Globaliza o e regionaliza o
Download
1 / 30

GLOBALIZAÇÃO E REGIONALIZAÇÃO. - PowerPoint PPT Presentation


  • 149 Views
  • Uploaded on

GLOBALIZAÇÃO E REGIONALIZAÇÃO. BLOCOS ECONÔMICOS. Modalidades de Integração Regional. Os blocos econômicos existentes no mundo são classificados a partir dos acordos estabelecidos entre eles, e podem ser agrupados em:

loader
I am the owner, or an agent authorized to act on behalf of the owner, of the copyrighted work described.
capcha
Download Presentation

PowerPoint Slideshow about ' GLOBALIZAÇÃO E REGIONALIZAÇÃO.' - ellard


An Image/Link below is provided (as is) to download presentation

Download Policy: Content on the Website is provided to you AS IS for your information and personal use and may not be sold / licensed / shared on other websites without getting consent from its author.While downloading, if for some reason you are not able to download a presentation, the publisher may have deleted the file from their server.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E N D - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Presentation Transcript

Modalidades de integra o regional
Modalidades de Integração Regional

  • Os blocos econômicos existentes no mundo são classificados a partir dos acordos estabelecidos entre eles, e podem ser agrupados em:

  • Zona de preferência tarifária - é o processo mais simples de integração em que os países pertencentes ao bloco gozam de tarifas mais baixas do que as tarifas aplicadas a outros que não possuem acordo preferencial. É o caso da ALADI (Associação Latino-Americana de Integração);

  • Países membros da ALADI:


Integra o regional modalidades
Integração Regional - modalidades

  • Zona de livre comércio - reúne os países através de acordos comerciais que visam exclusivamente à redução ou eliminação de tarifas aduaneiras entre os países-membros do bloco. Só é considerada uma Zona de Livre Comércio quando pelo menos 80% dos bens são comercializados sem taxas alfandegárias. O principal exemplo é o Nafta (Acordo de Livre Comércio da América do Norte), formado por Estados Unidos, Canadá e México;

  • NAFTA:


Integra o regional modalidades1
Integração regional – modalidades

  • União aduaneira - é um estágio mais avançado de integração. Além dos países eliminarem as tarifas aduaneiras entre si, estabelecem as mesmas tarifas de exportação e importação TEC (Tarifa Externa Comum). Apesar de abrir as fronteiras para mercadorias, capitais e serviços, não permite a livre circulação de trabalhadores. O Mercosul (Mercado Comum do Sul) é um exemplo de união aduaneira, composto por Brasil, Argentina, Uruguai, Paraguai e Venezuela. Chile, Bolívia, Peru, Colômbia e Equador são países associados

  • MERCOSUL – AS NEGOCIAÇÕES PARA A ADESÃO DA VENEZUELA AINDA NÃO FORAM CONCLUÍDAS.


Integra o regional
Integração regional.

  • Mercado comum - visa à livre circulação de pessoas, mercadorias, capitais e serviços. O único exemplo é a União Européia, que, além de eliminar as tarifas aduaneiras internas e adotar tarifas comuns para o mercado fora do bloco, permite a livre circulação de pessoas, mão-de-obra, capitais e todo tipo de serviços entre os países-membros. A UE é formada por 27 membros, após a adesão de 10 novos países, em maio de 2004. Em 2007, incluíram-se também Romênia e Bulgária na União Européia

  • UNIÃO EUROPEIA – CANDIDATOS; TURQUIA – CROACIA EMACEDONIA.


Integra o regional1
Integração Regional

  • União econômica e monetária - é formada pelos países da União Européia, que, em 1º de janeiro de 2002, adotaram o Euro como moeda única. São países da U.E e que usam o Euro: Áustria, Bélgica, Chipre, Estônia, Finlândia, França, Alemanha, Grécia, Irlanda, Itália, Luxemburgo, Malta, Holanda, Portugal, Eslováquia, Eslovênia, Espanha.

  • Países que usam o Euro e não fazem parte da U.E: Kosovo e Montenegro

  • ZONA DO EURO.


FORMAÇÃO DA UNIÃO EUROPEIA.

A história da União Europeia tem início com a aproximação entre França e Alemanha, após a Segunda Guerra Mundial, com o objetivo de estabelecer um acordo de cooperação na área de siderurgia.

Essa cooperação inicial atraiu mais países (Itália, Bélgica, Países Baixos e Luxemburgo, os três últimos formavam o Benelux) e acabou dando origem, em 1952 à CECA (Comunindade Europeia do Carvão e do Aço).

Além do desenvolvimento econômico conjunto a CECA possibilitava conter as animosidades entre França e Alemanha de modo a evitar a ocorrência de novos conflitos armados.


Em 1957, os países da CECA, voltada para o setor siderúrgico, formaram o MCE (Mercado Comum Europeu), através do Tratado de Roma, estendendo a área de livre comércio para outros tipos de mercadorias além dos produtos da siderurgia.

Em 1959, o Reino Unido formou o EFTA ou AELC (Associação Europeia de Livre Comércio) com o objetivo de incorporar países que não queriam participar de um bloco econômico tão integrado quanto o MCE mas viam como necessário constituir uma área de livre comércio. O EFTA se tornou um bloco econômico europeu paralelo ao MCE. Ao longo do tempo a maioria de seus membros foram incorporados a União Europeia. Atualmente somente a Suíça, a Islândia, a Noruega e Liechteinstein ainda fazem parte do EFTA.


FORMAÇÃO E EXPANSÃO DA UNIÃO EUROPEIA siderúrgico, formaram o MCE (Mercado Comum Europeu), através do Tratado de Roma, estendendo a área de livre comércio para outros tipos de mercadorias além dos produtos da siderurgia.


Em 1991 os países do bloco europeu assinaram o Tratado de Maastricht, que entrou em vigor em 1993. Esse tratado definiu o nome do bloco como União europeia, a criação de uma moeda única e a união política.

O Euro foi lançado em 1999 como uma moeda virtual, utilizado em transações bancárias, mas sem dinheiro circulante. Nessa época a Grécia não pode adotá-lo pois não tinha a estruturação econômica exigida pelo Tratado de Amsterdã.

A circulação de notas e moedas de Euro só se fez no ano de 2002, quando finalmente a Grécia pode entrar para a Zona do Euro.


A DESIGUALDADE DE DESENVOLVIMENTO DENTRO DO BLOCO EUROPEU. O CASO DOS PIIGs.

Cite possíveis motivos que expliquem por que esses membros da União Europeia e da zona do Euro foram chamados de piigs.


Tratado de shengen
TRATADO DE SHENGEN CASO DOS PIIGs.

  • O Tratado de Schengen foi firmado em 14 de junho de 1985.

  • Garante a livre circulação de pessoas entre os 25 países signatários.

  • A vigilância externa das fronteiras do bloco é feita pela FRONTEX.

  • França e Dinamarca – solicitam a suspensão do Tratado.


Unasul
UNASUL CASO DOS PIIGs.

  • A Unasul (União das Nações Sul-Americanas) é uma comunidade formada por doze países sul-americanos. Fazem parte da Unasul os seguintes países: Argentina, Brasil, Uruguai, Paraguai, Bolívia, Colômbia, Equador, Peru, Chile, Guiana, Suriname e Venezuela. O objetivo principal da Unasul é propiciar a integração entre os países da América do Sul. Esta integração ocorrerá nas áreas econômica, social e política. Dentro deste objetivo, espera-se uma coordenação e cooperação maior nos segmentos de educação, cultura, infra-estrutura, energia, ciências e finanças.

  • MEMBROS: PAÍSES DO MERCOSUL E CAN (COMUNIDADE ANDINA) MAIS Chile, Suriname e Guiana.


Rea de integra o profunda do pac fico
Área de integração profunda do Pacífico CASO DOS PIIGs.

  • No primeiro trimestre de 2011, Chile, Peru, Colômbia e México através da  declaração de Lima criaram uma Área de Integração Profunda do Pacífico entre os quatro países, mais o Panamá como observador. Surge com o objetivo de facilitar a convergência e consulta mútua bilateral, regional e multilateral sobre fluxos de bens e pessoas, bem como concertar mercados e organismos.


Aip ou bloco do pac fico
AIP ou Bloco do Pacífico. CASO DOS PIIGs.

  • Área de Integração Profunda.

  • MILA: Mercado Integrado Latino – Americano: criado no interior da AIP ou Bloco do Pacífico pelo Chile, Colômbia e Peru.


Teca diverg ncias comerciais entre brasil e eua
TECA: divergências comerciais entre Brasil e EUA CASO DOS PIIGs.

  • Tratado de Cooperação Econômica e Comercial (Teca) é um mecanismo permanente de negociação de pendências comerciais.

  • Os produtores americanos de etanol reclamam da mudança no sistema de cobrança de ICMS na importação em São Paulo. Também dizem que são prejudicados com a redução de 25% para 20% no teor de mistura de álcool na gasolina e com os incentivos criados por uma linha de crédito do BNDES para o setor.


TECA CASO DOS PIIGs.

  • o Brasil elegeu como foco para o Teca a derrubada de barreiras sanitárias à exportação de carne bovina - um compromisso assumido pelos americanos dentro de um acordo para resolver o impasse no contencioso do algodão na Organização Mundial do Comércio (OMC).

  • Antes, era o Brasil quem brigava para derrubar o sistema americano de subsídio e a tarifa na importação do álcool, que expirou em 2011. O mercado americano está teoricamente aberto para o álcool brasileiro, mas a indústria nacional hoje mal dá conta de suprir o mercado interno. No ano passado, as empresas americanas exportaram ao Brasil quase 1,5 bilhão de litros de álcool.


Associa o das na es do sudeste asi tico asean
ASSOCIAÇÃO DAS NAÇÕES DO SUDESTE ASIÁTICO – ASEAN. CASO DOS PIIGs.

  • SURGIU EM 1967 –países membros:

  • Tailândia, Indonésia, Filipinas, Cingapura, Malásia, Brunei, Mianmar, Laos, Vietnã e Camboja.

  • Assegurar o desenvolvimento econômico e a estabilidade política.

  • ASEAN


APEC CASO DOS PIIGs.

  • Cooperação Econômica da Ásia e do Pacífico.

  • Objetivo: criar uma área de livre comércio entre os países membros até 2020.

  • É um bloco heterogêneo.

  • APEC


Comunidade dos Estados Independentes. CASO DOS PIIGs.

Criado após a desagregação da URSS e abriga 12 das 15 repúblicas da Ex-URSS.

CEI.


Blocos africanos
Blocos Africanos. CASO DOS PIIGs.

  • SADC - Comunidade Para o Desenvolvimento da África AustralPaíses Membros:África do Sul, Angola, Botsuana, Lesoto, Malavi, Maurício, Moçambique, Namíbia, República Democrática do Congo, Seicheles, Suazilândia, Tanzânia, Zâmbia e Zimbábue.- criada em 1992 incentivar as relações comerciais entre seus membros.- objetivo: de criar um mercado comum,

  • SADC.


Uma uni o do magreb rabe
UMA – UNIÃO DO MAGREB ÁRABE. CASO DOS PIIGs.

  • UMA

  • PAÍSES MEMBROS:

  • MAURITÂNIA

  • MARROCOS

  • ARGÉLIA

  • TUNÍSIA

  • LIBIA.


Anzcerta
ANZCERTA CASO DOS PIIGs.

  • ANZCERTA - Acordo Comercial sobre Relações Econômicas entre Austrália e Nova ZelândiaPaíses-membros: Austrália e Nova Zelândia.- criado em 1983, é principal instrumento de administração das relações econômicas.- objetivo: criação de uma área de livre comércio.

  • AUTRÁLIA E NOVA ZELÂNDIA.


Aladi
ALADI CASO DOS PIIGs.

  • ALADI - Associação Latino-Americana de IntegraçãoPaíses-Membros: Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Cuba, Equador, México, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela.- criada em 1980, em substituição da antiga Associação Latino-Americana de Livre Comércio de 1960.- objetivo: mercado comum latino-americano, (concessão de preferências tarifárias e acordos regionais e de alcance parcial).


MCCA CASO DOS PIIGs.

  • MCCA - Mercado Comum Centro-AmericanoPaíses-membros: Costa Rica, El Salvador, Guatemala, Honduras, Nicarágua.- Surgiu em 1960 para promover a paz na região afetada por conflitos bélicos.- objetivos: mercado comum, zona de livre comércio ou de uma união aduaneira.- há um grupo de trabalho para preparar o processo de constituição da União Centro-Americana, nos mesmos moldes da União Européia.

  • MCCA


Caricom
CARICOM CASO DOS PIIGs.

  • CARICOM - Mercado Comum e Comunidade do CaribePaíses-Membros: Antigüa e Barbuda, Bahamas, Barbados, Belize, Dominica, Granada, Guiana, Haiti, Jamaica, Montserrat, Santa Lúcia, São Cristóvão e Neves, São Vicente e Granadinas, Suriname e Trinidad e Tobago, Cuba (como membro observador).- criado em 04 de julho de 1973, pelo Tratado de Charguaramas.- objetivo: cooperação econômica e política . Também chamado de Organização do Caribe Oriental.

  • CARICOM


AEC CASO DOS PIIGs.

  • Associação Econômica do Caribe.

  • Membros: países do CARICOM e inclui também: México, Venezuela, Colômbia,

  • Suriname e República da Guiana – países da região conhecida como grande Caribe.

  • AEC:


Can ou pacto andino
CAN OU PACTO ANDINO CASO DOS PIIGs.

  • CAN - Comunidade Andina, Grupo Andino Ou Pacto AndinoPaíses-Membros: Bolívia, Colômbia, Equador, Peru e Venezuela.- criada em 1969, pelo Acordo de Cartagena- os países membros junto ao Chile criaram uma União Aduaneira e Econômica para fazer restrições à entrada de capital estrangeiro, com base em estudos da Comissão Econômica para a América Latina (CEPAL), órgão da ONU.

  • CAN: Chile e Venezuela saíram do bloco.


CASO DOS PIIGs.


ad