O ÍNDICE DECHUVA DIRIGIDA DIRECIONAL (ICDD) COMO FERRAMENTA DE PROJETO DAS EDIFICAÇÕES COM VISTAS
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 1

Introdução PowerPoint PPT Presentation


  • 48 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

O ÍNDICE DECHUVA DIRIGIDA DIRECIONAL (ICDD) COMO FERRAMENTA DE PROJETO DAS EDIFICAÇÕES COM VISTAS A ELEVAÇÃO DA VIDA ÚTIL DAS FACHADAS DE EDIFÍCIOS. Gabriela Helena Bill Programa de Educação Tutorial Engenharia Civil - UFPR

Download Presentation

Introdução

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


Introdu o

O ÍNDICE DECHUVA DIRIGIDA DIRECIONAL (ICDD) COMO FERRAMENTA DE PROJETO DAS EDIFICAÇÕES COM VISTASA ELEVAÇÃO DA VIDA ÚTIL DAS FACHADAS DE EDIFÍCIOS

Gabriela Helena Bill

Programa de Educação Tutorial Engenharia Civil - UFPR

Colaboradores: Tainan P. Tomaz, Maria A. C. Martinez; Orientador: Marcelo H. F. de Medeiros

Introdução

A chuva dirigida é um dos fatores ambientais que mais favorecem a entrada de umidade nas edificações, causando manifestações patológicas e afetando diretamente o desempenho das construções. Analisando-se a chuva dirigida em relação às direções do vento, obtém-se o Índice de Chuva Dirigida Direcional (ICDd), capaz de auxiliar a visualização das fachadas mais severamente expostas a este fator.

Resultados/Discussão

Esse cálculo para o período tem como resultado a tabela a seguir. Com os dados da tabela, foi possível agrupá-los por direção, gerando um gráfico roseta. A partir dele, nota-se que a fachada mais agredida é a Leste, com índice de 0,98 m²/s e a menos suscetível é a Sul, com índice de 0,16 m²/s.

Vento

Metodologia

Dados foram coletados em duas estações meteorológicas de Curitiba, abrangendo séries de chuvas, direções e intensidades de ventos desde o ano de 2006 até 2011. A média de intensidade de vento para cada direção é calculada e a precipitação para a mesma é somada. Em seguida, é utilizado o método semi-empírico para o cálculo do ICDd. O resultado para cada direção é exposto no gráfico tipo roseta, sendo possível a classificação do nível de exposição das fachadas com relação ao ICDd.

Conclusões

Considerando o intervalo de 2006-2011, este trabalho deixa claro que, em Curitiba, as fachadas voltadas para o leste e para o nordeste são as que sofrem mais com a exposição a chuva dirigida. Este fato leva a crer que deve-se estudar estratégias de projetar estas fachadas de modo a se obter maior capacidade de proteção.

Referências

CHOI, E.C.C. Wind-driven rain on building faces and the driving-rain index. Journal of Wind Engineering and Industrial Aerodynamics, v. 79, n. 1 e 2, p.105- 122, 1999.


  • Login