O conhecimento dos temperamentos
Download
1 / 47

O Conhecimento dos Temperamentos - PowerPoint PPT Presentation


  • 82 Views
  • Uploaded on

O Conhecimento dos Temperamentos. Dr. Ronaldo Salomão Miguel Faculdade de Medicina PUC-SP, Residência Médica em Pediatria HIDV , Residência Médica em Neonatologia HMLMB e Título de Especialista em Pediatria , Adido em Neonatologia HC , Título de Especialista em Neonatologia,

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about 'O Conhecimento dos Temperamentos' - inara


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
O conhecimento dos temperamentos

O Conhecimento dos Temperamentos

Dr. Ronaldo Salomão Miguel

Faculdade de Medicina PUC-SP,

Residência Médica em Pediatria HIDV ,

Residência Médica em Neonatologia HMLMB e

Título de Especialista em Pediatria ,

Adido em Neonatologia HC ,

Título de Especialista em Neonatologia,

Formação Medicina Antroposófica


A natureza quadrimembrada
A Natureza quadrimembrada

  • Quatro Estações

  • Quatro Pontos Cardeais

  • Quatro Fases da Lua

  • Quatro Fases Menstruais

  • Quatro Fases do Dia

  • Quatro Membros

  • Quatro Cavidades Cardíacas

  • Quatro Elementos

  • Quatro Operações Matemáticas

  • Quatro Evangelistas

  • Quatro Reinos


Os 4 humores antiga gr cia
Os 4 HumoresAntiga Grécia

  • Bílis amarela- Coração- Fogo

  • Bílis negra- Pulmão-Terra

  • Linfa- Fígado- Água

  • Sangue- Rim- Ar


Temperamentos
Temperamentos

  • Veículo de expressão da Individualidade

  • Surge por volta dos 7 anos, com a troca dos dentes

  • Organização ligada ao tempo

  • Tempero Individual

  • Pode mudar com a maturidade


Temperamentos segundo steiner
Temperamentos segundo STEINER

  • Colérico

  • Melancólico

  • Fleumático

  • Sanguíneo



Estar numa caverna
Estar numa Caverna

  • Escuro

  • Frio

  • Úmido

  • Silencioso

  • Atenção

  • Fechado

  • Concentrado

  • Introvertido


Voando de asa delta
VOANDO DE ASA DELTA

  • Espaço

  • Liberdade

  • Movimento

  • Leveza

  • Altura

  • Exposição

  • Fragilidade

  • Vulnerabilidade

  • Visão Ampla

  • Extroversão


Boiando
BOIANDO

  • Superfície

  • Tranquilidade

  • Sensação de ser Levado

  • Desatento

  • Desligado

  • Sustentado

  • Leve


Mergulhar
MERGULHAR

  • Intenção

  • Atuação

  • Limite

  • Contido

  • Profundidade

  • Alerta

  • Silêncio

  • Envolvimento


Temperamento melanc lico
TEMPERAMENTO MELANCÓLICO

  • Terra, Caverna, Bílis Negra

  • Observa o Mundo Interior

  • Reflexivo,quieto

  • Pesado

  • Dificuldade em se Expressar, em Verbalizar

  • Sentimento de incompreensão e desprezo

  • Se opõe à mobilidade,à decisão

  • Pode chorar à noite por algo acontecido de manhã

  • Sofre com superficialidade e compromisso

  • Têm profundidade, seriedade e compaixão

  • Satisfação em ajudar o próximo

  • Órgão- Pulmão


Constitui o melanc lico
Constituição Melancólico

Geralmente são indivíduos altos, magros e com uma leve mobilidade de tecido conjuntivo apresentando uma má postura.

Frequentemente a cabeça tem uma conformação bonita, com olhar profundo.

O andar pode ser firme e pausado, mas também pesado.


Temperamento sangu neo
Temperamento sanguíneo

  • Ar, Asa Delta,Sangue

  • Alegria da Casa, faz o ambiente leve

  • Faz tudo ao mesmo tempo, Lábil, Flutuante

  • Sente-se bem rodeado de pessoas, popular

  • Sedutor, Charmoso,Rápido, Receptivo

  • Percebe a Oportunidade

  • Impulsivo, Superficial

  • Cativante, contador de piadas

  • Conhece rapidamente cada um pelo nome

  • Quando algo dá errado, ele não esta lá

  • Tem dificuldade de levar algo até o fim

  • Raramente é radical nos julgamentos

  • Órgão -Rim


Constitui o sangu nea

Constituição Sanguínea

Geralmente o sanguíneo têm uma constituição esguia, delicada, uma ossatura leve, tende a ter os cabelos fortes, encaracolados.

Têm uma mímica e gestos muito dinâmicos.

Seu caminhar é saltitante


Temperamento fleum tico
Temperamento Fleumático

  • Água, Boiar, Linfa

  • Tranquilo e calmo em situações difíceis

  • Paciente, Sereno

  • Companheiro, tem muitos amigos

  • Cuidadoso, Observador, Mediador, Imparcial

  • Sem sua fidelidade, equilíbrio , paciência e amor aos hábitos, assim como sua precisão e meticulosidade às tarefas , não seria possível a existência de uma comunidade.

  • Criam harmonia e são confiáveis

  • Têm dificuldade com o novo, não arriscam

  • Não se deixam perturbar

  • Conservadores, procuram Bem Estar

  • Órgão- Fígado


Constitui o fleum tica

Constituição Fleumática

O fleumático tem proporções harmoniosas, enquanto sua simpatia pela comida não o tenha feito engordar.

Seu andar é tranquilo, flexionando toda a sola do pé com solidez.


Temperamento col rico
Temperamento Colérico

  • Fogo, Mergulhar,Bílis Amarela

  • Líder, mobilização por idéias

  • Força, Autoridade, tem iniciativa

  • Auto Suficiente, Independente

  • Entusiasmo

  • Gosta de Desafios

  • Não Argumenta, são exigentes

  • Objetivo, Focado, perseverante

  • Senso de Justiça, amor à verdade

  • Empreendedor

  • Pontual

  • Só fica bom e certo do meu jeito

  • Órgão-Coração


Constitui o col rica

Constituição Colérica

Tem silhueta compacta, com cabeça imponente, nuca larga e membros relativamente curtos em relação ao tronco.( Baixinho Invocado)

O andar é resoluto e dinâmico e pisa forte com o calcanhar


Problemas para o melanc lico
Problemas para o Melancólico

  • Egocentrismo

  • Narcisismo

  • Mania de criticar a si e os outros passam para o primeiro plano

  • Senso de justiça se desvirtua em comparação invejosa


Problemas para o sangu neo
Problemas para o Sanguíneo

  • Alegria degenera em falta de compromisso

  • Tipo superficial e inconsequente

  • Volúvel

  • Presa mais fácil para as drogas


Problemas para o fleum tico
Problemas para o Fleumático

  • Quando a calma se transforma em desinteresse

  • Pedantismo

  • Bitolação

  • Apatia

  • Catatonia


Problemas para o col rico
Problemas para o Colérico

  • Emprego de sua força em uma atividade egoísta e não idealista.

  • Procedimentos sem consideração com os demais

  • Obstinação

  • Vaidade

  • Tirania

  • Fúria sem controle


Como lidar com o melanc lico
Como Lidar com o Melancólico

  • Mostrar que de uma maneira geral, o homem consegue viver com a dor, suportar o Sofrimento

  • Não adianta tentar alegrar um melancólico, por exemplo contando piadas.É interessante deixa´-lo vivenciar uma dor justificada.

  • O Melancólico é mais feliz e mais produtivo, quando pode crescer ao lado de uma pessoa que tem muito a dizer graças às experiências sofridas

  • Devemos criar dificuldades e obstáculos reais de modo que se possa experimentar dor e sofrimento justificados

  • Assim gasta-se a melancolia com o mundo exterior e conquista-se o EQUILÍBRIO


Como lidar com o sangu neo
COMO LIDAR COM O SANGUÍNEO

  • Mesmo para a volubilidade do sanguíneo, há sempre algo que gera um interesse maior, e isto deve ser apresentado como algo ESPECIAL.

  • Se o sanguíneo tiver amor por uma personalidade, ou colega, consegue maior concentração por esta inspiração.

  • Devemos conquistar o afeto e o amor de uma pessoa sanguínea para podermos conquistar seu interesse

  • Pode-se incumbí-lo de várias tarefas sem preocupação, pela sua grande capacidade de visão global


Como lidar com o fleum tico
COMO LIDAR COM O FLEUMÁTICO

  • Deve-se estimular o Fleumático, compartilhando e convivendo com o interesse de outros, quando se pode entusiasmar pelo interesse de outros

  • O Fleumático deve ter amizade e relacionamento com o maior número possível de pessoas.

  • Permite algo novo se trouxerem o novo a ele


Como lidar com o col rico
COMO LIDAR COM O COLÉRICO

  • Para conquistarmos um colérico, devemos ser dignos de respeito e estima, no mais elevado sentido da palavra.

  • O colérico deve acreditar no que o outro faz para poder respeitá-lo.

  • Devemos entender o assunto que formos discutir com o colérico. Sermos firmes, enfáticos, sabermos aconselhar.

  • O colérico deve sentir respeito, consideração e principalmente VENERAÇÃO.


  • Alimentação

  • Melancólico- Deve ingerir alimentos que cresçam bem perto do Sol, que amadureçam sobre plenas forças solares- FRUTAS e FRUTOS e CEREAIS e DOCES com regularidade.

  • Sanguíneo- deve se atar mais à Terra, portanto elementos radiculares- RAÍZES e CEREAIS

  • Fleumático- Deve ingerir alimentos que não cresçam sob a terra- FOLHAS,FLORES, FRUTOS e CEREAIS

  • Colérico- Cuidado com alimentos calóricos e estimulantes, alimentos muito temperados. Oferecer CEREAIS e alimentação líquida.










Arte de viver

ARTE DE VIVER

É preciso olhar o próximo com Arte , pois somente assim poderemos conhecer a essência do Ser Humano

Material Produzido pelo Dr. Ronaldo Salomão

Divulgado pela Clínica Amai – www.clinicaamai.com.br


ad