A car ncia de referenciais benchmarks para investidores de longo prazo
This presentation is the property of its rightful owner.
Sponsored Links
1 / 21

A carência de referenciais ( benchmarks ) para investidores de longo prazo PowerPoint PPT Presentation


  • 52 Views
  • Uploaded on
  • Presentation posted in: General

A carência de referenciais ( benchmarks ) para investidores de longo prazo. Prof. Márcio Garcia Departamento de Economia – PUC-Rio. Seminário de Lançamento do IMA São Paulo – 1º de abril, 2005. Qual é a norma nos grandes centros financeiros internacionais?.

Download Presentation

A carência de referenciais ( benchmarks ) para investidores de longo prazo

An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Presentation Transcript


A car ncia de referenciais benchmarks para investidores de longo prazo

A carência de referenciais (benchmarks) para investidores de longo prazo

Prof. Márcio Garcia

Departamento de Economia – PUC-Rio

Seminário de Lançamento do IMA

São Paulo – 1º de abril, 2005


Qual a norma nos grandes centros financeiros internacionais

Qual é a norma nos grandes centros financeiros internacionais?

Existem múltiplos referenciais (benchmarks) usados no mercado de renda fixa dos EUA, além dos rendimentos dos títulos do tesouro ( Treasury Bonds yields). Alguns deles são:


A car ncia de referenciais benchmarks para investidores de longo prazo

  • Lehman Brothers 1-3 Year Government/Corporate Bond Index is an unmanaged index that tracks debt instruments.

  • Lehman Brothers 3 Year GO Bond Index is an unmanaged index that tracks debt instruments.

  • Lehman Brothers 7-Year Municipal Bond Index is an unmanaged index that tracks debt obligations of the U.S. government with a maturity date of one to seven years.

  • Lehman Brothers U.S. Aggregate Index tracks investment-grade corporate and government bonds.

  • Lehman Brothers Municipal Bond Index is an unmanaged index that tracks municipal debt instruments.

  • Lehman Brothers Municipal Bond Revenue Index is an unmanaged index that tracks municipal debt instruments.

  • Lehman Brothers Long-Term U.S. Treasury Index Contains all publicly issued debt of agencies of the U.S. government, quasi-federal corporations, and corporate debt guaranteed by the U.S. government, with maturities ranging from 10 to 30 years.

  • Salomon Smith Barney 1-7 Year Treasury Index tracks U.S. government debt obligations maturing within one to seven years.

  • Salomon Smith Barney GNMA Index is a market capitalization weighted index of 15- and 30-year fixed-rate securities backed by mortgage pools of the Government National Mortgage Association (GNMA).

  • Salomon Smith Barney Treasury Index tracks U.S. government debt obligations maturing in more than one year.

  • Merrill Lynch High Yield Master Index is a market capitalization weighted index of all domestic and Yankee high-yield bonds. Issues included in the index have maturities of at least one year and have a credit rating lower than BBB-Baa3, but are not in default.


Qual a norma nos grandes centros financeiros internacionais1

Qual é a norma nos grandes centros financeiros internacionais?

Também existem múltiplos referenciais (benchmarks) usados nos EUA para títulos estrangeiros. Alguns deles são:


A car ncia de referenciais benchmarks para investidores de longo prazo

  • J.P. Morgan Non-U.S. Dollar Government Bond Index Plus tracks government bonds in 19 international markets, as well as the EMBI Plus, which tracks 17 more countries.

  • J.P. Morgan Emerging Markets Bond Index Plus tracks Brady Bonds of seventeen foreign countries. J.P. Morgan Global Government Bond Index tracks government bonds in the U.S. and 12 international markets.

  • Salomon Brothers Non-U.S. Dollar World Government Bond Index a benchmark index that includes institutionally traded bonds other than U.S. issues that have a fixed rate and a remaining maturity of one year or longer.

  • Citigroup World Government Bond Index Includes the 17 government bond markets of Australia, Austria, Belgium, Canada, Denmark, Finland, France, Germany, Ireland, Italy, Japan, the Netherlands, Spain, Sweden, Switzerland, the United Kingdom and the U.S.

  • Citigroup Non-U.S. Government WGBI Measures performance of fixed-rate bonds with a minimum maturity of five years in 13 government markets: Australia, Austria, Belgium, Canada, Denmark, France, Germany, Italy, Japan, the Netherlands, Spain, Sweden and the United Kingdom.

  • Morgan Stanley Capital World Index Calculates value and growth constituents for securities in given countries within the 51 Morgan Stanley Capital International markets

  • Salomon Smith Barney World Government Bond Index, Unhedged is a market-capitalization weighted index of debt issues traded in 14 world government bond markets (Australia, Austria, Belgium, Canada, Denmark, Finland, France, Germany, Italy, Japan, Netherlands, Spain, Sweden, Switzerland, United Kingdom, and United States). Issues included in the Index have fixed-rate coupons and maturities of at least one year.

  • Fidelity Enhanced Strategic Income Composite Index is a hypothetical combination of unmanaged indices reflecting the fund's neutral mix. This index combines the returns from the J.P. Morgan Emerging Markets Bond Index Global (15%), Lehman Brothers Government Bond Index (30%), Merrill Lynch High Yield Master II Index (40%), and Salomon Smith Barney Non-US Group of 7 Index (15%).


No brasil inexistem tais ndices os referenciais existentes de longo prazo s o de dois tipos

No Brasil, inexistem tais índices. Os referenciais existentes de longo prazo são de dois tipos:

  • Rendimentos sobre o indexador dos títulos públicos federais indexados à inflação:

  • NTN-B (IPCA) e NTN-C (IGP-M);

  • Rendimentos (“cupons”) sobre o IGP-M e o INPC apurados em swaps contra o CDI.


A import ncia do ima

A importância do IMA

  • A criação do IMA constitui-se, portanto, em importante passo à frente para o desenvolvimento do mercado de renda fixa doméstico.

  • Junto com outras iniciativas, a família IMA possibilitará o alongamento da dívida pública, com reflexos positivos sobre o mercado de títulos privados de renda fixa.

  • Vou abordar no restante da exposição os requisitos macroeconômicos necessários para se obter o alongamento da dívida pública.


O alongamento da d vida p blica

O Alongamento da Dívida Pública

  • Com o sucesso do Plano Real em debelar a hiperinflação, supunha-se que haveria um natural alongamento dos títulos de renda fixa.

  • A sucessão de crises impediu que tal previsão se realizasse.

  • Mais ainda, a última crise (2002) deixou marcas duradouras, como um incômodo e persistente undersold.

  • Outro ponto negativo é grande participação de títulos vinculados à Selic (LFTs). A boa nova foi a redução da dívida vinculada ao dólar.


Evolu o da d vida p blica

Evolução da Dívida Pública


O alongamento da d vida p blica1

O Alongamento da Dívida Pública

  • O mercado financeiro doméstico está “viciado” no curto prazo (Selic ou CDI).


O alongamento da d vida p blica2

O Alongamento da Dívida Pública

  • O mercado financeiro doméstico está “viciado” no curto prazo (Selic ou CDI).

  • Por quê?


O alongamento da d vida p blica3

O Alongamento da Dívida Pública

  • O mercado financeiro doméstico está “viciado” no curto prazo (Selic ou CDI).

  • Por quê?

  • A resposta é análoga à dada pelo ladrão de bancos norte-americano Willie Sutton quando perguntado por que tinha roubado o banco:


O alongamento da d vida p blica4

O Alongamento da Dívida Pública

  • O mercado financeiro doméstico está “viciado” no curto prazo (Selic ou CDI).

  • Por quê?

  • A resposta é análoga à dada pelo ladrão de bancos norte-americano Willie Sutton quando perguntado por que tinha roubado o banco:

    -Because that is where the money is!


O alongamento da d vida p blica5

O Alongamento da Dívida Pública

  • Com a taxa de curto prazo persistentemente tão elevada, é muito difícil alongar, a não ser com LFTs, mas isso só agrava o problema.

  • Mas como reduzir a taxa de juros real de curto prazo sem comprometer o controle da inflação?


Por que t o persistentemente alto o juro real de curto prazo

Por que é tão (persistentemente) alto o juro real de curto prazo?

  • O processo de determinação da taxa de juros pelo BC varia de acordo com as condições de liquidez do mercado financeiro internacional.

  • Em tempos de crise, os prêmios de risco se elevam, e o BC tem que elevar os juros para mitigar a fuga de capitais e evitar uma depreciação cambial excessiva que causaria recessão ainda maior. Reduzir os prêmios de risco, portanto, é fundamental para permitir maior margem de manobra ao BC nos tempos de crise. A diminuição da vulnerabilidade da economia, representada sobretudo pela dívida pública, é a chave para isso. Reduzir os gastos fiscais, assim aumentando o superávit primário, é o caminho para fazer cair a dívida pública.


Por que t o persistentemente alto o juro real de curto prazo1

Por que é tão (persistentemente) alto o juro real de curto prazo?

  • O processo de determinação da taxa de juros pelo BC varia de acordo com as condições de liquidez do mercado financeiro internacional.

  • Já em tempos de liquidez abundante, como hoje, o BC eleva os juros para conter as pressões inflacionárias de demanda agregada. A redução dos gastos fiscais mitigaria as pressões inflacionárias.


Como reduzir persistentemente o juro real de curto prazo

Como reduzir (persistentemente) o juro real de curto prazo?

  • Portanto, o caminho que permitirá a redução persistente do juro real de curto prazo—tanto em tempos bons quanto em tempos ruins do mercado financeiro internacional—passa pelo corte dos gastos públicos.

  • Infelizmente, a política fiscal vem se movendo no sentido oposto, o de expandir fortemente o gasto público. Isso é uma péssima notícia.


Conclus o

Conclusão

  • O alongamento da dívida pública e dos títulos de renda fixa privados é parte de um círculo virtuoso de iniciativas que, esperamos, venha a desembocar em crescimento sustentado da economia.

  • A combinação (“mix”) de políticas macroeconômicas que possibilita tal círculo virtuoso inclui corte de gastos do lado da política fiscal e redução da taxa Selic pelo lado da política monetária.

  • A introdução do IMA como referencial de longo prazo é uma dessas iniciativas que muito contribuirão para que possamos atingir esse círculo virtuoso.


  • Login