MINISTÉRIO DA SAÚDE
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 20

MINISTÉRIO DA SAÚDE DIRECÇÃO NACIONAL DE SAÚDE PÚBLICA PowerPoint PPT Presentation


  • 120 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

MINISTÉRIO DA SAÚDE DIRECÇÃO NACIONAL DE SAÚDE PÚBLICA. Projecto de Apoio ao Fortalecimento dos Serviços de Saúde Materna e Neonatal e à implementação das Actividades de Prevenção e Controlo do CA de Colo Uterino (MISAU - Jhpiego/USAID) 1 Maio 2009 – 30 April 2011. Metas de Moçambique.

Download Presentation

MINISTÉRIO DA SAÚDE DIRECÇÃO NACIONAL DE SAÚDE PÚBLICA

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


Minist rio da sa de direc o nacional de sa de p blica

MINISTÉRIO DA SAÚDE

DIRECÇÃO NACIONAL DE SAÚDE PÚBLICA

Projecto de Apoio ao Fortalecimento dos Serviços de Saúde Materna e Neonatal e à implementação das Actividades de Prevenção e Controlo do CA de Colo Uterino (MISAU - Jhpiego/USAID)1 Maio 2009 – 30 April 2011


Metas de mo ambique

Metas de Moçambique

  • Reduzir a mortalidadematerna de 408 para 250 por 100,000NV até 2015

  • Reduzir a mortalidadeinfantil de 125 para 67 por 1000NV até 2015

  • Iniciar implementação do Programa Nacional de Prevenção e Controlo do Cancro do Colo uterino


Mchip mo ambique contexto

MCHIP – MoçambiqueContexto

  • O SrMinistrosolicitouapoioaoJhpiegopara a implementação de actividadesrelacionadas à SMN e à prevenção do cancro do colouterino

  • Com base no Plano Integrado, nasrecomendaçõesdareuniãosobre o alcance dos ODMs 4&5 ocorridaemFev 2009 e no relatório dos padrinhosfoidesenvolvida a proposta de actividadesparaesteProjecto


Projecto mchip mo ambique

Projecto MCHIP - Moçambique

~2 milhõespara 2 anos

Objectivogeral: providenciarapoioao MISAU paramelhorar a qualidade dos serviços de saúdematerna e infantil com ênfasenoscuidadosobstétricos e neonataisessenciais e de emergênciabásicos, e providenciarapoiotécnicopara a implementação do planopara a prevenção e controlo do cancro de colouterinousando a abordagememconsultaúnica “Single Visit Approach” (SVA)


Projecto mchip mo ambique objectivos espec ficos

Projecto MCHIP – MoçambiqueObjectivosEspecíficos

  • Fortaleceroscuidadosobstétricos e neonataisessenciais e de emergênciabásicos (COEBs e CERNs), de modointegrado, em US seleccionadas, emtodas as Províncias (3US/prov – maternidadesmodelo).

  • Fortaleceroscuidadosobstétricos e neonataisessenciais e de emergênciabásicos (COEBs e CERNs), de modointegrado, nasinstituições de formação de ESM de nívelmédio.

  • Apoiar a implementaçãoinicial do Plano para a prevenção e controlo do cancro de colouterinousando a abordagememconsultaúnica (SVA) em US e Provínciasseleccionadas (5US).


Principais actividades por objectivo objectivo 1 fortalecimento dos servi os de coebs e cerns

PRINCIPAIS ACTIVIDADES POR OBJECTIVOObjectivo 1: Fortalecimento dos serviços de COEBs e CERNs

  • Apoiar o MISAU para:

    • Actualizar e reproduzirmateriais de formação e normastécnicosem COEB e CERN e adquirir Kits paraapoioàsformações (incluíndomodelosanatómicos e instrumentais) - (Ano 1)

    • Formar/actualizar 26 profissionais (13 trabalhadores das US e 13 instrutores dos IF) como formadores em COEB e CERN (1 curso nacional para formadores - Agosto 2009, em Maputo, envolvendo formadores de Maputo, Beira e Nampula)

    • Treinar/actualizar 110 profissionais de saude das 33 US seleccionadas e instrutores dos IF em COEB e CERN (2 cursos clínicos por região) - (até ano2)

    • Estabelecer/fortalecerComités de MorteMaterna e Neonatal nas 33 US alvo (até o ano 2)

    • Providenciarapoiotécnicoparafortalecimento dos serviços de COEB e CERN nas 33 US (realizarvisitas de supervisão de apoiotécnico) - (até o ano 2)

    • Monitorar o progressonamelhoriadaqualidade dos serviços de COEB e CERN, nas 33 US seleccionadas, atéatingirem o nível de “MaternidadesModelos” - (até o ano 2)


Minist rio da sa de direc o nacional de sa de p blica

PRINCIPAIS ACTIVIDADES POR OBJECTIVO Objectivo 2: Fortalecer o ensinoem COEB e CERN nas IF de ESM de nívelmédio

  • Apoiar o MISAU para:

    • Actualizar o curriculo de formação de enfermeiras de SMI de nívelmédionasáreas de COEB e CERN (Ano 1-2)

    • Actualizarinstrutores dos Institutos de Formaçãoem COEB e CERN (Ano 2)


Minist rio da sa de direc o nacional de sa de p blica

PRINCIPAIS ACTIVIDADES POR OBJECTIVO

Objectivo 3: Apoiaractividadespara a prevenção e controlo do cancro de colouterinousando a abordagememconsultaúnica

Evidências e directrizes


Considera es gerais sobre o cancro do colo uterino

ConsideraçõesGeraissobre o cancro do colouterino

  • A associação com HPV ocorreemmais de 99% dos casos de cancro do colouterino

  • Cancro cervical pode se desenvolveraté20 anosapósumainfecçãopor HPV

  • A infecção por HIV acelera a progressão das lesões

  • Dados dos HC de Maputo e Beira mostramque o Cancro do colouterinoé a primeiracausa de morteporcancro, emmulheres, emMoçambique

Source: Walboomers et al 1999.


Hist ria natural do cancro do colo uterino

Normal Cervix

About 60% regress within

2-3 yrs

HPV Infection

HPV-related Changes

Low-Grade SIL (Atypia, CIN I)

Cofactors

High-Risk HPV Types

(16, 18, 33, etc.)

About 15% progress within 3-4 yrs

High-Grade SIL (CIN II, III/CIS)

30%-70% progress within 10 yrs

Invasive Cancer

História Natural do Cancro do ColoUterino

Source: Sherris 1998; Bishop et al 1995.


A boa not cia o cancro do colo uterino uma doen a que pode ser prevenida

A boa notícia: O cancro do colouterinoé umadoençaquepode ser prevenida!

  • Prevençãoprimária

    • Educaçãoparadiminuir o risco de ITS

    • Vacina contra o HPV

  • Prevençãosecundária

    • Identificação e tratamentoprecoce das lesõescervicais antes delasevoluirempara o cancro


Alternativas para despiste

Alternativasparadespiste

  • Citologia cervical (Papanicolaou, 1940) - sucessoempaísesindustrializados)

    Limitações:

  • Requertécnicotreinadoemcitologiaparaleitura das lâminas e citopatologistapararevisão

  • Necessidade de monitoramento continuo paraassegurar a qualidade dos resultados

  • Resultadosdisponiveisapenas 1-2 semanasapos o teste

  • Dificuldadeparaseguimento das mulheres


Potenciais alternativas ao papnicolaou

PotenciaisAlternativasaoPapnicolaou

Affordable

Available

Effective

Safe

Practical

VIA/VILI1YesYesYesYesYes

HPV/DNA Test YesYesNoNoNo

1 Visual inspection of the cervix using acetic acid (VIA) e Visual inspection of the cervix using Lugol’s iodine/VILI (Schiller’s test)

Source: PATH 1997.


Inspec o visual com uso do cido ac tico

CIN III

Normal

Inspecção Visual com uso do ácidoacético

  • Observação do colo uterino, para detectar anormalidades, depois da aplicação de ácido acetico (vinagre) diluido (3-5%)


Vantagens do m todo de inspec o visual com cido ac tico via

Vantagens do método de inspecção visual com ácidoacético / VIA

  • Seguro, practico e de baixocusto,

  • Pode ser realizadoporqualquerprofissional de saúdetreinado

  • Equipamentos e materiaisfacilmentedisponíveis

  • Resultadodisponívelimediatamente

  • Possibilitarealizartratamentoimediato


Op es para tratamento

OpçõesparaTratamento

Low = < $500; Moderate = $500-$1500; High = > $1500

1 Loop electrosurgical excision procedure.

2 Requires use of operating room lighting and equipment.


Servi os b sicos via e crioterapia

ServiçosBásicos: VIA e Crioterapia


Minist rio da sa de direc o nacional de sa de p blica

Serviços de referência: Colposcopia, biópsia e LEEP (electrocirurgia)


Minist rio da sa de direc o nacional de sa de p blica

Projecto MCHIP Moçambique - PRINCIPAIS ACTIVIDADES Objectivo 3: Apoiaractividadespara a prevenção e controlo do cancro de colouterinousando a abordagememconsultaúnica

  • Apoiar o MISAU para:

    • Finalizar e disseminar Politica e Normas Nacionais para a prevenção e controlo do CA do colo do utero com base na abordagem em consulta única (Ano 1 e 2)

    • Adaptar e reproduzirmateriais de formação (Ano 1)

    • Treinar 20 profissionais da saude, de 7 US seleccionadas, em VIA e Crioterapia (Setembro de 2009)

    • Treinar 10 profissionais das US de referencia em colposcopia e LEEP (Fev 2010)

    • Treinar 10 profissionais da saude comotreinadoresna prevenção e controlo do CA do colo do utero com base na abordagem em consulta unica (Year 2)

    • Providenciarapoiotécnicopara a implementação dos serviços de prevenção e controlo do CA do colo do utero em 7 US Básicas e 5 US de referência (até o ano 2)


Minist rio da sa de direc o nacional de sa de p blica

OBRIGADA!


  • Login