Mobiliza o da igreja para o crescimento
Download
1 / 34

MOBILIZAÇÃO DA IGREJA PARA O CRESCIMENTO - PowerPoint PPT Presentation


  • 101 Views
  • Uploaded on

Viver a essência: comunhão com o Deus trino e uns com os outros na unidade do Espírito Obediência ao cumprimento da missão, razão da nossa presença no mundo Instituição a serviço da comunhão e da missão. MOBILIZAÇÃO DA IGREJA PARA O CRESCIMENTO. Dimensões do crescimento. Missão. Comunhão.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about ' MOBILIZAÇÃO DA IGREJA PARA O CRESCIMENTO' - kaiser


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
Mobiliza o da igreja para o crescimento

Viver a essência: comunhão com o Deus trino e uns com os outros na unidade do Espírito

Obediência ao cumprimento da missão, razão da nossa presença no mundo

Instituição a serviço da comunhão e da missão

MOBILIZAÇÃO DA IGREJA PARA O CRESCIMENTO


Dimensões do crescimento outros na unidade do Espírito

Missão

Comunhão

instituição


Vinho novo comunh o em odres novos institui o
VINHO NOVO(comunhão outros na unidade do Espírito) em ODRES NOVOS (instituição)

  • Jesus trouxe o vinho novo – Cristo em vós - Cl 1.17

  • Para colocá-lo em odres novos

  • No crente - 1 Co 6.19

  • Na comunhão- 1 Co 3.16-17

  • Para que ambos sejam conservados - Mt 9.17


ODRES VELHOS E NOVOS outros na unidade do Espírito

- Odre velho

Templo de pedras – At 7.44-47

demolição – Jo 2.19-22; Mc 13.1-2

  • Odre novo

    - Templo de gente (At 7.48-50; 1 Co 3.16-17)

    em construção – 1 Pe 2.4-10

    - Igreja nas casas

    - Lc 22.7-13; 2.1-4; At 10.24,33,44-48

    Cada casa uma igreja


ODRES VELHOS E NOVOS outros na unidade do Espírito

  • Odre velho: Sacerdote ministra

    Hb 8.3-5

  • Odre novo: somos reino de sacerdotes: Ap 5.9-10; 1 Pe 2.4-5; 2.9

  • Uns aos outros – 1 Pe 4.10

    CADA CRENTE UM MINISTRO


ODRES VELHOS E NOVOS outros na unidade do Espírito

  • Odre velho: o sábado da lei

    Cl 2.16-17

  • Odre novo: Domingo

    - Ceia do Senhor – At 20.7

    - Ofertas – 1 Co 16.1

    - Culto – santifica todos os dias

    CADA DIA EM ADORAÇÃO E MISSÃO


MOBILIZAÇÃO GERAL outros na unidade do Espírito

  • De casa em casa

    Não só nos templos

  • Todos os crentes

    Não só os pastors

  • Todo o tempo (últimos dias)

    Não só aos domingos

    É inútil mudar estruturas sem mudança de valores


Mobilizando toda a igreja
MOBILIZANDO TODA A IGREJA outros na unidade do Espírito

1. Estrutura bíblica básica

  • Grupos grandes – At 1.15

  • Grupos pequenos – At 10.24-27

  • Liderança por meio dos dons – Ef 4.11-12; 1 Co 12.28

  • Denominação: serviço à Igreja e ao mundo


Ministério no mundo outros na unidade do Espírito

Denominações

Associações

Missões

Agências

Escolas

Hospitais

Seminários

Congressos

Campanhas

Federações

Movimentos

Casas Publicadoras

Escolas Dominicais

Comissões

Diretorias

Etc.

Serviço à igreja

Liderança por meio de dons

paraeclesiásticas

ESTRUTURAS

ECLESIÁSTICAS

BÍBLICAS

Grupo

Pequeno

Grupo

Grande


MOBILIZANDO TODA A IGREJA outros na unidade do Espírito

2. Liderança eficaz (Ef 4.11-12)

  • Foco:

    - Oração – At 6.1-4; Ex 18.13-19

    - Palavra – At 6.4b; Ex 18.20

  • Delegação de autoridade – At 6.6; Dt 1.15

    - qualificação – At 6.2-3; Ex 18.21ª

    - funções – At 6.5b; Ex 18.21b-22

    “Formar líderes que se transformem em um movimento”


MOBILIZANDO TODA A IGREJA outros na unidade do Espírito

3. Estrutura de Liderança

  • Necessidade

    - sobrecarga – Ex 18.17-20

    - atendimento – Ex 18.21-23

  • Modelo – Jetro, exército, Jesus (figura)

  • Princípios: coordenação, apoio, supervisão e implementação (figuras)


ESTRUTURA DE LIDERANÇA outros na unidade do Espírito


No templo e de casa em casa. outros na unidade do EspíritoAtos 2.46;5.42;20.20


A IGREJA DE DUAS ASAS outros na unidade do Espírito


VELHO PARADIGMA outros na unidade do Espírito

Sumo

Sacerdote

Sinédrio

Sacerdotes

Levitas

Leigos

Gentio = Inimigo


Pecador = Amigo outros na unidade do Espírito

Lucas 15.1-2

Líderes (pastores)

10

Implementação

Supervisores

50

Supervisão

Superintendentes de Área

100

Apoio

Pastores Distrito

1000

Coordenação

Pastor

Visão

Delegação da autoridade de ordem com exceção das funções

privativas dos oficiais – Mc 10.42-45


MUDANÇA REVOLUCIONÁRIA outros na unidade do Espírito

Programas

Ministérios

DE IGREJA DE

CONSUMO

Cultos

20% dos melhores líderes mantém os programas para 80% dos membros.

20%

PARA

IGREJA DE

PRODUÇÃO

20%

20% dos líderes treinam (equipam) os outros 80% para desenvolverem ministérios em e por meio de células.

Celebração

Células

Células

Células


O campo é o mundo outros na unidade do Espírito

Lucas 15.1-2

Líderes

10

Implementação

(grupos pequenos)

Supervisores

50

Supervisão

Pastores de Área

100

Apoio

Pastores Distrito

1000

Coordenação

Pastor

Visão


MOBILIZANDO TODA A IGREJA outros na unidade do Espírito

4.Treinamento de liderança (Ef 4.11-16)

  • Trilho de treinamento – currículo

    - discipulado básico

    - maturidade cristã

    - treinamento para ministérios

  • Líderes que emergem das bases: 10-50-100-1000


MOBILIZANDO TODA A IGREJA outros na unidade do Espírito

5. Envolvimento na base

  • A comunidade cristã de base – Mt 18.20

    - presença de Jesus: comunhão

    - poder de Jesus: edificação

    - propósito de Jesus: evangelização

  • A igreja cresce pela multiplicação das comunidades cristãs de base (células)


Comunidade crist de base

PROPÓSITO outros na unidade do Espírito

(Evangelização)

PODER

(Edificação)

PRESENÇA

(Comunhão)

Comunidade Cristã de Base


Elementos da unidade básica outros na unidade do Espírito


Como formar a massa cr tica da igreja como comunidade do reino
Como formar a massa crítica da Igreja como Comunidade do Reino

Liderança

Inicial

3-12 visionários

e inovadores

Grupo Base

de

Suporte

30-70 líderes

comprometidos

Congregação

Base

120-200 numa só mente e

coração com visão,

valores, formas de

liderança da igreja do NT

MASSA CRÍTICA: “A quantidade mínima de material desintegrável capaz de produzir uma reação em cadeia auto-produtiva.”

The World Book Dictionary

Massa Crítica

CRESCIMENTO

EXPONENCIAL DA IGREJA


JESUS FORMOU A MASSA CRÍTICA A PARTIR DA BASE Reino

  • Protótipo: com visionários e inovadores 12: Mc 3.13-19

  • Suporte: 70: Lc 10.1-12, 17-20

  • Congregação base: 120: At 1.15

  • Componentes necessários

  • Qualidade = multiplicação


Componentes essenciais Reino

  • NUMÉRICO: Numero suficiente para provocar uma reação em cadeia

  • VISÃO: Uma visão do Reino com foco e paixão.

  • COMPROMISSO: Compromisso absoluto com Cristo

  • VALORES: Valores assimilados que sustentam a visão


  • TEMPO Reino: Tempo suficiente para que os componentes se ajustem

  • PROCESSO: Estágios que se completam em 3 anos e meio

  • LIDERANÇA: Lideres preparados no trabalho

  • ESTRUTURAL: Odres necessários para o vinho novo

  • PODER: Poder espiritual prometido e liberado por Deus


Como transicionar
Como Reinotransicionar

Planejamento

  • Como estamos? Descobrir o potencial

  • O que desejamos? Estabelecer alvos

  • Como chegaremos lá? Estratégias


COMO ESTAMOS Reino

  • Estamos crescendo

  • Temos boa programação

  • Temos Ministérios atuantes

  • Porém....

  • Damos pouco acompanhamento aos visitantes

  • Provemos crescimento lento aos novos convertidos

  • Temos poucos membros trabalhando na obra

  • Damos baixo acompanhamento pastoral aos membros

  • Promovemos pouca comunhão real

  • HÁ POTENCIAL PARA O CRESCIMENTO


O QUE DESEJAMOS Reino

  • Construir relacionamentos mais profundos

  • Promover mais comunhão e amor

  • Capacitar cada membro ao ministério

  • Vivenciar o discipulado

  • Pastorear cada membro individualmente

  • Estimular contatos e relacionamentos com incrédulos

  • Gerar maior responsabilidade e comprometimento

  • CRESCIMENTO COM QUALIDADE É CONSEQUÊNCIA !


TRANSIÇÃO DOS MODELOS ReinoCOMO CHEGAREMOS LÁ

Estabelecer a visão sólida no interior

de todos os membros

VISUALIZAÇÃO

Capacitação em diferentes níveis de

liderança e dos membros

PREPARAÇÃO

Entusiasmar e impulsionar as vidas

através de células

MOBILIZAÇÃO

Reavaliar, ajustar e aperfeiçoar a

estrutura organizacional

REESTRUTURAÇÃO

Multiplicar a evangelização em novos

segmentos da população

EXPANSÃO





ad