Fundação Universidade Federal do Rio Grande
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 21

Fundação Universidade Federal do Rio Grande Departamento de Ciências Fisiológicas - Farmacologia PowerPoint PPT Presentation


  • 55 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

Fundação Universidade Federal do Rio Grande Departamento de Ciências Fisiológicas - Farmacologia. Glicocorticóides. Responsável: Profa. Daniela Martí Barros Colaboradores: Prof. Fernando Amarante, Profa Eli Sinnott Silva, Profa. Ana Luiza Baisch e Profa Guiomar Teixeira.

Download Presentation

Fundação Universidade Federal do Rio Grande Departamento de Ciências Fisiológicas - Farmacologia

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


Funda o universidade federal do rio grande departamento de ci ncias fisiol gicas farmacologia

Fundação Universidade Federal do Rio Grande

Departamento de Ciências Fisiológicas -

Farmacologia

Glicocorticóides

Responsável: Profa. Daniela Martí Barros

Colaboradores: Prof. Fernando Amarante, Profa Eli Sinnott Silva, Profa. Ana Luiza Baisch e Profa Guiomar Teixeira.


Funda o universidade federal do rio grande departamento de ci ncias fisiol gicas farmacologia

Hipotálamo e Hipófise Anterior

  • Cada hormônio da hipófise anterior é regulado por um fator de liberação específico do hipotálamo.

  • O controle de liberação desses fatores é realizado por mecanismos de retroalimentação.

  • fator de liberação da CORTICOTROPINA (ACTH)

  • ACTH  secretado pela hipófise anterior regula a liberação de glicocorticóides pelo córtex da supra renal


Funda o universidade federal do rio grande departamento de ci ncias fisiol gicas farmacologia

Mec. Regulação da Síntese de Glicocorticóides

Rang & Dale, 2001


Funda o universidade federal do rio grande departamento de ci ncias fisiol gicas farmacologia

Corticotropina e Esteróides Supra-renais

  • A corticotropina (ACTH) estimula a síntese e a liberação de glicocorticoídes (p. ex hidrocortisona) do córtex supra-renal (alguns androgênios)

  • O fator de liberação da corticotropina (CRF) do hipotálamo regula a liberação de corticotropina, que é regulado por fatores neurais e pelos mecanismos de retroalimentação negativa dos glicocorticóides plasmáticos.

  • A liberação de mineralocorticóides (aldosterona) do córtex da supra-renal é controlada pelo sistema de renina-angiotensina.


Funda o universidade federal do rio grande departamento de ci ncias fisiol gicas farmacologia

Principais Ações dos Glicocorticóides

AÇÕES METABÓLICAS

  • Sobre os carboidratos:  a captação e utilização da glicose e  da gliconeogênese = hiperglicemia

  • Sobre as proteínas:  catabolismo,  do anabolismo

  • Sobre os lipídios: efeito permissivo sobre os hormônios lipolíticos e redistribuição da gordura (Síndrome de Cushing)


Funda o universidade federal do rio grande departamento de ci ncias fisiol gicas farmacologia

Principais Ações dos Glicocorticóides

AÇÕES REGULADORAS

  • Sobre o hipotálamo e a hipófise anterior: ação de retroalimentação negativa, resultando em diminuição da liberação dos glicocorticóides endógenos.

  • Sobre os eventos vasculares: vasodilatação reduzida, diminuição da exsudação de líquidos.


Funda o universidade federal do rio grande departamento de ci ncias fisiol gicas farmacologia

Principais Ações dos Glicocorticóides

AÇÕES REGULADORAS

  • Sobre os eventos celulares:

  • nas áreas de inflamação aguda:  do influxo e da atividade dos leucócitos;

  • nas áreas de inflamação crônica:  da atividade nas células mononucleares,  proliferação de vasos sangüíneos,  fibrose.

  • Nas áreas linfóides:  expansão das cels T e B e ação  das cels T secretoras de citocinas.


Funda o universidade federal do rio grande departamento de ci ncias fisiol gicas farmacologia

Principais Ações dos Glicocorticóides

AÇÕES REGULADORAS

  • Sobre os mediadores inflamatórios e imunes:

  •  na produção e ação das citocinas, incluindo muitas interleucinas, TNF , GM-CSF;

  •  da produção de eicosanóides.

  •  da produção de IgG

  •  dos componentes do complemento do sangue.


Funda o universidade federal do rio grande departamento de ci ncias fisiol gicas farmacologia

Principais Ações dos Glicocorticóides

AÇÕES REGULADORAS

  • Efeitos globais:

  •  da inflamação crônica e nas reações autoimunes; entretanto, ocorre também deteriorização da cicatrização

  • deteriorização da cicatrização e  nos aspectos protetores da resposta inflamatória.


Funda o universidade federal do rio grande departamento de ci ncias fisiol gicas farmacologia

Mecanismo de Ação dos Glicocorticóides

GLICOCORTICÓIDES

Receptores intracelulares

 síntese proteica

 síntese proteica


Funda o universidade federal do rio grande departamento de ci ncias fisiol gicas farmacologia

Mecanismo de Ação dos Glicocorticóides

  • AÇÕES METABÓLICAS

  • As proteínas mediadoras são, em sua maioria, enzimas

  • AÇÕES ANTIINFLAMATÓRIAS E IMUNOSSUPRESSORAS

  • inibição da transcrição dos genes COX-2, de citocinas (interleucinas), moléculas de adesão celular e forma induzida da sintetase do óxido nítrico.

  • Bloqueio da indução mediada pela vitamina D3 do gene da osteocalcina nos osteoblastos e modificação da transcrição dos genes da colagenase


Funda o universidade federal do rio grande departamento de ci ncias fisiol gicas farmacologia

Mecanismo de Ação dos Glicocorticóides

  • AÇÕES ANTIINFLAMATÓRIAS E IMUNOSSUPRESSORAS

  • inibição da transcrição dos genes COX-2, de citocinas (interleucinas), moléculas de adesão celular e forma induzida da sintetase do óxido nítrico.

  • bloqueio da indução mediada pela vitamina D3 do gene da osteocalcina nos osteoblastos e modificação da transcrição dos genes da colagenase;

  • aumento da síntese da lipocortina-1, que é importante na retroalimentação negativa do hipotálamo e da hipófise anterior, podendo exercer ações antiinflamatórias.


Funda o universidade federal do rio grande departamento de ci ncias fisiol gicas farmacologia

Farmacocinética

  • Administração: oral, tópica e parenteral

  • Ligação às proteínas plasmáticas  globulinas de ligação dos glicocorticóides (CGB) no sangue  penetram nas cels por difusão  metabolizadas no fígado.


Funda o universidade federal do rio grande departamento de ci ncias fisiol gicas farmacologia

Efeitos Indesejáveis

  • Os efeitos indesejáveis são observados principalmente com o uso sistêmico prolongado como agentes antiinflamatórios ou imunossupressores.

  • - supressão da resposta à infecção

  • - supressão da síntese de glicocorticóides endógenos

  • - ações metabólicas

  • - Síndrome de Cushing (iatrogênica)


Funda o universidade federal do rio grande departamento de ci ncias fisiol gicas farmacologia

Efeitos Indesejáveis

Rang & Dale, 2001


Funda o universidade federal do rio grande departamento de ci ncias fisiol gicas farmacologia

Propriedades Farmacológicas


Funda o universidade federal do rio grande departamento de ci ncias fisiol gicas farmacologia

Propriedades Farmacológicas


Funda o universidade federal do rio grande departamento de ci ncias fisiol gicas farmacologia

Principais indicações clínicas

  • Terapia de reposição para pacientes com insuficiência renal (p. ex. doença de Addison). Ministrar juntamente com um mineralocorticóide


Funda o universidade federal do rio grande departamento de ci ncias fisiol gicas farmacologia

Principais indicações clínicas

  • Terapia antiinflamatória e imunossupressora

    -- na asma (por inalação, ou, nos casos graves, por via sistêmica)

    - topicamente, em condições inflamatórias da pele, dos olhos, ouvidos e nariz.

    - nos estados de hipersensibilidade (p. ex., reações alérgicas graves a drogas ou ao veneno de insetos)

    - em doenças auto-imunes ( lupus eritematoso sistêmico, artrite reumatóide, anemia hemolítica, púrpura trombocitopênica idiopática)

    - na prevenção da doença de enxerto - versus -hospedeiro após transplante de órgãos


Funda o universidade federal do rio grande departamento de ci ncias fisiol gicas farmacologia

Principais indicações clínicas

  • Terapia de doenças neoplásicas

    - em combinação com agentes citotóxicos no tratamento de malignidade especifícas (p.ex., Doença de Hodgkin, leucemia linfocítica aguda)

    - para reduzir o edema cerebral em pacientes com tumores cerebrais primários e metastásicos (dexametasona)

    - como componente do tratamento antiemético em combinação com a quimioterapia

    QUANDO UTILIZADOS COM AG ANTIINFLAMATÓRIOS E IMUNOSSUPRESSORES, AS AÇÕES METABÓLICAS TORNAM-SE EFEITOS INDESEJÁVEIS


  • Login