O que é Tinta?
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 37

O que é Tinta? PowerPoint PPT Presentation


  • 56 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

O que é Tinta? Tinta é uma composição química pigmentada ou não que, após aplicada, forma um revestimento decorativo, propiciando acabamento, resistência, durabilidade, valorização, distribuição de luz e higiene. Os componentes básicos de uma tinta são: resinas, pigmentos, solventes e aditivos.

Download Presentation

O que é Tinta?

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


O que tinta

O que é Tinta?

Tinta é uma composição química pigmentada ou não que, após aplicada, forma um revestimento decorativo, propiciando acabamento, resistência, durabilidade, valorização, distribuição de luz e higiene.

Os componentes básicos de uma tinta são: resinas, pigmentos, solventes e aditivos.


O que tinta

RESINAS

Dentre os componentes das tintas,

as resinas têm papel de destaque,

pois são responsáveis pela formação

da película protetora, na qual a tinta

se converte depois de seca. As

resinas também são responsáveis por

características como brilho, aderência, elasticidade e resistência, entre

outras.


O que tinta

PIGMENTOS

Os pigmentos são partículas sólidas

e insolúveis. Os pigmentos conferem cor e

poder de cobertura à tinta.

Uma tinta normalmente é composta por vários pigmentos.

SOLVENTES

Os solventes são líquidos voláteis

utilizados nas diversas fases de

fabricação das tintas e possibilitam

que o produto se apresente sempre

com o mesmo padrão de viscosidade.

São empregados para conferir à

tinta as condições ideais de pintura,

visando facilitar sua aplicação, seu

alastramento, etc.


O que tinta

Ferramentas de Pintura

Rolos de lã de carneiro

ou lã sintética:

.

Utilização:

Rugosas, semirugosas e texturas

Limpeza:

Lavar com água e sabão ou detergente.


O que tinta

Rolos de espuma:

Utilização:

Superfícies lisas

Limpeza:

Lavar com Hraz e depois com água e

sabão ou detergente.

Espátulas:

Utilização:

São normalmente usadas para aplicação

de massas em pequenas áreas e remoção

de tintas.

Limpeza:

Tirar o excesso de massa com uma espátula

e lavar com água, não esquecendo de enxugar

logo com um pano para evitar ferrugem.


O que tinta

Desempenadeira de Aço:

Utilização:

Usadas para aplicar massa corrida e

massa acrílica em grandes superfícies.

Limpeza:

Tirar o excesso de massa com uma espátula

e lavar com água, não esquecendo de

enxugar logo com um pano para evitar ferrugem.

Desempenadeira de Plástico:

Utilização:

Aplicação de massa corrida, massa

acrílica e textura.

Limpeza:

Tirar o excesso de massa com uma espátula,

lavar com água.


O que tinta

Bandejas ou caçambas para pintura:

Utilização:

Têm a função de acondicionar a tinta

durante sua aplicação facilitando a

transferência da tinta para a ferramenta

(rolo ou pincel).

Limpeza:

Para produtos a base de água, tirar o excesso e lavar

com água. Para produtos a base de solvente Hraz,

lavar com o próprio solvente.

Revólver ou pistola de pintura:

Utilização:

Aplicação de esmaltes, vernizes e tintas a óleo.

A mais utilizada é a de pressão.

Limpeza:

Para produtos a base de água, tirar o excesso

e lavar com água.

Para produtos a base de solvente Hraz, lavar

com o próprio solvente.


O que tinta

Lixas:

Utilização:

É usada para eliminar pequenas

imperfeições da superfície,

aumentando a aderência da tinta.


O que tinta

Como fazer pintura de parede

Antes de iniciar o processo de pintura, deve-se ficar atento a algumas recomendações.

A primeira é que o reboco deve ter 28 dias de cura. Se ele estive fraco, com má aderência, ou se a pintura for uma repintura, raspe todas as partes soltas da parede e lixe para garantir a aderência total dos produtos. É importante seguir esses passos quando se faz uma repintura, pois a tinta antiga pode ser um intermediário que irá promover o rompimento da tinta nova da parede ou até mesmo causar reações de saponização, que criará “estrias” na superfície aplicada. Essa recomendação também vale quando se quer trocar de cor escura de uma parede por uma mais clara.

Cada tipo de aplicação requer materiais adequados. Para pintar paredes que estão no reboco grosseiro,use um rolo de lã alta ou uma trincha. Se a superfície está preparada com massa corrida, prefira o rolo de lã curta e pincéis pequenos de cerdas macias. As paredes que estão com massa corrida devem ser lixadas com uma lixa fina. Quanto mais fina a lixa, melhor o acabamento.


O que tinta

Evite respingos na hora da pintura

Um dos problemas durante o processo de pintura são os respingamentos. É recomendado o uso de rolo antigotas. Também é necessário uma boa atenção na hora da aplicação, não diluir a tinta além do recomendado pelo fabricante e sempre retirar o excesso de tinta da lateral do rolo antes de levá-lo à parede.

.


O que tinta

PINTURA DE PAREDE

1. Lixar a superfície: lixar as paredes com lixa 80 ou 100 nas partes em que a superfície estiver mais grosseira. Macete: com o próprio tato da palma das mãos você verifica se a superfície está lisa o suficiente para receber o selador, que é o passo 2.

2. Aplicar de selador: Abra a lata de selador, misture-a bem para que o material fique uniforme, coloque uma quantidade na bandeja de aplicação e, com o rolo de lã (23cm de largura) aplique na parede em movimentos de sobe e desce. Repita a operação

a. Macete 1: não adicionar água no selador para que ele render mais.

b. Macete 2: se você aplicar uma demão com calma, preenchendo todos os espaços, não é necessário aplicar uma segunda demão


O que tinta

3. Aplicar massa corrida: Aplique a massa corrida com uma desempenadeira e auxílio de uma espátula para os cantos. Identifique, também, os pequenos buracos que ainda podem ter ficado na parede e faça a correção com massa corrida, aplicando-a com uma espátula. Deixe secar por uma hora e, em seguida, passe a lixa para regularizar a superfície. Aplique a segunda demão de massa corrida.


O que tinta

  • 4. Aplicar 1° demão de tinta: Primeiro leia as orientações de aplicação do fabricante na lata da tinta. Abra a lata de tinta da cor que você escolheu, misture-a para que o material fique uniforme. Coloque uma boa quantidade na bandeja de aplicação (que deve estar limpa e seca). Pegue o rolo lã de carneiro e envolva-o em toda a tinta, sem excessos, evitando que ele fique muito encharcado. Inicie a aplicação sobre a superfície em movimentos uniformes de vai-e-vem cobrindo toda a superfície. Repita o movimento até que toda a parede receba a tinta de maneira uniforme.

  • Macete 1: se você mesmo for pintar a sua casa, inicie pintando uma pequena parede até que você pegue o “jeito de pintar”.

  • b. Macete 2: Não deixe de proteger todo o piso do ambiente cobrindo com jornal ou lona.

  • c. Macete 3: evite pintar em dias muito quentes com temperaturas acima de 30°C;

  • d. Macete 4: nos cantos, encontro de paredes, cantos de “bonecas” de portas utilize um pincel pequeno para fazer a pintura;

  • e. Macete 5: Para pintura de teto utilize um cabo prolongador acoplado ao rolo. Se possível, use uma plataforma para ficar mais próximo do teto. Evite acidentes: não suba em cadeiras ou bancos para pintar.

  • f. Macete 6: utilize um óculos de segurança transparente para que não respingue tinta nos seus olhos.


O que tinta

5. Aplicar 2° demão de tinta: Em média, quatro horas após a aplicação da primeira demão, pode-se aplicar a segunda demão. Não se esqueça de verificar as indicações do fabricante na lata. Inicie a segunda demão com o seguinte pensamento: É o acabamento final. Volte pintando com os mesmos movimentos de vai-e-vem cobrindo toda a superfície até finalizar todo o cômodo. Não se esqueça de aplicar a segunda demão também nos cantos, bonecas de porta e janelas;

Observações:

A correta sequência de pintura é:

1. Pintura do teto;

2. Pintura das paredes;

3. Pintura de portas e janelas;

4. Pintura dos rodapés (se for o caso)


O que tinta

Textura em Parede

Aplicar a textura

Com o auxílio da desempenadeira metálica lisa aplica-se a textura de cima para baixo e dos bordos para o meio, da mesma maneira que se aplica a massa corrida. Não abra um pano muito grande, trabalhe com faixas de 3,0m2 a 5,0m2. Isso porque o segredo da textura é: O efeito da textura deve ser dado com ela ainda fresca, logo em seguida que foi aplicada.


O que tinta

Efeito texturado

O acabamento, ou a textura propriamente dita, vai depender da sua escolha e com o que mais combina com a decoração do ambiente. Esse efeito de textura é conseguido com espátulas, desempenadeiras lisas e dentadas, trinchas, esponjas, dentre outras técnicas. Por exemplo, o efeito rústico, aquele que a parede fica com ranhuras na vertical é conseguido passando uma desempenadeira de plástico lisa sobre a superfície em movimentos verticais. Assim aquela “areia” que tem na massa da textura vai se desprendendo e formando esse efeito.

Macete 02: Se a textura começar a secar antes de você ter dado o acabamento texturado, borrife um pouco de água sobre a superfície para que consiga dar o acabamento.

Macete 03: No mesmo dia aplique a textura em uma parede inteira, evita a marca de emendas no meio da parede


O que tinta

Considerações devem ser levadas em conta em relação à superfície que será pintada:

Concreto e reboco - aguardar pelo menos 30 dias para cura total. Sobre rebocos fracos, deve-se aplicar o fundo preparador de paredes para aumentar a coesão das partículas da superfície, evitando problemas de má aderência e descascamento. Quando essas superfícies tiverem absorções diferenciadas, deverá ser aplicado um selador acrílico pigmentado para uniformizar a absorção. O concreto deve estar seco, limpo, isento de pó, sujeira, óleo e agentes desmoldantes.

Pisos - só podem ser pintados os tipos porosos, pois pisos vitrificados (concreto liso, ladrilhos, etc.) não proporcionam boa aderência. O piso deverá estar limpo e seco, isento de impregnações (óleo, graxa, cera, etc.). Pisos de concreto liso (cimento queimado) devem ser submetidos a um tratamento prévio com solução de ácido muriático e água (1:1), que terá a finalidade de abrir porosidade na superfície. Após esse tratamento, o piso deve ser enxaguado, seco e então pintado. O tratamente com ácido muriático é ineficaz sobre pisos de ladrilhos vitrificados.

Madeira - deve ser limpa, seca e isenta de óleos, graxas, sujeiras ou outros contaminantes. Madeiras resinosas ou áreas que contém nós devem ser seladas com verniz, para evitar a penetração de umidade por esse lado. Uma cuidadosa vedação de furos, frestas, junções é necessária para prevenir infiltrações de água de chuva.

Ferro e aço - materiais muito vulneráveis à corrosão. Devem ser removidos todos os contaminantes que possam interferir na aderência máxima do revestimento, inclusive a ferrugem; o processo de preparo depende do tipo e concentração dos contaminantes e as exigências específicas de cada tipo de tinta. Alguns tipos de tinta têm uma boa aderência somente quando a superfície é preparada com jateamento abrasivo, que produz um perfil rugoso adequado para a perfeita ancoragem do revestimento.


O que tinta

Problemas Básicos que podem

ocorrer com as Tintas:

EFLORESCÊNCIA


O que tinta

EFLORESCÊNCIA

SINAIS e CAUSAS:

Manchas esbranquiçadas que surgem na

superfície pintada. Ocorre em tintas que

foram aplicadas sobre reboco úmido. É

causada pela liberação de água sob forma

de vapor, que arrasta materiais alcalinos (hidróxido de cálcio) do interior até a superfície, onde se depositam, causando a mancha.

CORREÇÕES:

Eliminar a existência de infiltrações, aguardar a secagem e a cura da superfície, raspá-la e aplicar uma demão de Fundo Preparador de Parede


O que tinta

DESCASCAMENTO EM ALVENARIA


O que tinta

DESCASCAMENTO EM ALVENARIA

SINAIS e CAUSAS:

O Descascamento acontece quando a tinta

é aplicada sobre superfície empoeirada

ou sobre parte soltas, reboco novo não lixado

CORREÇÕES:

Remover as partes soltas através de uma raspagem para depois

aplicar um Fundo Preparador de Parede e repintar.


O que tinta

ENRRUGAMENTO


O que tinta

ENRRUGAMENTO

SINAIS e CAUSAS:

Este problema ocorre quando a camada

de esmalte é muito espessa devido a uma

aplicação excessiva do produto, seja em

uma demão ou em sucessivas demãos em

que a primeira não foi convenientemente

seca. Pode também surgir superfície enrugada quando a secagem

é feita sob sol intenso.

CORREÇÕES:

Remover a tinta enrugada do substrato por raspagem e depois limpálo

com solvente Hraz Hidracor, deixar secar, aplicar Fundo Sintético

Nivelador e repintar.


O que tinta

A massa, corrida ou acrílica, é obrigatória?

Nem sempre, porém os profissionais recomendam seu uso para um acabamento perfeito. "Ela nivela a superfície e a deixa mais lisa, sem defeitos“

O clima interfere no resultado?

Não é bom pintar quando os termômetros estiverem marcando menos de 10 °C ou mais de 35 °C. "Em dias chuvosos, nem mesmo os espaços internos devem ser pintados, porque a alta umidade do ar retarda a secagem"

O vento ajuda a secar ou é inimigo?

Ele costuma trazer poeira, que impregna na pintura e a estraga. "A secagem ao vento pode provocar bolinhas, ainda". Evite pintar a fachada se houver ventania e, no caso de áreas internas, feche as janelas que produzem corrente de ar.

É preciso força ao deslizar o rolo contra a parede?

Não. A pressão tem de ser equilibrada o suficiente para o rolo liberar a tinta. "Se você comprimir demais, o líquido pode escorrer e prejudicar o acabamento"

POSSO PINTAR SOBRE PAPEL DE PAREDE?

A pintura sobre papel de parede não é recomendada, pois estes materiais não permitem a aderência necessária para os produtos, resultando em descascamento da tinta aplicada.


O que tinta

Selador ou fundo Preparador?


O que tinta

Selador ou fundo Preparador?

O selador tem apenas uma função: dar preenchimento a superfícies muito porosas porque ele penetra e se expande proporcionando uniformidade. Ele é indicado para reboco novo, concreto aparente, blocos de concreto e fibrocimento. A vantagem da utilização do selador é que, além de melhorar o acabamento, ele faz os produtos aplicados posteriormente como a massa, textura ou tinta renderem mais. Por exemplo, sem selador um galão de tinta premium (3,6 litros) cobre uma área média de 35m2 por demão. Utilizando o selador, é possível pintar em média 50m2 por demão. “Neste caso é economia garantida”, esclarece William.

Mas William alerta que lojas de tinta e pintores confundem o selador com fundo preparador de paredes e o consumidor tem que ter este cuidado antes de aplicar o produto. O fundo preparador é indicado para repintura, para paredes em gesso, paredes descascadas, paredes pintadas com cal que estão esfarelando ou ainda para dar mais firmeza ao reboco fraco. O que este produto faz é fixar bem essas partículas para que a superfície fique pronta para receber a pintura. “O fundo preparador aglutina as partículas soltas, proporcionando melhor aderência da tinta. O produto pode ser indicado até mesmo antes da pintura com tinta emborrachada”, orienta William.


O que tinta

Qual a diferença entre grafiato e textura?


O que tinta

Grafiato

O Grafiato é um revestimento acrílico com superfície rústica, com características diversas, variando muito com o fabricante/ marca do produto, na maioria das vezes com característica de repelências e bactericidas.

O Grafiato em si é diferenciado de qualquer outro produto com características de massa (Ex: massa corrida, massa acrílica e textura).

Ele é diferenciado das outras massas, pelo efeito riscado, (como na imagem abaixo), esse efeito é proporcionado por um mineral com grãos de  gramatura entre 0,02mm á 0,05mm. Para o efeito ser formado é necessário a ferramenta correta, e o contato do Mineral com a superfície.  Com isso é obtido o efeito riscado. A direção com que a ferramenta percorre a parede traça o formato do efeito  riscado.


O que tinta

Textura Acrílica

A Textura é diferente do Grafiato em alguns aspectos, a textura em si não contêm minerais de gramatura alta, não podendo assim, produzir o efeito riscado.


O que tinta

Qual a diferença entre látex PVA e acrílico?


O que tinta

Qual a diferença entre látex PVA e acrílico?

Tanto a Tinta Acrílica quanto a PVA são à base d’água. Porém, para distingui-las é necessário entender que, ambas são de fácil aplicação e secagem rápida, mas a tinta PVA possui menos cheiro e acabamento fosco, enquanto que a tinta Acrílica proporciona alta impermeabilidade quando aplicada, e tem maior intensidade de brilho.

As diferenças da tinta Acrílica em relação ao PVA são: durabilidade e resistência à água, além de possuir uma película brilhosa. Ela retém a umidade, pois pode ser lavada e não solta, o que não acontece com superfícies pintadas com tinta PVA.


O que tinta

ESMALTE SINTÉTICO E TINTAS A ÓLEO


O que tinta

ESMALTE SINTÉTICO E TINTAS A ÓLEO

Antigamente, as pessoas só conheciam a tinta a óleo, à base de resina alquídica. Ainda hoje alguns fabricantes dispõem desse produto em sua linha, que, devido à sua formação química, é mais indicado para madeiras. Já o esmalte sintético, por ter elementos anti corrosivos em sua composição, adapta-se mais às superfícies ferrosas. Na verdade o esmalte é uma variação aprimorada da tinta a óleo.


O que tinta

Tela Armada

Reboco

Base

Revestimento Final

(Selador, Massa e Pintura ou Cerâmica)

Emboço

Chapisco


  • Login