Download
1 / 16

DA OBSESSÃO - PowerPoint PPT Presentation


  • 134 Views
  • Uploaded on

D epartamento O rientação M ediúnica. DA OBSESSÃO. Dicionário do Aurélio. OBSESSÃO (do latim obsessione)

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about ' DA OBSESSÃO' - hada


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

Departamento

Orientação

Mediúnica

DA OBSESSÃO


Dicion rio do aur lio
Dicionário do Aurélio

OBSESSÃO

(do latim obsessione)

Impertinência, perseguição. Preocupação com determinada idéia que domina doentiamente o Espírito, e resultante ou não de sentimento recalcado.


Allan kardec lm cap 23
Allan Kardec – LM, cap. 23

OBSESSÃO

Domínio que alguns Espíritos

logram adquirir sobre certas

pessoas. Nunca é praticado

senão pelos Espíritos inferio-

res, que procuram dominar.


Allan kardec lm cap 231
Allan Kardec – LM, cap. 23

A obsessão apresenta caracteres

diversos, que é preciso distinguir e que

resultam do grau de constrangimento

e da natureza dos efeitos que produz.


Allan kardec lm cap 232
Allan Kardec – LM, cap. 23

As principais variedades são:

Obsessão Simples

Fascinação

Subjugação (Moral e Corporal)


Allan kardec lm cap 233
Allan Kardec – LM, cap. 23

Os motivos da obsessão variam

segundo o caráter dos Espírito [..].

As imperfeições morais ( do obsi-

diado) dão ensejo à ação dos

Espíritos obsessores.


Joanna de ngelis estudo esp ritas
Joanna de Ângelis – Estudo Espíritas

Amores exacerbados, ódios incoercíveis, dominação absolutista, fanatismo injustífi- vel, avareza incontrolável, morbidez ciumenta, abusos do direito como da força, má distribuição de valores e recursos financeiros, aquisição indigna da posse transitória, paixões políticas e guerreiras, ganância em relação aos bens perecíveis, orgulho e presunção, egoísmo nas suas múltiplas facetas são fontes geratrizes desse funesto condutor de homens.


Manoel p de miranda nos bastidores da obsess o
Manoel P. de Miranda – Nos Bastidores da Obsessão

O problema da obsessão,

sob qualquer aspecto

considerado, é também

problema do próprio

obsidiado.


Manoel p de miranda trilhas da liberta o
Manoel P. de Miranda – Trilhas da Libertação

1º)

O homem é um animal sexual que se

compraz no prazer. Deve ser estimu-

lado até a exaustão [...]. Atraído o

‘animal’ que existe na criatura, sua

dominação será questão de pouco

tempo.


Manoel p de miranda trilhas da liberta o1
Manoel P. de Miranda – Trilhas da Libertação

O narcisismo que é

filho direto do egoísmo

e pai do orgulho, da

vaidade, inerentes ao

ser humano.


Manoel p de miranda trilhas da liberta o2
Manoel P. de Miranda – Trilhas da Libertação

O poder tem prevalência em a natureza

humana. O poder é alçapão que não

poupa quem quer que lhe caia na trampa.


Manoel p de miranda trilhas da liberta o3
Manoel P. de Miranda – Trilhas da Libertação

O dinheiro que

compra vidas e

escraviza almas.


Manoel p de miranda nos bastidores da obsess o1
Manoel P. de Miranda – Nos Bastidores da Obsessão

Não há força operante no mal que consiga

penetrar numa mente assepsiada pelas energias vitalizadoras do otimismo, que se adquire pela irrestrita confiança em Deus e pela prática das ações de solidariedade e da fraternidade.


Joanna de ngelis plenitude
Joanna de Ângelis - Plenitude

Enquanto persistiam o ressentimento

e a malquerência, a desconfiança e o rancor, a obsessão permanece como ácido queimando as delicadas engrenagens da casa mental e produzindo as alienações tormentosas. [...] Só há obsessão porque há débito de quem a sofre.


Manoel p de miranda tormentos da obsess o
Manoel P. de Miranda – Tormentos da Obsessão

Somente, portanto, através do perdão e da

reconciliação, da reparação e da edificação

do bem incessante, é que o flagelo das

obsessões desaparecerá da Terra de hoje

e de amanhã, pelo que todos nos devemos

empenhar.


Mateus 5 25
Mateus, 5 : 25

Concilia-te depressa com o teu adversário,

enquanto estás no caminho com ele, para

que não aconteça que o adversário te

entregue ao juiz, e o juiz te entregue ao

fiscal, e te encerrem na prisão.