reescoramento
Download
Skip this Video
Download Presentation
REESCORAMENTO

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 41

REESCORAMENTO - PowerPoint PPT Presentation


  • 93 Views
  • Uploaded on

REESCORAMENTO. Engº JOSÉ LUIZ ARY Engº WILLIAN RODRIGUES. DEFINIÇÃO. REESCORAMENTO É O NOME DADO ÀS ESTRUTURAS PROVISÓRIAS AUXILIARES, COLOCADAS SOB UMA ESTRUTURA DE CONCRETO QUE NÃO TEM CAPACIDADE DE RESISTIR TOTALMENTE AS AÇÕES PROVENIENTES DE CARGAS PERMANENTES E OU

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about ' REESCORAMENTO' - jatin


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
reescoramento

REESCORAMENTO

Engº JOSÉ LUIZ ARY

Engº WILLIAN RODRIGUES

defini o
DEFINIÇÃO

REESCORAMENTO É O NOME DADO

ÀS ESTRUTURAS PROVISÓRIAS

AUXILIARES, COLOCADAS SOB UMA

ESTRUTURA DE CONCRETO QUE

NÃO TEM CAPACIDADE DE RESISTIR

TOTALMENTE AS AÇÕES PROVENIENTES

DE CARGAS PERMANENTES E OU

VARIÁVEIS, TRANSMITINDO-AS A APOIOS

RÍGIDOS OU FLEXÍVEIS

fatores que influenciam o reescoramento
FATORES QUE INFLUENCIAM O REESCORAMENTO

- PESO PRÓPRIO DA LAJE E

COMPONENTES DO PAVIMENTO- DIMENSÕES DAS LAJES QUE COMPÕE O

PAVIMENTO- CICLO DE CONCRETAGEM DOS

PAVIMENTOS SUPERIORES

- SOBRECARGA DE UTILIZAÇÃO DOS PAVIMENTOS, NO PROCESSO EVOLUTIVO

DAS CONCRETAGENS E DEMAIS ETAPAS

fatores que influenciam o reescoramento1
FATORES QUE INFLUENCIAM O REESCORAMENTO

- SOBRECARGA DE USO E CARGAS

PERMANENTES UTILIZADAS NO

CÁLCULO DA ESTRUTURA

DEFINITIVA

- RESISTÊNCIA E MÓDULO DE

DEFORMAÇÃO NAS DATAS DE

RETIRADA DOS REESCORAMENTOS E

DAS CONCRETAGENS DE NOVAS LAJES

fatores que influenciam o reescoramento2
FATORES QUE INFLUENCIAM O REESCORAMENTO

- RESISTÊNCIA E MÓDULO DE

DEFORMAÇÃO FINAL DO CONCRETO AOS

28 DIAS

- CARACTERÍSTICAS DE DEFORMAÇÃO

VERTICAL POR CARGA APLICADA

(COEFICIENTE DE MOLA) NAS

ESCORAS OU TORRES DO

REESCORAMENTO

norma nbr 14931 2003
nOrma nbr – 14931:2003

FORMAS E ESCORAMENTOS DEVEM SER REMOVIDOS DE ACORDO COM O PLANO DE DESFORMA PRÉVIAMENTE ESTABELECIDO DE MANEIRA A NÃO COMPROMETER A SEGURANÇA E O DESEMPENHO EM SERVIÇO DA ESTRUTURA

Item 10.2.1 - CONSIDERAR OS ASPECTOS DE:

- PESO PRÓPRIO DA ESTRUTURA

- CARGAS DEVIDO A FORMAS NÃO RETIRADAS

- SOBRECARGAS DE EXECUÇÃO

- SEQUÊNCIA DE RETIRADA DAS FORMAS

norma nbr 14931 20031
nOrma nbr – 14931:2003

Item 10.2.2 - ESCORAMENTOS E FORMAS NÃO DEVEM SER REMOVIDOS, EM NENHUM CASO, ATÉ QUE O CONCRETO TENHA ADQUIRIDO RESISTÊNCIA SUFICIENTE PARA:

- SUPORTAR A CARGA IMPOSTA AO

ELEMENTO ESTRUTURAL NESSE ESTÁGIO;

- EVITAR DEFORMAÇÕES QUE EXCEDAM AS

TOLERANCIAS ESPECIFICADAS;

- RESISTIR A DANOS PARA A SUPERFÍCIE

DURANTE A REMOÇÃO.

norma nbr 14931 20032
nOrma nbr – 14931:2003

A RETIRADA DAS FORMAS E DO ESCORAMENTO SÓ PODE SER FEITA QUANDO O CONCRETO ESTIVER SUFICIENTEMENTE ENDURECIDO PARA RESISTIR ÀS AÇÕES QUE SOBRE ELE ATUAREM E NÃO CONDUZIR A DEFORMAÇÕES INACEITÁVEIS, TENDO EM VISTA O BAIXO VALOR DO MÓDULO DE ELASTICIDADE DO CONCRETO (Eci) E A MAIOR PROBABILIDADE DE GRANDE DEFORMAÇÃO DIFERIDA NO TEMPO, QUANDO O CONCRETO É SOLICITADO COM POUCA IDADE.

norma nbr 14931 20033
nOrma nbr – 14931:2003

PARA O ATENDIMENTO DESSAS CONDIÇÕES,

O RESPONSÁVEL PELO PROJETO DA ESTRUTURA DEVE INFORMAR AO RESPONSÁVEL PELA EXECUÇÃO DA OBRA OS VALORES MÍNIMOS DE RESISTÊNCIA À COMPRESSÃO E MÓDULO DE ELASTICIDADE QUE DEVEM SER OBEDECIDOS CONCOMITANTEMENTE PARA A RETIRADA DAS FORMAS E DO ESCORAMENTO, BEM COMO A NECESSIDADE DE UM PLANO PARTICULAR (SEQUÊNCIA DE OPERAÇÕES)DE RETIRADA DO ESCORAMENTO.

slide10

1- ALÍVIO TOTAL DE CARGA O ESCORAMENTO É RETIRADO APÓS A CONCRETAGEM E CURA DA LAJE, PERMITINDO QUE A MESMA SE DEFORME. O REESCORAMENTO É COLOCADO NA LAJE ONDE HAVIA O ESCORAMENTO

TIPOS DE REESCORAMENTO

tipos de reescoramento
Tipos de REESCORAMENTO

2 - ALÍVIO PARCIAL DE CARGA

O REESCORAMENTO SENDO PARTE

DO ESCORAMENTO É ALIVIADO

ATRAVÉS DAS ROSCAS APÓS A

CONCRETAGEM E CURA, PERMITINDO

QUE A LAJE SE DEFORME PASSO A

PASSO, SEM QUE O MESMO SEJA

RETIRADO.

tipos de reescoramento1
TIPOS DE REESCORAMENTO

3- SEM ALÍVIO DE CARGA

SISTEMAS DECK

SISTEMA COLOCADO TODO ANTES DA

CONCRETAGEM, PERMANECENDO

COMO REESCORAMENTO, DURANTE

A CURA DO CONCRETO, RETIRANDO-

SE APENAS A FORMA DA LAJE. A

LAJE É IMPEDIDA DE SE DEFORMAR,

TRANSMITINDO OS ESFORÇOS ÀS

DEMAIS

tipos de reescoramento3
TIPOS DE REESCORAMENTO

4- SEM ALÍVIO DE CARGA, MAS COM

CARREGAMENTO POSTERIOR A

CONCRETAGEM

APÓS A CONCRETAGEM COLOCAM-SE

ESCORAS DE REESCORAMENTO SOB

UMA FAIXA DENOMINADA “TIRA DE

SACRIFÍCIO”, QUE PASSARÃO A

TRABALHAR COMO REESCORAMENTO,

APÓS A RETIRADA DO ESCORAMENTO

cuidados relevantes
CUIDADOS RELEVANTES

EM FUNÇÃO DAS ALTERAÇÕES NOS

PROJETOS ESTRUTURAIS DEVIDO A:

- MUDANÇA DE GEOMETRIA COM

MAIORES PANOS DE LAJE,

ACARRETANDO EM MAIOR

FLEXIBILIDADE DAS LAJES

POR EXEMPLO: OS PROJETOS DE

LAJES AUMENTARAM DE TAMANHO

DE 3x4, 4x4 PARA 8x10, 10x10

cuidados relevantes1
CUIDADOS RELEVANTES

- AUMENTO DA SOBRECARGA DE

PROJETO NAS LAJES, ACARRETANDO EM

MAIOR PESO PRÓPRIO.

LAJES SUPORTANDO MAIOR Nº DE

EQUIPAMENTOS, ESTOQUES DE

PAPEL, etc..., OU SEJA, MAIS

SOBRECARGA EM FUNÇÃO DE

ALTERAÇÕES DO USO, AUMENTANDO

A SOBRECARGA DE PROJETO E O

PESO PRÓPRIO DA LAJE.

slide24

AUMENTO NA ÁREA DAS LAJES

OS PILARES E

VIGAS ABSORVEM

MENOS CARGA

SOBRANDO MAIS

ÁREA PARA O

REESCORAMENTO

fcj ecj x idade do concreto
fcj- Ecj X IDADE DO cONCRETO

OS DADOS DOS ENSAIOS REALIZADOS EM CORPOS DE PROVA RETIRADOS DAS LAJES A “X” DIAS, SÃO AS REFERÊNCIAS PARA PERMITIR COM BASE NOS VALORES MÍNIMOS FORNECIDOS PELO PROJETO ESTRUTURAL , EFETUAR A DESFORMA OU RETIRADA DO ESCORAMENTO, CONFORME PROJETO DE REESCORAMENTO

slide26

REESCORAMENTO

0 Dias

Pp = 100% e S/C = 0

NÍVEL ESCORADO

7 Dias

Pp = 100% e S/C = X%

14 Dias

Pp = 100% e S/C = Y%

21 Dias

Pp = 100% e S/C = Z%

Pp = 100% e S/C = 100%

28 Dias

35 Dias

Pp = 100% e S/C = 100%

reescoramento1
reescoramento
  • Concretagem
  • A Escora do reescoramento recebe a carga do concreto fresco e sofre compressão e se deforma.
reescoramento2
reescoramento

2) Cura

A Escora continua com a deformação e em conseqüência com a carga.

reescoramento3
reescoramento

A situação é hiperestática.

Para calcular precisamos conhecer, além da geometria e das cargas, a resistência e o módulo de elasticidade do concreto ainda não totalmente curado.

reescoramento4
reescoramento

Lei de Hook:

A deformação é proporcional à tensão

O coeficiente de mola é a deformação Dl da escora sob determinada carga e comprimento l0

slide32

FORNECEDOR

RESISTÊNCIA E POSICIONAMENTO DO REESCORAMENTO, COEFICIENTE DE MOLA,

CARGAS E POSICIONAMENTO DO ESCORAMENTO

OBRA

CRONOGRAMA DA OBRA ,

PRAZOS E CICLOS, ENSAIOS DE RESISTÊNCIA E MÓDULO DE DEFORMAÇÃO DO CONCRETO NAS DATAS DE CARGA

PROJETO

ESTRUTURAL

SOBRECARGA DE USO,

MÓDULO DE DEFORMAÇÃO E RESISTÊNCIA DO CONCRETO NAS DATAS DE CARGAS, DEFORMAÇÕES ADM., CARGAS NO REESCORAMENTO

responsabilidades

projeto estrutural
PROJETO ESTRUTURAL

DADOS DO PROJETO ESTRUTURAL:

- SOBRECARGA ADMISSÍVEL

- fcj : RESISTENCIA DO CONCRETO NAS

IDADES DE APLICAÇÃO DE CARGA

- Ecj: MÓDULO DE DEFORMAÇÃO

SECANTE NAS IDADES DE

APLICAÇÃO DE CARGA

slide34
OBRA

DADOS DA OBRA

- CRONOGRAMA COM OS CICLOS DE

CONCRETAGEM E DESFORMA

- ENSAIOS EXECUTADOS CONFORME

CRONOGRAMA DA OBRA PARA A

RESISTÊNCIA (fcj) E MÓDULO DE

DEFORMAÇÃO (Ecj), REALIZADOS NAS

DATAS DE CARREGAMENTO PREVISTAS.

projeto reescoramento
PROJETO REESCORAMENTO

DADOS DO PROJETO REESCORAMENTO

BASEADA NAS INFORMAÇÕES DO

PROJETO ESTRUTURAL E DO

EQUIPAMENTO A SER UTILIZADO E

DEVERÁ CONTER:- QUANTIDADE, DISTRIBUIÇÃO E

POSIÇÃO DOS ELEMENTOS

RESISTENTES

projeto reescoramento1
PROJETO REESCORAMENTO
  • RESISTÊNCIA E DEFORMABILIDADE
  • DESTES ELEMENTOS
  • VERIFICAÇÃO DA CAPACIDADE DE
  • CARGA DOS PAVIMENTOS INFERIORES
  • NAS DIVERSAS IDADES DE APLICAÇÃO
  • DAS CARGAS PROVENIENTES DAS
  • CONCRETAGENS POSTERIORES
projeto reescoramento2
PROJETO REESCORAMENTO
  • VERIFICAÇÃO DAS CAPACIDADES DE
  • CARGA DOS PAVIMENTOS SUPERIORES
  • NAS DIVERSAS IDADES DE APLICAÇÃO
  • DAS CARGAS PROVENIENTES DA
  • RETIRADA DOS REESCORAMENTOS
  • INFERIORES
  • PROCESSO DE RETIRADA DO
  • REESCORAMENTO CONSIDERANDO O
  • FUNCIONAMENTO GLOBAL DA
  • ESTRUTURA
slide38

Dicas práticas

CUIDADOS NA DESMONTAGEM

- ALIVIAR AS ESCORAS CENTRAIS EM DIREÇÃO AOS APOIOS

- VOLTAR AS ESCORAS CENTRAIS RETIRANDO-AS DEFINITIVAMENTE ATÉ OS APOIOS

Processo correto

Processo incorreto

slide39

Dicas práticas

CUIDADOS NA DESMONTAGEM

- RETIRAR AS ESCORAS DA EXTREMIDADE DO BALANÇO EM DIREÇÃO AOS APOIOS

- VOLTAR AS EXTREMIDADES E RETIRÁ-LAS DEFINITIVAMENTE ATÉ O APOIO

Processo incorreto

Processo correto

considera es finais
CONSIDERAÇÕES FINAIS

O REESCORAMENTO É UM PROCESSO E

PRECISA SER ENCARADO SÉRIAMENTE

PELO CONSTRUTOR.

É NECESSÁRIO UM PROJETO QUE

ENVOLVA O PROJETISTA DA ESTRUTURA,

O FORNECEDOR DO ESCORAMENTO E O

CONSTRUTOR.

UM PROCEDIMENTO ERRADO PODE

PRODUZIR DANOS IRREPARÁVEIS À

ESTRUTURA E ATÉ RUÍNA DA MESMA.

contato
CONTATO

Engº JOSÉ LUIZ ARY

[email protected]

Engº WILLIAN RODRIGUES

[email protected]

ad