Streptococcus e enterococcus
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 9

Streptococcus e Enterococcus PowerPoint PPT Presentation


  • 176 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

Streptococcus e Enterococcus. Introdução .

Download Presentation

Streptococcus e Enterococcus

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


Streptococcus e enterococcus

Streptococcus e Enterococcus


Introdu o

Introdução

  • Os gêneros Streptococcus e Enterococcus são bactérias Gram-positivas englobam os cocos esféricos ou ovoides que se agrupam em cadeias de tamanho variável, de acordo com o meio ambiente. A maioria necessita de meios enriquecidos, geralmente pela adição de sangue (Agar-sangue), para o crescimento, formando colônias de 1 a 2mm de diâmetro. Não produzem catalase, sendo, portanto catalase-negativos, uma distinção importante contra os Staphylococcus.


Streptococcus e enterococcus

Fazem parte da microbióta normal da boca, pele, intestino ou trato respiratório superior. Podem ser transmitidos no contato entre pessoas e/ou no contato com objeto contaminados. São destruídos por detergentes e sabão mas são resistentes à desidratação. Outras formas de transmissão incluem espirros e tosse.

(E) Staphylococcus - (D) Streptococcus


Classifica o

Classificação

  • A classificação dos estreptococos e enterococos, em nível de espécie, é até hoje relativamente complexa. Um sistema de diferenciação baseados nas propriedades hemolíticas das amostras permite dividi-los nas seguintes categorias:

  • S. beta-hemolíticos – também denominados estreptococos piogênicos . Causam lise total das hemácias, formando um halo transparente em torno das colônias no meio Agar-sangue. Grupo A: Streptococcus pyogenes é o mais importante: causa a faringite estreptocócia, sendo a forma mais comum de faringite.

  • S. alfa-hemolíticos – pneumococos, estreptococos do grupo viridans. Causam lise parcial das hemácias, formando um halo esverdeado em torno da colônia bacteriana. Grupo B:Streptococcus agalactiae: pode ser beta ou gama-hemolítico. Causa meningite em neonatos.

  • S. gama-hemolíticos – estreptococos do grupo D – não enterococos. Caracterizam-se pela ausência de hemólise em torno da colônia. Nessa categoria, estão incluídos os estreptococos do grupo D (inicialmente divididos em não-enterococos e enterococos) encontrados, normalmente, no trato gastrintestinal.


Infec es em humanos

Infecções em humanos

  • As infecções estreptocócicas, são causadas por bactérias Gram-positivas denominadas estreptococos. Os estreptococos são agrupadas de acordo com seu comportamento, suas características químicas e seu aspecto. Cada grupo tende a produzir tipos específicos de infecções, sinais clínicos e sintomas.

  • Estreptococos do grupo A- Podem causar infecção estreptocócica da orofaringe, tonsilite, infecções de feridas e da pele (piodermite), septicemia (infecções do sangue), escarlatina, pneumonia. Podem inclusive causar a morte do indivíduo acometido em cerca de 1 mês.

  • Estreptococos do grupo B - causam mais frequentemente infecções perigosas nos recém-nascidos (ex: sépsis neonatal) e infecções articulares (artrite séptica) e cardíacas (endocardite).

  • Estreptococos dos grupos C e G- Crescem na orofaringe, no intestino, na vagina e no tecido cutâneo do ser humano. Esses estreptococos podem causar infecções graves, como a faringite estreptocócica, pneumonia, infecções cutâneas, sépsis pós-parto e neonatal, endocardite e artrite séptica e inflamação dos rins.

  • Estreptococos do grupo D e os enterococoscrescem normalmente no trato digestivo, na vagina e na pele adjacente. Eles também podem causar infecções de feridas e de válvulas cardíacas, da bexiga, do abdômen e do sangue.


Diagn stico laboratorial pelo m todo gram

Diagnóstico laboratorial pelo método Gram

Streptococcus mutans

Streptococcus pyogenes


Diagn stico laboratorial pelo m todo gram1

Diagnóstico laboratorial pelo método Gram

Streptococcus Agalactiae


Diagn stico laboratorial pelo m todo gram2

Diagnóstico laboratorial pelo método Gram

Streptococcus mutans G+

Streptococcus pyogenes G+


Streptococcus e enterococcus

Streptococcus

Streptococcus pneumoniae

Streptococcus pyogenes

Streptococcus- hemólise


  • Login