slide1
Download
Skip this Video
Download Presentation
PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL DO MÉDIO RIO TIBAGI COM BASE NA DIVERSIFICAÇÃO DA CADEIA DA MADEIRA Agência da Madeira

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 24

PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL DO M DIO RIO TIBAGI COM BASE NA DIVERSIFICA O DA CADEIA DA MADEIRA Ag ncia da Mad - PowerPoint PPT Presentation


  • 124 Views
  • Uploaded on

PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL DO MÉDIO RIO TIBAGI COM BASE NA DIVERSIFICAÇÃO DA CADEIA DA MADEIRA Agência da Madeira. APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL DO M DIO RIO TIBAGI COM BASE NA DIVERSIFICA O DA CADEIA DA MADEIRA Ag ncia da Mad' - india


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
slide1

PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL DO MÉDIO RIO TIBAGI COM BASE NA DIVERSIFICAÇÃO DA CADEIA DA MADEIRA

Agência da Madeira

slide2

APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA

  • O programa envolve 14 municípios do Estado do Paraná e tem como objetivo de promover o desenvolvimento regional com foco na sustentabilidade e competitividade da indústria madeireira regional;
  • A cadeia produtiva da madeira foi escolhida devido ao potencial regional na produção de madeira de qualidade, com características específicas que proporcionam vantagens competitivas para a região na produção de derivados de madeira;
  • O programa foi uma iniciativa da Prefeitura Municipal de Telêmaco Borba, que buscou parcerias com a KLABIN, a Secretaria do Planejamento e Coordenação Geral - Estado do Paraná (SEPL), a Federação das Indústrias do Estado do Paraná – FIEP e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas – SEBRAE.
slide3

ÁREA DE ABRANGÊNCIA

A área de atuação do Programa de Desenvolvimento Regional compreende os municípios da região do médio Rio Tibagi, no Estado do Paraná, sendo: Cândido de Abreu, Congonhinhas, Curiúva, Figueira, Imbaú, Ipiranga, Ortigueira, Reserva, Rio Branco do Ivaí, São Jerônimo da Serra, Sapopema, Telêmaco Borba, Tibagi e Ventania.

slide4

Congonhinhas

São Jerônimo da Serra

Figueira

Sapopema

Curiúva

Ortigueira

Ventania

Telêmaco Borba

Rio Branco do Ivaí

Imbaú

Cândido de Abreu

Reserva

Tibagi

Ipiranga

MAPA – ÁREA DE ABRANGÊNCIA

slide5

CARACTERIZAÇÃO DA REGIÃO

FONTE: PNUD/IPEA/FJP

IPARDES - Tabulações Especiais

slide6

INFORMAÇÕES MUNICIPAIS

FONTE: IBGE, IPARDES.

slide7

JUSTIFICATIVA

  • Redução da desigualdade econômica e social na região, por meio das ações de desenvolvimento para a região como um todo;
  • Vantagem natural da região, em relação à cadeia produtiva da madeira, que possibilita exploração das potencialidades da região;
  • Grande número de indústrias independentes, mas envolvidas no desempenho de uma determinada atividade econômica;
slide8

JUSTIFICATIVA

  • Existência de instituições locais especializadas no suporte às atividades madeireiras;
  • O desenvolvimento regional aliado à instalação de novas indústrias nos municípios da área de abrangência do programa, visa difundir os efeitos positivos gerados pela cadeia produtiva da madeira.
  • Ao todo, as florestas do Estado – 847 mil hectares de pínus e eucalipto – fornecem 10 milhões de metros cúbicos de madeira fina por ano. Há um equilíbrio entre a oferta e a demanda no mercado, porém com novos projetos para o desenvolvimento da região, haverá uma pressão pela oferta de ativos florestais, principalmente de florestas maduras, com toras grossas para produtos sólidos.
slide10

BASE DO DESENVOLVIMENTO: FLORESTAS MANEJADASEUCALIPTO

Crescimento > 50 m³/ha/ano

Escandinávia: 3-5 m³/ha/ano (coníferas)

EUA: 6 m³/ha/ano (coníferas)

slide11

BASE DO DESENVOLVIMENTO: FLORESTAS MANEJADASPINUS

  • Crescimento > 40 m³/ha/ano
  • Escandinávia: 3-5 m³/ha/ano
  • EUA: 6 m³/ha/ano
slide12

Povoamentos florestais

Produtos florestais

Destinos

Fontes externas

Fábricas de papel

Serrarias de terceiros

Toretes de mercado

Povoamentos de eucalipto

Cavaco de mercado

Povoamentos de pinus

Biomassa de eucalipto para energia

Biomassa de pinus para energia

Legenda

Toretes de pinus para processo

Toretes de eucalipto para processo

Toras de pinus para serraria

Toras de eucalipto para serraria

CADEIA PRODUTIVA DA MADEIRA

slide13

Energia

8 cm

Processo

18 cm

Serraria Laminação Processo

28 cm

40 cm

PRODUTOS

slide14

CADEIA PRODUTIVA DA MADEIRA

  • A região possui uma vocação que precisa ser potencializada para adensamento da cadeia produtiva da madeira, a fim de aumentar a participação da região no mercado de madeiras sólidas, com crescente agregação de valor aos produtos;
  • Envolvimento de uma empresa âncora que constitui o eixo estruturante da economia regional;
slide15

CADEIA PRODUTIVA DA MADEIRA

  • Dados do MTE (2010) sobre estabelecimentos e empregos industriais reforçam a vocação da região para o setor madeireiro:

- 46% do total de estabelecimentos industriais da região estão no setor madeireiro - 190 estabelecimentos;

- 53% do total de empregos na indústria de transformação da região são do setor madeireiro - 4.702 empregos;

- Em alguns municípios da região, a atividade madeireira responde por mais de 80% dos empregos industriais.

slide18

HISTÓRICO

  • A Agência de Desenvolvimento da Madeira foi constituída a partir da necessidade de um ente gestor para o Programa de Desenvolvimento Regional que envolvesse todas as entidades públicas e privadas relevantes para a região, com forte atuação dos atores locais;
  • É composta pelas Prefeituras Municipais, entidades e empresas, contando com o apoio do Governo do Estado do Paraná, FIEP, SEBRAE, SINDIMATEL e instituições de ensino da região.
slide19

OBJETIVO

O objetivo da Agência é contribuir para a promoção do desenvolvimento econômico e social, buscando harmonizar o crescimento econômico com a exploração racional e sustentável dos recursos físicos, humanos e naturais, em sua área de atuação, autonomamente e/ou em parcerias com o setor público, setor privado e terceiro setor.

slide20

LINHA DE ATUAÇÃO DA AGÊNCIA DA MADEIRA

  • Intermediar, contratar e gerenciar os projetos técnicos, econômico-financeiros e planos de ação estratégicos para a cadeia produtiva da madeira;
  • Intermediar a execução direta de projetos, estudos, pesquisas, programas e planos de ações, por meio de captação de recursos físicos, humanos e financeiros;
  • Prestar e/ou contratar serviços técnico-profissionais de assessoria, consultoria e de extensão ou de outra natureza, consoante às finalidades sociais;
  • Intermediar perante instituições estaduais, nacionais e internacionais de fomento e desenvolvimento, facilitando o acesso do empreendedor ao crédito e fundos de garantia de financiamentos;
slide21

LINHA DE ATUAÇÃO DA AGÊNCIA DA MADEIRA

  • Realizar intercâmbio de informações, programas, projetos e experiências, por meio de integração com outras agências de desenvolvimento, instituições de ensino e pesquisa, entre outros;
  • Estimular as diferentes formas de parcerias, associações e cooperativas;
  • Criar, gerir e operar um Fundo da Cadeia Produtiva da Madeira;
  • Viabilizar convênios e/ou parcerias para aplicação de programas de capacitação profissional e informal;
  • Estimular e dar suporte à criação de distritos industriais nos municípios envolvidos, bem como ao aumento de ativos florestais, incentivando a expansão do território de florestas plantadas e certificadas na região.
slide22

FOCODE ATUAÇÃO DA AGÊNCIA

  • O foco de atuação da agência é a institucionalização do Programa de Desenvolvimento na Região com Base na Diversificação da Indústria Madeireira;
  • Para instituir o Programa, a Agência utilizará como instrumento o Termo de Referência já elaborado pelo Comitê Gestor, assessorado pela FIEP;
  • Para a implementação do Programa a agência buscará articular e conciliar as diversas ações desenvolvidas ou a serem desenvolvidas pelos setores público e privado
slide23

PRÓXIMOS PASSOS

  • Viabilização do diagnóstico da região;
  • Detalhamento do plano de ação existente na metodologia de execução.
slide24

Obrigado

Joalmir PucciDiretor Executivo

E-mail: [email protected]

Telefone: (42) 3272-6137

ad