Psicopedagogia instintucional
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 18

PSICOPEDAGOGIA INSTINTUCIONAL PowerPoint PPT Presentation


  • 106 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

PSICOPEDAGOGIA INSTINTUCIONAL. Professora: Jucinete Feitosa Dias. O que é PsicopedagogiA ?. Psicopedagogia Clínica Psicopedagogia Instintucional

Download Presentation

PSICOPEDAGOGIA INSTINTUCIONAL

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


Psicopedagogia instintucional

PSICOPEDAGOGIA INSTINTUCIONAL

Professora: Jucinete Feitosa Dias


O que psicopedagogia

O que é PsicopedagogiA?

  • Psicopedagogia Clínica

  • PsicopedagogiaInstintucional

  • Atua na construção do conhecimento do sujeito no espaço institucional procurando entender a sua filosofia, os valores circundantes e a ideologia que perpassa no cotidiano.

  • O seu foco principal é o grupo fazendo um diálogo com o individual


Qual a demanda da institui o

QUAL A DEMANDA DA INSTITUIÇÃO

  • SUJEITO INSTITUCIONAL

FAMÍLIA

ESCOLA

EMPRESA

HOSPITAL

CRECHE

ORGANIZAÇÃO ASSISTENCIAL


Psicopedagogia instintucional

  • Do ponto de vista preventivo a psicopedagogia se preocupa com a escola na:

  • reconstrução de processos e definição de papéis

  • Valorização de novos conhecimentos, novas formas de aprender, avaliar o conhecimento, pessoas, papéis, produtos, processos e objetivos

  • Analisar os processos metodológicos, relacionais e sócios culturais, englobando o ponto de vista de quem ensina e de quem aprende


Grupo e aprendizagem

Grupo e Aprendizagem

  • Grupo: conjunto restrito de pessoas ligadas entre si por constante de tempo e espaço e articuladas por sua mútua representação interna ,que se propõe de forma implícita ou explícita a realizar uma tarefa que constitui sua finalidade

  • No trabalho grupal é fundamental analisar o interjogo de papéis, segundo o qual o emergente do grupo, porta voz de suas ansiedades, depositário de suas tensões, adoece,devido a essa depositação maciça das situações de inseguranças do ambiente.


Psicopedagogia instintucional

  • É importante detectar os diferentes papeis no grupo:

  • Líder de Mudança

  • Líder de Resistência

  • o bode expiatório e o porta voz

  • O porta voz de um grupo é aquele que faz o sintoma, enunciando um acontecimento como porta voz de si mesmo e das fantasias inconscientes do grupo


Psicopedagogia instintucional

  • O objetivo do Trabalho grupal é reduzir os medos através da reaprendizagem da realidade, diminuindo os medos,básicos, estereótipos que mantém o poder,e a enfrentar o futuro que emerge .

  • A situação de aprendizagem no grupo gera nos sujeitos dois medos básicos:

  • do equilíbrio obtido anteriormente

  • Do ataque a nova situação ao qual o sujeito

  • Não se sente seguro


Psicopedagogia instintucional

  • A aprendizagem deve partir de um modelo didático interdisciplinar e heterogêneo, onde cada membro trás para o grupo sua bagagem de experiências e conhecimentos.

  • Se caracteriza como apropriação instrumental da realidade para modificá-la.

  • Aprender é realizar uma leitura da realidade, leitura coerente, e não aceitação acrítica das normas e valores.

.

.


Psicopedagogia instintucional

  • Aprender constitui uma unidade, que deve acontecer como processo unitário, como experiência contínua e dialética de aprendizagem na qual o papel do docente e o papel do discente são funcionais e complementares

  • Princípios básicos que regem a estrutura de todo grupo;

  • Pertença

  • Cooperação

  • Pertinência


Processo de diagn stico e interven o psicopedag gica

Processo de diagnóstico e intervenção psicopedagógica

  • Diagnóstico psicopedagógico institucional deve estar relacionado a proposta político pedagógica da instituição e sua fundamentação teórica da realidade

  • Observação da realidade e análise do contexto e

  • Identificar as causas históricas a ahistóricas

  • Analisar o distanciamento entre a proposta político pedagógica e o fenômeno

  • Quais os valores de normalidade e os valores veiculados pela instituição


Vis o sist mica da realidade

Visão sistêmica da realidade

  • Abandonar a visão mecanicista da realidade onde mesma é percebida a partir de uma visão linear de causa e efeito

  • Trabalhar com uma visão sistêmica da realidade onde o sintoma vai ser visto dentro de um contexto ressaltando seu significado de comunicação no marco do sistema relacional


Vis o sist mica da realidade1

Visão sistêmica da realidade

  • Vai tratar os problemas nos contextos nos quais ocorrem, compreendendo o sistema em sua totalidade, sua complexidade e sua dinâmica próprias;

  • Permite fixar a atenção as interações entre os diferentes elementos de um sistema;

  • Concebe a realidade como circulaar, que os fenômenos que agem na realidade estão em contínua interação com os outros e que as condutas de uns influenciam nas dos outros de forma recíprocra


Propriedades dos sistemas abertos

Propriedades dos sistemas abertos

  • Totalidade: os sistemas comportam-se como um todo e os estímulos provocados em um das suas partes provocam mudanças em seu todo.

  • Equifinalidade: O estado atual em que o sistema encontra-se é fruto de processos históricos e não das dos elementos dos quais se partiu

  • Auto regulação: os sistemas abertos sofrem influências do exterior e do interior e tendem a modificação em sua estabilidade gerando uma homeostase para manter o equilíbrio


Homeostase a mudan a

Homeostase a mudança

  • Em todos os sistemas abertos existem sempre tendências contrapostas a manter a estabilidade e a mudança

  • Geralmente os sistemas tentam manter um equilíbrio entre as tendências que produzem uma transformação e aquelas que tendem a manutenção da estabilidade


Estrutura processo contexto

Estrutura- processo- contexto

  • Para Minunchin(1977) a estruturs representa a organização da qual um sistema é dotado para seu funcionamento;

  • É necessário que exista uma certa divisões das funções que os diferentes sistemas precisam para realizar;

  • Que se estabeleçam as regras de fubcionamento para decidir sobre as diferentes questões que vão sendo colocadas


Conceitos que formam as organiza es dos sistemas

Conceitos que formam as organizações dos sistemas

  • Os limites ou fronteiras e as hierarquias ;

  • As características dos limites podem ser rígidos ou flexíveis e respondem as diferentes formas de funcionamento de cada sistema;

  • Todo sistema baseia-se em hierarquias que marcam o seu funcionamento e ao mesmo tempo delimitam a atuação dos diferentes sistemas e esclarece as funções que cada elemento pode assumir


An lise da estrutural que nos permite entender melhor a institui o

Análise da estrutural que nos permite entender melhor a instituição

  • Processo : regras que impedem o funcionamento do sistema e ao seu momento evolutivo em que se encontra ;

  • na interação pessoal ocorrem constantemente comunicação(verbais e não verbais) nas quais são transmitidas mensagens que influem tanto no emissor como no receptor;

  • Como são criadas as regras que regulam o seu funcionamento; quais as ditas, como e qual é o seu processo de negociação;


Psicopedagogia instintucional

  • Contexto:o que irá marcar as regras de funcionamento da instituição são as crenças que marcam o seu funcionamento do ponto de vista externo e interno caracterizada pela própria história da instituição, pala ideologia definida e experiências vividas.

  • [email protected]


  • Login