Download
1 / 21

Criação da Equipe Vocacional Paroquial, mais que um meio para a Pastoral Vocacional - PowerPoint PPT Presentation


  • 104 Views
  • Uploaded on

Criação da Equipe Vocacional Paroquial, mais que um meio para a Pastoral Vocacional. EVP < PV EVP = ½ > PV PV = EVP X. EVP Equipe Vocacional Paroquial. Criar: Para quê? Há necessidade? Comunidade deseja ou alguns membros? Como despertar a todos (todos) para esta necessidade?.

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about ' Criação da Equipe Vocacional Paroquial, mais que um meio para a Pastoral Vocacional' - fayola


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
Cria o da equipe vocacional paroquial mais que um meio para a pastoral vocacional
Criação daEquipe Vocacional Paroquial,mais que um meiopara aPastoral Vocacional


EVP < PV

EVP = ½ > PV

PV = EVP

X


Evp equipe vocacional paroquial
EVPEquipe Vocacional Paroquial

Criar:

Para quê? Há necessidade?

Comunidade deseja ou alguns membros?

Como despertar a todos (todos) para esta necessidade?


Pv pastoral vocacional
PVPastoral Vocacional

Como despertar a todos (todos) para esta necessidade?


O futuro da comunidade está na escolha de pessoas que assumam os seus ministérios/serviços

Quem escolhe? A quem escolher?

Método ou critérios?

E depois da escolha?


Pastoral como processo
PASTORAL COMO PROCESSO assumam os seus ministérios/serviços

1ª recomendação:

“O discípulo não é maior que o mestre”

(cf. Jo 13,16)

Tentação de fazer da pertença à Igreja uma carreira. Somente na gratuidade se consegue agradar a Deus!


Pastoral como processo1
PASTORAL COMO PROCESSO assumam os seus ministérios/serviços

2ª recomendação:

“Quem vos recebe, a mim recebe”

(Jo 13,20)

O discípulo que se constitui no centro da missão é discípulo-messiânico.O mestre torna-se “co-piloto”!


Pastoral como processo2
PASTORAL COMO PROCESSO assumam os seus ministérios/serviços

3ª recomendação:

“Eu vos envio dois a dois”

(Lc 10,1)

Dois a dois porque o discípulo não é a ele mesmo que anuncia; deve começar por testemunhar a vida em comunidade!


Pastoral como processo3
PASTORAL COMO PROCESSO assumam os seus ministérios/serviços

4ª recomendação:

“Quem se humilha será exaltado”

(Lc 14,11)

A humildade engendra o espírito de serviço em todos os níveis, incluindo o da autoridade!


Pastoral como processo4
PASTORAL COMO PROCESSO assumam os seus ministérios/serviços

Uma ação pastoral pensada

deve superar amadorismos, planejar com mística, privilegiar o processo e não os resultados, incluir todos os interessados nas decisões, na execução e nos resultados.

Comunidade-Ministérios

(e não Clero-Leigos)


Pastoral como processo5
PASTORAL COMO PROCESSO assumam os seus ministérios/serviços

Requer um planejamento participativo

com seus três momentos básicos:

Ver-Julgar-Agir

Ter os pés no chão,

manter os olhos no horizonte

e colocar as mãos na massa (ou na messe)


Pastoral como processo6
PASTORAL COMO PROCESSO assumam os seus ministérios/serviços

Condições prévias de um planejamento participativo

  • Aderir a uma eclesiologia de comunhão e participação;

  • Estar disposto a conviver com o conflito;

  • Compromisso pessoal com as consequências do processo;

  • Conhecer a metodologia do processo;

  • Paciência, coordenação, colaboração com outras instituições.


Pastoral como processo7
PASTORAL COMO PROCESSO assumam os seus ministérios/serviços

Muito mais que técnica, tem alma!


Par quia
PARÓQUIA assumam os seus ministérios/serviços

Principal ocupação não tem sido:

  • A vida comunitária (Koinonia)

  • A pregação (didaskalia)

  • O testemunho (martyria)

  • O serviço (diakonia)

    Mas sim...

  • O culto (leitourgia)


Par quia1
PARÓQUIA assumam os seus ministérios/serviços

Necessidade de renovação, para voltar a se preocupar com:

  • A vida comunitária (Koinonia)

  • A pregação (didaskalia)

  • O testemunho (martyria)

  • O serviço (diakonia)

    E também...

  • O culto (leitourgia)


Mais que um meio
Mais que um meio... assumam os seus ministérios/serviços

De fato, a EVP tem uma missão muito importante na comunidade:

  • Ajudar a resgatar a Alegria do Evangelho, com o testemunho da comunhão, do serviço, da fé ardente e generosa, da justiça e do amor aos pobres, para que esta alegria chegue até aos confins da terra e nenhuma periferia fique privada da sua luz.

  • Despertar outros a dizer «sim» perante a urgência, mais imperiosa do que nunca, de fazer ressoar a Boa Nova de Jesus.

  • Auxiliar a comunidade a buscar novos caminhos para que chegue a todos o dom da beleza que não se apaga.

  • Rezar sempre pelas vocações, especialmente com Nossa Senhora.


Evp e pv ou sav como despertar a todos todos para esta necessidade
EVP e PV ou SAV assumam os seus ministérios/serviçosComo despertar a todos (todos) para esta necessidade?


Irradiando a alegria do evangelho
Irradiando a alegria do Evangelho assumam os seus ministérios/serviços

  • A misericórdia

  • Os pobres

  • A atração

  • O anúncio

  • A inculturação

  • As estruturas

  • O diálogo


Todos somos chamados a dar aos outros o testemunho explícito do amor salvífico do Senhor, que, sem olhar as nossas imperfeições, nos oferece a sua proximidade, a sua Palavra, a sua força, e dá sentido à nossa vida (EG 121).

www.rogacionistas.org.br


ad