Dicionário da  língua portuguesa
Download
1 / 26

Dicionário - PowerPoint PPT Presentation


  • 102 Views
  • Uploaded on

Dicionário da língua portuguesa. Dicionário Disposição do espírito que induz a esperar que uma coisa se “há-de” realizar ou suceder. Expectativa. Coisa que se espera. Confiança. Frases populares Ainda resta esperança vote nos candidatos do partido ...

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about ' Dicionário' - harmon


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

Dicionário da língua portuguesa

Dicionário

  • Disposição do espírito que induz a esperar que uma coisa se “há-de” realizar ou suceder.

  • Expectativa.

  • Coisa que se espera.

  • Confiança.


Frases populares

  • Ainda resta esperança vote nos candidatos do partido ...

  • Não tenha uma sogra chamada “Esperança”, pois a esperança é a ultima que morre


Frases populares

  • A esperança é a arte de ser feliz sem a felicidade.

  • Existem programas com a intenção de dar esperança




Deus e a nossa esperan a

Deus e a nossaEsperança


Deus e a nossa esperan a1
Deus e a nossaEsperança

Isaias 53.1-2

  • Quem creu em nossa mensagem e a quem foi revelado o braço do Senhor?

  • Ele cresceu diante dele como um broto tenro, e como uma raiz saída de uma terra seca. Ele não tinha qualquer beleza ou majestade que nos atraísse, nada em sua aparência para que o desejássemos.


Deus e a nossa esperan a2
Deus e a nossaEsperança

Ele cresceu diante dele como um broto tenro, e como uma raiz saída de uma terra seca. Ele não tinha qualquer beleza ou majestade que nos atraísse, nada em sua aparência para que o desejássemos. (53.2)

  • Não trata simplesmente de seu aspecto físico

  • Ele abandonou a glória que tinha junto ao Pai

  • Viveu sem nada do que normalmente atrai as pessoas

    Riquezas

    Notoriedade

    Política.


Deus e a nossa esperan a3
Deus e a nossaEsperança

Foi desprezado e rejeitado pelos homens, um homem de tristeza e familiarizado com o sofrimento. Como alguém de quem os homens escondem o rosto, foi desprezado, e nós não o tínhamos em estima. (53.3)

  • Nem mesmo o seu próprio povo o recebeu (João 1:11).

  • "De Nazaré pode sair alguma cousa boa?" (João 1:46).

  • Ele causava incomodo principalmente nas autoridades judaicas

  • Tentaram mata-lo várias vezes, mas não poderiam matá-lo até que sua hora chegasse (João 12:23-28)


Certamente ele tomou sobre si as nossas enfermidades e sobre si levou as nossas doenças, contudo nós o consideramos castigado por Deus, por ele atingido e afligido. (53.4)

Ele Tomou sobre si

por vontade própria, decidiu tomar sobre si, não era d’Ele, mas ele tomou para si

Nossas enfermidades

Ele Suportou toda a sorte de sofrimento humano


Certamente ele tomou sobre si as nossas enfermidades e sobre si levou as nossas doenças, contudo nós o consideramos castigado por Deus, por ele atingido e afligido. (53.4)

Castigado por Deus

Sofrimento por causa do pecado

Não do seu pecado como se fosse um débito com Deus

Deus o estava Atingido e afligindo

Foi suportado voluntariamente

“Aflito” Sugere alguém violentamente atingido pela mão de Deus.


Deus e a nossa esperan a4
Deus e a nossa si levou as nossas doenças, contudo nós o consideramos castigado por Deus, por ele atingido e afligido. (53.4) Esperança

Mas ele foi transpassado por causa das nossas transgressões, foi esmagado por causa de nossas iniqüidades; o castigo que nos trouxe paz estava sobre ele, e pelas suas feridas fomos curados. (53.5)

Ele foi transpassado

Um termo bem apropriado à crucificação, dificilmente essa palavra pode referir-se a outra coisa que não seja morte


Deus e a nossa esperan a5
Deus e a nossa si levou as nossas doenças, contudo nós o consideramos castigado por Deus, por ele atingido e afligido. (53.4) Esperança

Mas ele foi transpassado por causa das nossas transgressões, foi esmagado por causa de nossas iniqüidades; o castigo que nos trouxe paz estava sobre ele, e pelas suas feridas fomos curados. (53.5)

Por causa das nossas Transgressões

Uma palavra derivada da raiz “rebelar-se”, dando a entender a revolta contra a soberania de Deus.

Foi furado por causa das nossas revoltas

Foi esmagado por causa de nossas iniqüidades

Totalmente esmagado como se a mão de Deus o estivesse esmagado.

Por nossas maldades


Deus e a nossa esperan a6
Deus e a nossa si levou as nossas doenças, contudo nós o consideramos castigado por Deus, por ele atingido e afligido. (53.4) Esperança

O castigo que nos trouxe a paz estava sobre Ele

O segredo esta na substituição

O Justo pelos injustos

O sem pecado pelos pecadores

O castigo que traz a paz

“suas pisaduras”

“pelas nossas iniquidades”


Todos nós, tal qual ovelhas, nos desviamos, cada um de nós se voltou para o seu próprio caminho; e o Senhor fez cair sobre ele a iniqüidade de todos nós. (53.6)

Ovelhas perdidas

Não se protegem

Não tem noção do perigo

Atacadas facilmente

E perdidas sem o pastor.

seu próprio caminho

Esta é a essência da rebelião

Rejeitamos a voz do pastor

Na busca de “novos pastos” nos perdemos.


Deus e a nossa esperan a7
Deus e a nossa se voltou para o seu próprio caminho; e o Senhor fez cair sobre ele a iniqüidade de todos nósEsperança

Fez cair sobre Ele.

fez pousar sobre Ele

fez encontrar-se com Ele

Por nossas maldades e pecados o SENHOR “o encontra” no caminho e o mata como se fosse Ele o culpado.


Deus e a nossa esperan a8
Deus e a nossa se voltou para o seu próprio caminho; e o Senhor fez cair sobre ele a iniqüidade de todos nósEsperança

Ele foi oprimido e afligido, contudo não abriu a sua boca; como um cordeiro foi levado para o matadouro, e como uma ovelha que diante de seus tosquiadores fica calada, ele não abriu a sua boca.

Aguentou tudo

A nossa esperança foi nos dada humildemente, com sangue, sem palavras, sem revolta

Não disse uma só palavra como uma ovelha quando cortam sua lã

Ovelhas diferentes dos bois confiam nos seus tratadores e executam sem berros as seus “destinos”.


Com julgamento opressivo ele foi levado. E quem pode falar dos seus descendentes? Pois ele foi eliminado da terra dos viventes; por causa da transgressão do meu povo ele foi golpeado.

9 Foi-lhe dado um túmulo com os ímpios, e com os ricos em sua morte, embora não tivesse cometido qualquer violência nem houvesse qualquer mentira em sua boca. (53.8 e 9)

  • Embora nunca tivesse crime nenhum

  • Buscaram falsas testemunhas;

  • Três vezes Pilatos declarou sua inocência;

  • O Ladrão na cruz disse:

    • "Este nenhum mal fez".


Deus e a nossa esperan a9
Deus e a nossa dos seus descendentes? Pois ele foi eliminado da terra dos viventes; por causa da transgressão do meu povo ele foi golpeado. Esperança

10 Contudo foi da vontade do Senhor esmagá-lo e fazê-lo sofrer, e, embora o Senhor faça da vida dele uma oferta pela culpa, ele verá sua prole e prolongará seus dias, e a vontade do Senhor prosperará em sua mão.

  • 11 Depois do sofrimento de sua alma, ele verá a luz e ficará satisfeito; pelo seu conhecimento meu servo justo justificará a muitos, e levará a iniqüidade deles.

  • 12 Por isso eu lhe darei uma porção entre os grandes, e ele dividirá os despojos com os fortes, porquanto ele derramou sua vida até à morte, e foi contado entre os transgressores. Pois ele carregou o pecado de muitos, e intercedeu pelos transgressores.


  • O sofrimento do servo está estreitamente ligado com a atuação de Deus na história humana.

  • Isaías pintou um retrato perfeito 700 anos a.C. retratando o claro propósito de Cristo ter vindo a terra.

  • “Porque até o Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida para salvar muita gente.” Mc 10: 45


Deus nos deu a esperan a em cristo

Deus nos deu a Esperança em Cristo atuação de Deus na história humana.


Deus e a nossa esperan a10
Deus e a nossa atuação de Deus na história humana. Esperança

Esperança

Convicta

1 Pedro 3.5

“Antes, santificai a Cristo, como Senhor, em vosso coração, estando sempre preparados para responder a todo aquele que vos pedir razão da esperança que há em vós...”


Deus e a nossa esperan a11
Deus e a nossa atuação de Deus na história humana. Esperança

Esperança

Viva

1 Pedro 1.3-4b

“Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo! Conforme a sua grande misericórdia, ele nos regenerou para uma esperança viva, por meio da ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos, para uma herança que jamais poderá perecer, macular-se ou perder o seu valor.”


Deus e a nossa esperan a12
Deus e a nossa atuação de Deus na história humana. Esperança

Esperança

Firme

Colossenses 1.27 (NTLH)

“O plano de Deus é fazer com que o seu povo conheça esse maravilhoso e glorioso segredo que ele tem para revelar a todos os povos. E o segredo é este: cristo está em vocês, o que lhes dá a firme esperança de que vocês tomarão parte na glória de Deus.” 


Esperança atuação de Deus na história humana.

Convicta

Esperança

viva

Esperança

Firme