forma o do programa educa o inclusiva direito diversidade
Download
Skip this Video
Download Presentation
FORMAÇÃO DO PROGRAMA EDUCAÇÃO INCLUSIVA: DIREITO À DIVERSIDADE

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 29

FORMAÇÃO DO PROGRAMA EDUCAÇÃO INCLUSIVA: DIREITO À DIVERSIDADE - PowerPoint PPT Presentation


  • 199 Views
  • Uploaded on

FORMAÇÃO DO PROGRAMA EDUCAÇÃO INCLUSIVA: DIREITO À DIVERSIDADE. Valdirene Barros Lopes Esp. Educação Especial Inclusiva Professora de AEE. Marcos legais na Educação Inclusiva. Como surgiu a Educação Especial Inclusiva? Quais os desafios e avanços atuais?.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about ' FORMAÇÃO DO PROGRAMA EDUCAÇÃO INCLUSIVA: DIREITO À DIVERSIDADE ' - jaimie


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
forma o do programa educa o inclusiva direito diversidade

FORMAÇÃO DO PROGRAMA EDUCAÇÃO INCLUSIVA: DIREITO À DIVERSIDADE

Valdirene Barros Lopes

Esp. Educação Especial Inclusiva

Professora de AEE

marcos legais na educa o inclusiva
Marcos legais na Educação Inclusiva

Como surgiu a Educação Especial Inclusiva?

Quais os desafios e avanços atuais?

e se esses direitos n o forem cumpridos
E se esses direitos não forem cumpridos?

Art. 8º Constitui crime punível com reclusão de 1 (um) a 4 (quatro) anos, e multa.. recusar, suspender sem justa causa, a inscrição de aluno em estabelecimento de ensino de qualquer curso ou grau, público ou privado, por motivos derivados da deficiência; (Lei nº 7.853/89)

os n meros da inclus o
Os números da inclusão

Comparativo de matrículas de alunos com deficiência na Educação Básica

Fonte: Revista Gestão Escolar nº 28 out/nov 2013

trecho salamanca
Trecho Salamanca

“ A preparação adequada de todo pessoal da educação constitui um fator-chave na promoção do progresso em direção às escolas inclusivas”

Existem várias formas de excluir:

Aceitar as diferenças sem valorizá-las

Aceitar as diferenças sem compromisso

slide10

Lei 10.172/2001 PLANO

NACIONAL DA EDUCAÇÃO

( PNE)

Currículo Adaptado

slide12

Avaliação Processual

  • Organização do Atendimento da rede regular de ensino;
  • Serviço de apoio especializado ( Classe comum, sala de recurso, professores intérpretes)
  • Atendimento Educacional Especializado;
  • Currículo Adaptado;
ter conhecimento das leis n o basta n o assegura o sucesso na pr tica
Ter conhecimento das Leis não basta...não assegura o sucesso na prática

Indagações existentes:

  • A inclusão é forçada....Só é de fachada....
  • Ausência de suporte necessários a sua implementação
  • Ouve-se muito os “alunos da inclusão”
  • Critérios utilizados na seleção dos alunos com NEE - Diagnóstico médico
  • Resistência na transformação do espaço da escola especial (APAE)
  • Baixa expectativa quanto à aprendizagem – situações fáceis demais
por que incluir
Por que Incluir?
  • Para respeitar a diversidade e valorizar a singularidade;
  • Para desenvolver potencialidades
  • Oportunizar convívio social;
  • Combater preconceitos e discriminações..
adequar o caminho
Adequar é o caminho...
  • Para facilitar, e não dificultar;
  • Pensadas no contexto grupal em que o aluno está inserido (ponto de encontro do aluno,história,professor,experiência, currículo, instituição, expectativas dos pais..)
  • Todos os alunos podem se beneficiar;
  • Altas expectativas... até onde ele pode chegar
  • Espaço, tempo,conteúdo, recursos
  • Tema igual, aula diferente (compreensivo para quem precisa)
slide17

AVALIAÇÃO

Evitar o erro de comparar, nivelar;

O desempenho deve ser confrontado com o conhecimento prévio;

O correto é comparar cada aluno com ele mesmo;

Avaliar atitudes;

Não procurar o que está faltando mas o que teve de progresso;

Registros diários, compilar os trabalhos em (portfólios)

slide18

Atendimento Educacional Especializado -AEE

Decreto: 6.571/2008

* Cômputo duplo da matricula

* Formação continuada/formação inicial

* Pesquisar e estudar cada um dos alunos

* Planejar o atendimento (antes da deficiência vem a pessoa)

* Cada aluno tem seu roteiro, plano e duração de atendimento

* Plano de atendimento: eliminar barreiras e atuar com autonomia;

* Primar pelo trio afinado: família, escola e AEE

slide23

O Projeto Político Pedagógico e o AEE

Diretrizes Operacionais da Educação Especial para o AEE na educação básica/ 2009

Projeto que incorpore a diversidade como eixo central da tomada de decisões

Trabalho coletivo

Compartilhar critérios, estratégias e tomada de decisões

projeto pedag gico
Projeto Pedagógico
  • Atenda a TODOS os alunos ( convivência com as diferenças)
  • Otimização dos espaços e recursos
  • Proposta que abrange todos os aspectos do currículo (cognitivo, afetivo e social)
  • Formação continuada
  • Rede de apoio
slide28

Humildade, sem isso você não será capaz de reconhecer que precisará de ajuda

Amar, você precisa se amar e amar o teu próximo

ad