Evolu o tecnol gica e a administra o virtual
Download
1 / 51

Evolução Tecnológica e A Administração Virtual - PowerPoint PPT Presentation


  • 58 Views
  • Uploaded on

Evolução Tecnológica e A Administração Virtual. Danilo Ribeiro Luiz Luiz Augusto Bertolazzi Robson Rogério Cesar. Prof. Mauri C. Soares. Introdução.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about ' Evolução Tecnológica e A Administração Virtual' - fiachra-philbin


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
Evolu o tecnol gica e a administra o virtual

Evolução Tecnológica e A Administração Virtual

Danilo Ribeiro Luiz

Luiz Augusto Bertolazzi

Robson Rogério Cesar

Prof. Mauri C. Soares


Introdu o
Introdução

  • A corporação virtual integra todas as inovações de modelos de administração, que se desenvolveram ao longo das últimas décadas em diferentes países e que serão reforçadas pelo processamento de informações em tempo real, permitido pelo avanço tecnológico. O surgimento desse tipo de organização ou desse modelo de gestão só se tornou possível graças à utilização de novas tecnologias e à crescente valorização do potencial humano.


A evolu o tecnol gica
A evolução tecnológica

  • Alvin Toffler, demonstra que a evolução da humanidade ocorre através da sucessão de ondas de civilização (revolução tecnológica), cada uma delas com características intrínsecas particulares, tais como: valores, tecnologias, relações geopolíticas, estilos de vida, modos de comunicação. São exatamente os períodos de crise, de grandes mudanças aparentemente não relacionadas, de deterioração e aparente colapso da humanidade, que indicam o nascimento de uma nova civilização, conflitante com a civilização em curso.


A evolu o tecnol gica1
A evolução tecnológica

  • Três ondas podem ser caracterizadas na história da humanidade, e Toffler se utiliza da metáfora de ondas sucessivas para denominar cada uma dessas civilizações:


A evolu o tecnol gica2
A evolução tecnológica

  • 1 - A primeira onda ou sociedade agrária:

    Corresponde à civilização agrícola, que durou cerca de 10.000 anos. A principal forma de capital era a terra. Foi uma forma de criar riqueza cultivando a terra e havia necessidade de um mínimo de noção sobre o plantio e o ânimo corporal para trabalhar. Era formada de um ambiente que pouco evoluía, pois as informações provinham de poucos espaços (família, igreja, escola). Na primeira onda a propriedade rural era mantenedora de empregos, caracterizada pelo domínio da agricultura.


A evolu o tecnol gica3
A evolução tecnológica

  • 2 - A segunda onda corresponde à civilização industrial.

    A forma de criar riqueza passou a ser a oficina industrial e a corretagem de bens. A fábrica passou a ser geradora de recursos econômicos e financeiros e a fundamental produtora de empregos. O conhecimento provinha dos jornais, das revistas, do rádio e da televisão. A distribuição de conceitos visuais foi vastamente disseminada. As pessoas eram capacitadas para o padrão de produção industrial estabelecido para a época.


A evolu o tecnol gica4
A evolução tecnológica

  • 3 - A terceira onda corresponde a “sociedade superindustrial”

    Uma civilização nascente dos anos 70 e que nos anos 90 estaria no seu auge. Corresponde à civilização que vivemos hoje. O conhecimento adota o valor do principal recurso econômico e a riqueza construída pela sociedade. Atualmente, a este conjunto de conhecimento e informações é anexado o valor aos produtos por elas produzidos mediante o aproveitamento da inteligência, e foi denominado Capital-Intelectual.


A evolu o tecnol gica5
A evolução tecnológica

  • É a constituição de uma nova sociedade onde a era da informática constitui um moderno estilo de vida precipitando a absorção de informação, transformando intensamente a estrutura do conhecimento e da realidade em que vivemos.

  • De acordo com Alvin Toffler - o analfabeto do século XXI não será aquele que não sabe ler nem escrever, mas aquele que não for capaz de aprender, desaprender e reaprender.


A evolu o tecnol gica6
A evolução tecnológica

  • Na terceira onda o trabalho do homem é substituído pelas inovações tecnológicas, possibilitando o aparecimento da sociedade da informação.

  • Vivemos um período fortemente caracterizado pela internacionalização do comércio proporcionado pela globalização.

  • Acontece atualmente um procedimento de universalização da produção e do consumo, administrado pela direção econômica neoliberal.


A evolu o tecnol gica7
A evolução tecnológica

  • Embora a sucessão de ondas de mudanças profundas seja considerada em um amplo contexto sócio-político-econômico-ambiental a questão do desenvolvimento tecnológico está no âmago das mudanças.

  • É a tecnologia criada pelo próprio homem, transformando continuamente a humanidade, a ponto de provocar rupturas e favorecer a sucessão de civilizações, completamente diferentes em seus valores, hábitos e costumes.


A evolu o tecnol gica8
A evolução tecnológica

  • Davis & Davidson também discutem o impacto provocado pelas mudanças tecnológicas, propondo que, da mesma forma os seres vivos, produtos, mercados e negócios, também a humanidade se desenvolve em ciclos.


A evolu o tecnol gica9
A evolução tecnológica

  • Sucessão de ciclos econômicos:

  • Primeiro ciclo: economia agrícola

  • Segundo ciclo: economia industrial

  • Terceiro ciclo: economia da informação

  • Quarto ciclo: bioeconomia


A evolu o tecnol gica10
A evolução tecnológica

  • O final dos anos 90, marca a metade do terceiro ciclo vital, denominado economia da informação. Este ciclo teria começado nos anos 50, e estaria agora na fase de crescimento, absorvendo o ciclo anterior e provocando a completa renovação dos negócios que amadureceram na era industrial. A expansão dos produtos e serviços oferecidos através da Internet não mais nos surpreende, tampouco o investimento das empresas e instituições nos produtos inteligentes.


A infra estrutura do terceiro ciclo
A Infra-Estrutura do terceiro ciclo

  • A indústria de informática é a tecnologia de infra-estrutura do terceiro ciclo, baseada na informação em tempo real. Para Davis & Davidson, a informação deve ser compreendida em dois aspectos essenciais:

  • Forma: diz respeito à sua aparência e estrutura, como dados, texto, som e imagem.

  • Função: refere-se às ações ou atividades desempenhadas em relação à informação, que podem ser de geração, processamento, armazenamento e transmissão.


Economia baseada na informa o em tempo real
Economia baseada na informação em tempo real

  • A economia baseada na informação em tempo real permitirá obter:

    • produtos personalizados

    • respostas mais rápidas

    • produção no ponto de entrega

    • redução dos custos e despesas fixas

    • redução de estoques e capital de giro

    • melhor precisão e padrão dos produtos e serviços

    • ligação orgânica entre todas as partes envolvidas no negócio

    • efetiva globalização de mercados.


Economia baseada na informa o em tempo real1
Economia baseada na informação em tempo real

  • A corporação virtual não é ilusão, ela é bastante real, depende de tecnologia e de pessoas reais, que devem se estruturar para bem se relacionar. A corporação virtual também tem fronteiras, porém não entendidas com a mesma rigidez da estrutura da organização até há pouco tempo.


A era da informa o
A Era da Informação

  • O começo da década de 1990 marca o surgimento da era da informação, graças ao grande impacto provocado pelo desenvolvimento tecnológico e pela tecnologia da informação. Na era da informação, o capital financeiro perde espaço para o capital intelectual. A nova riqueza passa a ser o conhecimento, o recurso mais valioso e importante.


A influ ncia da t i
A Influência da T.I

  • A tecnologia da informação (TI) – a junção do computador com os meios de comunicação - invade a vida das organizações e das pessoas provocando profundas transformações.

  • 1 - Permite a compressão do espaço.

  • A era da informação trouxe o conceito de escritório virtual ou não-territorial. Prédios e escritório sofreram uma brutal redução em tamanho. A compactação fez com que arquivos eletrônicos acabassem com o papelório e com a necessidade de móveis, liberando espaço para outras finalidades.


A influ ncia da t i1
A Influência da T.I

  • A fábrica enxuta foi decorrência da mesma idéia aplicada aos materiais em processamento e à inclusão dos fornecedores como parceiros no processo produtivo. Os centros de processamento de dados (CPD) foram enxugados (downsizing) e descentralizados através de redes integradas de microcomputadores nas organizações.

  • Surgiram as empresas virtuais conectadas eletronicamente, dispensando prédios e reduzindo despesas fixas que se tomaram desnecessárias. A miniaturização, a portabilidade e a virtualidade passaram a ser a nova dimensão espacial fornecida pela TI.


A influ ncia da t i2
A Influência da T.I

  • 2 - Permite a compressão do tempo.

  • As comunicações tomaram-se móveis, flexíveis, rápidas, diretas e em tempo real, permitindo maior tempo de dedicação ao cliente. A instantaneidade passa a ser a nova dimensão temporal fornecida pela TI.

  • O Just-in- Time (JIT) foi o resultado da convergência de tempos reduzidos no processo produtivo. A informação em tempo real e on line permite a integração de vários processos dife­rentes nas organizações e passaram a ser a nova dimensão temporal fornecida pela TI.


A influ ncia da t i3
A Influência da T.I

  • 3 - Permite a conectividade.

    Com o microcomputador portátil, multimídia, trabalho em grupo (workgroup), estações de trabalho (workstation), surgiu o teletrabalho em que as pessoas trabalham juntas, embora distantes fisicamente. A teleconferência e a telereunião permitem maior contato entre as pessoas sem necessidade de deslocamento físico ou viagens para reuniões ou contatos pessoais.


A influ ncia da t i4
A Influência da T.I

  • A TI modifica profundamente o trabalho dentro das organizações e, principalmente, fora delas. A ligação com a Internet e a adoção da Intranet e redes internas de comunicação intensificam a globalização da economia através da globalização da informação.

  • A Internet é um sinal disso. Nessa nova era, quanto mais poderosa a tecnologia da informação, tanto mais infor­mado e mais poderoso se toma o seu usuário, seja ele uma pessoa, organização ou um país. A informação toma-se a principal fonte de energia da organização: seu principal combustível e o mais importante recurso ou insumo. Ela direciona todos os esforços e aponta os rumos a seguir.


  • Com todas essas conseqüências, a tecnologia passa a constituir a principal ferramenta ou instrumento a serviço do homem e não mais a variável independente e dominadora que impunha condições e características tanto à estrutura como ao comportamento das organizações, como ocorria nas duas eras industriais anteriores. Tecnologia servil e escrava e não mais tecnologia dominadora e desumana. É a tecnologia que guarda, recupera, processa, divulga e propaga a informação.


  • E é a informação que leva ao conhecimento. Na idade da informação instantânea, as coisas mudam rápida e incessantemente.

  • A administração em uma economia globalizada toma-se um artigo de primei­ra necessidade e não é mais possível implementar estratégias de terceira ge­ração (para enfrentar os desafios da era da informação) em estruturas empresa­riais de segunda geração (concebidas na era neoclássica), com executivos de primeira geração (treinados para trabalhar na era clássica).


Os desafios da era da informa o
Os Desafios da Era da Informação informação instantânea, as coisas mudam rápida e incessantemente.

  • Na era da informação, doze temas básicos diferenciam a nova economia da antiga:

  • 1. Conhecimento: A nova economia é uma economia do conhecimento, graças à TI. Mas, o conhecimento é criado por pessoas, apesar da inteligência artificial e de outras tecnologias da informação. O conteúdo de conheci­mento integrado em produtos e serviços está crescendo significativa­mente: edifícios inteligentes, casas inteligentes, carros inteligentes, rodo­vias inteligentes, cartões inteligentes (smart cards) etc.


Os desafios da era da informa o1
Os Desafios da Era da Informação informação instantânea, as coisas mudam rápida e incessantemente.

  • 2. Digitalização: A nova economia é uma economia digital. A nova mídia é a Internet. A informação está em formato digital em bits. A TI permite trabalhar uma quantidade incrível de informações comprimidas e transmitidas na velocidade da luz.

  • A infoestrutura está substituindo a estrutura tradicional.


Os desafios da era da informa o2
Os Desafios da Era da Informação informação instantânea, as coisas mudam rápida e incessantemente.

  • 3. Virtualização: Com a transformação da informação de analógica para di­gital, as coisas físicas podem tomar-se virtuais, como a empresa virtual, escritório virtual, emprego virtual, congresso virtual, realidade virtual, loja virtual etc.

  • 4. Molecularização: A nova economia é uma economia molecular. A antiga corporação está sendo desagregada e substituída por moléculas dinâmi­cas e grupos de indivíduos e entidades que foram a base da atividade econômica.


Os desafios da era da informa o3
Os Desafios da Era da Informação informação instantânea, as coisas mudam rápida e incessantemente.

  • 5. Integração/redes interligadas:

  • A nova economia é uma economia interligada em rede, integrando moléculas em grupos que são conectados a outros para criar riqueza. As novas estruturas organizacionais em rede são horizontalizadas e conectadas pela Internet. Redes de redes, rompendo as fronteiras entre empresas, fornecedores, clientes e concorrentes.


Os desafios da era da informa o4
Os Desafios da Era da Informação informação instantânea, as coisas mudam rápida e incessantemente.

  • 6. Desintermediação:

  • As funções de intermediário entre produtores e consu­midores estão sendo eliminadas devido às redes digitais e ao comércio eletrônico. Como as informações são on-line e proprietários e compradores estão conectados entre si, os intermediários tornam-se dispensáveis.


Os desafios da era da informa o5
Os Desafios da Era da Informação informação instantânea, as coisas mudam rápida e incessantemente.

  • 7. Convergência: Na nova economia, o setor econômico predominante dei­xou de ser a indústria automobilística para ser a nova mídia, para a qual convergem as indústrias de computação, comunicação e conteúdo basea­do em computador e telecomunicações digitais.

  • 8. Inovação: A nova economia é uma economia baseada em inovações. Tor­nar os produtos obsoletos é o lema das organizações. Os ciclos de vida dos produtos estão se tornando cada vez menores.


  • 9. informação instantânea, as coisas mudam rápida e incessantemente. Produ-consumo: Na nova economia, a distinção entre consumidores e produtores é pouco nítida. Na Internet, todo consumidor torna-se produtor de mensagens, contribui para discussões, faz test-drives em carros ou visualiza o cérebro de um paciente no outro lado do mundo.

  • 10. Imediatismo: Em uma economia baseada em bits, o imediatismo torna-se o elemento propulsor da atividade econômica e do sucesso comercial. A nova empresa é uma empresa em tempo real. O intercâmbio eletrônico de dados (EDI = electronic data interchange) interliga sistemas de computadores entre fornecedores e clientes proporcionando concomitância de decisões e ações.


  • 11. Globalização informação instantânea, as coisas mudam rápida e incessantemente. : A nova economia é uma economia global. Mundial e planetária. As organizações globais e empresas internacionais estão na pauta. Os negócios e o conhecimento não conhecem fronteiras.

  • 12. Discordância: Questões sociais sem precedentes estão começando a emer­gir, resultando em traumas e provocando conflitos que precisam ser ad­ministrados.


  • A chegada da era da informação trouxe um novo contexto e uma avalan­che de problemas para as organizações. Pegou a maior parte das organizações totalmente despreparadas para a nova realidade. Para se adaptar a esta realidade o mais rápido, as organizações buscaram meios, dentre os principais, podemos citar:

  • - melhoria contínua,

  • - qualidade total,

  • - re-engenharia,

  • - benchmarking

  • - equipes de alto desempenho e

  • - novas dimensões das organizações.


Conceito de organiza o virtual
Conceito de Organização virtual uma avalan­che de problemas para as organizações. Pegou a maior parte das organizações totalmente despreparadas para a nova realidade. Para se adaptar a esta realidade o mais rápido, as organizações buscaram meios, dentre os principais, podemos citar:

  • Define-se organização virtual na área de Administração Empresarial como sendo aquela que se propõe a responder mais ágil, com maior eficiência, flexibilidade e redução de custos às necessidades crescentes de consumidores e à concorrência em todos os setores da economia.


Conceito de organiza o virtual1
Conceito de Organização virtual uma avalan­che de problemas para as organizações. Pegou a maior parte das organizações totalmente despreparadas para a nova realidade. Para se adaptar a esta realidade o mais rápido, as organizações buscaram meios, dentre os principais, podemos citar:

  • Este tipo de organização se tornou possível através de novas tecnologias e à crescente valorização do potencial humano.

  • Segundo alguns autores a administração virtual também pode ser vista como reengenharia, isto devido ao processo revolucionário de gestão, mas se diferencia no uso maciço de novas tecnologias. O sistema da organização virtual gira em torno da informação em tempo real.


Corpora o virtual segundo davidow malone
Corporação virtual segundo Davidow & Malone uma avalan­che de problemas para as organizações. Pegou a maior parte das organizações totalmente despreparadas para a nova realidade. Para se adaptar a esta realidade o mais rápido, as organizações buscaram meios, dentre os principais, podemos citar:

  • Uma análise mais detida do que seja corporação virtual parte da proposta de Davidow & Malone, que cunharam a expressão.

  • Davidow & Malone, propõem uma nova espécie de empresa: a corporação virtual, uma empresa baseada nas informações em tempo real. A corporação virtual é o resultado da revolução da informação, que se tornou possível pela fusão de tecnologias, principalmente da indústria de informática com a indústria de telecomunicações.


Corpora o virtual segundo davidow malone1
Corporação virtual segundo Davidow & Malone uma avalan­che de problemas para as organizações. Pegou a maior parte das organizações totalmente despreparadas para a nova realidade. Para se adaptar a esta realidade o mais rápido, as organizações buscaram meios, dentre os principais, podemos citar:

  • Da mesma forma que a invenção da máquina a vapor e suas aplicações resultaram na revolução industrial, o cerne da atual era da informação é o processamento da informação.

  • Os circuitos integrados de semicondutores e os computadores são os motores do processamento da informação, cuja capacidade vêm se multiplicando numa potência de dez, a cada dois anos.


  • A administração virtual repousa no domínio da informação em tempo real e na confiança dos relacionamentos. Ela exigirá trabalhadores qualificados, confiáveis e preparados, colaboradores com elevado espírito de trabalho de equipe.

  • A confiança no relacionamento com funcionários, por exemplo, significa pessoas preparadas podendo trabalhar a qualquer distância, com ampla autonomia nas decisões relativas à tarefa, devendo porém apresentar os resultados esperados.


  • Para o observador externo, parecerá quase sempre sem contornos, com a interface entre empresa, fornecedores e clientes, permeável e mudando continuamente. Do lado de dentro da empresa a visão não será menos amorfa, com os tradicionais escritórios, departamentos e divisões operacionais sendo constantemente reformados de acordo com as necessidades.

  • As responsabilidades dos cargos mudarão regularmente, bem como as linhas de autoridade, até mesmo a própria definição de funcionário irá mudar, à medida em que alguns clientes e fornecedores começarem a passar mais tempo na empresa do que alguns de seus próprios empregados.


Mandamentos da corpora o virtual
Mandamentos da corporação virtual contornos, com a interface entre empresa, fornecedores e clientes, permeável e mudando continuamente. Do lado de dentro da empresa a visão não será menos amorfa, com os tradicionais escritórios, departamentos e divisões operacionais sendo constantemente reformados de acordo com as necessidades.

  • Margaret Duffy, baseada em anos de experiência acadêmica e profissional, identificou alguns aspectos fundamentais, na filosofia administrativa da corporação virtual bem-sucedida.

  • - Liderar mudanças ao invés de ser refratário a elas.

  • - Promover a necessidade de comunicação e a liderança simbólica, com um zelo religioso.

  • - Tornar-se perito em comunicações e ser generalista, ouvindo as opiniões de todos.

  • - Eliminar as paredes entre os departamentos.

  • - Atualizar continuamente os aspectos dos quais a empresa depende para seu sucesso estratégico.


Produto virtual
Produto virtual contornos, com a interface entre empresa, fornecedores e clientes, permeável e mudando continuamente. Do lado de dentro da empresa a visão não será menos amorfa, com os tradicionais escritórios, departamentos e divisões operacionais sendo constantemente reformados de acordo com as necessidades.

  • Um produto virtual é aquele que pode estar disponível a qualquer momento, em qualquer lugar e em qualquer variedade.

  • O produto ou serviço virtual ideal é produzido instantaneamente.

  • Exige uma grande estrutura e demanda pessoal qualificado, sempre em sintonia com o mercado e une fornecedores, distribuidores, funcionários, varejistas e clientes.

  • Utiliza-se da tecnologia digital para uma logística precisa em relação ao produto, assim é possível atender o cliente com produto personalizado sem a necessidade de estoque e com o prazo de entrega satisfatório.


Vitrine virtual
Vitrine virtual contornos, com a interface entre empresa, fornecedores e clientes, permeável e mudando continuamente. Do lado de dentro da empresa a visão não será menos amorfa, com os tradicionais escritórios, departamentos e divisões operacionais sendo constantemente reformados de acordo com as necessidades.

  • Com o advento da Internet, várias empresas criaram suas Home Pages, onde expõem seus produtos.

  • Algumas Empresas, além de expor os produtos, praticam o e-comerce. O Cliente ao acessar o Site da empresa, pode escolher o produto desejado, como também customiza-lo de acordo com seus gostos e necessidades. Ex: Site de Montadoras ou Concessionárias onde é possível escolher o carro do seu gosto. Faz o pedido( em casa) e o produto comprado é enviado a casa do cliente com toda comodidade.

  • Para o futuro, especula-se a implantação do e-cash, que seria a revolução virtual da economia mundial.


Quais empresas se tornar o virtuais
Quais empresas se tornarão virtuais? contornos, com a interface entre empresa, fornecedores e clientes, permeável e mudando continuamente. Do lado de dentro da empresa a visão não será menos amorfa, com os tradicionais escritórios, departamentos e divisões operacionais sendo constantemente reformados de acordo com as necessidades.

  • Qualquer empresa, de qualquer tamanho, de qualquer setor, potencialmente poderá transformar-se em uma corporação virtual.

  • Impactos desta transformação podem ser sentidos mais facilmente nos sistemas educacionais e nos níveis de emprego.

  • Qualificação de pessoas e mudança no processo de produção.


Quais empresas se tornar o virtuais1
Quais empresas se tornarão virtuais? contornos, com a interface entre empresa, fornecedores e clientes, permeável e mudando continuamente. Do lado de dentro da empresa a visão não será menos amorfa, com os tradicionais escritórios, departamentos e divisões operacionais sendo constantemente reformados de acordo com as necessidades.

  • Mudanças são necessárias para manter-se competitiva no mundo globalizado.

  • Necessidade de uma política específica para a virtualidade.

  • A implantação de novos processos produtivos, baseados em alta tecnologia, são os maiores causadores de desemprego dos últimos anos.


Toyota city
Toyota City contornos, com a interface entre empresa, fornecedores e clientes, permeável e mudando continuamente. Do lado de dentro da empresa a visão não será menos amorfa, com os tradicionais escritórios, departamentos e divisões operacionais sendo constantemente reformados de acordo com as necessidades.

  • Com o aumento dos custos de venda de automóveis, de porta em porta, a Toyota começou uma mudança gradual para revendas no Japão.

  • A primeira coisa que um cliente japonês encontra ao entrar em uma loja de revenda é um terminal de computador onde todas as informações do comprador são cadastradas ou atualizadas.

  • A seguir o sistema sugere os modelos mais adequados às necessidades da família, inclusive os preços dos concorrentes, além de informações a respeito de seguros, financiamento.


Toyota city1
Toyota City contornos, com a interface entre empresa, fornecedores e clientes, permeável e mudando continuamente. Do lado de dentro da empresa a visão não será menos amorfa, com os tradicionais escritórios, departamentos e divisões operacionais sendo constantemente reformados de acordo com as necessidades.

  • Os carros podem ser encomendados sob medida e entregues em questão de dias.

  • Este sistema é parte integrante de informações geral da empresa, que inclui o gerenciamento dos suprimentos e da fabricação. Ou seja, consumidores, fabricante e os diversos fornecedores comunicam-se on line, eliminando diversas perdas no sistema, tais como tempos de espera, estoques, capital de giro.


Computadores dell
Computadores Dell contornos, com a interface entre empresa, fornecedores e clientes, permeável e mudando continuamente. Do lado de dentro da empresa a visão não será menos amorfa, com os tradicionais escritórios, departamentos e divisões operacionais sendo constantemente reformados de acordo com as necessidades.

  • A Dell, líder no mercado de computadores, a sua política é comercializar computadores customizados para o cliente, mas sem utilizar estoques. Motivo, oferta de tecnologia de ponta, sabendo que hoje em dia a tecnologia avança rapidamente, estocar computadores seria desastroso pelo fato deles se tornarem obsoletos e fugirem a política da Dell em oferecerem os melhores e atualizados computadores do mercado. Para isso, valeu-se em uma logística precisa com os fornecedores de componentes tecnológico afim de sempre oferecer e entregar seus produtos de alta qualidade no prazo.


Conclus o
Conclusão contornos, com a interface entre empresa, fornecedores e clientes, permeável e mudando continuamente. Do lado de dentro da empresa a visão não será menos amorfa, com os tradicionais escritórios, departamentos e divisões operacionais sendo constantemente reformados de acordo com as necessidades.

  • A Administração Virtual já é uma prática que faz parte da nossa rotina, seja no trabalho, na escola ou em casa.

  • A forte tendência das organizações em se tornarem cada vez mais virtuais pode trazer benefícios em grande escala para o mundo inteiro, mas até que ponto a virtualidade pode afetar nossas vidas? Essa é uma pergunta que só o tempo e as ações do homem poderão responder.


Bibliografia
Bibliografia contornos, com a interface entre empresa, fornecedores e clientes, permeável e mudando continuamente. Do lado de dentro da empresa a visão não será menos amorfa, com os tradicionais escritórios, departamentos e divisões operacionais sendo constantemente reformados de acordo com as necessidades.

  • CHIAVENATO, I. Introdução à Teoria Geral da Administração, 6ª ed. Rio Janeiro: Campus, 2000.

  • http://pt.wikipedia.org

  • http://www.universia.com.br

  • http://www.portaldomarketing.com.br

  • http://www.brasilescola.com

  • http://www.portaladm.adm.br

  • http://www.administradores.com.br

  • http://members.fortunecity.com

  • http://administracao.virtual.vilabol.uol.com.br


ad