Jan/06
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 1

Sobre o APL PowerPoint PPT Presentation


  • 47 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

Jan/06. O uso do pó na restauração. Out/06. Nov/08. Colocando em prática o nosso conhecimento. Preparando o futuro. Top soil separado. Colocando a mão na massa. Mar/07. Distribuição do top soil. Mar/12. Dez/07. Mar/09. Resgate e produção de mudas. Transposição de solo. Nucleação.

Download Presentation

Sobre o APL

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


Sobre o apl

Jan/06

O uso do pó na restauração

Out/06

Nov/08

Colocando em prática o nosso conhecimento...

Preparando o futuro...

Top soil separado

Colocando a mão na massa...

Mar/07

Distribuição do top soil

Mar/12

Dez/07

Mar/09

Resgate e produção de mudas

Transposição de solo

Nucleação

Transposição de mudas

Semeadura direta

Sem pó

Semeadura direta

Após 6 meses

Com pó

Poleiros artificiais

Plantando com carinho...

Jan/12

Preparando para viagem

Jan/12

Um pouquinho sobre o meio ambiente

Maio/07

Sem pó

Com pó

Com pó

Jan/12

É assim que queremos a nossa paisagem...

Em busca de uma mineração sustentável.

Dez/06

Bioindicadores

Formigas

Abr/07

Fungos do solo

Jan/12

Serapilheira

Interação interespecífica

ALTERNATIVAS METODOLÓGICAS E TECNOLÓGICAS PARA A RESTAURAÇÃO ECOLÓGICA DE PILHAS DE REJEITO DE ROCHAS ORNAMENTAIS – ÊNFASE NA UTILIZAÇÃO DOS SEUS REJEITOS

Valéria Lúcia de Oliveira Freitas1,2,3 e Renata Ferreira de Melo Lopes1,2

1 APL de - Papagaio, Minas Gerais, Brasil; 2 APL de - São Tomé das Letras, Minas Gerais, Brasil; 3 Instituto Cetec/Senai, Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil

Sobre o APL

APL Ardósia - Brasil 2º maior produtor e exportador mundial e o APL responde por 90% da produção;Maior reserva geológica mundial, atualmente conhecida e explorada, de ardósia de alta qualidade. O setor movimenta cerca de 400 empresas de lavra e beneficiamento com cerca de 6 a 7 mil empregos diretos e indiretos. O município de Papagaio concentra cerca de 80% do total de sua produção.

APL Pedra Quartzito São Tomé - Base produtiva formada por 45 empresas, das quais 27 possuem menos de 20 empregados, além da Cooperativa dos Extratores de Pedras do Patrimônio de São Tomé das Letras – COOPEDRA – com 82 empresas. 65% da produção é destinada ao estado de São Paulo e região Sul e 20% é exportada.

Problema comum – Grande acúmulo de rejeitos da extração e beneficiamento de rochas ornamentais aliado à baixa taxa de recuperação

DescriçãodaMelhorPrática

Trabalho realizado por meio de projetos da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior/SECTES, financiado pela FAPEMIG e executados pela Fundação CETEC (de 2006 a 2012) direcionados ao Arranjo Produtivo Local de Ardósia e Pedra Quartzito São Tomé. A economia desses municípios está focada, principalmente, na extração e comercialização de pedras em bruto e/ou produtos para acabamento no segmento da construção civil de valor econômico agregado. Os trabalhos foram desenvolvidos na Micapel (Papagaio), na COOPEDRA e na Exportadora Bellas Pedras (São Tomé das Letras). Buscamos uma ação integrada com os mineradores e suas associações visando o desenvolvimento e/ou adequação metodológica e tecnológica de práticas inovadoras voltadas para a melhoria da qualidade ambiental no APL Ardósia e São Tomé. Nossos objetivos foram a recomposição da cobertura vegetal em pilhas de rejeito com espécies vegetais nativas e o aproveitamento do pó de rocha.

Resultados da Aplicação da MelhorPrática

São Tomé das Letras/MG

  • Capacitação/atualização de professores RPEnsino STomé - questões ambientais;

  • Capacitação da comunidade de STomé - implantação de viveiros/produção de mudas de espécies nativas;

  • Capacitação de funcionários das empresas parceiras - técnicas de restauração ecológica;

  • Distribuição de material didático - recuperação de áreas degradadas;

  • Divulgação das melhores técnicas de restauração ecológica e das espécies nativas por região;

  • Restauração ecológica de cinco pilhas de rejeito;

Técnicas utilizadas

É esta paisagem que queremos?

Aprendendo um pouco a cada dia...

Juntos podemos mais...

Papagaio/MG

Pó de ardósia na agricultura

Recrutamento

Tocas de pedras

Estamos prontos para restaurar as nossas pilhas...

Mar/06

Abr/07

Em breve novos moradores...

Transposição de solo

Nucleação

Estamos alcançando os nossos objetivos?

  • Conscientização da utilização de técnicas que contribuem para minimizar os impactos ambientais da extração de pedras (rochagem, preenchimento de cavas com os rejeitos e utilização de técnicas de baixo custo para a recomposição da cobertura vegetal - top soil, resgate e transplante de espécies vegetais, galharia, semeadura direta e a lanço, tocas e abrigo, dentre outras);

  • Definição de bioindicadores de avaliação da restauração ecológica das áreas degradadas.

  • Produção de oito monografias de conclusão de curso de Ciências Biológicas, e duas teses de doutoramento em Ecologia, Conservação e Manejo da Vida Silvestre (UFMG)

Abr/07

Depois de tanto esforço, a área retorna à sua funcionalidade...

Conclusões

Agradecimentos

  • Fortalecimento da capacidade industrial, tecnológica e de conhecimento do setor de extração de rochas ornamentais promovendo a valorização e expansão de seus produtos;

  • Aproximação das empresas com os pesquisadores e a comunidade na busca de alternativas metodológicas e tecnológicas para a solução dos problemas ambientais;

  • Indicação da utilização da técnica agrícola de rochagem reduzindo os impactos ambientais, a utilização de insumos agrícolas e os custos com a restauração de áreas degradadas;

  • Transferência dos resultados para outros APLs de base mineral visando atender as exigências dos órgãos ambientais;

  • A redução dos impactos ambientais nesse setor poderá vir a ser considerado um diferencial competitivo ou até mesmo uma condição imposta pelo mercado globalizado, podendo gerar selo de reconhecimento da conformidade ambiental das empresas – Empresa Ecologicamente Correta.

Exportadora Bellas Pedras

AMIST

COOPEDRA

E a toda minha equipe...


  • Login