IGREJA CATÓLICA ROMANA
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 50

IGREJA CATÓLICA ROMANA PowerPoint PPT Presentation


  • 122 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

IGREJA CATÓLICA ROMANA. O MAIOR ENGANO DO CRISTIANISMO 17 SÉCULOS DE MENTIRAS, MORTES, HERESIAS E BLASFÊMIAS CONTRA DEUS. GÁLATAS 1.8 “Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema.”.

Download Presentation

IGREJA CATÓLICA ROMANA

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


Igreja cat lica romana

IGREJA CATÓLICA ROMANA

O MAIOR ENGANO DO CRISTIANISMO

17 SÉCULOS DE MENTIRAS, MORTES, HERESIAS E BLASFÊMIAS CONTRA DEUS.


Igreja cat lica romana

  • GÁLATAS 1.8

    “Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema.”


Igreja cat lica romana

“não sabeis como a leitura da Escritura estraga a religião católica?”

Papa Paulo V (1605)


Igreja cat lica romana

HISTÓRICO (DOUTRINAS/HERESIAS)

  • A ICR não é da época de Cristo. É um desvio do Cristianismo.

  • No ano 304, alguns bispos queriam ser chamados de papas (do Latim: Pai). Mateus 23.9

  • No ano 310, começaram as rezas pelos mortos, não existe oração pelos mortos nas Escrituras. Eclesiastes 9.5-6

  • Em 320, começaram a usar velas nas igrejas pela primeira vez. João 8.12


Igreja cat lica romana

HISTÓRICO (DOUTRINAS/HERESIAS)

  • Em 325, o Imperador Romano Constantino se converteu e contruiu num bairro nobre chamado Vaticanus em Roma, a Igreja do Salvador. Apocalipse 17.9

  • Em 381, os papas dão o nome à igreja de Católica, foi o Imperador Romano Teodósio.

  • Em 384, a ICR elimina o culto cristão e substitui pela missa. Não existe a palavra missa nas Escrituras.


Igreja cat lica romana

HISTÓRICO (DOUTRINAS/HERESIAS)

  • Em 416, a ICR criou o batismo de crianças, uma prática que não existe no evangelho. Marcos 10.13-14

  • Em 431, a ICR instituiu o culto a Maria (Mãe de Jesus). Ave Maria = Ave César (saudação Romana). Lucas 1.28

  • Em 503, a ICR inventou o purgatório, com a intenção de arrecadação financeira, missas em favor dos mortos. Mateus 8.21


Igreja cat lica romana

HISTÓRICO (DOUTRINAS/HERESIAS)

  • Em 787, começaram o culto com imagens, para concorrer com os templos pagãos. Os gregos tinham várias imagens e diziam que eram deuses. Êxodo 20:4-5

  • Em 830, a ICR começa a usar ramos e água benta dentro da Igreja.

  • Em 933, eles começaram a inventar os santos. Ex. Santo Expedito, São Francisco, e etc...


Igreja cat lica romana

HISTÓRICO (DOUTRINAS/HERESIAS)

  • Em 1184, houve a inquisição, foi o período negro da ICR, as pessoas tinha de se converter ao catolicismo.

  • Em 1190, começou a venda de indulgências (perdão) pelo Papa Leão X. Romanos 1.17

  • Em 1200, a ICR tiraram a ceia (pão e vinho) e substituíram pela hóstia. João 6.54

  • Em 1476, o Papa Sixto IV oficializou o purgatório.


Igreja cat lica romana

HISTÓRICO (DOUTRINAS/HERESIAS)

  • Em 1546, a ICR introduziu 7 livros apócrifos (excluídos). Apocalipse 22.18

  • Em 1846, o Papa Pio IX disse que a leitura da Bíblia é uma peste. 2ª Timóteo 3.16

  • Em 1854, a ICR criou o dogma da Imaculada, a Virgem Maria. A ICR afirma até hoje que Maria morreu virgem. Mateus 13.54-56

  • Em 1870, o Papa Pio IX, pois uma coroa na cabeça e disse que era infalível. Romanos 3:10


Igreja cat lica romana

HISTÓRICO (DOUTRINAS/HERESIAS)

  • Em 1909, foi instituído pelo Papa Pio IX a Medalha Milagrosa.

  • Em 1950, o Papa Pio XII declarou que Maria subiu ao céu. João 3.13

    e intercede por nós1ª Timóteo 2.5

    Maria não tem acesso a Cristo.Atos 24.15


Igreja cat lica romana

IDOLATRAR MARIA, PORQUE?

  • Ela teve filhos e filhas. Mateus 13.54-56

  • Jesus a repreendeu 2 vezes. Lucas 2.48-51 e

    João 2.1-5

  • Jesus não chamava Maria de mãe. João 19.25-27

  • Não existe registro de milagre algum na Bíblia.

  • As Escrituras não relatam como ela faleceu.

  • Ela não subiu ao céu. João 3.13

  • Ela não intercede por nós. 1ª Timóteo 2.5

  • Ela não tem acesso a Cristo. Atos 24.15


Igreja cat lica romana

OUTRAS HERESIAS

  • Terço = Pentagrama = Bode = Símbolo Satânico.

    Mateus 6.7

  • Cruxifixo = Cruz = Símbolo de Maldição.

    Gálatas 3.13

  • Procissão. Jeremias 10.3-5

  • Idolatria a imagens e esculturas. Levítico 26.1

    e Salmo 115


Igreja cat lica romana

OUTRAS HERESIAS


Igreja cat lica romana

OUTRAS HERESIAS


Igreja cat lica romana

OUTRAS HERESIAS


Igreja cat lica romana

OUTRAS HERESIAS


Igreja cat lica romana

MITOS

  • A ICR diz que Pedro foi o 1º Papa, porque Jesus disse: Mateus 16.18 “em ti Pedro, edificarei a minha igreja”. A igreja que Jesus falava era o povo, não o templo...

  • Pedro morreu em 67 d.C. e a ICR só apareceu em 381 d.C. Mais de 300 anos de diferença.

  • Também dizem que Pedro tem as chaves do céu. Apocalipse 3.7 “Isto diz o que é santo, o que é verdadeiro, o que tem a chave de Davi; o que abre, e ninguém fecha; e fecha, e ninguém abre.”


Igreja cat lica romana

IGREJA CATÓLICA ROMANA

  • Vários autores nos últimos 500 anos afirmaram que em termos de sexualidade, o clero católico sempre foi capaz de qualquer coisa. Adotaram a libertinagem sexual.

  • Em Roma era normal os bordéis serem frequentados por líderes católicos.

  • Os interesses dos católicos e das prostitutas eram os mesmos.

  • A ICR era conhecida como a prostituta de Roma. Devassa, obscena e rica.


Igreja cat lica romana

PAPISA JOANA (855 a 857)

Ela chegou ao papado disfarçando-se de homem, e eram poucos os que rivalizaram com ela até mesmo no conhecimento das Escrituras Sagradas.

Foi eleita por unanimidade. Tendo governado por um pouco mais de dois anos, certa ocasião, enquanto se dirigia para a Igreja de Latrão , entre o Coliseu de Roma e a Igreja de São Clemente, foi surpreendida por trabalhos de parto e ali mesmo morreu. Depois a ICR entrou em declínio espiritual, onde quem mandava eram as meretrizes, elas nomeavam e demitiam Papas.


Igreja cat lica romana

PAPA ESTEVÃO VI (896 a 897)

Estevão VI e sua insaciável amante (Agiltrudes) viviam explicitamente em pecado de adultério. Exatamente por ter criticado a vida imoral de seus

amantes o Papa Formoso foi jogado no calabouço e espancado até a morte em 896. Oito meses depois, dominada pela ira, esta bestial mulher mandou desenterrar o cadáver de Formoso e entregou ao povão, que arrastou pelas ruas de Roma em execração para divertimento da plebe. Ainda julgou o morto. Esse fato entrou para a história como o “Concílio Cadavérico”.


Igreja cat lica romana

PAPA INOCÊNCIO III (1198 a 1216)

Ele foi pontífice que mais derramou sangue, com suas guerras, cruzadas, conversões forçadas, inquisições e autos-de-fé. Nada deve a Stálin, Hitler e outros ditadores assassinos.

Inocêncio III incentivou o total extermínio dos hereges, apóstatas e opositores a ICR, garantindo aos que executassem as suas ordens, o privilégio de, no céu, sentarem-se ao lado de Jesus, da Virgem Maria e do casto São José. Os católicos da época acreditavam que o Papa tinha o poder de abrir e fechar os portões da salvação, quando bem entendesse...


Igreja cat lica romana

PAPA LEÃO X ( 1503 a 1513)

Leão X foi o único que teve a coragem de vender abertamente terrenos no céu em troca de dinheiro, escancarando as portas da eternidade para quem quisesse investir qualquer quantia em vida, para posterior ressarcimento após a morte, recebendo os

seguintes benefícios: isenção total do purgatório e do inferno; o privilégio de sentar-se ao lado da Virgem Maria, de Jesus e do casto São José; beijar o corpo chaguento de São Lázaro e o pés de Santa Maria Madalena; passear no jumentinho de São José pelos campos do paraíso, conversar com a jumenta de Balaão e rezar o terço ao lado de Nossa Senhora e dos demais santos, ao pôr-do-sol.


Igreja cat lica romana

PAPA PIO XII (1939 a 1958)

Ele foi chamado de Papa Hitler que fechou os olhos para o sofrimento do povo mais perseguido da história humana, os filhos de Israel. Assistiu de braços cruzados ao extermínio de 6 milhões de judeus por Hitler.

Frequentava o círculo íntimo de amizades de Hitler, participando quase diariamente das decisões governamentais do ditador alemão. Sua omissão é imperdoável. Apoio a política e o programa de extermínio da raça judaica pelo governo do Terceiro Reich alemão.


Igreja cat lica romana

PAPA JOÃO PAULO II (1978 a 2005)

3º mais longo papado da história. Em 26 anos de pontificado, ele beatificou 1338 mortos, e canonizou 482 mortos, ou seja, transformou em “santos” autorizando a colocação das imagens nos altares das igrejas.

Em nov/1983 ele disse:“o diálogo com os mortos não deve ser interrompido, pois na realidade a vida não está limitada pelos horizontes do mundo.”

Deuteronômio 18.10-13


Igreja cat lica romana

PAPA BENTO XVI (2005 até hoje)

“considero isto uma graça obtida para mim pelo meu venerado antecessor João Paulo II, sinto como se a sua mão forte estivesse apertando a minha, sinto que posso ver seus olhos sorridentes e ouví-lo falando a mim nesse momento, não tenha medo” Isaías 8.19


Igreja cat lica romana

CIDADE DO VATICANO


Igreja cat lica romana

CIDADE DO VATICANO


Igreja cat lica romana

BASÍLICA DE SÃO PEDRO


Igreja cat lica romana

BAAL E SHAMASH (deus sol)


Igreja cat lica romana

BAAL E SHAMASH (deus sol)


Igreja cat lica romana

BAAL E SHAMASH (deus sol)


Igreja cat lica romana

TEMPLOS CATÓLICOS

Catedral de Turim – Itália


Igreja cat lica romana

TEMPLOS CATÓLICOS


Igreja cat lica romana

TEMPLOS CATÓLICOS


Igreja cat lica romana

TEMPLOS CATÓLICOS

Paraná

Catedral de Fortaleza


Igreja cat lica romana

CRUZ INVERTIDA


Igreja cat lica romana

“SANTA INQUISIÇÃO”


Igreja cat lica romana

“SANTA INQUISIÇÃO”


Igreja cat lica romana

A GRANDE MERETRIZ DO APOCALIPSE


Igreja cat lica romana

A GRANDE MERETRIZ DO APOCALIPSE


Igreja cat lica romana

A GRANDE MERETRIZ DO APOCALIPSE


Igreja cat lica romana

A GRANDE MERETRIZ DO APOCALIPSE


Igreja cat lica romana

A GRANDE MERETRIZ DO APOCALIPSE


Igreja cat lica romana

A GRANDE MERETRIZ DO APOCALIPSE


Igreja cat lica romana

A GRANDE MERETRIZ DO APOCALIPSE


Igreja cat lica romana

A GRANDE MERETRIZ DO APOCALIPSE


Igreja cat lica romana

A GRANDE MERETRIZ DO APOCALIPSE

APOCALIPSE 13.9

“Se alguém tem ouvidos, ouça.”

APOCALIPSE 18.4-5

“E ouvi outra voz do céu, que dizia: Sai dela, povo meu, para que não sejas participante dos seus pecados, e para que não incorras nas suas pragas. Porque já os seus pecados se acumularam até ao céu, e Deus se lembrou das iniqüidades dela”


Igreja cat lica romana

A GRANDE MERETRIZ DO APOCALIPSE

APOCALIPSE 18.8-9

“Portanto, num dia virão as suas pragas, a morte, e o pranto, e a fome; e será queimada no fogo; porque é forte o Senhor Deus que a julga. E os reis da terra, que se prostituíram com ela, e viveram em delícias, a chorarão, e sobre ela prantearão, quando virem a fumaça do seu incêndio. Estando de longe pelo temor do seu tormento, dizendo: Ai! ai daquela grande babilônia, aquela forte cidade! pois numa hora veio o seu juízo.”


Igreja cat lica romana

A GRANDE MERETRIZ DO APOCALIPSE

APOCALIPSE 19.1-3

“E, depois destas coisas ouvi no céu como que uma grande voz de uma grande multidão, que dizia: Aleluia! Salvação, e glória, e honra, e poder pertencem ao Senhor nosso Deus. Porque verdadeiros e justos são os seus juízos, pois julgou a grande prostituta, que havia corrompido a terra com a sua prostituição, e das mãos dela vingou o sangue dos seus servos. E outra vez disseram: Aleluia! E a fumaça dela sobe para todo o sempre.”


Igreja cat lica romana

JOÃO 14.6

“Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.”


  • Login