f rum permanente e interdisciplinar de sa de
Download
Skip this Video
Download Presentation
Fórum Permanente e Interdisciplinar de Saúde

Loading in 2 Seconds...

play fullscreen
1 / 21

Fórum Permanente e Interdisciplinar de Saúde - PowerPoint PPT Presentation


  • 71 Views
  • Uploaded on

Fórum Permanente e Interdisciplinar de Saúde. GESTÃO DA TECNOLOGIA EM SAÚDE CGU e CORI – UNICAMP 15 DE SETEMBRO DE 2005. CENTRO DE ENGENHARIA BIOMÉDICA Prof. Dr. Eduardo T. Costa [email protected] Missão Conduzir de modo paralelo e integrado: Pesquisa & Desenvolvimento,

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about ' Fórum Permanente e Interdisciplinar de Saúde' - elliott-grimes


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript
f rum permanente e interdisciplinar de sa de

Fórum Permanente e Interdisciplinar de Saúde

GESTÃO DA TECNOLOGIA EM SAÚDE

CGU e CORI – UNICAMP

15 DE SETEMBRO DE 2005

slide3

Missão

Conduzir de modo paralelo

e integrado: Pesquisa & Desenvolvimento,

Formação de Recursos Humanos e Prestação de Serviços à Comunidade,na área de Engenharia Biomédica.

P&D

AAS

FRH

slide4

CGU

COCEN

CEB

slide5

ATIVIDADES RELACIONADAS COM A GESTÃO DA TECNOLOGIA DISPONIBILIZADA PARA A SAÚDE:

  • ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA  INFORMAÇÃO
  • AQUISIÇÃO
  • INSTALAÇÃO
  • MANUTENÇÃO  INFORMAÇÃO
  • DESATIVAÇÃO
slide6

“Gerenciar significa controlar de modo

escrupuloso, essencialmente com

base em dados quantitativos, um conjunto de processos, visando atingir um objetivo”

slide7

Atendimento requer

Gestão!

Gestão requer

plano e ferramenta!

slide8

Requisitos do Sistema

Permitir visualização do conjunto de acontecimentos;

Estimular mudança de cultura quanto às

iniciativas individuais;

Abrir espaço para novas idéias e incorporação

do conhecimento.

slide9

Diretor

Suporte

GEC

FM

P & D

CAC

GRU

SUP – Suprimentos

CAC – Central de Atendimento ao Cliente

GEC – Gerência

GRU – Engenheiros Clínicos

EXE – Técnicos

EXE

SUP

Mais de 10 mil equipamentos de 550 tipos

Área Médica

Hospital Universitário -- 450 leitos

CAISM -- 120 leitos

2 Centros médicos: Gastrocento e Hemocentro

Faculdade de Ciências Médicas

slide10

Realizar o estado ativado

Acionar o próximo estado

AO, RE, EX, AR

GEC

EP

PE, TE, DP, RT

Transição

de estados

AO

AE, AT

AE

CO

EE

AE

CAC

GRU

EXE

Atividade

AE

OA

EP, AV

Estado

da OS

AS

AI

AE, AT

SUP

SU

Bassani, JWM, Rocha, LS, Luders, ML & Bizinotto, WJ.

Microprocess-based management of medical equipment maintenance.

Procedings of the EMBS/BMES- IEEE Conference, OCT-23-26:1942-1943, 2002

Atividades

OA-AE – abrir a OS e atribuir a uma chefia

AE-EE – encontrar o técnico mais qualificado

EE-EP – fazer a manutenção no CEB

EP-CO – concluir a Os

slide11

AS

Externo

CEB

Chamada

A

EM

Triagem

Ordens de serviço OS

ET

MP-I

MC

MP-p

Sintomas

Inspeção

Diagnóstico

Protocolo

FIM

Ação

Protocolo

Verificação

INT

Conclusão

slide12

OA

AE

1

CO

25

13

RT

12

AE

4

AE

AE

23

EP

25

6

EP

4

2

EP

25

5

DP

22

CO

11

CO

3

4

AE

CO

24

EE

21

AE

AI

10

7

34

9

20

PE

SU

8

TE

AT

14

29

17

31

15

35

EP

19

AS

AE

18

4

AE

AO

AE

25

32

RE

28

CO

AE

AV

27

AE

AT

26

16

EX

29

AS

AE

30

32

31

AR

AE

SU

GEC

33

GRU

EXE

CAC

35

AE

SUP

AE

slide14

CENTRAL DE REFERÊNCIA EM EQUIPAMENTOS BIOMÉDICOS (CREB)

  • Criada em junho de 1985

com o apoio da Organização Panamericana de Saúde (OPS);

  • Biblioteca especializada em equipamentos médico-hospitalares com a finalidade de apoiar as atividades de desenvolvimento e manutenção de equipamentos no Brasil e em outros países latino-americanos.
slide15

CENTRAL DE REFERÊNCIA EM EQUIPAMENTOS BIOMÉDICOS (CREB)

  • Centralizar, organizar e disseminar informações técnicas específicas ligadas

às áreas de Engenharia Biomédica (Engenharia Médica, Engenharia de Reabilitação, Engenharia Clínica) e Física Médica.

slide16

CENTRAL DE REFERÊNCIA EM EQUIPAMENTOS BIOMÉDICOS (CREB)

Missão Híbrida

De um lado o foco acadêmico da Engenharia Biomédica organizando e disseminando informação científica para uso acadêmico

Acervo

Acadêmico

Do outro lado o foco na Engenharia Clínica, Hospitalar e Física Médica visando a gestão de tecnologias de saúde vinculadas ao Complexo Hospitalar

Acervo

Tecnológico

slide19

CREB

Usuário Externo

slide20

CREB – Processo Técnico - Tratamento da Informação

Padronização da Área de Biblioteconomia: Classification Decimal Dewey; Tabela pha; códigos de classificação e indexação.

Acervo

Acadêmico

Padronização definida pelo equipe da CREB: Universal Medical Device Nomenclature System; Cadastro de Equipamentos CEB.

Acervo

Tecnológico

slide21

FIM

GRATO PELA ATENÇÃO

ad