150 anos de darwinismo
Download
1 / 50

150 anos de Darwinismo - PowerPoint PPT Presentation


  • 68 Views
  • Uploaded on

150 anos de Darwinismo. Profa. Karla Yotoko Departamento de Biologia Geral. Fernando Gonsales, Folha de São Paulo, Domingo, 22/11/2009. Quantos nesta sala reconhecem a importância deste livro?. Quantos sabem do que se trata?. Quantos leram ?. Leram Mesmo???. 150

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about ' 150 anos de Darwinismo' - ivrit


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
150 anos de darwinismo

150 anos de Darwinismo

Profa. Karla Yotoko

Departamento de Biologia Geral







150

anos do maior livro da história das ciências naturais


Por que t o poucos leram
Por que tão poucos leram?

  • Muitos exemplos

  • Linguagem cuidadosa

  • Uma linha de argumentação

    • Linguagem prolixa...


Espécies se originam a partir de outras espécies...

Explica o mecanismo que faz as espécies se

diversificarem, e não a origem da vida...

Mecanismo pelo qual os mais aptos deixam mais descendentes que os menos aptos;

É preciso haver variação;

Pode ter a ver com sobrevivência, mas em geral se refere a reprodução diferencial.

A luta pela sobrevivência pode ser contra um opositor, mas também pode ser contra o ambiente, pode ser através da competição por alimento, pode assumir várias formas que não são necessariamente belicosas...


“Devo frisar que emprego o termo luta pela sobrevivência em sentido lato e metafórico, que implica relações mútuas de dependência dos seres organizados, e, o que é mais importante, não somente a vida do indivíduo, como a sua aptidão e bom êxito em deixar descendentes. Afirma-se que dois animais carnívoros, em tempos de fome, lutam um contra o outro em busca de alimentos necessários para sua sobrevivência. Mas chegar-se-á a dizer que uma planta, à beira de um deserto, luta pela sobrevivência contra a falta de água, embora fosse mais correto dizer que a sua sobrevivência depende da umidade. Poder-se-ia dizer com mais exatidão que uma planta, que produz anualmente um milhão de sementes, das quais uma, em média, chega a desenvolver-se e a amadurecer por seu turno, luta com as plantas da mesma espécie, ou espécies diferentes que cobrem já o solo. O visco depende da macieira e de algumas outras árvores; ora, é somente no sentido figurado que se poderá dizer que luta contra estas árvores, porque se grande número de parasitas se estabelecerem na mesma árvore, esta enfraquece e morre; porém, pode-se dizer que muitos viscos, vivendo sobre o mesmo ramo e produzindo sementes lutam uns contra os outros. Como são as aves que espalham as sementes do visco, a sua sobrevivência depende delas, e dir-se-á, em sentido figurado, que o visco luta contra as outras plantas que tenham frutos, porque importa a cada planta levar os pássaros a comer os

frutos que produz, para disseminar as sementes. Emprego, pois, para uma maior comodidade,o termo geral luta pela sobrevivência, nos diferentes sentidos que se confundem uns com os outros”.


Fernando Gonsales, Folha de São Paulo, em sentido lato e metafórico, que implica relações mútuas de dependência dos seres organizados, e, o que é mais importante, não somente a vida do indivíduo, como a sua aptidão e bom êxito em deixar descendentes. Afirma-se que dois animais carnívoros, em tempos de fome, lutam um contra o outro em busca de alimentos necessários para sua sobrevivência. Mas chegar-se-á a dizer que uma planta, à beira de um deserto, luta pela sobrevivência contra a falta de água, embora fosse mais correto dizer que a sua sobrevivência depende da umidade. Poder-se-ia dizer com mais exatidão que uma planta, que produz anualmente um milhão de sementes, das quais uma, em média, chega a desenvolver-se e a amadurecer por seu turno, luta com as plantas da mesma espécie, ou espécies diferentes que cobrem já o solo. O visco depende da macieira e de algumas outras árvores; ora, é somente no sentido figurado que se poderá dizer que luta contra estas árvores, porque se grande número de parasitas se estabelecerem na mesma árvore, esta enfraquece e morre; porém, pode-se dizer que muitos viscos, vivendo sobre o mesmo ramo e produzindo sementes lutam uns contra os outros. Como são as aves que espalham as sementes do visco, a sua sobrevivência depende delas, e dir-se-á, em sentido figurado, que o visco luta contra as outras plantas que tenham frutos, porque importa a cada planta levar os pássaros a comer os

Domingo, 22/11/2009


Sem o evolucionismo

Sem o Evolucionismo... em sentido lato e metafórico, que implica relações mútuas de dependência dos seres organizados, e, o que é mais importante, não somente a vida do indivíduo, como a sua aptidão e bom êxito em deixar descendentes. Afirma-se que dois animais carnívoros, em tempos de fome, lutam um contra o outro em busca de alimentos necessários para sua sobrevivência. Mas chegar-se-á a dizer que uma planta, à beira de um deserto, luta pela sobrevivência contra a falta de água, embora fosse mais correto dizer que a sua sobrevivência depende da umidade. Poder-se-ia dizer com mais exatidão que uma planta, que produz anualmente um milhão de sementes, das quais uma, em média, chega a desenvolver-se e a amadurecer por seu turno, luta com as plantas da mesma espécie, ou espécies diferentes que cobrem já o solo. O visco depende da macieira e de algumas outras árvores; ora, é somente no sentido figurado que se poderá dizer que luta contra estas árvores, porque se grande número de parasitas se estabelecerem na mesma árvore, esta enfraquece e morre; porém, pode-se dizer que muitos viscos, vivendo sobre o mesmo ramo e produzindo sementes lutam uns contra os outros. Como são as aves que espalham as sementes do visco, a sua sobrevivência depende delas, e dir-se-á, em sentido figurado, que o visco luta contra as outras plantas que tenham frutos, porque importa a cada planta levar os pássaros a comer os


Scala naturae
Scala Naturae em sentido lato e metafórico, que implica relações mútuas de dependência dos seres organizados, e, o que é mais importante, não somente a vida do indivíduo, como a sua aptidão e bom êxito em deixar descendentes. Afirma-se que dois animais carnívoros, em tempos de fome, lutam um contra o outro em busca de alimentos necessários para sua sobrevivência. Mas chegar-se-á a dizer que uma planta, à beira de um deserto, luta pela sobrevivência contra a falta de água, embora fosse mais correto dizer que a sua sobrevivência depende da umidade. Poder-se-ia dizer com mais exatidão que uma planta, que produz anualmente um milhão de sementes, das quais uma, em média, chega a desenvolver-se e a amadurecer por seu turno, luta com as plantas da mesma espécie, ou espécies diferentes que cobrem já o solo. O visco depende da macieira e de algumas outras árvores; ora, é somente no sentido figurado que se poderá dizer que luta contra estas árvores, porque se grande número de parasitas se estabelecerem na mesma árvore, esta enfraquece e morre; porém, pode-se dizer que muitos viscos, vivendo sobre o mesmo ramo e produzindo sementes lutam uns contra os outros. Como são as aves que espalham as sementes do visco, a sua sobrevivência depende delas, e dir-se-á, em sentido figurado, que o visco luta contra as outras plantas que tenham frutos, porque importa a cada planta levar os pássaros a comer os


Depois de darwin

Depois de Darwin... em sentido lato e metafórico, que implica relações mútuas de dependência dos seres organizados, e, o que é mais importante, não somente a vida do indivíduo, como a sua aptidão e bom êxito em deixar descendentes. Afirma-se que dois animais carnívoros, em tempos de fome, lutam um contra o outro em busca de alimentos necessários para sua sobrevivência. Mas chegar-se-á a dizer que uma planta, à beira de um deserto, luta pela sobrevivência contra a falta de água, embora fosse mais correto dizer que a sua sobrevivência depende da umidade. Poder-se-ia dizer com mais exatidão que uma planta, que produz anualmente um milhão de sementes, das quais uma, em média, chega a desenvolver-se e a amadurecer por seu turno, luta com as plantas da mesma espécie, ou espécies diferentes que cobrem já o solo. O visco depende da macieira e de algumas outras árvores; ora, é somente no sentido figurado que se poderá dizer que luta contra estas árvores, porque se grande número de parasitas se estabelecerem na mesma árvore, esta enfraquece e morre; porém, pode-se dizer que muitos viscos, vivendo sobre o mesmo ramo e produzindo sementes lutam uns contra os outros. Como são as aves que espalham as sementes do visco, a sua sobrevivência depende delas, e dir-se-á, em sentido figurado, que o visco luta contra as outras plantas que tenham frutos, porque importa a cada planta levar os pássaros a comer os


Rvore
Árvore em sentido lato e metafórico, que implica relações mútuas de dependência dos seres organizados, e, o que é mais importante, não somente a vida do indivíduo, como a sua aptidão e bom êxito em deixar descendentes. Afirma-se que dois animais carnívoros, em tempos de fome, lutam um contra o outro em busca de alimentos necessários para sua sobrevivência. Mas chegar-se-á a dizer que uma planta, à beira de um deserto, luta pela sobrevivência contra a falta de água, embora fosse mais correto dizer que a sua sobrevivência depende da umidade. Poder-se-ia dizer com mais exatidão que uma planta, que produz anualmente um milhão de sementes, das quais uma, em média, chega a desenvolver-se e a amadurecer por seu turno, luta com as plantas da mesma espécie, ou espécies diferentes que cobrem já o solo. O visco depende da macieira e de algumas outras árvores; ora, é somente no sentido figurado que se poderá dizer que luta contra estas árvores, porque se grande número de parasitas se estabelecerem na mesma árvore, esta enfraquece e morre; porém, pode-se dizer que muitos viscos, vivendo sobre o mesmo ramo e produzindo sementes lutam uns contra os outros. Como são as aves que espalham as sementes do visco, a sua sobrevivência depende delas, e dir-se-á, em sentido figurado, que o visco luta contra as outras plantas que tenham frutos, porque importa a cada planta levar os pássaros a comer os




As representa es s o quase sempre masculinas

As representações são quase sempre masculinas, humana desta maneira???

Mas quando as mulheres são representadas, a coisa pode piorar...


Por qu
Por quê??? humana desta maneira???

  • Como explicar esta maneira progressiva de representar a evolução humana se todos dão crédito à teoria de Darwin?

  • Esta forma progressiva de apresentação sugere que os chimpanzés foram nossos ancestrais,

    • Então, porque ainda existem chimpanzés???

      • Chimpanzés compartilham conosco um ancestral comum...





Mendel humana desta maneira???

Marx

Einstein

Penicilina

Freud

Rádio

1859 - Darwin

Telefone

Primeira Guerra Mundial

TV

Segunda Guerra Mundial

Guerra Fria

DNA

Pílula anticoncepcional

Homem na lua

Computador Pessoal

AIDS

Internet

2009

Lula

Obama


O darwinismo est por toda parte

O Darwinismo está por toda parte... humana desta maneira???


H publicidade

Há publicidade... humana desta maneira???


H s mbolos

Há símbolos... humana desta maneira???


H quem se oponha

Há quem se oponha... humana desta maneira???


H quem brinque

Há quem brinque... humana desta maneira???


Brincadeiras à parte, a evolução é um fato, quase todos o reconhecem, e nada, mas nada mesmo em biologia faz sentido senão sob a luz da evolução.

T. Dobzanzky


Bem vindos ao nosso evento

Bem vindos ao nosso evento! o reconhecem, e

[email protected]


Agradecimentos
Agradecimentos... o reconhecem, e

  • Turma da Bio-340 (2009)

  • Monitores: Bob, Filipe, Helder, Jader, Vanessa

  • Palestrantes: Anderson, Carlos, Clóvis, Jorge, Paulo e Renato

  • Departamento de Biologia Geral

  • Empresas que nos ajudaram na impressão dos banners e na publicidade do evento


ad