mobiliza o da igreja para o crescimento
Download
Skip this Video
Download Presentation
MOBILIZAÇÃO DA IGREJA PARA O CRESCIMENTO

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 34

MOBILIZAÇÃO DA IGREJA PARA O CRESCIMENTO - PowerPoint PPT Presentation


  • 115 Views
  • Uploaded on

Viver a essência: comunhão com o Deus trino e uns com os outros na unidade do Espírito Obediência ao cumprimento da missão, razão da nossa presença no mundo Instituição a serviço da comunhão e da missão. MOBILIZAÇÃO DA IGREJA PARA O CRESCIMENTO. Dimensões do crescimento. Missão. Comunhão.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about ' MOBILIZAÇÃO DA IGREJA PARA O CRESCIMENTO' - kaiser


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
mobiliza o da igreja para o crescimento
Viver a essência: comunhão com o Deus trino e uns com os outros na unidade do Espírito

Obediência ao cumprimento da missão, razão da nossa presença no mundo

Instituição a serviço da comunhão e da missão

MOBILIZAÇÃO DA IGREJA PARA O CRESCIMENTO
slide2

Dimensões do crescimento

Missão

Comunhão

instituição

vinho novo comunh o em odres novos institui o
VINHO NOVO(comunhão) em ODRES NOVOS (instituição)
  • Jesus trouxe o vinho novo – Cristo em vós - Cl 1.17
  • Para colocá-lo em odres novos
  • No crente - 1 Co 6.19
  • Na comunhão- 1 Co 3.16-17
  • Para que ambos sejam conservados - Mt 9.17
slide4

ODRES VELHOS E NOVOS

- Odre velho

Templo de pedras – At 7.44-47

demolição – Jo 2.19-22; Mc 13.1-2

  • Odre novo

- Templo de gente (At 7.48-50; 1 Co 3.16-17)

em construção – 1 Pe 2.4-10

- Igreja nas casas

- Lc 22.7-13; 2.1-4; At 10.24,33,44-48

Cada casa uma igreja

slide5

ODRES VELHOS E NOVOS

  • Odre velho: Sacerdote ministra

Hb 8.3-5

  • Odre novo: somos reino de sacerdotes: Ap 5.9-10; 1 Pe 2.4-5; 2.9
  • Uns aos outros – 1 Pe 4.10

CADA CRENTE UM MINISTRO

slide6

ODRES VELHOS E NOVOS

  • Odre velho: o sábado da lei

Cl 2.16-17

  • Odre novo: Domingo

- Ceia do Senhor – At 20.7

- Ofertas – 1 Co 16.1

- Culto – santifica todos os dias

CADA DIA EM ADORAÇÃO E MISSÃO

slide7

MOBILIZAÇÃO GERAL

  • De casa em casa

Não só nos templos

  • Todos os crentes

Não só os pastors

  • Todo o tempo (últimos dias)

Não só aos domingos

É inútil mudar estruturas sem mudança de valores

mobilizando toda a igreja
MOBILIZANDO TODA A IGREJA

1. Estrutura bíblica básica

  • Grupos grandes – At 1.15
  • Grupos pequenos – At 10.24-27
  • Liderança por meio dos dons – Ef 4.11-12; 1 Co 12.28
  • Denominação: serviço à Igreja e ao mundo
slide9

Ministério no mundo

Denominações

Associações

Missões

Agências

Escolas

Hospitais

Seminários

Congressos

Campanhas

Federações

Movimentos

Casas Publicadoras

Escolas Dominicais

Comissões

Diretorias

Etc.

Serviço à igreja

Liderança por meio de dons

paraeclesiásticas

ESTRUTURAS

ECLESIÁSTICAS

BÍBLICAS

Grupo

Pequeno

Grupo

Grande

slide10

MOBILIZANDO TODA A IGREJA

2. Liderança eficaz (Ef 4.11-12)

  • Foco:

- Oração – At 6.1-4; Ex 18.13-19

- Palavra – At 6.4b; Ex 18.20

  • Delegação de autoridade – At 6.6; Dt 1.15

- qualificação – At 6.2-3; Ex 18.21ª

- funções – At 6.5b; Ex 18.21b-22

“Formar líderes que se transformem em um movimento”

slide11

MOBILIZANDO TODA A IGREJA

3. Estrutura de Liderança

  • Necessidade

- sobrecarga – Ex 18.17-20

- atendimento – Ex 18.21-23

  • Modelo – Jetro, exército, Jesus (figura)
  • Princípios: coordenação, apoio, supervisão e implementação (figuras)
slide15

VELHO PARADIGMA

Sumo

Sacerdote

Sinédrio

Sacerdotes

Levitas

Leigos

Gentio = Inimigo

slide16

Pecador = Amigo

Lucas 15.1-2

Líderes (pastores)

10

Implementação

Supervisores

50

Supervisão

Superintendentes de Área

100

Apoio

Pastores Distrito

1000

Coordenação

Pastor

Visão

Delegação da autoridade de ordem com exceção das funções

privativas dos oficiais – Mc 10.42-45

slide17

MUDANÇA REVOLUCIONÁRIA

Programas

Ministérios

DE IGREJA DE

CONSUMO

Cultos

20% dos melhores líderes mantém os programas para 80% dos membros.

20%

PARA

IGREJA DE

PRODUÇÃO

20%

20% dos líderes treinam (equipam) os outros 80% para desenvolverem ministérios em e por meio de células.

Celebração

Células

Células

Células

slide18

O campo é o mundo

Lucas 15.1-2

Líderes

10

Implementação

(grupos pequenos)

Supervisores

50

Supervisão

Pastores de Área

100

Apoio

Pastores Distrito

1000

Coordenação

Pastor

Visão

slide19

MOBILIZANDO TODA A IGREJA

4.Treinamento de liderança (Ef 4.11-16)

  • Trilho de treinamento – currículo

- discipulado básico

- maturidade cristã

- treinamento para ministérios

  • Líderes que emergem das bases: 10-50-100-1000
slide21

MOBILIZANDO TODA A IGREJA

5. Envolvimento na base

  • A comunidade cristã de base – Mt 18.20

- presença de Jesus: comunhão

- poder de Jesus: edificação

- propósito de Jesus: evangelização

  • A igreja cresce pela multiplicação das comunidades cristãs de base (células)
comunidade crist de base

PROPÓSITO

(Evangelização)

PODER

(Edificação)

PRESENÇA

(Comunhão)

Comunidade Cristã de Base
como formar a massa cr tica da igreja como comunidade do reino
Como formar a massa crítica da Igreja como Comunidade do Reino

Liderança

Inicial

3-12 visionários

e inovadores

Grupo Base

de

Suporte

30-70 líderes

comprometidos

Congregação

Base

120-200 numa só mente e

coração com visão,

valores, formas de

liderança da igreja do NT

MASSA CRÍTICA: “A quantidade mínima de material desintegrável capaz de produzir uma reação em cadeia auto-produtiva.”

The World Book Dictionary

Massa Crítica

CRESCIMENTO

EXPONENCIAL DA IGREJA

slide25

JESUS FORMOU A MASSA CRÍTICA A PARTIR DA BASE

  • Protótipo: com visionários e inovadores 12: Mc 3.13-19
  • Suporte: 70: Lc 10.1-12, 17-20
  • Congregação base: 120: At 1.15
  • Componentes necessários
  • Qualidade = multiplicação
slide26

Componentes essenciais

  • NUMÉRICO: Numero suficiente para provocar uma reação em cadeia
  • VISÃO: Uma visão do Reino com foco e paixão.
  • COMPROMISSO: Compromisso absoluto com Cristo
  • VALORES: Valores assimilados que sustentam a visão
slide27

TEMPO: Tempo suficiente para que os componentes se ajustem

  • PROCESSO: Estágios que se completam em 3 anos e meio
  • LIDERANÇA: Lideres preparados no trabalho
  • ESTRUTURAL: Odres necessários para o vinho novo
  • PODER: Poder espiritual prometido e liberado por Deus
como transicionar
Como transicionar

Planejamento

  • Como estamos? Descobrir o potencial
  • O que desejamos? Estabelecer alvos
  • Como chegaremos lá? Estratégias
slide29

COMO ESTAMOS

  • Estamos crescendo
  • Temos boa programação
  • Temos Ministérios atuantes
  • Porém....
  • Damos pouco acompanhamento aos visitantes
  • Provemos crescimento lento aos novos convertidos
  • Temos poucos membros trabalhando na obra
  • Damos baixo acompanhamento pastoral aos membros
  • Promovemos pouca comunhão real
  • HÁ POTENCIAL PARA O CRESCIMENTO
slide30

O QUE DESEJAMOS

  • Construir relacionamentos mais profundos
  • Promover mais comunhão e amor
  • Capacitar cada membro ao ministério
  • Vivenciar o discipulado
  • Pastorear cada membro individualmente
  • Estimular contatos e relacionamentos com incrédulos
  • Gerar maior responsabilidade e comprometimento
  • CRESCIMENTO COM QUALIDADE É CONSEQUÊNCIA !
slide31

TRANSIÇÃO DOS MODELOSCOMO CHEGAREMOS LÁ

Estabelecer a visão sólida no interior

de todos os membros

VISUALIZAÇÃO

Capacitação em diferentes níveis de

liderança e dos membros

PREPARAÇÃO

Entusiasmar e impulsionar as vidas

através de células

MOBILIZAÇÃO

Reavaliar, ajustar e aperfeiçoar a

estrutura organizacional

REESTRUTURAÇÃO

Multiplicar a evangelização em novos

segmentos da população

EXPANSÃO

ad