Relatório anual do Comitê Estadual de Prevenção e Controle de Morte Materna e Perinatal do Rio d...
Download
1 / 28

CEPCMMRJ - PowerPoint PPT Presentation


  • 109 Views
  • Uploaded on

Relatório anual do Comitê Estadual de Prevenção e Controle de Morte Materna e Perinatal do Rio de Janeiro CEPCMM-RJ 28 de maio de 2009 Dia Internacional da Luta pela Saúde da Mulher e Dia Nacional de Redução de Morte Materna. 28 de maio Dia Internacional da Luta pela Saúde da Mulher

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about ' CEPCMMRJ' - emil


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

Relatório anual do Comitê Estadual de Prevenção e Controle de Morte Materna e Perinatal do Rio de Janeiro CEPCMM-RJ

28 de maio de 2009

Dia Internacional da Luta pela Saúde da Mulher e Dia Nacional de Redução de Morte Materna


28 de maio Controle de Morte Materna e Perinatal do Rio de Janeiro CEPCMM-RJ

Dia Internacional da Luta pela Saúde da Mulher

Em 1984, esta data foi definida diante das graves denúncias feitas no Tribunal Internacional de Denúncias e Violação dos Direitos Reprodutivos, ocorrido durante o 4º Encontro Internacional da Mulher e Saúde,

CEPCMMRJ

28 de maio

Dia Internacional de Luta pela Saúde da Mulher e

Dia Nacional de Redução da Morte Materna

1987 - V Encontro Internacional sobre Saúde da Mulher, na Costa Rica

28 de maio

Dia Nacional de Redução de Morte Materna

Em 1988, o governo brasileiro determinou este mesmo dia como a data nacional para combate à morte materna.


28 de maio Controle de Morte Materna e Perinatal do Rio de Janeiro CEPCMM-RJ

Dia Estadual de Luta para Prevenção da Mortalidade Materna

Em 2009 o Estado do RJ determinou este mesmo dia como a data para combate à morte materna.


Razão da Mortalidade Materna

Data de denúncias, proposições, cobranças e sensibilização


Razão da morte materna por região de residência Controle de Morte Materna e Perinatal do Rio de Janeiro CEPCMM-RJ

2002 à 2007*

Estado do Rio de Janeiro

Razão da morte materna segundo causa

Estado do Rio de Janeiro

2002 à 2007*

Fonte: CEPCMM/GSM/SABGC/SAS/SESDEC-RJ

SIM/ CDV/SUPLAR/SDSS/ SESDEC-RJ

“Média móvel dos triênios


Razão da morte materna por região de residência Controle de Morte Materna e Perinatal do Rio de Janeiro CEPCMM-RJ

2002 à 2007*

Metropolitana I

Fonte: CEPCMM/GSM/SABGC/SAS/SESDEC-RJ

SIM/ CDV/SUPLAR/SDSS/ SESDEC-RJ

“Média móvel dos triênios

“Média móvel dos triênios


Razão da morte materna segundo as causas Controle de Morte Materna e Perinatal do Rio de Janeiro CEPCMM-RJ

Estado do Rio de Janeiro

2002 à 2007*

Fonte: CEPCMM/GSM/SABGC/SAS/SESDEC-RJ

SIM/ CDV/SUPLAR/SDSS/ SESDEC-RJ

“Média móvel dos triênios


Razão da morte materna segundo as 10 primeiras causas Controle de Morte Materna e Perinatal do Rio de Janeiro CEPCMM-RJ

2002 à 2007*

Estado do Rio de Janeiro

Fonte: CEPCMM/GSM/SABGC/SAS/SESDEC-RJ

SIM/ CDV/SUPLAR/SDSS/ SESDEC-RJ

“Média móvel dos triênios


Distribuição proporcional segundo o tipo de óbito materno

2005 à 2007

Estado do Rio de Janeiro

Direto

Indireto

Fonte: CEPCMM/GSM/SABGC/SAS/SESDEC-RJ

SIM/ CDV/SUPLAR/SDSS/ SESDEC-RJ

Média móvel dos triênio


Risco relativo de morte materna segundo raça/cor estratificado pela escolaridade

2005 à 2007* - Estado do Rio de Janeiro

Razão da morte materna segundo causa

Estado do Rio de Janeiro

2002 à 2007*

Fonte: CEPCMM/GSM/SABGC/SAS/SESDEC-RJ

SIM/ CDV/SUPLAR/SDSS/ SESDEC-RJ

“Média móvel dos triênios


Razão de Mortalidade Materna segundo estratificado pela escolaridade

2005 à 2007* - Estado do Rio de Janeiro

Razão da morte materna segundo causa

Estado do Rio de Janeiro

2002 à 2007*

Fonte: CEPCMM/GSM/SABGC/SAS/SESDEC-RJ

SIM/ CDV/SUPLAR/SDSS/ SESDEC-RJ

“Média móvel dos triênios


RMM segundo idade da mulher estratificado pela escolaridade

2002 à 2007* - Estado do Rio de Janeiro

Razão da morte materna segundo causa

Estado do Rio de Janeiro

2002 à 2007*

Fonte: CEPCMM/GSM/SABGC/SAS/SESDEC-RJ

SIM/ CDV/SUPLAR/SDSS/ SESDEC-RJ

“Média móvel dos triênios


COMITE ESTADUAL DE PREVENÇÂO E CONTROLE DE MORTE MATENA DO RIO DE JANEIRO

CEPCMM RJ

20 anos

CEPCMMRJ

1989

RESOLUÇÃO NO 512

INSTITUI O COMITÊ DE PREVENÇÃO E CONTROLE DE MORTE MATERNA

INTEGRANTES: SES (PRESIDENTE); CRM; COREN; CEDIM; SGORJ.

1990

RESOLUÇÃO No 558

NOMEIA OS REPRESENTANTES

1991

RESOLUÇÃO No 671

AMPLIA OS REPRESENTANTES

INCLUI AS UNIVERSIDADES: UFRJ, UFF, UNI-RIO E UERJ; SOCIEDADE DE PEDIATRIA DO RJ E FUNDAÇÃO OSVALDO CRUZ


Conhecer a realidade da morte materna é requisito básico para o estabelecimento de políticas que visem a sua redução e avaliem a efetividade e eficácia das ações implementadas.

Comitês de Estudo do Óbito Materno

“Uma das mais bem sucedidas estratégias para se conhecer e monitorar a situação da mortalidade materna nos diversos países.”

Castilho, 1994


CEPCMM-RJ para o estabelecimento de políticas que visem a sua redução e avaliem a efetividade e eficácia das ações implementadas.

conhecer e monitorar

Medidas para Vigilância da Mortalidade Materna

Resolução SES-RJ Nº 1052 de 20 de setembro de 199

Torna o Óbito Materno “evento de notificação compulsória

Resolução SES-RJ Nº 1648 de 28 de maio de 2001

Torna obrigatório a investigação dos óbitos de mulheres em idade fértil de causa presumíveis e maternos

Resolução SES-RJ Nº 3088 de 31 DE JULHO 2006.

Torna obrigatório a investigação dos óbitos de mulheres em idade fértil e morte materna


Análise do Óbito para o estabelecimento de políticas que visem a sua redução e avaliem a efetividade e eficácia das ações implementadas.

A agilidade na informação e o início oportuno da investigação são fatores fundamentais para a análise do óbito e o sucesso da ação

Óbito inevitável

Óbito evitável

PORTARIA Nº 1.119, DE 5 DE JUNHO DE 2008



Qual ou Quais Fatores Determinantes da Morte Materna Módulo de investigação do SIM para a Ficha-Resumo dos comitês de morte materna ?

Conduta clinica inadequada?

Ocorreu negligência?

Baixa escolaridade da mulher?

Falta de vaga no CTI?

Óbito evitável

Desemprego ?

Não identificação de risco reprodutivo?

Social?

Pré-natal com pouca qualidade ?

Falta de sangue?

Acesso deficitário ao Serviço de Saúde?

Carência de leitos obstétricos?

Falta de capacitação do profissional?

Falta de saneamento básico?

Inexistência de sistema de referência e contra-referência?

Falta de qualidade na Assistência Hospitalar Prestada ?

Falha diagnóstica?

Falta da avaliação de Risco Gestacional ?

Falta de acesso ao planejamento familiar ?


Definição de Medidas Preventivas Módulo de investigação do SIM para a Ficha-Resumo dos comitês de morte materna

COMITE MUNICIPAL OU MICROREGIONAL DE PREVENÇÃO E CONTROLE DE MORTE MATERNA

25 MUNICICIPIOS COM COMITÊS, ALGUNS NÃO ATUANTES


Medidas para redu o
Medidas para redução Módulo de investigação do SIM para a Ficha-Resumo dos comitês de morte materna

  • Resolução que implanta o protocolo de diagnóstico e tratamento da hipertensão na gestação (2004)

  • Instituição dos “10 Passos para Redução da Mortalidade Materna

  • Protocolo para diagnóstico e tratamento para Dengue na gestação


A redu o da morte materna uma das prioridades
A redução da morte materna é uma das prioridades Módulo de investigação do SIM para a Ficha-Resumo dos comitês de morte materna

O Brasil assumiu o compromisso de melhorar e ampliar os serviços de saúde materna:

  • Conferência Internacional sobre Maternidade sem Risco (1987);

  • Reunião de Cúpula Mundial em Favor da Infância (1990);

  • Conferência Internacional sobre População e Desenvolvimento (1994);

  • Quarta Conferência Mundial sobre a Mulher (1995).


Na Cúpula do Milênio (2000) os países membros das Nações Unidas estipularam a meta de redução de 75% dos índices de mortalidade materna de 1990. Essa meta deverá ser cumprida até 2015.

Em 1990, a mortalidade materna no Estado do Rio de Janeiro era de 74 mulheres a cada 100 mil nascidos vivos (nv). Para atingir a meta, o Estado teria de reduzir o número de mortes para 18 a cada 100 mil nv.


20 anos Nações Unidas estipularam a meta de redução de 75% dos índices de mortalidade materna de 1990. Essa meta deverá ser cumprida até 2015.

CEPCMMRJ

A mortalidade materna é uma das mais graves violações dos direitos humanos

Precisa ser tratada como tragédia que não deveria ter acontecido

[email protected]

Tel/fax: 2299-9746; 2299-9748


ad