerada uma das mais influentes na História da ciência. Esta obra descreve a lei da gravitação universal e as três leis de Newton que fundamentaram a mecânica clássica.


Pedro i da r ssia

Pedro I da Rússia

  • Pedro (1672-1725), conhecido por o Grande, foi czar da Rússia, e primeiro Imperador do Império Russo, tendo regido de 1682 a 1725. Foi importante na modernização e ocidentalização da Rússia.

Alunos: João Correia e Sérgio Santos


Ant nio vieira

António Vieira

Padre jesuíta ( 1608 – 1697), defensor dos direitos humanos, notável orador e grande escritor português


1637 revolta do manuelinho em vora

1637 – Revolta do Manuelinho, em Évora

Século XVII

PORTUGAL

O SÉCULO DE VIEIRA

A Revolta do Manuelinho foi um movimento iniciado

em Évora a 21 de Agosto de 1637, que rapidamente se

alastrou a outras partes do reino. A intenção desta

revolta era a de depor a odiada Dinastia Filipina e

entronizar novamente uma Dinastia portuguesa.


1640 restaura o da independ ncia

1640 – Restauração da Independência

A Restauração da Independência é a designação dada à revolta iniciada em 1 de Dezembro de 1640 contra a tentativa de anulação da independência do Reino de Portugal por parte da dinastia filipina, e que vem a culminar com a instauração da Dinastia Portuguesa da casa de Bragança.

D. João IV é o novo rei.


1657 morte de d jo o iv

1657 – Morte de D. João IV

D. Afonso VI

D. João IV morreu em Lisboa a 6 de

Dezembro de 1656, tendo sido sepultado

no Mosteiro de S. Vicente de Fora.

O reino não estava ainda em

segurança absoluta, mas D. João IV

tinha-lhe construído umas bases

suficientemente sólidas para vencer a

crise.

Sucedeu-lhe D. Afonso VI, seu

segundo filho. Porém, devido à sua

instablidade mental, D. Pedro II passa a

exercer as funções de regente do reino

a partir de 1668.

D. Pedro II foi Rei de Portugal de 1683

até à sua morte em 1706.

D. Pedro II


1668 pazes entre portugal e espanha

1668 – Pazes entre Portugal e Espanha

Após a restauração de 1640, seguiu-se uma guerra com Espanha que terminaria apenas em 1668, com a assinatura de um tratado de paz.

Alunos: José Ramos, Mariana Morais e Rui Vale


Biografia do padre ant nio vieira

BIOGRAFIA DO PADRE ANTÓNIO VIEIRA


Iv centen rio do nascimento do padre ant nio vieira

Padre António Vieira

1608:Nasce a 6 de Fevereiro, em Lisboa.

Lisboa, século XVII


Iv centen rio do nascimento do padre ant nio vieira

1614:Aos 6 anos parte para o Brasil, com a família.

O seu pai é nomeado escrivão da Relação na

Baía.


Iv centen rio do nascimento do padre ant nio vieira

Baía, no século XVII

1623:É aluno do Colégio dos Jesuítas na Baía,

onde sente vocação religiosa


Iv centen rio do nascimento do padre ant nio vieira

1624:Os holandeses

ocupam a cidade da

Baía e os jesuítas,

com Vieira, refugiam-se

numa aldeia do sertão.

1626: É professor da cadeira

de Retórica em Olinda.

Igreja, em Olinda,

Pernambuco, Brasil


Iv centen rio do nascimento do padre ant nio vieira

1633:Prega pela primeira vez na

Baía.

1635:É ordenado sacerdote, é

Mestre em Artes e exerce

a função de pregador.

  • 1638:Pronuncia, nos anos

  • seguintes, alguns dos

  • seus mais notáveis

  • Sermões :

  • Sermão da Sexagésima;

  • Sermão dos Escravos;

  • Sermão de Santo António

  • aos peixes.

Alunos: André Caetano e Clayton Soares


Padre ant nio vieira a primeira estadia na europa 1641 1651

Padre António Vieira – A primeira estadia na Europa (1641-1651)

Após a Restauração da Independência (1640), Vieira regressou a Lisboa iniciando uma carreira diplomática, pois integrava a missão que ia ao Reino prestar obediência ao novo monarca.

Sobressaindo-se pela vivência de espírito e de orador, conquistou a amizade e a confiança de D. João IV, sendo por este, mais tarde, nomeado pregador régio.


Iv centen rio do nascimento do padre ant nio vieira

Em 1646, Vieira foi para a Holanda,

e, no ano seguinte, para a França, a fim de exercer cargos diplomáticos.

Era embaixador para negociar com os Países Baixos a devolução do Nordeste do Brasil.

Desejoso de obter, para a Coroa, a ajuda financeira dos cristãos-novos, entrou em conflito com a Inquisição mas viu fundada a Companhia de Comércio do Brasil.


Serm es 1641 1651

Sermões (1641-1651)

Sermão de São José (1642)

Sermão dos Bons Anos, pregado na Capela Real, em Lisboa (1642)

Sermão do Mandato (1643)

Sermão de São Pedro, pregado em S. Julião, em Lisboa.(1644)

Sermão da Glória de Maria, Mãe de Deus, pregado na Igreja de Nossa Senhora da Glória, em Lisboa (1644)

Sermão da Primeira Sexta-Feira da Quaresma(1644)

Sermão nas exéquias de D. Maria de Ataíde, filha dos condes de Afougia, dama de palácio, no Convento de S. Francisco de Enxobregas ( 1649)

Sermão da Primeira Dominga do Advento, pregado na Capela Real (1650)

Sermão da Primeira Sexta-Feira da Quaresma (1651)

Sermão da Segunda Dominga da Quaresma (1651)

http://pt.wikipedia.org/wiki/Ant%C3%B3nio_Vieira

w.w.w.Domíniopublico.gov.br

Alunos: Fábio Vitória e Tiago Silva


Padre ant nio vieira

Padre António Vieira

Portugal não dava o devido valor ao

Padre António Vieira e não gostava das

suas pregações a favor dos Judeus.

Por isso, o Padre António Vieira acabou

por voltar para o Brasil onde ficou

desde 1652 até 1661.


A vida no brasil

A vida no Brasil

• Em 1652, parte para o Brasil como missionário no Maranhão;

• Em 1654, prega o Sermão de Santo António aos Peixes;

• Nessa altura embarca para Lisboa a fim de obter novas leis a favor dos Índios.


Iv centen rio do nascimento do padre ant nio vieira

Alunas: Bárbara Ferreira e Marta Gonçalves

Bárbara Ferreira e Marta Gonçalves, 11º C1

• Em 1665, prega na capital, entre outros, o “Sermão da Sexagésima” e regressa ao Maranhão com as novas leis;

• Em 1659, escreve “Esperanças de Portugal – V Império do Mundo”, onde defende teses proféticas;

• Em 1661, é expulso, com os outros jesuítas, do Maranhão, pelos colonos.


Padre ant nio vieira a segunda estadia na europa

Padre António Vieiraa segunda estadia na Europa

Em 1661, Vieira foi expulso do Brasil e veio para Portugal.

Deteve uma situação favorável na Corte, mas depois esta reverteu-se inteiramente ao contrário.

Inicialmente, a rainha regente, D. Luiza de Gusmão,procurou apoio no Padre António Vieira.


Iv centen rio do nascimento do padre ant nio vieira

Porém, em 1662, Vieira foi obrigado a procurar abrigo no Porto, devido a problemas na corte e na escolha do sucessor ao trono

Aí, retoma o seu trabalho intelectual.

Faz a revisão de dezasseis volumes de Sermões para dar ao prelo e continua a rascunhar o Clavis prophetarum.

Vieira foi também aprisionado pela Inquisição pelo seu exagerado interesse em favor dos judeus e cristãos novos.

Ficou aprisionado 26 meses até a véspera do Natal de 1667.


Iv centen rio do nascimento do padre ant nio vieira

Já em Roma, ficou com o encargo de tratar assuntos da

Companhia de Jesus e pregou especialmente para a

Rainha Cristina da Suécia. Por insistência dela,

tornou-se pregador de sua corte. Estreou com uma série

de sermões intitulados "As cinco pedras de David".

Incluído no seu círculo, a que chamava Academia da Arcádia para filosofia e literatura, Vieira travou um debate filosófico que lhe valeu aplausos.


Iv centen rio do nascimento do padre ant nio vieira

Uma delegação portuguesa, chegada a Roma para tratar assuntos da Igreja e particularmente da Inquisição, deu a conhecer a Vieira que o rei D. Pedro (Regente de 1668-1683, Rei 1683-1706) desejava que retornasse a Portugal.

Em 1675, Vieira foi isento da jurisdição dos Inquisidores de Portugal e absolvido de quaisquer censuras pelo Santo Ofício de Roma.


Iv centen rio do nascimento do padre ant nio vieira

Em Agosto de 1675, Vieira desembarcou em Lisboa onde viveu por mais cinco anos. Em 1680 volta para o Brasil.

Alunos: Adelina Patraus e Bernardo Faria


O regresso de padre ant nio vieira ao brasil

O regresso de Padre António Vieira ao Brasil

No Brasil pela última vez


Iv centen rio do nascimento do padre ant nio vieira

O regresso

  • O padre António Vieira decidiu voltar outra vez para o Brasil, então partiu de Lisboa, numa embarcação, em 1681.

  • Dedicou-se à tarefa de continuar a redigir os seus escritos, visando a edição completa em 16 volumes dos seus Sermões, iniciada em 1679, e a conclusão da Clavis Prophetarum, livro de profecias que nunca concluiu.


Iv centen rio do nascimento do padre ant nio vieira

  • Possuía cerca de 500 Cartas, que foram publicadas em três volumes. As suas obras começaram a ser publicadas na Europa, onde foram elogiadas até pela Inquisição.

  • Já idoso e doente, teve que espalhar circulares sobre a sua saúde para poder manter em dia a sua vasta correspondência.


Iv centen rio do nascimento do padre ant nio vieira

  • Em 1694, já não conseguia escrever pelo seu próprio punho.

  • Em 10 de Junho começou a agonia, perdeu a voz, silenciaram-se os seus discursos.

  • Morre a 18 de Julho de 1697, com 89 anos, na cidade de Salvador, Baía.

Alunos: Daniela e Rui Encarnação


Iv centen rio do nascimento do padre ant nio vieira1

Escola Secundária 3EB Dr. Jorge Correia – Tavira

PORTUGAL

IV CENTENÁRIO DO NASCIMENTO DO PADRE ANTÓNIO VIEIRA

Música: “Sarabande”, de Haendel

Ano lectivo: 2008/2009


  • Login