Slide1 l.jpg
Advertisement
This presentation is the property of its rightful owner.
1 / 83

Tintin PowerPoint PPT Presentation

PP aluno

Download Presentation

Tintin

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


Slide1 l.jpg

República de Angola


Slide2 l.jpg

Etimologia de Angola

O nome Angola deriva da palavra bantu N'gola, título dos governantes da região no século XVI, época na qual começou a colonização da região pelos portugueses.


Slide3 l.jpg

Diogo Cão

Navegador português que realizou duas viagens de descobrimento da costa sudoeste africana, entre 1482 e 1486. Chegou à foz do Zaire e avançou pelo interior do rio, tendo deixado uma inscrição comprovando a sua chegada às cataratas de Ielala. Estabeleceu as primeiras relações com o Reino do Congo.


Slide4 l.jpg

Padrão que assinala a descoberta

No reinado de D. João II, foi Diogo Cão que introduziu a utilização dos padrões de pedra, em lugar das cruzes de madeira, para assinalar a presença portuguesa nas zonas descobertas.


Slide5 l.jpg

Situação Geográfica

Angola situa-se na costa ocidental de África, sendo limitada a Norte e a Leste pela República Democrática do Congo (Congo-Kinshasa), a Leste pela Zâmbia, a Sul pela Namíbia e a Oeste pelo Oceano Atlântico. Integra-se ainda no território angolano o ex-clave de Cabinda, através do qual faz fronteira com a República do Congo (Congo-Brazzaville), a norte. Sua capital é Luanda.


Slide6 l.jpg

Angola tem uma costa de 1 650 Km.

Desde o fim da guerra civil, a popularidade do surf está aumentando.


Slide7 l.jpg

Superfície : 1 246 700 km²

Ligeiramente menor que o Quebeque 1,542,056

8 vezes menor que o Canadá

7 vezes menor que o Brasil

1,5 vezes maior que Moçambique

35 vezes maior que a Guiné-Bissau

13 vezes maior que Portugal

83 vezes maior que Timor Leste

310 vezes maior que Cabo Verde

1250 vezes maior que São Tomé e Príncipe


Slide8 l.jpg

População: 15 941 000 habitantes

Brasil 188 182 000hab.

Canada 32 730 213 hab.

Moçambique 19 105 000hab.

Angola15 941 000 hab.

Portugal10 605 870 hab.

Quebeque 7 669 100 hab.

Guiné-Bissau 1 346 000hab.

Timor Lorosae 997 000 hab.

Cabo Verde 476 000 hab.

São Tomé e Príncipe 175 000 hab.

.


Mapa das etnias em angola l.jpg

Mapa das etnias em Angola

  • Ovimbundu 37%

  • Kimbundu (Mbundu) 25%

  • Outros (Khoisan, etc.) 22% Bakongo 13%

  • Mestiços (Mulatos) 2%

  • Europeus 1%


As maiores religi es l.jpg

As maiores religiões

  • Animismo: 47%

  • Catolicismo: 38%

  • Protestantismo: 15%

Fonte: CIA World Factook, artigo sobre Angola, 2007


Slide12 l.jpg

PIB (Produto Interno Bruto) por habitante em 2006

1 Luxemburgo 77 595 USD

8 Estados Unidos 41 917 USD

18 Canadá 34 028 USD

31 Portugal 18 105 USD

53 Brasil 6 771 USD

91 Cabo Verde 2 479 USD

109 Angola 1 550 USD

155 São Tomé e Príncipe 419 USD

162 Timor-Leste 353 USD

163 Moçambique 343 USD

172 Guiné-Bissau 229 USD


Slide13 l.jpg

Divisões Administrativas

  • 18 províncias

  • 158 municípios.

  • Cada município é dividido em freguesias.


Sistema pol tico l.jpg

Sistema Político

  • Poder executivo: dividido entre o Chefe de Estado (o Presidente da República eleito para um mandato de 5 anos), e o Primeiro-ministro. O Conselho de Ministros é nomeado pelo Presidente.

  • Poder legislativo: unicameral, com uma Assembleia Nacional de 220 assentos (deputados eleitos para mandatos de 4 anos).

  • Poder judicial: Tribunal Supremo, cujos juízes são nomeados pelo Presidente.


Principais partidos pol ticos l.jpg

Principais Partidos Políticos

  • MPLA (Movimento Para Libertação de Angola), actualmente no poder.

  • UNITA (União Nacional para a Independência Total de Angola, antigo movimento guerrilheiro e hoje o maior partido na oposição).

  • FNLA (Frente Nacional para a Libertação de Angola, outro antigo movimento guerrilheiro).

  • PLD (Partido Liberal Democrático).

  • PRS (Partido da Renovação Social).


A democracia em angola l.jpg

A Democracia em Angola

Fonte: Freedom House, Freedom in the World 2007


A corrup o em angola uma perspectiva comparativa l.jpg

A corrupção em Angola:uma perspectiva comparativa

Fonte: Transparency International, 2006.


Fazer neg cios em angola l.jpg

Fazer Negócios em Angola

Fonte: Banco Mundial, Facilidade para fazer negócios 2007


Estat sticas importantes l.jpg

Estatísticas Importantes

  • População: 15,941 000 (estimada em Julho de 2006).

  • Taxa de crescimento da população: 2.45% (estimado em 2006).

  • Percentagem da população adulta com o vírus da SIDA: 3.9% (estimada em 2003).

  • Esperança de vida: 38.62 anos (estimada em 2006).

  • Analfabetismo: 75%, homens 25% e mulheres 75% (estimativa de 2005).

  • Cálculos da ONU apontam para entre 15 e 20 milhões de minas, o que coloca o país em terceiro lugar na lista dos mais minados do mundo, depois da Bósnia e do Afeganistão.

Fonte: CIA World Factook, artigo sobre Angola, 2007


Slide20 l.jpg

IDH

Índice de Desenvolvimento Humano (ONU 2006)

1 - Noruega 0,965

6 - Canada 0,950

8 - EUA 0,948

16 - França 0,942

23 - Portugal 0,896

96 - Brasil 0,792

106 - Cabo Verde 0,722

127 - São Tomé et Príncipe 0,607

142- Timor 0,512

161 - Angola 0,439

168 – Moçambique 0,390

173 – Guiné-Bissau 0,349


Sectores mais importantes da economia l.jpg

Sectores mais importantes da Economia

  • Em termos financeiros: o petróleo, os

    diamantes e o ferro (ramo extrativo).

  • Em termos de número de empregos: a

    agricultura: café, cana-de-açúcar, sisal, milho,

    óleo de coco, amendoim, algodão, tabaco,

    borracha, batata, arroz, cacau e banana,

    criações de gado bovino, caprino e suíno.


Slide22 l.jpg

A agricultura em Angola


Slide23 l.jpg

A agricultura em Angola


Slide24 l.jpg

Cultivo do algodão em Angola


Slide25 l.jpg

Cultivo do algodão em Angola


Slide26 l.jpg

A agricultura em Angola


Slide27 l.jpg

Cultivo do algodão em Angola


Slide29 l.jpg

A agricultura em Angola


Slide30 l.jpg

A agricultura em Angola


Slide31 l.jpg

A agricultura em Angola


Slide32 l.jpg

A agricultura em Angola


Slide33 l.jpg

A exploração da floresta em Angola


Slide35 l.jpg

A pesca em Angola


Slide36 l.jpg

A pesca em Angola


Slide37 l.jpg

As redes rodoviárias

e ferroviárias fazem

parte das

infra-estruturas

destruídas ou

danificadas durante

a guerra civil.


Slide38 l.jpg

Como as redes rodoviárias e ferroviárias, as instalações

hidroelétricas fazem parte das infra-estruturas destruídas

ou danificadas durante a guerra civil.


Slide40 l.jpg

As redes rodoviárias fazem parte das infra-estruturas

destruídas ou danificadas durante a guerra civil.


Slide42 l.jpg

Como quase todos os países africanos e muitos países em vias de desenvolvimento, Angola tem um défice importante em infra-estruturas, e não somente por causa da guerra civil, mas também por culpa das antigas potências coloniais que só construíam as infra-estruturas necessárias para exportar as riquezas naturais.


Slide57 l.jpg

A caça ilegal ao marfim é um dos graves problemas de Angola.


Slide58 l.jpg

A desertificação é uma ameaça importante para

a agricultura angolana.


Slide59 l.jpg

Escritores Angolanos

Ondjaki

José Eduardo Agualusa

Pepetela

Ruy Duarte de Carvalho

José Luandino Vieira

Agostinho_Neto


Slide60 l.jpg

Luanda, a Capital


Aeroporto 4 de fevereiro l.jpg

Aeroporto 4 de Fevereiro


Slide63 l.jpg

BancoNacionaldeAngola


Slide70 l.jpg

A caminho da Ponta da Ilha


Slide71 l.jpg

Morro da Cruz


Slide73 l.jpg

Ponta da Ilha


Slide79 l.jpg

Cais de embarque para o Mussulo


Slide80 l.jpg

Mussulo

Rasgando o mar a Sul da capital angolana, a Ilha do Mussulo, um banco de areia algo estreito mas de bastantes quilómetros, fez desde sempre as delícias dos seus visitantes.


Slide81 l.jpg

Nos últimos 10 anos foi «assaltada» por «muito boa gente», que começou a disputar cada pedaço de terra do lugarejo, o que levou, inclusive, a mudanças radicais na vida animal e das próprias populações locais.


Slide83 l.jpg

F I M

Jorge Lucena


  • Login