Fundo Criatec
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 19

Fundo Criatec Março de 2011 PowerPoint PPT Presentation


  • 43 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

Fundo Criatec Março de 2011. O Grande Vale Onde precisamos melhorar. Existe espaço para trabalhos na relação conhecimento/mercado, gerando oportunidades de negócios. A Ponte Nosso negócio.

Download Presentation

Fundo Criatec Março de 2011

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


Fundo criatec mar o de 2011

Fundo Criatec

Março de 2011


Fundo criatec mar o de 2011

O Grande Vale

Onde precisamos melhorar

Existe espaço para trabalhos na relação conhecimento/mercado, gerando oportunidades de negócios.


Fundo criatec mar o de 2011

A Ponte

Nosso negócio

Prospectamos, analisamos e criamos novos negócios a partir de tecnologias geradas nos centros de conhecimento do Brasil.


Fundo criatec mar o de 2011

Capital de Risco

O que é o Capital de Risco?

  • Capital de Risco ou Venture Capital é uma modalidade de investimento na qual um empreendedor cede parte das ações da empresa a um investidor que aporta recursos e auxilia na gestão e no desenvolvimento do negócio.

  • A valorização da empresa, e a possível venda das ações, determinará se o investidor terá ou não lucro.


Fundo criatec mar o de 2011

Capital de Risco

Diferenças para um financiamento

  • O capital de risco se difere de um financiamento, pois o investidor assume o risco de prejuízo na operação.

  • O empreendedor não precisa de garantias e nem assume qualquer dívida.


Fundo criatec mar o de 2011

Capital de Risco

Como funciona o Capital de Risco

  • O Capital de Risco normalmente é organizado na forma de fundos, empresas de participação ou investidores individuais (chamados de anjos).


Fundo criatec mar o de 2011

Capital de Risco

Tipos de investimentos de Capital de Risco

  • Os tipos de investimentos são divididos de acordo com o estágio de desenvolvimento do negócio.

    • Investidor Anjo: pessoa física que financia o desenvolvimento de uma idéia ou negócio em estágio inicial.

    • Capital Semente: investimento na fase inicial de uma idéia ou negócio.

    • Venture Capital: investimento em pequenas e médias empresas.

    • PrivateEquity: investimento em empresas de grande porte.


Fundo criatec mar o de 2011

Fundo Criatec

Dados relevantes

  • Cotistas:

  • Constituído à partir de Edital Público: R$ 100 milhões

  • Em operação desde novembro de 2007

  • Período de Investimento: 4 anos

  • Período de Desinvestimento: 6 anos (total de 10 anos)

  • Meta de Investimento: 50 empresas

  • Faixa de Investimento por empresa: até 1,5 milhão (máximo de R$ 5 milhões)

    • Gestor:

Criatec é o maior fundo de investimentos em empresas emergentes da América Latina

Criatec investe em empresas start-up inovadoras e com elevado potencial de retorno


Fundo criatec mar o de 2011

Fortaleza

Belém

Recife

Salvador

Belo Horizonte

Nanotecnologia& Novosmateriais

Agronegócios

IT & Componenteseletrônicos

Biotecnologia

Energia

Campinas

Rio de Janeiro

Florianópolis

Fundo Criatec

Pólos Regionais – abrangência nacional

Abrangência nacional através de 8 regionais


Fundo criatec mar o de 2011

Assembléia Geral de Quotistas

Gestão de Risco

Advocacia

Comitê de Investimento

Administrador

Contabilidade

Custodiante

Head hunting

Auditores Independentes

Gestor Nacional

Angel Investors

Gestores Regionais

Auditoria

Propriedade Intelectual

PMEs

Projetos

O Criatec contém todos os elementos de governança, adaptados a realidade das empresas nascentes inovadoras

O Fundo

Estrutura de Gestão e Apoio

Fundo CRIATEC


Fundo criatec mar o de 2011

Mais que o retorno financeiro, vislumbramos com o Criatec uma oportunidade para desenvolvimento do País.

O Fundo

Visão: Agente de desenvolvimento

A Visão de que é possível...

  • Disseminar a cultura do empreendedorismo e inovação

  • Desenvolver tecnologias estratégicas para o Brasil

  • Desenvolver socialmente novas regiões

  • Gerar uma nova cultura de investimentos

  • Obter retorno financeiro


Fundo criatec mar o de 2011

Fases do processo

Prospecção

Análise

Negociação

E

Investimento

Aceleração

Desinves-timento

O processo do Criatec é composto de 5 fases


Fundo criatec mar o de 2011

O Criatec investirá ao final das fases acima, para viabilizar as fases seguintes (Prova de Conceito, Decolagem e Expansão, respectivamente)

Política de investimentos

Fases de investimento

Faturamento máximo de R$ 6 mi/ano

Idéia/Pesquisa/ Fase lab. terminada

Protótipo / Empresa Nascente

Produto no mercado

Mercado e produto consolidado

Mercado em crescim. sustentável

3

1

2

Pesquisa finalizada

Prova de Conceito

Decolagem

Expansão

Saída

Uma oportunidade pode ser submetida mesmo que não tenha sido criada uma empresa. Nesse caso, se ela for aprovada, a empresa S.A. precisará ser constituída

Foco Criatec

Momentos de investimento

X

Não-foco Criatec


Fundo criatec mar o de 2011

Política de investimentos

Critérios de seleção

Critérios

TECNOLOGIA

  • grande diferencial tecnológico e/ou competitivo com relação aos concorrentes

MERCADO

  • solução de um problema de mercado claro e economicamente relevante

EQUIPE

  • equipe empreendedora de alto nível (técnico, gerencial e inter-pessoal)

RESULTADO FINANCEIRO

  • possibilidade de margens significativas

NECESSIDADE DE CAPITAL

  • empresas que necessitem de menos de R$ 10 mi para alcançar forte expansão

DESINVESTIMENTO

  • Identificação de possíveis candidatos a compra da participação adquirida pelo fundo no futuro


Fundo criatec mar o de 2011

Os diferenciais do Criatec

Para as investidas: muito além dos recursos

  • conhecimento da realidade e desafios do ambiente de criação de empresas de base tecnológica

  • foco no capital semente, consciente dos riscos que isto significa

  • apoio “mão na massa” na gestão das investidas

    • Equipe, Estrutura, Desenvolvimento e Vendas

    • Apoio e Acompanhamento próximo (Gestor Regional)

    • Disseminação das melhores práticas

    • Atração e promoção de oportunidades de negócio

    • Preparação da empresa para o desinvestimento

      • Projeção do Fluxo de Caixa

      • Cenário de Expansão do Negócio

      • Novos aportes (Capital de Risco) e/ou Investidores Estratégicos

O objetivo é levar a investida a um estágio superior de faturamento e expansão


Fundo criatec mar o de 2011

Estrutura em rede

Constante troca de conhecimento e de melhores práticas

Capacitação em:

Empreenderismo de base tecnológica (EMBATE)

Capital semente

Cultura de angel investing

Geração de casos de sucesso: inspiração para uma nova cultura

Assessoramento jurídico, empresarial, contábil, de recursos humanos, provido pelo gestor nacional.

Nossa proposta é difundir conhecimento de forma organizada para as regionais, além de construir e compartilhar experiências por toda “Rede Criatec”

Os diferenciais do Criatec

Para a localidade: conhecimento e desenvolvimento

Seminários periódicos

de melhores práticas

Difusão do conhecimento

Intercâmbio de relacionamentos


Fundo criatec mar o de 2011

Na Prática

21 Investidas

33 Apresentadas

26 Aprovadas

EnergiaH


Fundo criatec mar o de 2011

Na Prática


Fundo criatec mar o de 2011

Muito obrigado!

Rodrigo Gregory

[email protected]


  • Login